« setembro 2006 | Entrada | janeiro 2007 »

outubro 17, 2006

Empreendedores e a sua circunstância

Retomo hoje o leitmotiv do meu artigo anterior – a missão de desenvolvimento e inovação empresarial à Florida (10 a 15 de Setembro), uma excelente iniciativa do Embaixador dos Estados Unidos em Portugal, ...
Retomo hoje o leitmotiv do meu artigo anterior – a missão de desenvolvimento e inovação empresarial à Florida (10 a 15 de Setembro), uma excelente iniciativa do Embaixador dos Estados Unidos em Portugal, Alfred Hoffman Jr. –, para me centrar no sistema de ensino norte-americano, em particular no que diz respeito ao empreendedorismo enquanto conteúdo escolar. Também nesta área, e pegando nas premissas do artigo pretérito, os EUA obedecem a uma lógica muito pragmática, procurando incutir nos seus jovens os valores do empreendedorismo, logo a partir dos bancos de escola. Miúdos iguais aos que em Portugal se deleitam com as peripécias da "Floribella" ou dos "Morangos com Açúcar" aprendem muito cedo a fazer um plano de negócios, por exemplo, sem prejuízo das disciplinas mais convencionais (Matemática, língua materna, História, ciências ?) e sem sobrecarregar os alunos com conteúdos escolares.

Armindo Monteiro - Jornal de Negócios

Publicado por morangostvi às 04:06 AM | Comentários (12)

Madalena Toscany angaria fundos para Casa Mãe

A manequim Jordana Jardel é uma das convidadas da estilista Madalena Toscany para o espectáculo de angariação de fundos para a Casa do Pombal “A Mãe”, que decorre hoje à noite na Casa do Povo de Aveiras de Cima, Azambuja. O desfile de moda intitulado “Trapos e Palavras em Movimento” está marcado para as 21h30.

O actor dos morangos com açúcar Gustavo Santos, os apresentadores Fernanda Freitas e José Figueiras e a cantora Valéria Carvalho vão participar no espectáculo que será abrilhantado pelo grupo de dança de Leiria "Oito Tempos".

O Mirante

Publicado por morangostvi às 03:54 AM | Comentários (10)

outubro 14, 2006

o horário de "Morangos com açúcar" (19 horas) será para manter

A nova telenovela da TVI, "Doce fugitiva", vai estrear na próxima semana e será a nova aposta da estação de Queluz para o horário nobre, onde já estão "Tempo de viver" e "Fala-me de amor", esta quase no final.

O director-geral do canal, José Eduardo Moniz, não quis adiantar o dia exacto da estreia e o horário concreto em que será exibido o conteúdo e foi evasivo sempre que questionado. Moniz assegurou, porém, que o horário de "Morangos com açúcar" (19 horas) será para manter, o que pressupõe que "Doce fugitiva" será transmitida após o "Jornal Nacional", a partir das 21 horas, à mesma hora do que "Floribella", a líder de audiências da SIC.

Rui Miguel Melo - Jornal de Notícias

Publicado por morangostvi às 01:59 AM | Comentários (15)

Gato Fedorento

A confiança no próximo projecto é reforçada pela satisfação com o resultado final da série ‘Lopes da Silva’. Depois das grandes expectativas criadas em redor do programa – que concorreu no horário nobre de sexta-feira com adversário de peso, ‘Floribella’ (SIC) e ‘Morangos com Açúcar’ –, Zé Diogo Quintela considera que o balanço é positivo. “Tivemos boas audiências, acima da média da estação naquele horário e naquele dia, e estamos muito contentes com o trabalho. Achamos que foi a melhor das séries que fizemos, porque tivemos mais meios à nossa disposição”, defende Zé Diogo Quintela.

Miguel Ângelo Ribeiro - Correio da Manhã

Publicado por morangostvi às 01:57 AM | Comentários (18)

Escola D. Manuel Faria e Sousa recebe equipamento audiovisual oferecido pela Associação de Pais

A Associação de Pais da Escola EB 2,3 D. Manuel de Faria e Sousa entregou esta semana mais algum equipamento audiovisual àquela escola, procurando, desta forma, contribuir para melhorar as condições de ensino naquele estabelecimento concelhio.
Aquela Associação de Pais já havia oferecido, durante o ano lectivo transacto, outro equi-pamento didáctico – microscópios -, audiovisual (leitores de DVD) e informático, neste caso com especial destaque para dois aparelhos “e-beam” – um sistema do tipo quadro electrónico, idêntico ao que se vê numa telenovela da TVI, “Morangos com Açúcar”.

Semanário de Felgueiras

Publicado por morangostvi às 01:56 AM | Comentários (13)

outubro 12, 2006

Atirador Rodrigo Dourado vence Prémio Carreira

A Câmara de Santarém distinguiu esta sexta-feira os melhores atletas do concelho nos últimos dois anos. Ao todo foram 67 atletas que subiram ao palco para a homenagem.

A primeira gala do desporto do concelho de Santarém contou com a apresentação da conhecida apresentadora televisiva Tânia Ribas de Oliveira, e com a participação de Diana Chaves (Susana dos Morangos com Açúcar, popular série da TVI), Filipe Gaidão (hóquista da selecção nacional) e do judoca internacional João Cardoso, que colaboraram na entrega de prémios.

O Mirante

Publicado por morangostvi às 08:35 PM | Comentários (0)

Dalila entra em concerto

O desempenho de Dalila Carmo, anteontem à noite, na estreia do programa da TVI ‘Canta Por Mim’, pode levar a actriz a cantar num concerto ao lado de Tiago Bettencourt. A revelação foi feita pelo próprio vocalista dos Toranja.

Dalila Carmo, 32 anos, casada com Vasco Machado, é natural de Vila Nova de Gaia. Entre 90 e 93 frequentou o curso profissional de Ballet-Teatro, tendo, em 91, estreando-se no teatro, na peça ‘Estive Quase Morto no Deserto’. A primeira experiência em TV aconteceu em 93, num telefilme, ainda que a grande projecção tenha sido no ‘Diário de Maria’, em 98, na RTP 1. Já participou em ‘Morangos com Açúcar’, ‘Jardins Proibidos’ e está, agora, em ‘Tempo de Viver, igualmente da TVI.

Ana Lúcia Sousa / Ana Luzia - Correio da Manhã

Publicado por morangostvi às 08:35 PM | Comentários (1)

belezas do município estão fazendo sucesso além mar

O retorno da acção promocional do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Turismo (SETUR), na novela portuguesa "Morangos com Açúcar", já pode ser constatada. Na mídia portuguesa, a repercussão da novela no Rio Grande do Norte ocorreu em diversos veículos com várias matérias em cada impresso: Jornal 24 Horas, Revista 24 Horas, Revista Ana, Revista Best Girl, Correio da Manhã, Jornal de Notícias, entre outros.

Diário de Natal

Publicado por morangostvi às 08:34 PM | Comentários (2)

Clube que não ganha

Não basta Joana Duarte, Angélico e Diana Chaves pedirem ‘à malta’ para aparecer por ali – até porque se aparecer por ali muita gente não fica ninguém lá em casa para ver.

O‘Clube Morangos’ é uma boa ideia. Mas este é o melhor exemplo de que nem sempre uma boa ideia resulta num bom programa. Ou, mais precisamente, num ‘pograma’ (como por lá se diz) que responda às expectativas de quem o idealizou.

Teoricamente, a fórmula parece não ter defeito: pegar em cinco jovens actores saídos de uma telenovela juvenil bem sucedida e pô-los a apresentar um programa destinado ao público que sempre os preferiu. O problema é que ‘Clube Morangos’ parece (falando do conteúdo que apresentou na sua primeira semana de vida) não ter nada para oferecer a não ser o visual asseado e limpinho e a simpatia dos seus (cinco) apresentadores.

José Eduardo Moniz, recorde-se, já havia confiado programas a figuras no auge da fama – como Zé Maria ou, até, Gisela Serrano. Não funcionaram e depressa desapareceram. Nem a prestigiada Sofia Alves conseguiu, um dia, ter sucesso como apresentadora das manhãs. Ainda assim, os exemplos de Zé Maria, Gisela e Sofia Alves talvez não possam ser exactamente comparáveis a esta nova extensão dos ‘Morangos com Açúcar’ – que se tornou uma marca da casa, com muito peso nos resultados globais da estação e, seguramente, um produto que tem contribuído de forma decisiva para a liderança que hoje a TVI detém.

José Eduardo Moniz confiou, portanto, em alguns dos mais ‘mediáticos’ rostos de ‘Morangos’ para recuperar espaço num horário largamente dominado por ‘Floribella’ – que, dessa forma, passou até a ter um impacto significativo nas decisivas contas do acesso ao ‘prime time’. A questão é que, até ver, o tiro está a sair ao lado. A TVI já cresceu nesse horário, é um facto, mas cresceu pouco. E ‘Floribella’ não baixou. Compreende-se. Não basta Joana Duarte, Angélico e Diana Chaves pedirem ‘à malta’ para aparecer por ali – até porque se aparecer por ali muita gente não fica ninguém lá em casa para ver.

‘Morangos’ é uma telenovela (ou série de longa duração) que funciona muito bem. E devia ser apenas isso: uma telenovela.

Eventualmente, a ideia do ‘Clube’ até poderia ter resultado no passado, em 2004 ou até 2005 – mais que não seja porque, do outro lado, havia um vazio neste ‘target’ específico. Ou, se quisermos, com ‘New Wave’ no ar o ‘Clube dos Morangos’ não teria tanta dificuldade em impor-se e o mais certo era a esta hora já estar tranquilamente embalado. Fica, assim, a sensação de que chegou tarde e a certeza de que chegou para tentar dali empurrar um produto que está a ‘incomodar’. Há, por fim, a conclusão mais óbvia: os actores representam, os apresentadores apresentam. Misturar os papéis não dá bom resultado. Repito: no projecto, a ideia é boa. O pior é o resto.

Nuno Farinha, Director da TV Guia - Correio da Manhã

Publicado por morangostvi às 08:34 PM | Comentários (5)

A dura Nova Iorque num palco de teatro

Entre os actores, a experiência de uns equilibrou o nervosismo dos estreantes, o que se saldou num balanço positivo, capaz de melhorar em cada exibição até 17 de Dezembro. De destacar a prestação de Maria Santos, que mais uma vez fez de lésbica, agora como Maureen, depois de ter sido Liliana em "Morangos com açúcar". Revemos ainda Sofia Barbosa, a advogada Joanne ( namorada de Maureen) que além de cantar como em "Operação Triunfo" agora também representa.

Sara Oliveira - Jornal de Notícias

Publicado por morangostvi às 08:33 PM | Comentários (0)

Joana Duarte & Zé Milho

Músico dos D’ZRT troca de moranga

Ninguém estava à espera que Vítor Fonseca – conhecido por todos como Cifrão nos D’ZRT ou Zé Milho nos ‘Morangos com Açúcar’ (TVI) – trocasse a actriz Cláudia Oliveira, que interpreta a professora Margarida Prata, por Joana Duarte, que deu vida à Matilde, na novela juvenil que passa no canal de José Eduardo Moniz.

Certo é que Cifrão, por razões do coração, optou por deixar Cláudia Oliveira, com quem namorava há seis anos e com quem tinha planeado uma vida em comum – tinham comprado uma casa num condomínio privado –, porque se apaixonou por Joana Duarte, com quem namora há cerca de um mês.

Confrontado pelo CM sobre o assunto, o músico não nega o novo namoro, limitando-se a dizer: “É a minha vida privada. Peço desculpa, mas não vou comentar”, justifica.

Quanto a Joana Duarte, que é uma das apresentadoras do novo programa da TVI ‘Clube Morangos’, está radiante da vida, tal como fez saber publicamente.

“É uma fase boa da minha vida. Tenho um programa novo e um namorado novo”, confirmou a uma revista, sublinhando não andarem, ela e Cifrão, a fazer secretismo em torno do romance.

“Ainda não calhou aparecermos juntos. Não andamos a esconder o namoro, não mesmo”, referiu.

Apesar dos seus 20 anos, Joana Duarte é peremptória: “Não penso viver junta com ninguém. Cada um continua na sua casa”, conclui.

Alexandra Ferreira - Correio da Manhã

Publicado por morangostvi às 08:33 PM | Comentários (49)

Moda lanhoso apresenta colecção para o frio

A 1.ª edição do ModaLanhoso, que decorreu no dia 25 de Março passado foi um sucesso comprovado pelo grande número de lojas participantes (cerca de 40) e público interessado em ver o desfile que foi apresentado pela actriz Inês Simões da série “Morangos com Açúcar”.

O Primeiro de Janeiro

Publicado por morangostvi às 08:32 PM | Comentários (1)

Gala do Desporto esta noite em Santarém

A cerimónia contará com a presença de Diana Chaves, actriz dos “Morangos com Açúcar” e ex-nadadora federada e também de Filipe Gaidão, uma das maiores personalidades do hoquéi em patins em Portugal.

O Mirante

Publicado por morangostvi às 08:32 PM | Comentários (3)

banda Blister

Também a banda Blister, que já participou em duas bandas sonoras da série Morangos com Açúcar, vai estar nas Caldas, no dia 6 de Outubro, pelas 22 horas, no Centro da Juventude.

Jornal das Caldas

Publicado por morangostvi às 08:31 PM | Comentários (0)

Os canais da mudança

Na apresentação da IV série de ‘Morangos com Açúcar’, o director-geral da TVI referiu: “A televisão portuguesa ganha quanto mais diversificada for. Sinto muita honra em ter a TVI como um modelo que os outros querem seguir. Isso coloca-nos responsabilidades acrescidas porque, obviamente, nos obriga a ser cada vez melhores.” Para este responsável, “tudo o que venha para dinamizar o mercado é bom. A concorrência implica uma luta, um desafio”.

MORANGOS COM AÇÚCAR

Estreou em 2003 e mantém-se no ar. Trinta segundos de publicidade neste espaço custa cerca de 21 035 euros.

Correio da Manhã

Publicado por morangostvi às 08:31 PM | Comentários (1)

"SIC quer apoiar cinema comercial"

"O filme da treta", que sucede ao "Crime do padre Amaro", consolida a aposta nos filmes para televisão?

A SIC quer continuar a apoiar a visão comercial do cinema português - algo que sempre faltou e a que a SIC é muito sensível. Todos os produtores de cinema português que quiserem partilhar essa visão connosco podem contar com uma porta aberta. A partir do momento que o Leonel Vieira veio falar connosco, passámos a constituir uma equipa. Estou convicto que será o filme português mais visto do ano - é uma meta ambiciosa.

A Parada de aniversário da SIC, a decorrer na Avenida da Liberdade, não acontece num momento de glória, uma vez que a SIC não lidera audiências. Qual é o sentido desta estratégia?

A SIC não precisa de ser número um nas audiências para fazer eventos de importância nacional - já o fizemos mais vezes este ano e teremos capacidade e engenho para repeti-los neste e nos anos que seguem.

Não vê estranheza no facto de se conseguir êxito com "Floribella", um produto para crianças? Será mais fácil seduzi-las do que aos adultos?

Depois de "Chuva de Estrelas", "Big Brother" e "Morangos com Açúcar" a "Floribella" é o mais recente fenómeno televisivo nacional. É um produto que, aparentemente, era infanto-juvenil, mas as audiências pintam outra realidade. O que foi difícil foi fazer um produto com essas características que apelasse a todos os públicos. Portanto, a questão da dificuldade em agradar mais as crianças do que a adultos não se coloca.

A SIC pondera algum grande projecto que vá surpreender o mercado?

Infelizmente, e de momento, é difícil à SIC ter possibilidade de fazer grandes projectos em maior número do que já fez este ano.

Dina Margato - Jornal de Notícias

Publicado por morangostvi às 08:30 PM | Comentários (1)

SIC - na série ‘Aqui não há quem viva’ Aparício e Rizzo vivem relação gay

Sílvia Rizzo vai participar em ‘Aqui Não Há Quem Viva’, da SIC, na pele de uma advogada que viverá uma relação gay com a personagem de Sofia Aparício. “Ela vai ter um caso com a ‘Bia’ [Sofia Aparício]”, revela.

A actriz, que, até há pouco tempo, participou na novela ‘Fala-me de Amor’, da TVI, interpreta pela primeira vez uma personagem homossexual. “A ‘Rosário’ é uma advogada lésbica que vai ter um caso com a ‘Bia’” (Sofia Aparício), diz ao CM Sílvia Rizzo, que começou a gravar a ‘sitcom’ sexta-feira e fará parte do elenco durante, pelo menos, nove episódios. Alías, o registo de comédia é onde se sente mais à vontade, porque, como diz, “já nasci a rir”. Inclusive os amigos tratavam-na por Riso. “Um dia, escreveram o nome com dois zês, achei graça e ficou... Rizzo”, conta a actriz, Sílvia Lima de seu verdadeiro nome.

Devido ao registo de comédia do formato, “não vão existir cenas íntimas”. “Não fazia sentido. Se fosse para tratar o assunto de uma forma mais séria, talvez se justificasse, assim não. Apesar de a série abordar este tema, quer na versão feminina quer na masculina, fá-lo de uma forma ‘leve’”, conta Sílvia, adiantando ainda que a ‘Rosário’ vai entrar em litígio com ‘Gustavo’ (Luís Gaspar) o par de ‘Fernando’ (Diogo Morgado).

Já para Sofia Aparício, este tipo de personagem não é novidade. A actriz e Elsa Raposo formaram um casal lésbico na série ‘Um Estranho em Casa’ (RTP 1). E esta também não é a primeira relação lésbica da ‘sitcom’. Mafalda Vilhena e Mané Ribeiro, respectivamente ‘Inês’ e ‘Iolanda’, chegaram a trocar um beijo.

Sílvia Rizzo conta que ‘Rosário’ foi contratada para defender uma clínica onde ‘Bia’ trabalhava. “Despediram-na por estar grávida, mas, sobretudo, por ser lésbica”, explica.

Sílvia Rizzo, que deixou a novela ‘Fala-me de Amor’, da TVI, onde dava vida a ‘Joana’, para poder acompanhar um familiar que estava doente, garante que a entrada em ‘Aqui Não Há Quem Viva’ não significa que troca a TVI pela SIC. “É apenas uma participação, mais nada. Mas, como não tenho contrato de exclusividade e preciso de trabalhar, vou para onde me dão trabalho”, diz. Sílvia teve também uma participação especial na série ‘Os Mistérios da Estrada de Sintra’, da RTP.

PERFIS

Sofia Aparício nasceu a 2 de Junho de 1970 em Viana do Castelo. Iniciou a sua carreira de manequim com apenas 13 anos, pela mão do costureiro José Carlos. Estreou-se como actriz na peça ‘A Dama das Camélias’ e na TV, em 1997, na série ‘Não Há Duas Sem Três’. Foi também apresentadora de programas de moda, nomedamente do ‘86-60-86’ (RTP 1).

Sílvia Rizzo, 38 anos, é casada com António Parente (patrão da NBP, que produz novelas para a TVI) e tem dois filhos. Natural de Lisboa, a actriz estreou-se em TV, em 1996, na série ‘Filhos do Vento’ (RTP) e em teatro na peça ‘A Partilha’, este ano, contracenando com Teresa Guilherme.

HOMOSSEXUALIDADE NA FICÇÃO

Lídia Franco foi uma das pioneiras na interpretação de uma lésbica na ficção nacional. A actriz, que encarnou a personagem de ‘Isabel’, assumiu o amor no feminino na novela ‘Terra Mãe’, em 1998. Depois de Lídia Franco foi a vez de, em 2004, Maria João Bastos dar vida a ‘Susana’, uma pintora, igualmente homossexual, na série ‘Segredo’ (RTP). Mais recentemente, a novela juvenil ‘Morangos com Açúcar’ (TVI) contava a desventura amorosa de ‘Liliana’ (Maria Sampaio), que se apaixonou por ‘Ana Luísa’ (Cláudia Vieira). Mas as produções nacionais também apostam na homossexualidade no masculino, como acontece em ‘Aqui Não Há Quem Viva’, ‘Jura’, ambas da SIC, e ‘Tempo de Viver’, da TVI.

Fernanda Bueno - Correio da Manhã

Publicado por morangostvi às 08:30 PM | Comentários (2)

Daniel Antão

“Gostava de ser Ministro dos Negócios Estrangeiros ou então Ministro da Agricultura. Acho que o futuro de Portugal passa pelo estreitamento das relações internacionais, com os PALOP, por exemplo. Quanto à agricultura acho que tem como progredir no nosso país.”

Dá importância a regras de etiqueta?

Sim, ligo a tudo quanto seja boa educação. Principalmente a comer, no trato com as pessoas, respeito, etc. Nunca me esqueço de dizer obrigado, por exemplo. Costumo inclinar o prato da sopa para a frente, ao contrário do que a maioria das pessoas faz. Quando me telefonam espero sempre para que seja a outra pessoa a desligar primeiro, esse tipo de coisas.

Já foi assaltado? Apresentou queixa?

Infelizmente já, há poucos meses. Levaram-me o telemóvel e o leitor de mp3. Foi assustador. Dois toxicodependentes encostaram-me a um muro, apontaram-me uma faca e disseram “Isto é um assalto, não fujas.” Eu dei tudo, que remédio. Tinha imensos trabalhos no mp3. Só fiz queixa quando cheguei a casa mas não valeu a pena porque não fizeram auto da participação.

Interessa-se pela política?

Sim, sou de direita. No entanto, acredito na monarquia. Defendo que o rei é um factor de união social, é a identidade de um povo. Torna um país mais unido.

Gostaria de seguir a carreira política?

Sim, gostava. Gostava de ser Ministro dos Negócios Estrangeiros ou então Ministro da Agricultura. Acho que o futuro de Portugal passa pelo estreitamento das relações internacionais, com os PALOP, por exemplo. Quanto à agricultura acho que tem como progredir no nosso país.

Qual é a moda mais irritante dos últimos tempos?

Neste momento o que mais me irrita é a televisão. A TVI irrita qualquer um. Os Morangos com Açúcar enervam-me profundamente. Desde os actores, os cenários, o argumento… são péssimos. Aqueles programas do tipo Sic 10 Horas e Portugal no Coração também me enervam.

Que aparelhos tecnológicos já não dispensa?

O leitor de mp3, o telemóvel e o leitor de DVD.

O que gostaria que houvesse em Povos?

Talvez um centro comercial pequenino… Mas principalmente, um apeadeiro. Dava muito jeito.

Costuma assistir a peças de teatro amador?

Não costumo assistir, mas faço teatro para crianças na igreja. O grupo chama-se Bee Happy e é de Vila Franca de Xira. Temos feito algumas peças de sensibilização para a toxicodependência, prostituição e outros problemas sociais.

Concorda com o estabelecimento de peso mínimo para as modelos?

Concordo, agora passam a ter um peso mais decente. Com aquela magreza acabam por criar ilusões nas pessoas que depois ficam sempre frustradas por não atingir aqueles padrões.

Se não conseguir emprego na sua área, tem problemas em aceitar outra coisa?

Não tenho qualquer problema. Gostava que fosse na minha área. Mas se não der paciência. Qualquer trabalho é digno. Primeiro interessa receber ao fim do mês.

Qual é a sua viagem de sonho?

Suécia e Japão. A Suécia é um sonho desde pequeno, sempre fui fascinado por aquele país. O Japão porque é completamente diferente do resto do mundo. As pessoas têm uma mentalidade diferente, é um país muito exótico, tem uma cultura espectacular.

O Mirante

Publicado por morangostvi às 08:28 PM | Comentários (1)

O gozo de lidar com crianças

Em pequena queria ser professora, hoje, como diz, “falo com elas”. Maria da Conceição Bento Ferreira é auxiliar de acção educativa no jardim-de-infância de Casais de Igreja, Torres Novas. Uma profissão que lhe dá muito gozo.

O pai queria que tirasse o curso de professora primária mas o casamento “trocou-lhe” as voltas. Hoje, aos 45 anos, Maria da Conceição Bento Ferreira tem pena de não ter continuado os estudos (ficou pelo antigo sétimo ano) mas, na prática, está a fazer o que o pai sempre quis – estar com crianças.

“Não sou professora mas dou-lhes algumas lições diárias”, diz a auxiliar de acção educativa que mora em Assentis, aldeia vizinha da localidade onde está instalado o jardim-de-infância, em Casais de Igreja (Torres Novas).

Desengane-se quem pensa que às 08h30 da manhã, hora a que os pais deixam os filhos na pequena escola, as crianças ainda vão estremunhadas de sono. “Qual quê, estão mais que despertos e querem logo brincadeira”, diz a auxiliar de acção educativa.

A primeira coisa que fazem, na meia-hora que aguardam pela chegada da educadora (as aulas começam às 09h00) é pedirem para colocar a música dos D’ZRT, confessa Maria da Conceição, a quem as crianças chamam simplesmente São.

A São faz-lhes a vontade e até canta e dança com elas, ao som das melodias do grupo de adolescentes projectado pela série televisiva “Morangos com Açúcar”. É disto que Maria da Conceição gosta, apesar de considerar que nesta profissão é essencial ter uma boa dose de bom senso e muita paciência.

“Estamos a lidar com crianças de três anos, que na maioria dos casos ainda não está habituada a qualquer tipo de regras”, diz a auxiliar, adiantando que o seu papel é, em cada início de ano lectivo, ensinar também as regras básicas da convivência e boa educação.

Digamos que é uma espécie de lição de comportamento, para que pouco a pouco os miúdos interiorizem que não podem fazer tudo o que lhes apetece nem como querem. Há situações que lhe deixam o coração apertado. Como o de uma criança que assim que a mãe a deixa na sala corre a agarrar uma cadeira que arrasta até à janela mais próxima. “Todos os dias faz isso, para acenar um adeus à mãe, e só sai de lá quando perde o carro de vista”.

O bom senso também é fundamental para uma boa relação, quer com os alunos quer com a própria educadora de infância. “É preciso às vezes quase adivinhar os pensamentos da educadora para saber se devo agir em determinadas circunstâncias ou deixar que seja ela a gerir a questão”.

Maria só entrou no mundo de trabalho sete anos após o casamento, tinha já a sua filha mais velha cinco anos. Sentia necessidade de fazer algo e contribuir também para o orçamento familiar.

O primeiro emprego foi no Centro de Dia de Assentis, no apoio a idosos. Trabalhou também no hospital de Torres Novas, onde recolhia as análises dos doentes para o laboratório da unidade. “Não eram trabalhos que idealizei mas dediquei-me a todos de alma e coração”, diz.

Em 1994 concorreu ao concurso lançado pela Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DREL-LVT) que pedia auxiliares de acção educativa. Conseguiu um lugar mas não vinculativo. “Foi no tempo de Manuel Ferreira Leite, em que os contratos, de um ano, não podiam ser renovados à mesma pessoa.

Foi por isso que, depois da primeira experiência como auxiliar de acção educativa, esteve três anos em casa. Um período que lhe custou a ultrapassar, primeiro porque não ganhava, depois porque ficava o dia inteiro sem sair de casa. Para contrariar a situação Maria da Conceição até chegou a trabalhar a dias, nas limpezas.

Mas nunca desistiu e em 1997 voltou a concorrer ao concurso aberto pela DREL. Entrou novamente e mais uma vez sem vínculo. Só em 2001/2002 é que “ganhou” o lugar de efectiva.

“Não há nada melhor para nos pôr para cima que a alegria e a ingenuidade das crianças”, refere, adiantando que fica totalmente contagiada. “Por exemplo, elas já andam todas entusiasmadas porque vamos fazer bolinhos para o dia de Todos-os-Santos. E isso também me entusiasma”.

Margarida Cabeleira - O Mirante

Publicado por morangostvi às 08:28 PM | Comentários (1)

A morte de um jovem no Porto baleado pela GNR está hoje em destaque nos jornais

Um projecto que obriga os hospitais a afixar tempos de espera no atendimento, as negociações salariais entre Governo e Função Pública e a morte de um jovem no Porto baleado pela GNR estão hoje em manchete nos jornais. O Público destaca hoje na capa "Função Pública perante oitavo ano consecutivo de aperto salarial" e acrescenta que as "negociações para 2007 entre sindicatos e Governo arrancam hoje sem expectativas". Sobre o caso do jovem morto a tiro pela GNR no decorrer de uma perseguição de carro, terça-feira no Porto, o jornal escreve que o "Agente que baleou jovens em fuga só tinha dado cinco tiros com metralhadora utilizada". O matutino realça ainda que a reforma da Rede de Urgências "ainda deixa um milhão a mais de 45 minutos de distância". Noutros temas de capa o Público escreve "Coreia do Norte ameaça com um teste [nuclear] e França recusa proposta iraniana", "Turcos desviaram avião e pe diram asilo político", "Rendimento de Inserção-Mais de mil milhões de euros serão gastos até 2008", "Governo assume que 36 câmaras perdem apoios do Estado" e "GM e trabalhadores já chegaram a acordo para rescisões na Azambuja". Em manchete no Diário de Notícias surge hoje o título "Hospitais obrigados a afixar tempo de espera no atendimento". O jornal diz que se trata de um "projecto do Bloco de Esquerda, apoiado pelo PS" e que "obriga a afixar os tempos clinicamente aceitáveis no atendimento". "Governo e Municípios em clima de guerra aberta", "Autarcas protestam contra fecho de 14 urgências", "Cavaco mostra exclusão social em Lisboa" e "Bloco de Esquerda quer inquérito ao ´Envelope 9`" são outros títulos de capa do DN.

O Correio da Manhã também realça a perseguição policial e o tiroteio no Porto, na madrugada de terça-feira, no qual um jovem morreu e outro ficou ferido com gravidade devido a disparos da GNR. O CM indica que os "Fugitivos à GNR têm cadastro" e recorda que um "Guarda [foi] detido pela PJ por matar jovem com registo policial que seguia em carro em fuga". O jornal especifica que o "Condutor [do carro em fuga] e um ocupante têm antecedentes criminais por assaltos". A fotografia de capa do CM mostra uma equipa da polícia a retirar o corpo de um dos tripulantes de um veleiro espanhol que encalhou e foi atirado contra as rochas perto de Leixões. "Velejadores morrem na praia", titula o CM. Noutros temas de primeira página, o matutino adianta "Turco desvia avião e escreve ao Papa", "Urgência básica vai ter dois médicos", "Mulher espancada até à morte", "Erro médico pára Rui Costa mais de um mês" e "Função Pública perde poder de compra há cinco anos". O Jornal de Notícias, matutino do Porto, destaca hoje em manchete os disparos da GNR sobre um carro que seguia em fuga com quatro jovens, titulando "Perseguição até à morte". O jornal adianta que o "carro em fuga foi alvejado por rajadas de pistola-metralhadora da GNR" e que um militar foi "detido por suspeita de homicídio". A vítima, escreve o JN, chamava-se Vítor, tinha 21 anos e era canalizador mas estava desempregado. "Ida para os copos acabou em tragédia", indica ainda o jornal. "Professores vão ter mais dois escalões na carreira", "Jovem mãe com sinais de ter sido morta à paulada", "Cristão turco desvia avião para não servir exército islâmico" e "Rui Costa agrava lesão e deve parar um mês" são outros títulos em destaque na capa do JN. O 24horas refere hoje em manchete que a "Namorada de Dino [ou Francisco Adam, jovem actor da série ´Morangos com Açúcar` que morreu num acidente de via ção] sabia que ele consumia drogas". A imprensa económica destaca que o "Sigilo bancário cai para quem recorrer a tribunal" (Jornal de Negócios) e uma entrevista com o presidente da ANACOM . "Isto é negócio, não é acordo entre amigos", diz José Amado da Silva sobre a OPA da PT ao Diário Económico. Os três desportivos puxam para capa o agravamento da lesão do médio do Benfica Rui Costa devido a um diagnóstico médico errado feito por uma clínica a que os encarnados recorrem. A rotura muscular na coxa obriga o jogador a parar um mês, o que o afasta de vários jogos considerados cruciais para o clube da Luz.
Revista de imprensa de Lisboa - LUSA

Publicado por morangostvi às 08:27 PM | Comentários (7)

Apaixonada pelas artes

Cláudia Abreu, de apenas 19 anos, dá vida a Regina Engstrand, uma personagem dissimulada. Talvez inspirada por partilhar o nome com a famosa actriz brasileira, a jovem é uma apaixonada pelo mundo das artes.

Cheia de energia chega à sala da Sociedade Euterpe Alhandrense pronta a “bater texto”. Sabe de cor as suas falas e as do actor com que contracena. Sempre preocupada com a dicção, repete automaticamente todas as deixas, que a mãe vai conferindo no guião. Dá sugestões e ensaia os gestos, sob as indicações do encenador. Enche a sala com a sua boa disposição.

Com o brilho nos olhos de quem gosta do que faz, Cláudia confessa “O mais engraçado disto é num dia ser uma pessoa má e no outro poder fazer de uma criança inocente de 10 anos. É mesmo isto que eu quero fazer”, remata.

Até agora a vilafranquense vai juntando no currículo, para além das actuações pelo Grupo Esteiros, várias figurações, uma fala nos Morangos com Açúcar e no programa Os Principais, entre outros.

Acabou o 12º e entrou num curso de realização de cinema, que complementa com o curso de teatro aos fins-de-semana. Não satisfeita, acrescenta que assim que acabar esses cursos, quer tirar um de canto, a sua “grande paixão”.

O Mirante

Publicado por morangostvi às 08:27 PM | Comentários (0)

Fãs juntam-se para ver "Clube morangos"

Algumas dezenas de jovens e adultos concentraram-se ontem frente à galeria do "Diário de Notícias", em Lisboa, para assistir à emissão em directo do primeiro programa "à séria" do "Clube dos morangos", da TVI. As janelas não foram suficientes para todos os que queriam espreitar, e os fãs andavam de um lado para o outro a tentar recolher autógrafos ou fotografar com o telemóvel os ídolos da série juvenil.

Cátia, de 17 anos, conseguiu ver os membros da banda 4 Taste e alguns dos actores, agora transformados em apresentadores de um "talk show" diário. Fã-confessa da série desde a primeira temporada, a jovem garantiu, ao JN, que não se deixa influenciar pelas histórias de "Morangos com açúcar". Também para a Ana, Andreia, outra Ana, Gilson e João - cinco colegas de escola -, com idades entre os 16 e os 18 anos, não são os guiões que os levam a acompanhar a novela. Segundo este último, são as "damas" como a actriz Diana Chaves que cativam a sua atenção. Mas todos concordam que os actores são bem mais apelativos do que as temáticas "repetidas" e "dramáticas". Questionados sobre o que os leva a ver os episódios, responderam que não têm mais nada. "A televisão é sempre a mesma coisa", sublinhou Andreia.

Posição menos crítica teve José Moreira, pai de Diogo, de 7 anos. "Como vai mudando de histórias e personagens, não se torna monótono", explicou. Habitante de Portalegre, José Moreira aproveitou uma deslocação a Lisboa para levar o filho até ao cimo da Avenida da Liberdade. Apesar de considerar que a série se destina a espectadores mais velhos, o pai de Diogo entende que não existem "grandes problemas se for visto por miúdos mais jovens".

O "Clube morangos" teve a primeira edição na quinta-feira, num especial para lançar o programa. Ontem, arrancaram as emissões regulares - de segunda a sexta-feira, pelas 17 horas, que serão apresentadas por Diana Chaves, Joana Duarte, Angélico, Ana Rita Tristão e Gustavo.

Ana Gaspar - Jornal de Notícias

Publicado por morangostvi às 08:26 PM | Comentários (1)

"Sintra Moda 2006" prepara-se para desfilar

A Associação Comercial e Industrial do Concelho de Sintra (ACISintra) vai promover mais um Desfile de Moda, para apresentação das colecções de Outono/Inverno das lojas do Comércio Local. "Sintra Moda 2006" acontece no dia 13 de Outubro, pelas 21h30, no Grande Auditório do Centro Cultural Olga de Cadaval.

Comentários (0) | 02 de Outubro de 2006

“Sintra Moda” tem como finalidade “promover e reforçar a imagem de actualidade/notoriedade dos estabelecimentos comerciais”.

A animação deste evento de entrada livre vai estar a cargo dos “Fly Dancers”.

À semelhança dos anos anteriores, os manequins são conceituados, tanto ao nível da moda nacional quanto de personagens de telenovelas nacionais: Cláudia Vieira e Núria Madruga (de “Fala-me de amor”), Lúcia Garcia, Vikky, Helena Coelho, Nadia Lopes, Anneli, Jamal, Gémeos: David e Tiago, Luís Lourenço (“Morangos com Açucar”), Rui Santos (“Inspector Max”), entre outros.

O lançamento das colecções Outono/Inverno vai ser assinalado com um desfile de Moda, apresentado por Fernanda Serrano.

Mafra Regional

Publicado por morangostvi às 08:24 PM | Comentários (1)

Um modelo argentino é nova aposta da TVI

A "heroína" da nova ficção da TVI é uma típica rapariga de cidade, que descende de uma família de estrato cultural baixo, embora detentora de grande energia. É optimista e dotada de uma enorme alegria de viver. Vai chamar-se "Doce fugitiva" e é a adaptação da telenovela argentina "Kachorra", cujas gravações iniciaram-se há uma semana. Tem estreia marcada para a segunda quinzena de Outubro.

A ficção deverá contar com muitas caras que já participaram em "Morangos com açúcar". São já falados os nomes de Helena Costa, Paula Neves, Rita Pereira, Inês Castelo-Branco, Mariana Monteiro, Francisco Froes, Maria Sampaio e Vítor Fonseca (dos D'zrt) para integrarem a ficção da estação de Moniz, criada, ao que parece, uma vez que se trata de um produto infanto-juvenil, para fazer concorrência a "Floribella", da SIC.

Esta novela, que trouxe altas audiências à estação de Carnaxide, é, por sinal, também uma produção nascida no mesmo país, a Argentina, e foi então protagonizada pela cantora-actriz uruguaia Natalia Oreiro.

A adaptação do original "Kachorra", de 2002, da estação Telefe para o nosso país foi encomendada à Casa da Criação.

Misturando um tipo de comédia quase de situação e momentos de grande carga emocional, a história gira em torno de uma jovem que não gosta do seu nome e prefere ser tratada por "cachorra".

A rapariga é acusada de ser a autora de um crime ocorrido no seu bairro e, como não consegue provar a inocência, é obrigada a fugir para outra cidade mas, também, a mudar de identidade. Aqui, adopta o nome por que era conhecida na sua terra, "Cachorra", muda completamente o seu aspecto e arranja emprego na casa de uma família rica.

O que parece um patinho feio vem a revelar-se uma jovem bela e que não tem nada de ingénua como, à primeira vista, tudo apontava. Reviravolta que também é comum nas receitas das telenovelas.

Mais uma história de conto de fadas, em que a pobre rapariga vai alterar por completo a vida da família rica e trazer transtornos vários à situação bem instituída dos seus elementos.

Para seguir a linha do modelo original sul-americano, a versão portuguesa terá de ter também uma forte aposta no humor.

João Quaresma - Jornal de Notícias

Publicado por morangostvi às 08:24 PM | Comentários (0)

'Sofia' e 'André' no Clube

Interacção com os espectadores, no estúdio e no exterior, é uma das grandes apostas do Clube Morangos, o talk show a que os fãs dos Morangos com Açúcar podem assistir, a partir de hoje, antes do episódio do dia. Rappel na fachada do edifício do DN, onde o programa vai para o ar, e apresentação dos décors da nova série marcam o arranque do programa. Depois chega o novo par romântico: 'Sofia' e 'André', ou seja, Mafalda e Isaac. Para animar a emissão, nada melhor do que os... 4 Taste. É verdade, eles também vão cá estar! Não percas! A partir das 17.00.

Diário de Notícias

Publicado por morangostvi às 08:23 PM | Comentários (22)

Portugal mais apelativo

RTP1 vai mostrar destinos de um País moderno e irreverente em programa original.

Partir à descoberta do País, revelar sabores, desvendar recantos que poucos conhecem, andar de burro, fazer canoagem, voar de balão ou ultraleve com Ruy de Carvalho, Sylvie Dias ou outra figura pública é o que João Catarré e Patrícia Candoso se propõem fazer durante 26 semanas, na RTP1, já a partir de amanhã, sábado.

O canal público procurava dois apresentadores “jovens, curiosos e habitantes na cidade”. A escolha recaiu sobre Patrícia Candoso e João Catarré, a Sara e o Pipo dos ‘Morangos com Açúcar’. Os dois actores, que casaram este Verão, trocaram a TVI pela RTP, fizeram uma pausa na representação, e aceitaram o desafio: ir passear por vilas e aldeias portuguesas, conhecer restaurantes, cafés e tasquinhas, pousadas, hotéis e spas, fazer fins-de-semana repousantes ou cheios de adrenalina.

“Foi assustador quando vi o ultraleve, uma estrutura em ferro, com uns tecidos à volta e um motor de 60 cavalos”, comenta João Catarré falando da experiência mais radical que viveu nos cinco programas que já gravou. Patrícia Candoso, que tem “medo das alturas”, conta que foi por pouco que se safou a uma viagem de balão: “Estava demasiado vento para o balão subir. Mais tarde, quem acabou por ir passear de balão foi um dos nossos convidados”. Para o jovem casal, esta experiência televisiva é uma mais-valia nas respectivas carreiras porque, dizem, acima de tudo são “comunicadores” a quem se exige “versatilidade”.

O novo espaço,‘destinos.pt’ resulta de uma parceria da RTP com o Instituto de Portugal, a TV Tours e a produtora Duvideo. Os patrocinadores querem “um programa diferente”, dirigido a “públicos mais jovens, exigentes e esclarecidos” a quem se quer transmitir a imagem de um Portugal “moderno e apelativo”. Para Nuno Santos, director de Programas da RTP, esta parceria para a criação de conteúdos além de ser um “desafio” para a estação pública faz dela uma “TV mais forte”.

DESTINOS.PT

Canal: RTP 1

Estreia: dia 30

Horário: 11h30

Periodicidade: semanal

Duração: 26 programas

Eugénia Ribeiro - Correio da Manhã.

Publicado por morangostvi às 08:23 PM | Comentários (0)

Vêm aí mais realty shows

A TVI tem uma série de formatos para estrear ainda este mês. Novelas portuguesas e concursos voltam à grelha.

A TVI tem uma agenda preenchida para o mês de Outubro e com oferta variada, em que se inclui os habituais formatos de novelas portuguesas, ‘reality shows’ e concursos. Na ‘reentré’ televisiva, o director-geral da estação, José Eduardo Moniz, manifestou o seu agrado pela capacidade de resposta dos outros canais mas prometeu manter a sua aposta nos formatos originais. Os mesmos que lhe têm garantido o sucesso de audiências.

“Temos imensas coisas em carteira”, garantiu. E acrescentou ter preterido vários dos títulos em exibição nos outros canais, “ou porque não se enquadravam nos nossos pressupostos de programação, ou porque não reuniam, em si mesmos, condições de qualidade ou de interesse, não os fizemos”. Peremptório, o homem forte de Queluz fez questão de mostrar que a televisão é um negócio que se rege por leis muito específicas. “Esta actividade, como outra qualquer, especialmente em mercado aberto, exige que tenhamos consciência que a concorrência implica isto mesmo, uma luta, um desafio. O que nós fazemos é, no terreno, mostrarmo-nos mais capazes do que os outros”. Moniz falou assim na apresentação do produto estrela: a quarta série de ‘Morangos com Açúcar’ que estreou a liderar. Mas, apesar do sucesso garantido deste formato juvenil, fez questão de frisar a sua confiança nas “novelas que aí vêm”.

“Não preciso de lançar-me para os jornais e para as rádios, de interromper as minhas emissões de 20 em 20 minutos, para dizer que sou melhor que os outros. Não é assim que funciona”. Ainda assim, e apesar de garantir que não vai responder a ‘Floribella’, Moniz já prepara uma novela para o público infanto-juvenil. Um alvo deixado em aberto com o crescimento dos espectadores que habitualmente seguem ‘Morangos’. “Quem vem depois de nós é que tem de responder com alguma coisa”.

O QUE VEM AÍ

PEDRO, O MILIONÁRIO

‘Reality show’ diário em que um rapaz se faz passar por quem não é.

ESTRELAS NO PALCO

Concurso de famosos a cantar. Júlia Pinheiro apresenta, secundada por Marisa Cruz e Paulo de Carvalho no júri

BIG BROTHER

Quase a voltar, depois de uma exibição de evocação aos seis anos do fenómeno.

CORAÇÃO DE CHOCOLATE

Novela juvenil protagonizada por Rita Pereira.

ANJO DE MULHER

Novela da noite da autoria de Manuel Arouca, com Bárbara Norton de Matos.

29,1% DE SHARE

Apesar do Verão ter sido de disputa entre a TVI, SIC e RTP1, o share das primeiras semanas de Setembro mostra a tendência para o distanciamento da TVI.


Isabel Faria e João C. Rodrigues - Correio da Manhã

Publicado por morangostvi às 08:22 PM | Comentários (0)

"Morangos" com vista para Avenida

Já foi local de passeio para as famílias burguesas de Lisboa no princípio do século XX, mas agora, à entrada do século XXI, a Avenida da Liberdade, em Lisboa, vai servir de plateia para mais uma variação da bem sucedida série juvenil da TVI, "Morangos com açúcar".

A partir da próxima segunda-feira, quem por lá vai passear todos os dias úteis, entre as 17 e as 18 horas, vai ser um público na faixa etária dos 4 aos 14 anos, ou até um pouco mais, pois na galeria do edifício Diário de Notícias - com largas janelas para a Avenida -, vai ficar o estúdio que alberga "Clube Morangos".

Trata-se de um programa em directo e que promete revolucionar em Portugal alguns conceitos de "talk-show" e entretenimento, ao importar a fórmula americana do contacto directo com o público jovem das séries bem sucedidas. É o caso de "Morangos com açúcar", que entrou no quarto ano de vida e que agora promete inovar no contacto com os fãs.

Cinco apresentadores -Diana Chaves, Joana Duarte, Angelico, Ana Rita Tristão e Gustavo, escolhidos por Júlia Pinheiro de um lote de 15 candidatos, um DJ permanente (Dj Mee_k), um repórter de exteriores, Paulo Fernandes, e ainda cerca de 25 jovens vão estar na galeria de arte convertida em estúdio.

Mas há mais. Bandas musicais, interacção com os espectadores, reportagens em vários pontos do país, tudo vai vai servir para animar aquela hora em directo que passa a ocupar os finais de tarde da TVI. O tema subjacente, claro, será sempre "Morangos com açúcar".

"Vai ser ousado, com imaginação e com irreverência", explicou o director-geral da TVI, José Eduardo Moniz, ladeado por Joaquim Oliveira e restante conselho de administração da Controlinvest (proprietária do Diário de Notícias e Jornal de Notícias). Moniz ainda deixou um alerta aos novos apresentadores "Cá estarei para apoiar ou puxar as orelhas, conforme corra".

Ricardo Paz Barroso - Jornal de Notícias

Publicado por morangostvi às 08:22 PM | Comentários (1)

Moda encheu convento

O espaço do convento de São Francisco, em Santarém, foi pequeno para tanta gente que queria assistir ao SantarémFashion, o desfile de moda de várias lojas da cidade que decorreu no sábado à noite, com a participação de manequins de renome. Durante cerca de três horas as pessoas não arredaram pé. Nem mesmo as que tiveram que ficar à porta por já não caberem dentro do monumento.

A festa começou com a música de Custódio Castelo (guitarra portuguesa), Carlos Garcia (viola) e Carlos Menezes (contra-baixo) que interpretaram vários temas entre os quais o conhecido “desfolhei um malmequer num lindo jardim de Santarém…”. Ainda antes de modelos como Núria Madruga, Helena Coelho, Afonso Vilela e outros entrarem na passerelle o cavaleiro Sabino Duarte colocou o seu lusitano preto a dar alguns passos e a ajoelhar-se numa excelente coreografia.

Com o tema “Lezíria em Festa” o SantarémFashion contou ainda com outros traços ribatejanos com a actuação do Rancho Folclórico da Ribeira de Santarém. Que alternou com as espanholas irmãs Romero. A televisiva Fátima Lopes foi apresentando o desfile que começou com pijamas, passou pela roupa de criança e pela colecção Outono/Inverno, mostrando ainda algumas peças de lingerie.

Um dos manequins mais ovacionados de cada vez que pisava a passerelle foi o também actor Rui Santos, o Sérgio da série da TVI Inspector Max. Um grupo de mulheres na frente do palco assobiava e gritava cada vez que ele aparecia, retribuindo este por vezes com um sorriso. Também bastante aplaudida foi Cláudia Vieira, que participou nos Morangos com Açúcar, do mesmo canal televisivo.

Esta foi também uma noite especial para Nuno Garcês, o estilista de Alenquer que apresentou pela segunda vez uma colecção. Esta dedicada ao Ribatejo, onde imperaram os brancos, encarnados e verdes das vestes dos campinos.

O estilista que tem feito a sua carreira como bailarino, já desenha roupas há muito tempo. Mas nunca saíam do papel. Agora que começou a ter a oportunidade de as mostrar em público diz que vai “continuar a trabalhar na moda mas com calma”.

Esta iniciativa contou com a participação de várias crianças que desfilaram pela primeira vez. Como Maria Rodrigues, de 10 anos, filha de uma das lojistas participantes no desfile. Além da experiência de mostrar roupas ao lado de várias manequins conhecidas, o que gostou mais foi de ter conseguido autógrafos de Cláudia Vieira e de Fátima Preto.

No final, o presidente da Associação Comercial de Santarém, Paulo Moreira, que organizou o desfile, pediu desculpas por o espaço ter sido pequeno. Mas afirmou não haver outra alternativa para a iniciativa que foi transferida do Largo do Seminário devido à instabilidade do tempo. Mesmo assim considerou o SantarémFashion uma aposta ganha.

O Mirante

Publicado por morangostvi às 08:22 PM | Comentários (3)

Futebol dominou as audiências televisivas de 11 a 17 de Setembro

O Sporting-Inter Milão, transmitido na RTP1, encabeçou o ranking com 18,4% de audiência média e 46,8% de share, segundo o MediaMonitor, da Marktest.

«Morangos com Açúcar - Férias de Verão» e «Tempo de Viver», ambos na TVI, são os programas que se seguem. A fechar a tabela ficou a novela juvenil da SIC, «Floribella», com 13,3% de audiência média e 33,3% de share.

Fábrica de Conteúdos

Publicado por morangostvi às 08:21 PM | Comentários (0)

Novos "Destinos" na RTP

Juntos já passaram por "Morangos com açúcar" (onde se conheceram), pela novela "Mundo meu" e agora pelo seu próprio casamento, há cerca de um mês. Mas a união entre os actores João Catarré e Patrícia Candoso vai continuar a ser marcada pelo trabalho em conjunto em "Destinos.pt". Trata-se de um programa semanal de 30 minutos, com estreia no próximo sábado, antes do "Jornal da Tarde", na RTP1. A ideia é mostrar vários destinos e pontos de interesse turístico apenas dentro de Portugal, promovendo assim o consumo interno de um país com forte dependência económica no turismo. Numa das duas rubricas, convida-se uma figura pública a eleger um destino. Simone de Oliveira e Ruy de Carvalho são convidados.

RP B
Dina Margato

Publicado por morangostvi às 08:20 PM | Comentários (0)

Moda Famalicão 2006 apresenta colecções do comércio tradicional

O público foi aos milhares, os modelos foram 400 e a animação foi mais que muita. A edição deste ano do Moda Famalicão mostrou as colecções seleccionadas pelas lojas de comércio tradicional do concelho e promete ser uma rampa de lançamento para a indústria têxtil da região.
Vários milhares de pessoas encheram o Pavilhão Municipal de Vila Nova de Famalicão para assistir ao Moda Famalicão 2006. Apesar do mau tempo, que se fez sentir na noite da passada sexta-feira, ninguém quis perder a oportunidade de assistir ao espectáculo e ver de perto os manequins Rute Marques e Valentino, para além de diversos actores bem conhecidos da novela juvenil “Morangos com Açúcar”.

O Primeiro de Janeiro

Publicado por morangostvi às 08:19 PM | Comentários (7)