July 10, 2006

hard to tell

era tão bom que pudesse desaparecer de um momento para o outro, rumar para aquele sítio que me vem à cabeça sempre que procuro um lugar seguro. O que ainda é mais triste é que esse sítio secalhar nem deve existir. O local é lindo, àgua limpa e transparente, areia fina que se arrasta por kilómetros, altas ondas a rolar pelo coral a dentro, uma leve brisa faz com que as palmeiras ganhem vida para além da baía,vegetação e vida animal em perfeita sintonia, mas apenas accessivel a quem consegue sonhar...a quem consegue manter a cabeça fria e tranquila de derrotas, accessível a quem não tem nada a perder, pseudo-coitadinhos como eu nunca poderão alcançar este palmo de terra pois algures pelo seu percurso de vida cairão nas partidas que a vida nos prega. Agarrados a uma droga, vinculados a uma religião que lhes vende sonhos, privados de ter uma vida com liberdade, vitimas de condutores embriagados que não pararam na passadeira, vitimas da violencia doméstica, bébés vitimas do DESCUIDO....não me enquadro em nenhum destes grupos mas porque é que me sinto mesmo na merda? não quero ser nenhum coitadinho mas nao consigo lutar contra isto todos os dias, tou mesmo farto. Algum dia isto terá um fim...

Publicado por local às 11:00 PM | Comentários (0)