« APRENDER A LER | Entrada | O ACTO DE LER »

novembro 03, 2007

AS COMPONENTES DA COMPETÊNCIA LEITORA

As componentes da competência leitora
Catarina Romão
Elisabete Marques
Luís Conceição
Maria de Fátima Balhana

Psicologia Experimental >>> interesse pela leitura

Há muitos alunos com Dificuldades

ler implica diferentes processos cognitivos
+
processos linguísticos
+
processos motivacionais

Leitura resulta de inúmeras competências que têm de ser aprendidas e praticadas.
Há diferentes caminhos dependendo da ordem em que os elementos são aprendidos e praticados e do maior ou menor grau de explicitação dessas componentes.
Na avaliação das capacidades envolvidas no acto de ler é difícil controlar um grande número de variáveis.

Componentes da competência da leitura
(Carol, 1987)
1.Adquirir e dominar a língua em que vai aprender.
2.Aprender a segmentar as palavras faladas nos sons que as compõem.
3.Aprender a reconhecer e a discriminar as letras do alfabeto.
4.Aprender o principio da orientação esquerda/direita, na palavra e no texto.
5.Aprender que há padrões de correspondência letra/som e usá-los no reconhecimento de palavras conhecidas e na pronúncia de outras novas.
6.Aprender a reconhecer palavras impressas usando: a configuração global, as letras que as compõem, os sons representados por essas letras e/ou o significado sugerido pelo contexto.
7.Aprender que as palavras impressas são transcrições das palavras faladas, e que têm significados idênticos.
8.Aprender a raciocinar e a pensar sobre o que lê.

Componentes da competência da leitura
(Goodman, 1967; Smith, 1978)

1.Adquirir e dominar a língua em que vai aprender.
6.Aprender a reconhecer palavras impressas usando: a configuração global, as letras que as compõem, os sons representados por essas letras e/ou o significado sugerido pelo contexto.
7.Aprender que as palavras impressas são transcrições das palavras faladas, e que têm significados idênticos.
8.Aprender a raciocinar e a pensar sobre o que lê.
4.Aprender o principio da orientação esquerda/direita, na palavra e no texto.
3.Aprender a reconhecer e a discriminar as letras do alfabeto.
2.Aprender a segmentar as palavras faladas nos sons que as compõem.
5.Aprender que há padrões de correspondência letra/som e usa-los no reconhecimento de palavras conhecidas e na
pronúncia de outras novas.

Esta proposta evidencia uma ênfase precoce na extracção de sentido, através do reconhecimento da palavra como um todo.

Competências relacionadas com a aprendizagem da leitura

• Desenvolvimento Cognitivo e Idade.
• Conhecimento Lexical e Sintáctico.
• Consciência Linguística e Metalinguística.
- Conhecimento implícito e explícito das funções e funcionamento da língua
- Capacidade de emitir julgamentos sobre a sintaxe (e a morfologia)
- Consciência fonológica
• Memória de Trabalho para Material Verbal
- Relações entre a consciência fonológica e a memória de trabalho para material verbal

Desenvolvimento Cognitivo e idade
Problemas de maturidade (preparação cognitiva para realizar as operações requeridas)
Operações cognitivas Operações cognitivas requeridas pelos métodos requeridas pelos fónicos métodos globais
Estas operações são idênticas ainda que apresentem uma sequência temporal diferente

Conhecimento lexical e sintáctico

Mais conhecimento lexical
melhor leitura
melhor compreensão de texto
+
Tem de haver articulação sintáctica antes do avanço na complexidade das frases,(subordinação) para estruturar o raciocínio e facilitar o acesso ao sentido do que se lê

Consciência linguística e (meta)linguística
Tomar consciência da estrutura segmentada da fala (frase, palavra, letras) facilita a descodificação da escrita

Ex: “uquelhe” = "0 que lhe"

Primeiramente é um conhecimento intuitivo e implícito, progressivamente explícito, formal e abstracto.

Capacidade de emitir julgamentos sobre a sintaxe

Precocemente as crianças conseguem detectar as anomalias sintáctico-semânticas, sem as conseguirem corrigir.
Esta capacidade não é preditiva de uma melhor compreensão do texto

Consciência Fonológica

A consciência fonológica consiste na capacidade de segmentar as palavras em sílabas e posteriormente ter a noção de fonema.
Esta consciência pode ser treinada
A consciência fonológica facilita a aquisição da competência da
leitura.

Relações entre a consciência fonológica e a memória de trabalho para material verbal

A memória é fundamental num processo de aprendizagem porque é essencial no processamento da informação
Consciência fonológica ( palavras desmontadas em fonemas)
+
Uso da competência de memória fonológica >>>> Aprendizagem da correspondência grafema-fonema >>>> A criança “armazena” os segmentos sonoros >>>> O circuito fonológico da memória de trabalho constituirá este sistema de armazenamento

Se este sistema apresentar problemas serão de esperar dificuldades na análise das cadeias de sons e na combinação para a produção de novas palavras

Conclusão

A explicação das diferenças individuais na leitura continua a ser
algo complexo e nebuloso

A investigação comprova que existem competências facilitadoras da aprendizagem da leitura e que podem ser estimuladas através da frequência de contextos educativos(escolares ou familiares) de qualidade

Caberá à escola o papel de seleccionar e de implementar as metodologias e as estratégias mais adequadas parapromover o desenvolvimento dessas competências

Catarina Romão
Elisabete Marques
Luís Conceição
Maria de Fátima Balhana

Publicado por AMMVN às novembro 3, 2007 03:02 PM

Comentários

Comente




Recordar-me?