março 09, 2009

outubro 25, 2008

Gaivota

Voltei a publicar um post após uma ausência grande...

Fica aqui um momento refrescante desta gaivota em peniche....

De Álbum geral

Ver no Google Earth

agosto 26, 2007

Mais uma flor...


Flor do Europarque em S. Maria da Feira.

junho 17, 2007

Verdes são os pastos...

Continuo sem grande tempo para dedicar à fotografia e ao blog, mas foi ao arquivo e cá está mais uma bela imagem...


Mais uma vez Lindoso...

janeiro 20, 2007

Espigueiros Soajo

Não é a primeira vez que aparecem imagens de espigueiros no meu blog, desta vez são os da Vila do Soajo em pleno Parque Nacional Peneda Gerês.

Palavras para quê...


junho 19, 2006

Quase humano...

Quase humano...
Num belo passeio ao fim da tarde na marginal de Baiona, deparei-me com este homem estátua deslumbrante. Por momentos pensei... esta estátua está mesmo espectacular...
e quando menos esperava ela mexeu-se...
Os meus parabéns para o artista!!!


maio 09, 2006

Baiona 1

Pela primeira vez no meu blog aparecem imagens de Espanha...

Fortaleza de Monterreal e baia de Baiona


Ver localização no Google Earth

Embora a muralha tenha sido construída até 1337 (pelo que se deduz de una cédula ditada pelo rei Alfonso XI), parece que o castelo já existia desde o século X. a fortificação de Monte Real levantou-se por causa das desavenças entre Alfonso XI e o Rei de Portugal.

Em 1497, os Reis Católicos ordenaram à população de Baiona que passasse a viver dentro do recinto das muralhas, mas esse não foi o desejo dos vizinhos, que apenas aceitaram os desígnios dos monarcas uns anos. Depois, a fortaleza foi-se convertendo em residência dos diferentes governadores militares da fortaleza, entre eles o conde de Gondomar.

Hoje em dia o recinto de Monterreal está convertido em Pousada e mantém as três torres desde as quais se vigiava a fortaleza. À entrada está a Torre do Relógio (que escondia um sino que servia para dar o alarme em casa de ataque inimigo); a este se vergue a Torre de la Tenaza, cuja incumbência era defender o porto através de umas unidades de artilharia , e, na parte mais oriental da fortaleza, sobre a baía, encontra-se a Torre do Príncipe, talvez a mais antiga, que actuava como farol para os navios. Esta última possui três escudos (dos Austrias, dos Sotomaior e o da vila) e deve o seu nome, devido a que nela esteve encarcerado o príncipe português D. Afonso Henriques em 1137.

A fortaleza pode ser visitada em qualquer dia do ano. A partir desta é agradável presenciar os magníficos pôr-do-sol sobre a ria e sobre as ilhas Cíes e a linha marítima sobre a qual se estende Baiona.

in www.baiona.org - Câmara Municipal de Baiona

fevereiro 14, 2006

Não morri, continuo vivo, mas ausente...

O meu desaparecimento mantém-se...
Tenho andado sem tempo para nada nestes últimos meses, dividido entre o emprego e as aulas, por isso não tenho colocado posts novos.
Isto de ser trabalhador estudante é complicado.
Deixo-vos mais uma imagem que eu registei...


Rio Tâmega - Ponte entre as povoações de Balteiro e Viela no Concelho de Ribeira de Pena.

outubro 26, 2005

Hoje de manhã...

Enquanto seguia hoje de manhã no transito, a caminho do meu emprego, tive oportunidade de tirar esta foto.

julho 04, 2005

Fontanario

Ainda no passeio pelo convento podemos encontrar este fontanario no seu interior.

maio 30, 2005

Convento de Cristo...

Convento de Cristo em Tomar. Simplesmente grandioso, merece uma visita com tempo, pois é bem preciso esse tempo devido as suas dimensões.

maio 20, 2005

Castelo em Povoa do Lanhoso...

Aqui fica mais uma bela foto tirada ao castelo da Povoa do Lanhoso.
Fica situado no alto de um monte com uma vista maravilhosa.

maio 05, 2005

Flores II...

No meu passeio pelo interior do Convento de Cristo em Tomar deparei-me com mais umas belas flores.

abril 27, 2005

Porta...

Devido a falta de tempo tenho andado ausente deste mundo, mas vou tentar estar mais presente.

Desta vez trago-vos uma bela imagem da porta de uma igreja situada na Praça da República em Tomar.

março 28, 2005

Nublado...

Chegou a primavera.
Com elas as nuvens...
Com as nuvens a chuva por muitos desejada.
O mar...
A terra...
Por ela ansiava...


Fotografia tirada na foz do rio Minho...

março 15, 2005

E mais um por do sol

O sol...
Ele se esconde...
Uma das minhas perdições...
Os seus raios dourados sobre o horizonte tranquilizam a alma.
Parem e deixem-se penetrar pelos últimos fios de calor do dia...


A foto não tem muita qualidade, mas foi tirada em pleno IP5 a conduzir.

fevereiro 18, 2005

Ribeira by night...

O sereno da noite é reconfortante.
Vultos vagueiam pela escuridão sinistra, cruzam-se sem se olhar.
A solidão invade-lhes a alma.
Confissões saem do corpo em direcção ao rio.
Vidas postas a nu esperando uma opinião deste ouvinte mudo.
Este não se demora para prestar atenção aos lamentos.
Segue o seu destino sem olhar para trás.


Fotografia da bela Ribeira do Porto.

fevereiro 10, 2005

Até ao céu...

Pelo meio deste manto branco o alcatrão negro rasga-o até ao azul do céu.
Alguém busca o seu destino por esta estrada?
Não tem fim...
Tal como o destino, um vazio se avista.
A incerteza de encontrar um lugar onde possa ficar.
Passo ante passo se percorre...


Fotografia tirada na serra da estrela.

janeiro 25, 2005

Horizonte

Uma destas noites tudo vai embora!
Quando assim for, ela saberá escolher o caminho a seguir.
Por enquanto, espera que a poeira baixe e que o vento a empurre para o caminho a seguir. Que numa calçada qualquer, um sinal também qualquer, lhe mostre que é por ali. Que um desconhecido lhe confirme a certeza de todos os seus actos serem os correctos! Que os conhecidos não lhe exijam mais do que pode dar. Que o hoje seja mais importante que o ontem mas que o amanhã não se revele impossível de alcançar com um sorriso na alma!
Por enquanto, sente-se assim, perdida nestes vales à espera de um sinal!

Uma noite destas tudo vai embora!
Quando assim for ela atirará tudo ao ar e recolherá apenas o que lhe cair perto!
Por enquanto vai-se deixando levar! Vai deixando os seus olhos verem tudo da forma que as coisas vão passando à sua frente, da forma que lhe dão a ver! Vai filtrando o indispensável, vai marcado o caminho com gestos dos outros e com os pensamentos fáceis de quem se deixa levar.
Por enquanto, vai esticando o pescoço e ouvindo o recado que o vento lhe traz!

Uma noite destas tudo vai embora!
Quando assim for, ela vai falar de tudo o que guardou!
Por enquanto vai ouvindo tudo o que lhe deixam, tudo o que lhe dizem! Vai deixando que a sua alma divague pelos contos que lhe contam, pelas filosofias que lhe impigem e ela finge e aceitar…
Vai-se deixando levar pela ideia de todos os sentimentos serem recíprocos, assim poupa-se de grandes preocupações e alguns desgostos!
Por enquanto, fica sentada a olhar para o único caminho que traz alguém até si…

Uma noite destas, quando tudo se for embora, irá descobrir se fez bem esperar tanto tempo! Chegará a uma conclusão sobre o tempo vivido!
Quando assim for vai querer que muito do que ouviu seja verdade, que muito do que lhe passou pelos olhos volte a passar para ter a certeza de não ter perdido nada … Que tudo que atirou ao ar lhe caia em cima e não se perca nada! Vai querer ter a certeza que todos os sentimentos são recíprocos… Provavelmente, isto será ilusão dela!

Um dia destes quando ela se aperceber que numa noite destas tudo se foi embora talvez já tenha crescido mais um bocadinho! Talvez saiba ainda olhar para a mão dela e ver junto a mão quem lhe sussurrou sempre ao ouvido que uma noite de um dia qualquer, levaria tudo para longe! Talvez saiba sorrir e não perca a oportunidade de abraçar quem sempre a embalou em palavras! Talvez descubra que tem muitos caminhos por onde ir! Talvez tudo pare para ela ouvir as batidas do seu coração e para que ele lhe diga o caminho a seguir! Talvez o tempo não lhe tenha roubado tudo! Há coisas que ele não lhe pode roubar, que são dela, que a sua memória não perde nem esquece! Talvez reconheça que muito veio para ficar e outro tanto para deixar marca! Talvez saiba que não esteve assim tão parada e à deriva!

Uma noite destas tudo se irá embora… Ela descobrirá que a vida não pára só porque ela quer! A vontade dela pode ser grande mas a força da vida é maior…

Texto de Ana Rita Resende com fotografia minha.

janeiro 18, 2005

Cegonha...

Olá bela cegonha.
Repousas sobre o teu ninho descansada.
Guarda-lo como se da tua vida se tratasse, pois dele depende a continuação da tua espécie.
Gostas do homem, pois este providencia o apoio para o teu ninho.
Chegas a desafia-lo com a tua coragem.
Mas para teu bem esse mesmo homem hoje em dia já cria sítios próprios para te desviar, dos sítios onde não podes nidificar.
Assim a tua espécie pode ser preservada.

Esta cegonha descansava perto da Cidade da Covilhã.

janeiro 14, 2005

.:Registos de Passagem:.

Meus amigos e amigas eu criei outro blog, mas não é um blog como este, apesar de o motivo ser o mesmo, pois é na mesma para publicar as fotografias que vou tirando por ai. Só que estas fotografias como tem menos qualidade, pois são tiradas com o telemóvel, logo não as queria juntar aqui.
Tem outra grande vantagem, é que mal tenha acabado de tirar a foto eu posso publica-la directamente através do telemóvel.

.:Registos de Passagem:.

janeiro 11, 2005

Torre de Menagem...

Observo a cidade, vejo as pessoas que chegam para o trabalho.
Atarefadas nem olham para mim ou para os meus vizinhos.
A Sé sente-se triste.
Essas pessoas nem tempo têm para contemplar com o que se cruzam no dia-a-dia.
Vamos todos parar para observar.


Torre de menagem existente no ponto mais alto da cidade da Guarda.

janeiro 05, 2005

Nevoeiro

O nevoeiro desce a terra.
O topo da colina parece um oásis em pleno deserto.
O meu olhar contempla a terrível neblina que se abate sobre as montanhas, e posso antever que há neve por perto.
De repente sinto o frio que me trespassa o corpo.
Tenho que ir embora pois não aguento mais com o frio que faz aqui, para grande tristeza minha, pois este cenário merecia ser admirado por muito mais tempo.



Foto tirada no IP5 já bem perto da Guarda.

dezembro 20, 2004

A neblina paira no ar...

As nuvens pairam no céu, o nevoeiro sobre o mar.
Fico na dúvida em relação a este estado de transição, pois o céu azul está lá ao fundo.
Será as nuvens que chegam cada vez mais carregadas de mau tempo? Ou o Sol que em breve vai romper e iluminar a terra coberta de trevas?
Espero que o sol em breve irradie calor através dos seus raios luminosos para aquecer a tua alma.



Foto tirada ao fim da tarde na praia do Guincho...

dezembro 12, 2004

Por do sol em Cascais

Palavras para quê?
Ponham-se do meu lado, a apreciem este momento que nos traz uma paz interior magnifica.
Tou relaxado, não penso em nada.



Por do sol visto da Boca do Inferno - Cascais

P.S. - Coloquei uma musica nova online. A musica foi regravada, a versão original foi gravada em 85 e tem como motivo acabar com a fome no mundo.

dezembro 06, 2004

Boca do Inferno...

Nome estranho te deram, "boca do inferno", não consigo perceber porquê, pois o inferno tem uma conotação de calor e fogo.
E aqui é exactamente o oposto, o frio da maresia, com odor maravilhoso.
A força da água que pouco a pouco, ao longo dos anos provoca a erosão que dá forma a tua boca.
Sinto-me tentado a conhecer as profundezas do teu inferno.
Como o mar pode ser um autêntico escultor, esculturas que são um brinde da natureza.
O mar revolto tenta dominar as tuas chamas, que seguramente ardem invisíveis no teu interior.
Estranho onde eu já ouvi que alguma coisa ardia sem se ver.
Será que é assim?
Pois segundo alguns onde há fumo há fogo, e eu apenas vejo um spray das ondas a se desfazerem contra ti.
Muitos já puseram fim as suas vidas, entrando nos teus domínios, pois encontraram em ti a saída para outro lugar esperançosamente melhor do que o que viviam.
Eu não estou aqui para isso, estou aqui apenas para te admirar.
A tua boca impõe respeito, ao mesmo tempo que se torna fascinante.


Boca do Inferno - Cascais

P.S.- Devido a dificuldades no sistema de comentarios actual, vi-me obrigado a sobrescrever os comentarios da Haloscan em alternativa. Por isso a partir de agora fico com os dois serviços.

novembro 30, 2004

Portão...

Parei extasiado perante a beleza deste portão.
Aproximo-me mas ele encontra-se fechado.
Tento abrir, mas os esforços são inúteis, pois encontra-se trancado pelo interior.
Ouso, atrevo, trepar os muros?!
Sem vergonha nem pudor subo qual gato aventureiro e corajoso e espreito.
Fico atónito, empoleirado no muro quando vislumbro o interior do paço sumptuoso.
Desço e uso o enorme puxador para chamar, a ver se alguem me responde.
Som ecoa no interior.
Está muito frio, as minhas orelhas estão geladas.
A espera é inquietante, enquanto aguardo.
E penso indeciso, se ele há-de abrir ou não.
Talvez fechado tudo esteja mais protegido.
Se abrir, novos horizontes se irão aproximar.
Vou embora...


Foto de um portão de uma casa de outros tempos situada na freguesia de Oleiros - Ponte da Barca.

novembro 24, 2004

Flores 2

Beleza rara que encontrei, perdida no meio do nada.
Vazio que se gera em torno delas, de repente tudo fica difuso.
Apenas me concentro nestas tonalidades.
Elas me transportam para um mundo imaginário, mundo esse onde flores como estas abundam.
Estou num jardim de sonho, repleto de azuis difusos, penetrantes de beleza incansável.
Difusão de cores, lembrança de paixões passadas lentamente cicatrizadas.
As cores vivas desaparecem, ficando a realidade em negro e branco.



Voltei a publicar estas flores, mas desta vez resolvi destacar as flores que estão em primeiro plano, para realçar a sua beleza.
Para saber mais sobre estas flores clicar aqui

novembro 19, 2004

Lago gelado

No meu intimo sinto este gelo.
Não sei o que o pode derreter.
Deve ser o frio do inverno que se aproxima, que posso antever que vai ser rigoroso. Mas continuo a espera que possa vir um raio de sol penetrar a minha alma solitaria. Enquanto isso vou-me tentando aquecer com pensamentos que me transportam para outra estação, ou mesmo para um paraiso tropical.



Foto tirada na minha ultima ida a serra da estrela.

novembro 03, 2004

Magestic Café

Numa tarde de Outono, sentei-me num café.
Este lugar transpira glórias de outros tempos, uma pessoa aqui sentada sente-se arrastada para o início do século (1921 – ano de inauguração), onde as damas vinham tomar o seu chá e ouvir recitais de piano.
O piano ainda aqui está, mas a melodia que se ouve é de um estereofonia dos tempos modernos, as damas também já não usam os imponentes vestidos de outras épocas. Estou a ouvir vários idiomas a minha volta, turistas com certeza, devem adorar este local, pois nos seus olhos percebe-se o brilho de espanto e admiração.
Espero uma companhia. Tenho os pés gelados, com o cabelo molhado. Chove lá fora, as pessoas protegem-se debaixo dos seus guarda-chuvas enquanto correm, ultrapassadas por outras que tal como eu foram imprudentes e não tem como se abrigar, saltam de toldo em toldo para se protegerem.
Não conheço a companhia que espero. Como será ela? Tenho tempo de pensar em tudo pois cheguei demasiado cedo. Dou por mim a contemplar este lugar de novo, embalado pela música que inunda o salão. Reparo em todos os pormenores, desde o tecto magnífico aos candeeiros sumptuosos, as frias mesas de mármore que acompanham belas cadeiras de madeira.
Estou rodeado de espelhos que emitem o meu semblante triste e um pouco desolado. O meu cabelo resolveu ficar rebelde hoje, logo hoje que devia ficar direitinho, pois gostava de causar boa impressão à pessoa que espero.
Com lentidão o tempo passa até à hora combinada. Divago pelo clima que faz lá fora, propiciando o tomar um café reconfortante que me aquece o corpo e a alma. Está muita gente cá dentro, mas mesmo assim consigo desfrutar a música, pois as pessoas conversam num tom de voz moderado.
Ela chegou…



Fotografias do interior tirada por mim. Magestic Café


Nota: Com este post comemoro um ano desde o primeiro post, por isso o blog ainda é um recem nascido e tem muito para crescer. Obrigado a todos os que me visitaram durante este ano.
Foi assim que tudo começou Primeiro Post

outubro 31, 2004

Guarita

Entre quatro paredes do meu quarto me vi enclausurado durante duas semanas. Nunca o meu quarto foi tão parecido com um castelo. Tinha como posto de vigia a guarita, onde podia ver a realidade exterior, essa realidade era trazida pela televisão ou pelos livros.
Os guardas do meu cativeiro eram a minha mãe a minha avó, que cumpriam o dever delas com um zelo excessivo, observando todos os meus movimentos, e quando eles eram um pouco mais arriscados logo me reprimiam.
Claro que era um prisioneiro dos tempos modernos, pois o uso do telemóvel era permitido, através dele sabia o que se passava com os meus amigos que não via, e isso me reconfortava ao saber que eles estavam bem, e se preocupavam comigo.
Mas finalmente chegou a liberdade condiciona(l)da. Qualquer movimento ilegal que eu faça e se for apanhado volto para o cativeiro.
Por isso vou me cuidar.


Foto da guarita do castelo de Caminha.

outubro 25, 2004

Regresso...

Finalmente o regresso anunciado, deste mar longinquo que foi a minha recuperação, depois de uma operação facil e sem complicações, veio uma recuperação chata, pois tive de estar muito tempo parado, mas como não há mal que sempre dure, cá estou eu de novo quase a 100%.
Mais uma vez agradeço a todos que estavam preocupados com o meu bem estar.
Hoje não me senti inspirado para escrever por isso deixo-vos mais uma imagem.


outubro 05, 2004

Verde

Verde é a esperança
Verdes são os campos na primavera
Campos onde espero passear
e lá espero que me possas acompanhar

Conto as horas e os minutos
para o nosso encontro
mas esse dia tarda em chegar
quanto mais tempo tenho de esperar?

A tua resposta é indefenida
mas eu não me importo de esperar
eu vou continuar
a viver a minha vida.


Foto da paisagem natural da encosta no Cabo da Roca.

Publicado por mauro_mars em 05:42 PM | O Teu Olhar Sobre o Mundo(8) | | |

outubro 02, 2004

Mar agitado

Mar que pena estares calmo
eu a ti quero-te agitado
pois a mim me acalmas
quando te vejo agitar
a paz interior chega
e a alma consigo descansar

Mas de repente sinto o coração
o que ele me quer dizer?
eu não o consigo entender
os meus olhos vou fechar
e apenas esperar
o que ele me quer revelar


Do cabo da Roca podemos contemplar a praia do Guincho ao longe.

setembro 28, 2004

Diz-me...

Quem és tu?
Que bates contra as rochas,
que nos levas em busca do desconhecido,
que desgastas tudo com a tua insistencia,
que tens uma força imensa,
que posso eu fazer
para te compreender?


No ponto mais ocidental da europa podemos nos maravilhar com a vista sobre a ericeira.

setembro 23, 2004

Porto

Cidade que me viu nascer
Que há seis anos me recebeu novamente
Como um filho pródigo voltei para casa
E muitos anos poderão passar
Que eu de ti continuarei a gostar

Que linda que tu és
pelo sol iluminada
Pergunto que encantos ainda me escondes
E peço : não mos reveles todos já
Quero viver maravilhado
A descobrir-te pouco a pouco.


Publicado por mauro_mars em 11:32 PM | O Teu Olhar Sobre o Mundo(12) | | |

setembro 21, 2004

Sereno anoitecer no Douro

Inspirado pelo sereno anoitecer do rio
a tua face resplandescendo na lua
imaginei os teus olhos
o teu cheiro senti

Teus labios se abriram
com um beijo sonhei
imaginação fertil eu tenho
quando em ti penso

Gostava de te tocar
a tua pele sentir
e de caricias te encher
para me sentir mais feliz

Solitário momento esse
fertil d'imaginação
em que tua voz ouvi
reconfortando a tua ausência

A lua com seu ar alegre
pelos sonhos demonstrados
lembrou-me que o teu sorriso
aos meus olhos é eterno



Fotografia tirada a bordo de um barco na foz do rio Douro


setembro 10, 2004

Sol em versão digital

Eu agora entendo que realmente me dá algum prazer fotografar o sol, isso é comprovado pelo numero de fotos que eu tenho dele.

Hoje estava com o Photoshop aberto a trabalhar e a pensar na imagem que ia colocar no blog, e foi ai que surgiu a ideia de transformar o sol em prata, ao contrario dos alquimistas cujo sonho era transformar tudo o que os rodeava em ouro.

setembro 03, 2004

Caminho Prateado

Este caminho leva-nos desde as rochas até ao infinito, é um bocado como o caminho dos sonhos desde a realidade até ao imaginário, que todos nos sonhamos atingir, mas muitas vezes não conseguimos lá chegar.

setembro 02, 2004

Casino do Estoril by Night

Vista do jardim e do proprio casino a noite.

Apenas fiquei pelo exterior, pois uma vez lá dentro é para perder a cabeça...

setembro 01, 2004

Lago...

Continuando com fotos da minha passagem pela zona de Lisboa tive oportunidade de me deparar com este belo lago na Malveira da Serra, ao qual achei curioso o facto de agua espelhar outra floresta e outro céu.

Publicado por mauro_mars em 02:32 AM | O Teu Olhar Sobre o Mundo(8) | | |

agosto 19, 2004

Voltei...

Olá.

Voltei temporariamente desta minha ausencia, por motivos que me foram alheios estive impossibilitado de atualizar o blog. Mas agora volto, se bem que ainda não vai ser a 100%, mas em breve vou estar.
Peço também desculpa aos meus amigos e amigas pelo facto de ultimamente não visitar o seus blogs.

Vou deixar aqui uma foto que tirei durante a minha estadia em Lisboa. Esta foto foi tirada na serra de Sintra e faz parte da propriedade do Palacio da Pena. Tive pena não o poder visitar pois quando lá cheguei estava fechado, mas fica prometida uma visita logo que possa.

Volto novamente em breve com mais fotos...

agosto 05, 2004

Praia do Salgueiro

Uma praia lindissima situada em Gaia mais precisamente na afurada, tive oportunidade de almoçar lá num restaurante chamado Mar a Vista, onde se come lindamente, e para além das refeições tem esta vista magnifica.
Fica aqui como sugestão para quem quiser visitar.




julho 28, 2004

Flores...

Hoje de manhã enquanto tirava umas fotos para o meu trabalho deparei com esta beleza, e achei que seria a foto ideal para complementar a musica do Jota Quest.

julho 22, 2004

Pedras Salgadas

Como já tinha dito no outro post hoje andei por Pedras Salgadas e aproveitei para tirar umas fotos panoramicas sobre a vila. Noutra visita vou aproveitar para tirar mais fotos.


Aldeia quase perdida no mundo

Hoje em mais uma viagem de trabalho tive a oportunidade de visitar uma aldeia quase perdida no mundo, onde ainda se pode ver a ruralidade no seu melhor.
O nome desta aldeia é Montegrelo e pertence ao concelho de Pedras Salgadas.

Por cima da porta desta casa estava escrita a data da sua construção, e lá constava a data de 1751.

A mesma casa ostentava numa das paredes um belo brasão.

Em tempos as crianças desta aldeia com a sua alegria enchiam o recreio desta escola, hoje em dia a escola apenas testemunha a ida para os campos agricolas das pessoas da aldeia.

Podem se ver os campos agricolas, assim como pequenas habitações destinadas a arrumos, quer de animais quer de cereais.

Nesta imagem pode ser ver algumas casas antigas abandonadas contrastando com construções mais recentes.

Um dia com mais tempo vou visitar de novo este lugar.

julho 16, 2004

Espigueiros do Lindoso

"Existe uma eira composta por 50 espigueiros dos séc. XVII e XVIII. Situa-se junto ao Castelo de Lindoso, e apresenta um aglomerado único no país e de rara beleza. Inteiramente de pedra, cada exemplar apoia-se em vários pilares curtos, assentes na rocha e encimados por mós ou mesas. Sobre eles, repousa o espigueiro que tem uma cobertura de duas lajes de granito unidas num ângulo obtuso, ornamentado nos vértices com cruzes protectoras, que também servem para arejar o espigueiro." in http://peneda-geres.naturlink.pt/new_page_15.htm

Acho que só mesmo visitando se pode ter a noção da beleza deste pequeno lugar perdido no meio de montes e vales, com o rio Lima como principal vista.



A senhora de idade repousa a sombra deste espigueiro, em tempos deu o seu sangue no campo para ajudar a encher estes espigueiros de cereais, hoje serve se dele para se proteger de um sol intenso, como o que se podia sentir no dia de hoje.

Castelo do Lindoso

"O Castelo do Lindoso é um monumento com funções defensivas. Assumiu particular importância no período de conflitos militares com Castela. Surgiu nos princípios do séc. XIII. Nas Guerras da Restauração, no séc. XVII, assumiu uma grande importância pela sua localização fronteiriça. No seu interior, as muralhas, as casas do alcaide e da guarnição, a capela e o forno, entre outros, encontram-se em ruínas." in http://peneda-geres.naturlink.pt/new_page_15.htm

Núcleo ecomuseológico do Castelo do Lindoso

Neste Castelo medieval estão instalados dois núcleos museológicos, um sobre a história militar da fortaleza e outro dedicado à arqueologia e ocupação antiga do território circundante.
Estes espaços resultam de um intervenção com vista ao tratamento museológico e rentabilização cultural do castelo, lançado em 1992 pelos Serviços do Parque Nacional, com o apoio técnico e cientifico da Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho e, dos museus Regional de Arqueologia D. Diogo de Sousa e Militar do Porto.
Também fizeram parte desta intervenção, escavações no castelo e em sitios arqueológicos próximos e a execução de um projecto de recuperação paisagística da zona envolvente ao castelo, incluindo os espigueiros e o largo do Destro.
O Castelo construído neste pequeno outeiro sobranceiro ao rio Lima, esteve sempre relacionado com a defesa da portela da serra Amarela e do vale do Cabril e do porto de Lindoso, pois para além de ser um lugar de fronteira, o Lindoso também era, tal como hoje, um lugar de passagem.








Tive pena não puder visitar o museu do castelo, pois este estava fechado, apenas tive a oportunidade de precorrer as muralhas do mesmo, pode ser que uma proxima vez tenha essa oportunidade.

julho 15, 2004

Mais Lindoso...

Novamente na zona de Lindoso tive oportunidade de tirar mais umas fotozinhas.




Santos

Hoje numa das minhas viagens de trabalho numa terra em Ponte da Barca, deparei-me com uma freguesia povoada de estatuas de Imagens Santas, achei curioso e vou deixar aqui as imagens.




Ainda existem muitas povoações muito religiosas no nosso pais.

Publicado por mauro_mars em 11:11 PM | O Teu Olhar Sobre o Mundo(0) | | |

julho 08, 2004

Matar saudades das minhas criações...

Hoje resolvi publicar uma imagem que eu adoro, pois esta imagem foi criação minha, muita gente não deve saber o que é o fenomeno tuning.
O tuning consiste em alterar os automoveis de origem substituindo peças diversas por outras mais ao gosto do dono do carro, o tuning pode ser mecanico, de audio ou estetica, é nesta ultima categoria que se inseria esta imagem.
Esta imagem correu mundo, e a satisfação foi ver as pessoas que a viram gostarem dela.
Tb qual é o criador que não gosta da sua obra.

Já agora podem ver se descobrem as diferenças. O cinzento é o carro de origem e o azul é o que foi alterado por mim.

Tenho saudades desse tempo....

julho 02, 2004

Belas imagens de Lindoso...

Aproveitando uma viagem a trabalho ao concelho de Ponte da Barca, passei junto a barragem de lindoso, não podia perder a oportunidade e aproveitei para tirar umas fotos...








A baixo podem ver a central eléctrica de Paradamonte

e como sempre vou compartilhar com os meus leitores...

junho 15, 2004

O sitio pelo qual sou apaixonado... Andorra...

Andorra é um dos sitios pelos quais eu sou apaixonado, é verdadeiramente um sitio paradisiaco, onde se podem passar férias fantasticas, eu proprio quero ver se ainda consigo ir de ferias para lá este verão, o que está um bocado complicado, claro que se for vou eu mesmo tirar fotos, porque estas encontrei-as na net.
Se tiverem oportunidade visitem e vão ver que me dão razão.











junho 14, 2004

Mais um belo por do sol...

Esta foto foi tirada um bocado tarde, porque quando o ceu estava mesmo fabuloso eu vinha a conduzir e não tinha a maquina comigo, mesmo assim dá para ter uma ideia de como o sol estava, parecia que o inferno se estava a aproximar da terra.


Local: S. Mamede Infesta, em frente ao H. São João.

maio 13, 2004

Um passeio no Castelo do Queijo!

Um belo dia a dois meses atras foi dar um passeio até ao castelo do queijo aqui no porto, e aproveitei tirei mais estas fotos.



novembro 17, 2003

Estádio do Dragão

Foi assim que tudo começou


Depois de dois anos:

O aspecto das bancadas e do relvado:


Em breve vou colocar aqui imagens da inauguração que acabou agora com uma victoria de 2-0 a favor do Futebol Club do Porto sobre os espanhois do Barcelona!!

novembro 06, 2003

O berço da nação Portuguesa

Estas belas imagens são de uma cidade no norte de Portugal, esta cidade é Guimarães, o berço da nação Portuguesa.

Esta primeira imagem, é de um belo jardim com uma bela igreja ao fundo.

Esta segunda é uma visão area apartir da torre mais alta do Castelo de Guimarães, sobre esta cidade.

Novamente de cima da torre podemos ver a capela do castelo, assim como o paço dos duques de Bragança que reinavam em portugal, assim como a cidade ao fundo.

Bela imagem da zona histórica de Guimarães.

novembro 04, 2003

A fé move multidões

Impressionante a quantidade de pessoas que vão a um santuario movidas pela sua fé, só para obter alguma graça ou de deus ou de algum santo, isso foi o que eu testemunhei este ano no Santuario de Nossa Senhora de Fatima, e compartilho duas imagens!

novembro 03, 2003

O mar agitado


não consigo parar de tirar fotos ao mar e ao por do sol!

Varias Visões do mesmo por do sol

Varias fotos tiradas do mesmo por do sol!



Belas fotografias tiradas por mim

Vou aproveitar o meu gosto pela fotografia e o meu blog para publicar algumas dessas fotos!

depois digam o que acham desta foto.