10 de fevereiro de 2008

NECS. The Budapest Conference, “New and Old Frames”

NECS Conference Budapeste.jpg

A Conferência da European Network for Cinema and Media Studies (NECS) vai realizar-se em Budapeste, de 19 e 21 de Junho de 2008, subordinada ao tema geral “New and Old Frames”. O programa preliminar pode consultar-se aqui.

Paulo Granja na secção Eventos | Imprimir | Enviar | Comentar (1) | TrackBack (0)

Cineclubismo. Primera Conferencia Mundial

Cineclubismo Primera conferencia mundial 

Vai decorrer nos próximos dias 28 e 29 de fevereiro, na Cidade do México, o encontro Cineclubismo. Primera Conferencia Mundial. Este encontro contará com a presença da Argentina, do Brasil, do Burkina Faso, da Catalunha, da Colômbia, Cuba, Italia e México.
O programa poderá ler-se aqui e as notas biográficas dos participantes aqui.

Continue a ler "Cineclubismo. Primera Conferencia Mundial"

Paulo Granja na secção Eventos | Imprimir | Enviar | Comentar (1) | TrackBack (0)

12 de novembro de 2007

O Ciné-Club de Louis Delluc

No último post  reproduzimos a capa do n.º 3 do Journal du Ciné-Club,  publicação, que surgiria a 14 de Janeiro de 1920, por iniciativa de Louis Delluc e Charles de Vesme, entre outros, e a colaboração de Léon Moussinac. Ao que tudo indica, seria este Journal que levaria à criação do primeiro cineclube de que há conhecimento.

Continue a ler "O Ciné-Club de Louis Delluc"

Paulo Granja na secção Notas | Imprimir | Enviar | Comentar (0) | TrackBack (0)

10 de novembro de 2007

Le Journal du Ciné-Club

Le Journal du Ciné-Club

Paulo Granja na secção Iconografia | Notas | Imprimir | Enviar | Comentar (0) | TrackBack (0)

6 de novembro de 2007

Cineclubes e Neo-realismo

Creio que não houve cinema neo-realista em Portugal; o nosso neo-realismo foi o movimento cineclubista.

Alberto Seixas Santos, IV Encontros de Cinema de Coimbra, Out.-Nov. 1999.

Christel Henry, «A cidade das flores»: Para uma recepção cultural em Portugal do cinema neo-realista italiano Embora não se preocupe especificamente com a história dos cineclubes, damos aqui conta, ainda que com considerável atraso, da publicação da tese de doutoramento da nossa amiga e colega Christel Henry, «A cidade das flores»: Para uma recepção cultural em Portugal do cinema neo-realista italiano como metáfora possível de uma ausência, na colecção «Textos Universitários de Ciências Sociais e Humanas» da Fundação Calouste Gulbenkian.

A importância do cine-clubes na recepção do cinema  neo-realista italiano e na crítica de cinema em Portugal  tornam-se nesta obra (cujo índice pode ser consultado aqui) por demais evidentes; razão pela qual aconselhamos a sua leitura por todos os que se interessam pela história do cinema e do movimento dos cineclubes em Portugal.

Paulo Granja na secção Bibliografia | Imprimir | Enviar | Comentar (4) | TrackBack (0)

2 de novembro de 2007

O primeiro cine-clube?

Phono-ciné-gazetteAparentemente, e ao contrário do que se pensa, o termo cine-clube não terá sido criado por Louis Delluc, em 1920, mas sim, em 1907, por Edmond Benoît-Levy, director da revista Phono-Ciné-Gazette, uma revista surgida em 1905 com título Phono-Gazette, mas que poucos meses depois passaria a incluir a referência ao cinema no seu título (como se pode verificar na imagem ao lado).
Seria nesta revista que, a 14 de Abril de 1907, Benoît-Levy anunciaria a criação do primeiro «ciné-club».

Continue a ler "O primeiro cine-clube?"

Paulo Granja na secção Iconografia | Notas | Imprimir | Enviar | Comentar (1) | TrackBack (0)

31 de outubro de 2007

A Formação do Gosto pelo Cinema em Santarém, 1895-1959

Luísa Maria G. Teixeira Barbosa (Mestre em História e Cultura do Brasil)

O Cinema no Teatro Taborda, (1895-1959)

O palco do Teatro Taborda, hoje sede do Círculo Cultural Scalabitano, não serviu exclusivamente às actividades teatrais, pois as diversas associações, que o geriram desde 1895, tiveram sempre uma forte ligação à vida da cidade e aos seus habitantes. A primière deste teatro sucedeu no dia 28 de Abril desse ano, que foi o da sua fundação. Durante as inúmeras récitas, apresentaram-se músicos, orquestras de amadores, diseurs, artistas dramáticos de Santarém, no seu salão ensinava-se dança, esgrima, jogo do pau, equitação, ginástica sueca e apresentavam-se as mais modernas artes como a fotografia e o cinema.

Continue a ler "A Formação do Gosto pelo Cinema em Santarém, 1895-1959"

Paulo Granja na secção Artigos | Imprimir | Enviar | Comentar (0) | TrackBack (0)