" /> Diario privado da minha alma: agosto 2006 Archives

Main

agosto 19, 2006

Prazer de viver

749687.jpg
Mergulho sem pensar na vida,
E de portas abertas para mim, dei por mim a pensar que,
Sou o fim do começo
Sou o principio do fim.

Esta vontade de vencer e a ambição pelo poder
são sentimentos que nos acompanha pela vida
Viver por viver, Viver por prazer
É o objectivo de qualquer um nesta vida

Sabendo que tudo passa depressa, quero tentar aproveitar
Tudo o que esta vida
Tiver para me dar.

A VIDA MANDA E NÓS FAZEMOS...
OLHAMOS PARA TRAS, E O QUE É QUE VEMOS..., UM TEMPO QUE PASSA SEM SE VER, E SENTIR QUE ESTA VIDA É UMA ESTRADA SEM TER FIM... E SENTINDO ESTA FORÇA QUE TRAGO DENTRO DE MIM,
E POR ISSO NÃO, NÃO VOU DESISTIR......
DESCOBRIR HORIZONTES, DESCOBRIR A REALIDADE, MESMO QUE A ESCURIDÃO SEJA UMA VERDADE, VIVER A VIDA... SENTIR A MAGIA QUE HÁ EM CADA UM DE NÓS... O PODER DE LUTAR PARA NUNCA NOS SENTIRMOS SÓS...
É VIVER POR PRAZER

E apesar destas ideias que me ocorrem, aparece sempre alguem que nao me quer ver vencer.
A inveja desmedida e mesquinha dá-me ainda mais vontade LUTAR por esta vida que é minha.
E por fim toda a gente contra mim, mas eu nao me importo, a vida é mesmo assim.
O mundo não acaba aqui

TENTEMOS VIVER A VIDA COM PRAZER, TENTEMOS AGARRAR O FUTURO, A VIDA CONTINUA...

Um amor condenado

O que fazer perante a ambiguidade de uma amizade condenada, e perseguida por 4 anos de uma relaçao amorosa?
Condenada...., sim condenada... condenada pelo misterio do fim da relação...
Promessas perdidas de um amor acabado..., e promessa de uma amizade especial simbolizando 4 anos de uma relaçao intensa e apaixonada é tudo que resta deste fogo extinto...
Do meio das cinzas de um amor acabado, e em nome dos momentos mais loucos, apaixonados e sinceros que se viveu nesta relação... tentou-se recuperar algo valioso, a amizade...
Mas é tempo perdido... quando só uma das partes se esforça para cumprir a promessa feita em periodo de beleza e harmonia amorosa...
Todas aventuras, toda a paixao vivida foi esquecida, pela comparação aos demais amigos, colocado no mesmo patamar, e por vezes esquecido, nos perdidos e achados da vida...
Frustação e tristeza, sao sentimentos dominantes, numa mente confusa, que procura e luta incansavelmente na busca da sua propria paz interior...
E sem saber como lutar, que armas usar, a melancolia invade o seu pequeno coração... e são sempre os meus amigos e amigas que me salvam deste sentimento...
Mas sera egoismo da minha parte exigir uma amizade sincera e especial? Exigir um tratamento diferente? Será...
Mas tal como o fim da minha relação, a escuridão, o misterio continua a preencher todos os caminhos para uma sincera e verdadeira resposta a tudo isto

Momento de liberdade e ilusão

1000imagens.jpg Que pensamentos, que ilusoes, que ideias passarao nas nossas cabeças ao ver esta imagem. Uma fotografia tirada pelo meu grande amigo Luis. Praia de Paço de Arcos ao lado da fonte, numa das noites mais frias em pleno inverno, mas uma noite linda sem nuvens. Uma noite rodeada pelas estrelas, e pelas luzes da nossa marginal. O que me passou pela cabeça? Na realidade não sei. Nesse dia estava livre, livre de pensamentos, livre de amores, livre de tudo... Como se tivesse a voar, uma alma livre contente... Como um passaro, uma estrela cadente... sem pensar onde vou, e o que vou fazer, simplesmente livre e puro...
São raros estes momentos, mas sao momentos de grande prazer, e que saudades tenho desses momentos....

Tranquilidade da vida

sol.jpg
Há tempos na vida que somos obrigados a parar, relaxar, tentando de uma certa forma nao entrar, em desvaneios. Tal como esta imagem, por mais tranquilidade que o por do sol tente nos transmitir, existe algo que pode estar naquele momento, a incomodar nos, abalar o mais profundo ser da nossa alma, metaforicamente, como este mar revolto em contraste com um maravilhoso por do sol.

Nem tudo é perfeito, é algo que sabemos de antemão, mas tentamos sempre aperfeiçoar o que esta a nossa volta, ou mesmo juntar-nos ao que é perfeito.

Por vezes não é facil aturar certos momentos da nossa vida, e por mais razão que tenhamos, a vida continua a complicar. O que fazer nestes momentos?...

Angustia de não saber o que fazer ou como reagir dá cabo de qualquer um..., principalmente neste momento da minha vida, em que cada minuto, cada segundo que passa, sinto os raios quentes e desejados de um sol que se despede, mas ao mesmo tempo sinto me revoltado, zangado, tal como este lindo e maravilhoso mar, que mostra com orgulho e todo o seu esplendor, a sua força...

Sentimo-nos tão pequenos e fracos perante tão soberba imagem. E pequeno e fraco é como me sinto neste momento. As forças começam a desaparecer, o sorriso ja nao sai tão naturalmente. O cansaço abate de tal forma, que apetece desaparecer por uns momentos. Que inveja tenho eu do sol, que todas as noites desaparece, e reaparece no dia a seguir com todo o seu esplendor e força. Até quando irei me aguentar, e até quando irei conseguir esconder das pessoas que mais amo neste vida, amigos e familia, que realmente não estou bem...

Tanto cansaço, tanta fraqueza, mas que contraste tão real de mim e desta imagem...

agosto 03, 2006

Desabafo de um coração triste

joao23.jpgDias longos, horas interminaveis, o tempo custa a passar quando o coração sofre um forte abalo. O amor uma palavra tão simples, mas com grande poder.
Isto é um desvaneio de alguem que sofreu a perda da mulher amada. Não é facil sorrir depois de um longo tempo de namoro e de repente sem aviso tudo acaba.
Começamos então a pensar onde falhamos, e principalmente porquê...
São respostas dificeis de obter, quando se ama verdadeiramente. Mas como tudo na vida tudo se obtem, tudo se perde. Cruel, mas verdadeiro.
Mil palavras passam pela minha cabeça, o que irei escrever, como irei escrever, milhares de frases passam pela minha mente mas nenhuma me soa tão forte , com sentimento.
É tão dificil escrever sobre o amor, sobre o fim de uma relação. Tantos tentaram, e por incrivel que pareça todos têm opniões diferentes. Mas conseguimos sempre tirar um pouco do sentido que querem transparecer.
Mas meu objectivo nao é escrever sobre o amor mas sim desabafar.
Uma relação bonita, longa, mas que algures no tempo, algo falhou e nao reparamos. E a partir daí é como uma bola de neve. Bola de neve que só reparamos quando ela quase nos atinge, e ai já é tarde para voltar atras.
Mas sera mesmo assim tão tarde??
Tanta duvida, tanto receio, e tudo isto por amor...
Ninguem pode disser que deixa de amar, ou que deixou de sentir, porque se o diz com certeza, é porque algures ao meio da relação começou sentir o amor, a paixao a apagar-se. E o pecado aqui foi deixar que essa situação continuasse, não tentando mudar.
E não mudamos porque somos fracos, pensamos sempre que é algo passageiro, mas nao é.
Agora aqueles que se separam por incompatibilidade de feitios, a história é outra, mas mesmo assim, nada é desculpa para desistir da pessoa amada.

Mas quando a relaçao acaba sabendo que o amor entre os dois continua a existir, por mais traiçoes que exista, será que devo desistir? Será que devo partir para outra?
Duvidas atras de duvidas...
Mas a nossa tão conhecida desconfiança faz das suas, e o resultado é separação total. O pensamento comum é somente que, se ela/ele fez, o que o fara mudar? Que certezas posso eu ter em que ele/ela nao voltara a repetir.

A verdade é que não sabemos. E aqui temos o poder de escolher... ou voltamos a ter esperança, ou viramos as costas.
E esta decisão normalmente nao costuma ser facil, alias é uma das decisões mais dificeis que tomamos na nossa vida, pois é o nosso futuro que esta em causa.

Mas apesar de tudo, eu acredito que no fundo, somos capazes de corrigir os nossos erros. Sei agora que a minha relaçao nao tem volta, não por mim, mas pela cara metade, mas... posso estar bem comigo mesmo, ter meu coração em paz, triste mas em paz, e nunca em sofrimento.
Agora, aos poucos vou construindo uma base de amizade com a minha ex. Não é facil, mas com compreensão e entendimento lá chegamos.
Há quem decida voltar as costas e nunca mais falar, mas se pensarmos bem nunca ficamos em paz. Por mais razão que eu tenha, o meu orgulho foi ferido... minha auto estima foi abalada. E se por coincidência cruzar com o/a antigo parceiro, eu nao vou tremer porque algum dia senti algo forte, mas vou tremer porque essa pessoa me magoou, fez me mal. E aqui a raiva, a falta de compreensão irá imperar.

Por isso eu digo, somos capazes de ser amigos, criar uma relaçao de amizade de varios niveis. E acima de tudo temos a consciencia que nao descemos tão baixo como a outra parte., E se algum dia essa pessoa tentar algo de mal, saberemos sempre como sair e melhor, como sair com orgulho, e autoestima, com amor proprio.

Ao olhar o que escrevi parece por momentos que me contrario, mas a verdade é que nós tomamos opçoes na vida que podem mudar o nosso destino.

E à minha grande amiga M. que estimo muito, se te parece em parte que te dou razão, ao mesmo tempo também faço uma chamada de atençao para mantermos o nosso amor proprio e auto estima, e nunca descermos a um nivel que um dia mais tarde podemos vir a arrepender. Mas mais uma vez são opçoes, poder de escolha.

Já sofri muito, agora muito menos, coraçao triste sim, mas nao amargurado. Mas a nossa mente é algo misterioso... depois de tudo que escrevi, tudo que desabafei, ainda agora penso que se tivesse oportunidade voltava. O amor toca-nos de uma forma, somos aprisionados de tal forma, que por vezes é dificil tentar sair.
Mas felizmente a minha mente é mais forte que o coração e sei que esta relaçao nao é a ideal para mim pois so ia causar dor e sofrimento, e iriamos nos destruir em silmutaneo, por isso espero, espero que apareça alguem que me liberte desta prisão.

Para poder voltar amar livremente, nao cometendo os meus erros do passado.

A todos que sofrem de amor, tenham esperança, nao desistam, e principalmente lutem por aquilo que acham que é a felicidade, e não por aquilo que o coração acha, pois o coração prega nos partida e faz nos partir para uma batalha em que nunca poderiamos ganhar.
Esta é a minha opniao, meu desabafo....