Articles

Lullaby (by a disenchanted soul)

Posted at 23:33 on mai 14, 2005 in . | | 5 Comments

Luta...
Grita...
Salta...
Sofre...
Chora...
Cai...
Porque no fim,
Nada vai importar...

... se não estiveres por perto.

Porque no fim,
Nada vai parecer tão real...

Porque no fim,
Nunca o foi.

Tudo vai parecer distante, porque assim está...
Tudo vai parecer frio, porque arrefeceu...
Tudo vai parecer pouco importante, porque as aparências iludem...

No fim,
Tudo...

... é nada!

Post a comment to 'Lullaby (by a disenchanted soul)'

Broken hearted nights...

Posted at 2:06 on abr 24, 2005 in Must live.... | | 0 Comments

Ninguém me manda sonhar tão alto... ou melhor, ninguém me manda tentar chegar-lhes... o perigo de cair é brutal, mas a esperança de conseguir é o que me move. Houve mil e uma maneiras que me passaram pela cabeça, pra fazer o que eu fiz, de maneira diferente... A que eu tomei, foi a aquela que alguém tomou em úlitmo recurso...

Não sei que te diga... especialmente porque nem sei se alguma vez falarás para mim... a confusão que paira em mim, os terríveis momentos que são os de espera, matam-me... tal como tu me matavas se o teu olhar se cruzasse de novo com o meu...

E no fim de contas dou por mim a pensar, será que não passará tudo de um sonho? Porque, a ser realidade... o momento em que escrevo isto é de mágoa... por pensar que talvez não volte a ver quem tanto me fascinou...

Post a comment to 'Broken hearted nights...'

Paradox

Posted at 3:43 on abr 10, 2005 in Must live.... | | 3 Comments

Descrever algo que não se compreende é de certa maneira um paradoxo, tal como pode ser não compreender a maneira como me sinto.

Podia falar das conversas que não levaram a lado nenhum, porque nada volta a ser como era, podia falar da eterna insatisfação e nunca querer estar onde estou, podia falar da pouca capacidade que tenho pra resolver os problemas, podia falar de não querer falar, podia falar do porque de me esconder na minha "casca", podia falar de tanta coisa...

Mas não o faço...

Prefiro deixar isto, hoje, de lado e tentar perceber o porque de me faltarem forças... de falhar sempre... de perder a esperança... de morrer sempre na praia...

Primeiro, nunca me incluo em nada, projecto, amizade, nada... para mim sou sempre "algo" à parte... talvez ver sempre tudo por fora não me faça assim tão bem.

Segundo, o meu horizonte é muito limitado, por incrivel que pareça. Sou estúpido ao ponto de sonhar imenso, mas peco ainda mais quando nem sequer os tento concretizar, por muito absurdos que esses sonhos sejam...

Terceiro, e último (por agora...), empenho é palavra que não está no meu dicionário... como muitas outras, é claro... muitas outras que deveriam estar e que fazem uma falta tremenda nestas ocasiões...

Friendly,
Mente Falaciosa

Post a comment to 'Paradox'

Se...

Posted at 22:48 on mar 14, 2005 in Must live.... | | 1 Comments

Se te dissesse que me importo,
Se te dissesse o quanto custa,
Se te dissesse que já nada me importa,
Se te dissesse aquilo que querias ouvir,
Se te dissesse que és só tu,
Se te dissesse que quero mudar,

que diferença fazia?

Post a comment to 'Se...'

Fooling myself...

Posted at 17:30 on jan 11, 2005 in Must listen.... | | 0 Comments
While this town is busy sleeping,
All the noise has died away.
I walk the streets to stop my weeping,
'Cause she'll never change her ways.
Don't fool yourself, she was heartache from the moment that you met her.
My heart feels so still as I try to find the will to forget her, somehow.

by Jeff Buckley

Post a comment to 'Fooling myself...'

[...]

Posted at 11:00 on jan 5, 2005 in Must think.... | | 1 Comments

[3 minutos de silêncio em memória das vítimas do maremoto ocorrido na Ásia]

Post a comment to '[...]'

Darker times

Posted at 5:25 on jan 3, 2005 in Must live.... | | 1 Comments

Distante e estranho, assim me podem caracterizar ultimamente. Não tenho agido como costumava agir, não falo como costumava falar, não estou bem... Tudo porque não estou com aqueles com quem queria. Faltam-me. Sempre tive tendência a "escurecer" demais o cenário que me rodeia, hoje estou num pico de escuridão. Perco-me. Era mais fácil se não estivesse sozinho. Mais fácil se o conseguisse dizer, mas as palavras custam a sair...

A ti, por mais que me digas que as minha palavras te parecem estranhas, não consigo encontrar palavra ou expressão que exprima a falta que me fazes... Contigo a meu lado, não estaria hoje aqui. Contigo a meu lado não partiria amanhã no intuito de te ver, pois já estaria a teu lado... (podia agora terminar da maneira que se esperava, mas é preferivel não desgastar mais as palavras, e tu, mais que ninguém, já o sabes, apesar de não me cansar de to repetir)

Post a comment to 'Darker times'

Xmas spirit...

Posted at 0:34 on dez 26, 2004 in Must listen.... | | 0 Comments

Basic principles of hand-to-hand combat:
1. Be aggressive
2. Keep your eyes on the opponent
3. Distract the opponent
4. Disable or be Disabled
5. Vary the attack to fit the situation
6. Turn the defense into an unrelenting attack
7. Feel superior to the opponent, regardless of the latters' size or the evidence of strength

You know you will have time to stop and think, when engaging in hand-to-hand combat.
Therefore, your actions must be automatic. Remember, attack aggressively, with one purpose in mind: To Kill.

Post a comment to 'Xmas spirit...'

Quantas vezes preciso de repetir?

Posted at 20:35 on dez 19, 2004 in Must listen... and Must listen... and Must live.... | | 2 Comments
[...]
Pára de olhar para mim
deixa-me ser alguém
tão cedo não vais ver ninguém
[...]

by Ornatos Violeta

Post a comment to 'Quantas vezes preciso de repetir?'

My time has come...

Posted at 16:58 on nov 16, 2004 in Must listen.... | | 0 Comments
[...]
And I feel them drown my name
So easy to know and forget with this kiss
I'm not afraid to go but it goes so slow

Wait in the fire...

by Jeff Buckley

Post a comment to 'My time has come...'

They're sorry...!

Posted at 17:35 on nov 10, 2004 in Must think.... | | 0 Comments



Uma pequena amostra do que podem encontrar em www.sorryeverybody.com. O site nem sempre está online, por isso se estiverem realmente interessados, vão tentando... :P

Post a comment to 'They're sorry...!'

A propósito das eleições de um certo país...

Posted at 21:16 on nov 2, 2004 in Must think.... | | 3 Comments
[...]
Don't wanna be an American idiot.
Don't want a nation controlled by the media.
Information nation of hysteria.
It's going out to idiot America.
[...]

by Green Day

Post a comment to 'A propósito das eleições de um certo país...'

Sleep my child...

Posted at 14:37 on out 30, 2004 in Must listen.... | | 0 Comments
[...]
speak to me now and the world will crumble
open the door and the moon will fall
all of your life
all your memories
go to your dreams
forget it all
[...]

by Opeth

Post a comment to 'Sleep my child...'

that's why...

Posted at 22:28 on out 29, 2004 in Must live.... | | 2 Comments

Porque me exigem tanto, quando esses que me exigem, não se exigem assim tanto?
Porque não me exigo nada? Porque me desmazelo tanto? Talvez porque estarei farto de perguntas que sei que a nada me levam... Talvez porque queira algo maior e não tenho meio de o atingir... Talvez porque tudo me decepciona... tudo, não todos... Talvez a curiosidade seja a minha maior inimiga... Tenho que me deixar deslumbrar mais vezes... mas surpresas sempre me trouxeram recordações amargas...

Post a comment to 'that's why...'

Before for we design our fates...

Posted at 16:20 on out 24, 2004 in Must listen.... | | 0 Comments
[...]
That's the end - and that's the start of it
That's the whole - and that's the part of it
That's the high - and that's the heart of it
That's the long - and that's the short of it
That's the best - and that's the test in it
That's the doubt - the doubt, the trust in it
That's the sight - and that's the sound of it
That's the gift - and that's the trick in it

You're the truth, not I
[...]

by Placebo

Post a comment to 'Before for we design our fates...'