« 4 letrinhas apenas... | Entrada | Auto-estrada para Viseu »

outubro 05, 2010

Se este povo é contumaz

Se baixam parcos salários
Com milhares de boys no tacho
Embora em Terra de otários
É muita burrice - eu acho.

Para quê esmagar o tuga?
sujeitá-lo à fome e sede?
O pobre Zé não tem fuga
Entre a espada e a parede.

Um estado autoritário
com gentalha desta ao leme
(um, corrupto; outro é falsário...)
Nenhuma reacção teme.

De facto, este povão
tudo aguenta sem queixume
da verdasca ao cachação
do frio à fome. E ao lume.

Nunca se viu tal penar
E sem qualquer reacção.
o povo sofre a calar
Não conhece a Indignação.

Pois assim sendo que aguente
Que sofra e não abra a boca
E vendo a fome nos filhos
Agradeça a fome pouca.

Rasteje e mendigue mais
a quem sempre o oprimiu.
(o) Povo é "pato"? Contumaz?
Vá pra pata que o pariu!


João Tilly
28/09/2010

Publicado por jtilly às outubro 5, 2010 10:30 PM

Comentários

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)