maio 31, 2004

Livro 2 N.º 5

Sentiu-a tremer de frio
aconchegou-a nos braços dele
sentiu as formas dela
puxou-a mais para ele

ela olhou para cima
ele baixou os olhos para vê-la
sentiu o coração dela mais rápido
como se antecipasse o momento

quando se beijaram, algo se passou
o mundo ficou mudo, como que parou
prestando homenagem ao amor
com a lua banhando o rio

fizeram da relva a cama
jogaram jogos pensados
mas nunca antes tentados
numa entrega total ao amor

Publicado por firewind em 10:41 AM | Comentários (0) | TrackBack

CP again

Já aqui falei da qualidade das carruagens dos InterRegionais, hoje venho falar de horários ou melhorda falta de cumprimento deles. A semana passada a CP deu grande destaque à Linha de Sintra como a mais pontual da Europa, o problema é que o resto de Portugal é um acumular de atrasos.
A sexta feira passada foi o extremo, cheguei a Gaia com uma hora e 5 minutos de atraso. A certa altura da viagem perto de coimbra estivemos 25 minutos parados porque uma composição que seguia à frente tinha avariado, ok, avarias podem acontecer a qualquer hora, mas onde estão os 35 minutos restantes? Perdidos porquê? E os problemas cuasados pelo atraso? quem os paga? Em caso de atraso tão grande numa viagem como esta deveriam os passageiros ser ressarcidos de parte do custo da viagem, talvez assim a CP fosse mais cumpridora. Hoje mesmo na página da CP fiz este reparo, mas tenho 0 de esperanças de algum dia receber uma resposta, em Portugal ainda poucas empresas se preocupam com o cliente final, e a CP não é certamente uma delas. E já agora que foi anunciado hoje que se poden ir de Braga até ao Algarve sem parar, como os Alfas têm que passar na Ponte 25 de Abril não irão prejudicar a circulação normal dos comboios da ponte? Será que não vamos ter comboios parados dos dois lados à espera que o Alfa passe?

Publicado por firewind em 10:40 AM | Comentários (0) | TrackBack

Outra vez não!

Estou a referir-me ao pseudo novo treinador do F.C. Porto, digo pseudo porque é isso que eu espero que ele seja e fique, estou a falar dum tal Del Neri que dizem ser o futuro treinador do F.C. Porto, se for mesmo ele o futuro treinador estamos eprante outro Octávio Machado que eu sempre achei errado para o posto de treinador do Porto e que não me enganei na apreciação, porque sinto o mesmo em relação ao Del Neri espero que não passe de pseudo e fique por Itália que está muito bem lá.

Publicado por firewind em 10:26 AM | Comentários (0) | TrackBack

Segurança: Rock in Rio, Euro e demais

Como disse no post anterior a segurança foi o aspecto mais negativo no Rock in Rio e numa altura em que nos aproximamos a passos largos do Euro este exemplo não é particularmente agradável. É claro que no Euro pode e deve ser diferente mas não nos enganemos que não é por o governo ter decidido fechar as fronteiras que não vamos ter atentados. É que se quando tinhamos um controle das fronteiras havia sempre maneira de passar sem ser detectado não é agora com uma decisão tomada em cima do joelho e sem meios para um controle efectivo das nossas fronteiras terrestres e maritimas que vamos impedir quem quer que seja de entrar em Portugal, é claro que fica bonito nos jornais e telejornais, mas não é isso que nos vai dar segurança.
Felizmente conto que não sejamos um alvo tentador para a al-qaeda e outros que tais e que tudo corra normalmente, mas que fiquei preocupado fiquei.

Publicado por firewind em 10:21 AM | Comentários (0) | TrackBack

Rock in Rio

Ok, confesso, ontem fui ao Rock in Rio, não paguei o preço habitual do bilhete e foi isso que me levou a ver o Rock in Rio.
Não conhecia a quinta da Bela Vista, por isso foi uma surpresa para mim o espaço verde que encontrei.
O que adorei:
As muulheres, da Vodafone, BP, Milenium BCP e muitas outras que trabalham ou colaboram com o evento, os Evanescence, gostava de musica adorei o espectaculo, os xutos e Pontapés, os anos passam mas continuam a ser a melhor banda rock portuguesa, e sobretudo o que adorei mais foi fazer Slide.
O que gostei:
Limpeza, num espectaculo como este é de louvar a organização a constante limpeza do espaço. apoio sempre disponivel, espaço para deficientes, grande e bem situado.
Surpresa agradável:
Os preços praticados na feira eram acessiveis, não eram baratos mas sim o normal para um evento deste estilo, podia-se beber e comer sem ter que gastar muito dinheiro.
O que não gostei:
Ter que ficar três horas numa fila para fazer Slide, da qualidade sonora que se foi agravando com o passar do tempo, na altura dos Foo Fighters quase só se ouviam graves, os agudos nicles, o vento que ficou à noite, chegava a ser desagradável.
O que valeu 0:
o controle de segurança à entrada, e mesmo no recinto notou-se algumas falhas.
O controle de segurança à entrada pouco longe fica duma palhaçada. Vamos por passos.
Deixamos o carro longe pois só a pé se pode aceder, quando chegamos perto do local à um primeiro controle onde basta mostrar que temos bilhete, este controle é feito pela PSP, depois subimos mais um pouco e há um 2º controle onde mostramos novamente o bilhete desta vez a pessoal da organização, de seguida dão-nos uns sacos plásticos onde dizem temos que meter tudo o que seja metálico que tenhamos nos bolsos, o que está dentro do saco não interessa, até o relógio lá temos que meter, então vem o que deveria ser um controle de segurança a sério, o aparato assim o indica, aparelhos detectores de metais para as pessoas, entrega-se o saco plástico mais outro saco que tenhamos e passamos no detector de metais que por mero acaso não detectou o cinto das minhas calças, nos aeroportos já tive que o tirar, a pessoa a quem eu tinha entregue os sacos pergunta-me o que tenho dentro do meu saco sem se ter dado ao trabalho de olhar para o que eu tinha no saco plástico, eu disse que tinha um casaco, ele abriu viu algo que lhe pareceu um casaco e mandou-me seguir, à pessoa que ia comigo nem o saco lhe abriram, e no meu saco plástico eu passei um canivete suiço com um lámina grande o suficiente para matar alguém, e se no saco estivesse uma bomba esta tinha passado, ou julgam que as bombas precisam de ser grandes? a partir daqui mais nenhum controle a não ser na entrada entregar a parte de baixo do bilhete. Se esta é a segurança que vamos ter no Euro então se os terroristas quiserem mesmo explodir algo estão à vontade.
Já agora agradecer às duas lindas mulheres que connosco aguentaram as três horas para fazer slide, especialmente a uma delas que quando chegou a vez não pode ir por não ter o BI, sempre foi uma companhia agradável para se ter numa fila.
Valeu a pena ir, mas continuo achar que o preço dos bilhetes é exagerado para o Portugal de hoje, talvez o Portugal de há 3 anos atrás estivesse mais disponivel para pagar este preço.

Publicado por firewind em 10:13 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 27, 2004

Livro 2 N.º 4

Vi nos teus olhos brilharem as luzes
reflexos das estrelas no céu
segui os contornos da tua face
a linha dos teus lábios perturbadores
o teu queixo belo mas sério
baixei os olhos um pouco mais
e surgiu o teu pescoço sensual
o contorno dos teus seios provocadores
e mais abaixo olhei e apreciei
o formato das tuas ancas fatais
parecia um sonho há muito sonhado
uma realidade de todo irreal
aproximei os meus lábios dos teus
antecipei o beijo há muito esperado
e quando aconteceu senti-me no céu
no meio de milhares de estrelas

Publicado por firewind em 10:37 AM | Comentários (0) | TrackBack

Porque nao Carlos Queiroz?

Já todos sabemos que o Mourinho se vai embora do Porto, e que treinador agora? Eu apostava no Carlos Queiroz, foi professor do Mourinho, têm as mesmas ideias acerca do futebol, e ele tem algo a provar, que o descalabro do Real Madrid deste ano não foi culpa dele. É de certeza o treinador indicado para os desafios que esperam o Porto

Publicado por firewind em 10:36 AM | Comentários (0) | TrackBack

Obrigada Mourinho, Felicidades Mourinho

Publicado por firewind em 10:33 AM | Comentários (0) | TrackBack

O F.C.PORTO É CAMPEÃO EUROPEU

Publicado por firewind em 10:32 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 26, 2004

Livro 2 N.º 3

Muito triste deve ser
nada poder fazer
para ajudar quem necessita
quem de carinho precisa
quem o amor procura
talvez em conjunto se possa mudar
condições melhores criar
para um mundo melhor surgir
e ver as crianças a sorrir

Publicado por firewind em 11:34 AM | Comentários (1) | TrackBack

Serei piegas? e se sou será que me importo?

Sou daqueles que nos filmes em que a história me toca me emociono, chegando a ficar com uma lágrima nos olhos. Emociono-me quando sofro, chegando a chorar, ou quando assisto a algo particularmente tocante e emocionante. Será que isso me torna um piegas? Não sei, se sermos emocionais e vivermos os nosso dramas e dos outros profundamente é ser piegas então eu sou piegas. Não sou dos que acham que os homens que são homens não devem chorar, isso é a maior parvoice que alguma vez ouvi. O emocionar-nos não nos torna menos fortes ou menos homens. Eu pelo menos não me sinto isso. Não quer isto dizer que desate a chorar à menor coisa, mas já chorei quando perdi o meu pai, e anos mais tarde quando o recordava com saudade, ainda hoje fico emocionado ao recordar-me dele, chorei quando tive desgostos de amor, posso não o fazer publicamente, mas faço-o privadamente, em publico muitas vezes não consigo exteriorizar o que sinto fazendo-o em privado. Talvez questçao de educação. Por exemplo emociono-me quando discuto e defendo um ideal, cheguei ao ponto de ter a voz embargada ao defender os direitos dos meus colegas numa empresa onde estive. Vivo bastante os meus ideais e o amor, e se isso me torna piegas que seja, pois não me sinto inferior a ninguém por causa disso. Nem me preocupa. Gosto de mim como sou, e isso é o mais importante

Publicado por firewind em 11:33 AM | Comentários (1) | TrackBack

E a mota ganhou

Ontem a CP fez um estilo corrida para ver quem chegava primeiro, se o comboio, se o carro, se uma mota, entre a estação de Sintra e a estação do Rossio. Foram escolhidos duas pessoas conhecidas para irem no carro e na mota, o José Megre no carro, e a Elisabete Jacinto na mota. Todos esperavam que fosse o comboio a ganhar, ams foi a mota, só vindo de encontro ao que eu sempre achei, que se devia incentivar a usar transportes publicos e motas. Porque muitas vezes a estação da CP ou do metro não fica perto do sitio para onde pretendemos ir, e uma scooter ou uma mota são optimos meios, pluem menos, gastam menos, ocupam menos lugar para estacionar e não criam filas. Devia ser incentivado o uso deste meio em complemento com o uso dos transportes publicos, os autocarros sofrem do mal dos engarrafamentos como os carros por isso estão fora da equação.
É claro que temos que mudar as mentalidades, pois quem anda de mota ainda é olhado de lado, muito por culpa de alguns inconscientes. Mas se mais pessoas andassem de scooter ou mota as filas seriam menores assim como so problemas de estacionamento.

Publicado por firewind em 11:24 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 25, 2004

Livro 2 N.º 2

Sexy
Fazes-me sentir sexy

Encolho a barriga, ponho o peito para fora,
faço músculo, estico-me todo na hora

Sexy
Fazes-me sentir sexy

Penteio o cabelo dos lados e aliso a careca
o que tu me fazes fazer, co’ a breca

Sexy
Fazes-me sentir sexy

Ponho ar de machão, e olhar superior
mas no coração, é simples terror

Sexy
Fazes-me sentir sexy

Passo pelas garinas, com medo delas
mas sem razão pois olham com atracção

Sexy
Fazes-me sentir sexy

Publicado por firewind em 11:36 AM | Comentários (0) | TrackBack

Falar

Já repararam que nós portugueses falamos pouco entre nós, não estou a falar da conversa de futebol, ou de penteados, ou de mulheres, ou de festas, mas sim do que nos afecta a todos nós, do custo de vida, do aumento da gasolina, do desemprego, da educação, da criminalidade, do custo da habitação, de tudo o que nos prejudica o nosso bem estar.
Muitos de nós não lê o jornal diário, ou só lê as gordas e quando está com os amigos não fala sobre isso, poderá dizer a gasolina está muito cara, ams a seguir fala sobre o jogo do fim de semana que passou e o que há-de vir, ou agora sobre o novo treinador ou o novo jogador, no caso das mulheres falam mais sobre vestidos ou penteados, ou cabelos, a educação será um dos poucos assuntos discutidos se tiverem filhos, porque regra geral não gostamos de falar de assuntos nos quais nos sentimos pouco à vontade, e porque nos sentimos pouco à vontade em discutir o aumento da gasolina ou o desemprego?
Porque nos demitimos de gerir o país, entregamos essa tarefa aos politicos, e nitidamente estes não estão a fazer um bom trabalho, deixamos de ser interventivos, deixamos de querer mudar o rumo do país, tornamo-nos comodistas, dizemos que está mal mas nada fazemos sobre isso. É mais fácil dizer mal do que pressionar os nossos politicos a fazer bem, não estou a falar em manifestações de rua, apesar que elas também são necessárias, os empregados da Bombardier parecem ter conseguido algo com isso, mas há mutias outras formas de pressão, especialmente hoje em dia com os mails. Mas antes deviamos falar uns com os outros, sobre todos os assuntos que nos incomodam, talvez se eu tivesse com quem falar sobre isto não estivesse aqui a escrever e sim a falar!

Publicado por firewind em 11:34 AM | Comentários (0) | TrackBack

Seremos um país de corruptos?

Na minha vida assisti, vi, participei e ouvi relatos de corrupção, ora era para um processo andar mais depressa, para meter uma declaração fora de horas, apra conseguir uma declaração a horas, para uma obra ser aprovada, para não ser multado, etc.
No meu caso a corrupção foi dar uma garrafa de Whisky a quem me desbloqueou os papeis que eu precisava por altura da morte do meu pai. quer dizer eu devia ter os papeis a tempo e horas, ams devido à burocracia deste país só com uma garrafa e uma palavra amiga é que consegui os papeis necessários. Na altura nem pensei duas vezes, precisava dos papeis e fiz o necessário para os obter. Muitos de nós em situações parecidas pedimos a um amigo, ou pagamos, ou oferecemos para conseguir que o nosso problema fosse resolvido.
E seremos nós culpados? E será quem recebeu culpado? Ou será o sistema instalado o culpado de criar estas ocasiões?
Nos ultimos tempos têm aparecido casos de corrupção, de abuso de poder, espero que não parem, e que para bem de todos nós estes casos levem a uma alteração das regras de maneira a corrigir-se o que leva ao aparecimento da corrupção, mas também espero que os casos sejam sustentados, porque se resultarem em absolvições por não haver provas será uma describilização da justiça. E a justiça já anda muito por baixo.

Publicado por firewind em 11:20 AM | Comentários (0) | TrackBack

Arrependimentos

Ao longo da nossa vida existem ocasiões em que nos arrependemos das palavras e/ou acções que cometemos.
Algumas, poucas vezes é nos dada a chance de emendar a mão, na maior parte das vezes temos que viver com esse arrependimento.
Agora pior que isso, é errar e não estar arrependido com isso. Porque se errar é humano, arrepender-nos dos nossos erros ainda mais o é.
Algumas vezes na minha vida cruzei-me com pessoas que erraram, pouco ou muito não interessa, mas que não se mostravam arrependidas, que com os seus erros magoaram outras, emocionalmente no caso, e que apesar de reconhecerem que erraram, diziam que voltariam a fazer o mesmo, 0 de arrependimento.
Mais tarde verifiquei que essas pessoas ao longo da vida foram cometendo outros erros, e que regra geral mantiveram 0 de arrependimento, como se por ser humano errar não devesse haver arrependimento.
É claro que seria muito melhor nunca errarmos, nunca magoarmos ninguém, mas isso é impossivel, não somos perfeitos, todos temos defeitos, mas o arrependimento torna-nos mais cuidadosos, mais atentos connosco e com os outros. Ou talvez seja eu que sou assim, não sei, cada vez noto mais em todos os que me rodeiam uma frieza na vida que me assusta, e tenho medo dum dia errar enão me arrepender.

Publicado por firewind em 11:12 AM | Comentários (2) | TrackBack

Troy (Filme)

Um filme que me deixou dividido, será que é o relato duma epopeia muito bem realizado ou simplesmente um filme de acção com uma excelente história.
A acção deste filme centra-se à volta dum heroi de nome Aquiles, a conquista de Troia e as razões que levaram a isso são elementos acessórios. Sob este prisma é um excelente filme, que conseguiu os seus objectivos.
Sob o prisma do relato duma epopeia, é um fracasso, pois explica muito ao de leve tudo o que levou à conquista e destruição de Troia.
Deve-se salientar que a presença de Peter O'Toole é uma mais valia para o filme, que o Brad Pitt tem altos e baixos na representação, e que os restantes actores com especial incidência para o Eric Bana acompanham muito bem o Peter.
Vai de certeza ser um forte concorrente aos oscares, mas não acho que seja o melhor filme do ano. A ver.

Publicado por firewind em 11:03 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 24, 2004

Livro 2 N.º 1

Deitado, olhei o céu azul
por entre as copas das arvores
vi o reflexo da água do rio
balançando nas folhas dos ramos
ouvi o coaxar das rãs
no meio dos canaviais
fechei os olhos e adormeci
embalado pelo balançar
do barco nas ondas
e contigo sonhei
mergulhos dados no rio
passeios pelo areal
noites a ver o céu
cheio de inúmeras estrelas
e de repente acordei
a tua falta senti
mas o sonho ficou

Publicado por firewind em 11:09 AM | Comentários (2) | TrackBack

Porque somos todos invejosos?

Sim, todos somos invejosos, os que são pobres invejam os ricos, os ricos invejam os que são felizes, a riqueza não é sinónimo de felicidade, ou então osd ricos não se divorciavam, as magras queriam ser mais gordas, as gordas mais magras, os baixos mais altos os altos mais baixos, os subordinados patrões, os patrões serem livres como os empregados.
Em alguma altura da nossa vida invejamos alguém, ou o amigo que tem uma namorada muito linda e nós estamos sós, ou o vizinho que comprou um carro novo e nós não o trocamos à já 4 anos, o tipo que aparece na televisão com uma mulher diferente todas as semanas e nós temos que nos contentar com a Playboy, etc, etc.
Somos invejosos porque nunca estamos de bem connosco e com a nossa vida. Falta-nos sempre algo que os outros têm. Um rico quer sempre mais dinheiro e ao mesmo tempo ser feliz como os outros que passam mais tempo com a familia, o que passa mais tempo com a familia gostava de ser mais rico sem ter que abdicar desse tempo, a mulher queria ser mais bem feita como a vizinha do lado a quem o marido deita uns olhares de cobiça.
Na escola queremos ser tão bons como o melhor, mas sem termos que estudar muito, ou então sentimo-nos mal pois ele até estuda menos que nós mas tem melhores notas.
E algumas vezes temos pensamentos baixos, desejamos o mal aos outros por os vermos tão bem, ou tentamos rebaixá-los para nos sentirmos melhor, dizemos que a mulher o engana, que ele é impotente, infeliz, tudo de maneira a nos melhorarmos perante o objecto da nossa inveja. E não vale de nada tentar apagar a inveja da nossa mente, ela aparece quando menos esperamos, faz parte da natureza humana, infelizmente.

Publicado por firewind em 11:01 AM | Comentários (0) | TrackBack

Papão comunista ressuscitado

Pois é, ao fim destes anos todos a seguir ao 25 de abril, à queda do muro de berlim, assitimos ao ressuscitar do papão comunista que come criancinhas ao pequeno almoço.
Estou a falar do discurso mais parvo, estupido, sem sentido que alguma vez foi proferido em Portugal, não é no mundo inteiro porque os discursos do George Bush ainda são piores, o Durão conseguiu ainda tornar mais parvo e estupido este governo, parabéns pelo oscar para a estupidez.
Só alguém que não tem capacidade para governar e controlar este país podia afirmar que os problemas com as forças de segurança são culpa dos comunistas.
Deixe de ser estupido e reconheça que é um incompetente e incapaz, saía e dê lugar a outro. DEMITA-SE seu estupido

Publicado por firewind em 10:52 AM | Comentários (0) | TrackBack

Mulheres: olha para o que digo não para o que faço

Pois é, as mulheres falam muito mas na hora de agira fazem tudo ao contrário do que dizem.
quando se pergunta que tipo de homem querem, tirando o musculado e rico, é sempre, simpático, bom ouvinte, companheiro, que lhes dê atanção, mas na hora do engate, é sempre o oposto que escolhem, é o que não lhes liga, que as trata mal, as engana, trai, que elas escolhem.
E depois de serem enganadas afirmam que tão cedo nem querem ouvir falar de homens, e no minuto seguinte já estão apreciar o rabo do empregado ou do tipo que acabaou de entrar.
quando são casada dizem que não entendem como há mulheres que andam com homens casados, mas quando estão divorciadas isso já não constitui problema.
Se alguém lhes diz para ter cuidado com o namorado porque ele é um cafageste, ela diz que ele com ela é diferente, mesmo depois de levar uma porrada.
são um caso tipico de não olhes para o o que eu digo porque eu faço o oposto.
Os tipos simpáticos que as ouvem, apoiam, só servem para as aturar entre dois namoros, pois para elas eles são uma seca. E se casam com um desses tipos, não estão satisfeitas, parece que até gostariam que ele as enganasse.
E pronto, já desabafei o suficiente, é que nós os tipos simpáticos, que ouvem, apoiam, são bons companheiros, também nos enche a cabeça quando vemos as mulheres escolherem outros que as fazem sofrer e chorar e só nos apetece mandar as mulheres todas aquela parte.

Publicado por firewind em 10:48 AM | Comentários (1) | TrackBack

maio 20, 2004

Livro 1 N.º 100

Cem dias sem amor
cem dias de expectativas
criadas e destruídas
cem dias de solidão
arrefecem o coração
sem paixão, sem amor
vivo de sonhos e amizades
cem dias de verdades
nuas, cruas e duras
cem dias a sonhar
cem dias a procurar
quem quero amar,
sem alguém, sem amor,
cem dias sem coragem
cem dias para te dizer
que te amo e quero
cem dias sem o teu amor

Publicado por firewind em 11:43 AM | Comentários (1) | TrackBack

Massacres

Ontem fui surpreendido pela noticia do massacre executado por pelo exército de Israel sobre os palestinianos que se manifestavam, recordei de imediato o massacre de Sta. Cruz em Timor.
Hoje sou surpreendido pela noticia do massacre executado pelo exército americano a pessoas que assistiam a um casamento.
Noticias como esta contribuem para o engrossar das fileiras da al-quaeda e de todos os grupos radicais que existem no médio oriente.
Torna-se cada vez mais insustentável as sucessivas incursões israelitas em território palestiniano, ao mesmo tempo que a presença norte-americana no Iraque é um foco de tensão cada vez maior. Não se impõe a democracia, ensina-se a democracia, uma democracia nunca pode pela força das armas querer mudar a vontade dos povos. É tempo dos Iraquianos decidirem entre eles o que querem para o futuro do país, mesmo que isso represente uma guerra civil e a divisão do país em três estados. Foi essa a solução preconizada para a antiga Jugoslávia, e será esse o caminho a seguir no Iraque.
Quanto à palestina e a Israel, a solução será sempre a criação dum país autonomo e independente palestiniano, que sem a tensão existente levará a uma diminuição drástica dos grupos radicais, que serão certamente muito mais controlados se existir um pais em vez do que acontece agora. Israel não pode exterminar continuamente o povo palestiniano sem ficar para a história como um novo tipo de nazismo. Os judeus deveriam lembrar-se bem do que lhes fizeram os nazistas, um exterminio continuo da raça, pois é isso que todos os dias parece estar acontecer com os palestinianos.
Para bem do mundo os focos de tensão no médio oriente têm que rapidamente desaparecer ou corremos o risco dos atentados à escala mundial crescerem exponencialmente

Publicado por firewind em 11:40 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 19, 2004

Livro 1 N.º 99

Senti ciúmes
sem sentido, sem razão
não és minha
não me pertences

Senti ciúmes
por não ser eu
por não seres minha
por não ser teu

Senti ciúmes
pois queria ser eu
a dar-te amor
carinho e paixão

Senti ciúmes
de te ver feliz
e a razão não ser eu
quero-te amor

Publicado por firewind em 10:38 AM | Comentários (0) | TrackBack

Seremos tecnodependentes?

Já repararam que hoje em dia ninguém passa 5 minutos sem o telemóvel? e empresa sem informática não existe?
Isto para não falar de muitos outros objectos eletrónicos que fazem parte do nosso dia a dia.
Mas o caso dos telemóveis raia o exagero, ir para um cinema com o telemóvel ligado e atende-lo é uma imbecilidade, isto para não falar em reuniões, restaurantes, discotecas onde é de rir até não poder ver as pessoas aos berros para o telemóvel porque acham que o outro lado não as ouve pois elas não se ouvem a elas próprias devido ao ruido existente. é certo que o telemóvel nos ajuda muitas vezes mas neste momento usam-nos demais.
E alguém já pensou na invasão de privacidade que as camaras fotográficas trouxeram, e as de filmar ainda vai ser pior, podem estar no vestuário du ginásio a vestir-se e as imagens a serem transmitidas para a internet. Por alguma razão no Japão foram proibidas esses telemóveis nos ginásios.
Na Europa somos o segundo país que mais rapidamente adopta os novos telemóveis, o que se levar em consideração que somos também dos mais pobres mostra o exagero a que chegamos. Muitas pessoas têm 3 telemóveis, um para cada rede, mas será que precisam deles? quando não existiam como é que nos desenrascavamos? Um maior comedimento no uso dos telemóveis é necessário e recomenda-se.
Quanto ao resto, as horas que muitos jovens passam em frente ao Chat não pode ser um bom sinal, se preferimos falar através duma máquina que olhos nos olhos é porque algo errado está a acontecer à nossa sociedade.
Eu reconheço que dependo da tecnologia, mas não uso o telemóvel em cinemas, discotecas ou reuniões. Não há razão para os usar. Evito tornar-me escravo do telemóvel, o mesmo se passa com os chats, prefiro olhos no olhos.

Publicado por firewind em 10:22 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 18, 2004

Livro 1 N.º 98

Estendi-me e fechei os olhos
aos poucos relaxei-me
ouvi os carros a passarem
vozes de pessoas ao lado
e senti-me em paz
de súbito outros ruídos
chegaram até mim
o vento a passar na erva
a água agitada na piscina
uma mosca que passa
e fiquei em paz
com a natureza
e com a certeza
do que quero e desejo
só tu me podes oferecer

Publicado por firewind em 10:06 AM | Comentários (2) | TrackBack

Casamento ou uniões de facto?

O que é que separa estes dois estados, o ser-se casado e o viver-se uma união de facto (normalmente referido ao "vivo junto com alguém").
Pode parecer que a unica diferença é o papel assinado numa conservatória ou numa igreja, mas normalmente também a atitude das pessoas perante a relação é muito diferente.
No casamento verifica-se antes de tudo o querer mostrar a todos que estão unidos, que existe uma relação "legal", a vida em conjunto nomralmente também é definida por parametros muito mais restritos.
quem vive junto normalmente são pessoas que não têm a certeza que a relação será para sempre, ou tiveram más experiências com o casamento, ou pura e simplesmente não querem casar por achar que se trata dum vinculo castrador.
Normalmente estas relações são mais abertas, sem tantas restrições. Muitas vezes a tendência é para ao fim de alguns anos o casal enveredar pelo casamento, algumas vezes com maus resultados pois a atitude dos dois muda com esta alteração.
E porque é que um casamento é muitas vezes restritivo na actuação do casal e numa união de facto é menos?
Julgo que isto deriva do facto do próprio casal encara o relacionamento de maneiras distintas, a própria sociedade também força algumas atitudes.
Muitas vezes se os casais salvariam muitos casamentos se encarassem o casamento como uma união de facto, com maior liberdade individual sem prejudicar o casal, uma relação mais aberta e saudável.
É claro que as uniões de facto também têm os seus contras, muitas vezes não existe o nós mas sim o eu e tu. O que leva a que mutias Será que se existir não será uma seca?
duas maneiras distintas de ver a vivência a dois, mas ambas válidas para se atingir o objectivo, ser-se feliz ao lado de alguém.

Publicado por firewind em 10:02 AM | Comentários (1) | TrackBack

maio 17, 2004

Livro 1 N.º 97

Olhei-te e fiquei mudo
queria-te dizer alguma coisa
que te fizesse entender
o que sinto por ti,
mas não me lembrei de nada
ou melhor, pensei em tudo
mas nada parecia fazer sentido
dizer que te amava
era um lugar comum
dizer que precisava de ti
outro lugar comum
o que eu queria-te dizer
era que me fazes viver
que amo o mais pequeno gesto teu
que me tornei num melhor eu
que quando não estou contigo
nada parece fazer sentido
que quando te faço feliz
me sinto realizado
que quando estás comigo
o mundo é mais bonito de se ver
no fim de tudo ou de nada
eu vivo e respiro para ti

Publicado por firewind em 11:32 AM | Comentários (0) | TrackBack

Iraque: de mal a pior

com o assassinato do presidente do governo provisório do Iraque assiste-se à escalada da guerra, sim guerra, no Iraque.
Os erros dos americanos acumulam-se, desde o tratamento dado aos prisioneiros iraquianos até à incapacidade de trazer paz às cidades Xiitas do sul, cada vez mais o Iraque caminha para uma guerra civil.
E se os curdos neste momento são os mais sossegados isso advém deles saberem que só têm a ganhar com isso, pois como todos a preocuparem-se com o centro e sul dopaís os curdos podem investir em aumentar o seu controle local e terrotorial sem fazerem ondas. Mas que ninguém duvide que eles querem ser independentes.
A esta altura os países arabes deviam estar envolvidos em trazer a paz ao IRaque, deviam ser eles a comandar esse esforço e não so americanos que cada vez mais são mal vistos pelos arabes.
Para o bush só o milagre de resolver o problema dos palestinianos o pode tirar do lume brando em que se meteu, pois a fogueira está a aumentar de intensidade.

Publicado por firewind em 11:28 AM | Comentários (1) | TrackBack

maio 14, 2004

Livro 1 N.º 96

Hoje acordei e logo me lembrei

Férias
sabe bem ir de férias
Férias
sabe bem estar em férias

Não ter de levantar, nem de acordar
logo que o galo canta e sol se levanta

Férias
sabe bem ir de férias
Férias
sabe bem estar em férias

poder preguiçar e ficar a olhar
as ondas no mar, as belezas a passear

Férias
sabe bem ir de férias
Férias
sabe bem estar em férias

uma cerveja beber e na cadeira se estender
ver os outros a passear e as mulheres apreciar

Férias
sabe bem ir de férias
Férias
sabe bem estar em férias

Publicado por firewind em 11:41 AM | Comentários (0) | TrackBack

Homens ideais, figurões, normais e outros

Na leitura do livro porque nos caem os figurões na cama, livro que já falei aqui, algumas mulheres foram inquiridas sobre os homens ideais, e se já os tinham encontrado, um percentagem rondando os 15% disse que sim mas que não estavam com eles.
Em contrapartida 70% já tinham encontrado figurões e 35% já tinha sofrido com um deles.
O que quer dizer que homens ideais são dificieis de encontrar e que figurões aparecem aos molhos.
Mas o que eu acho é que muitas vezes os homens ideiais aparecem, as mulheres é que não os consideram assim, e quando mais tarde reconhecem que se enganaram nessa opinião já é tarde.
O homem ideal não é o homem perfeito, pois este é uma utopia, e já agora, o homem ideal nunca será o mais bonito, o mais bem feito, o mais musculado, o mais rico, estes são quase de certeza figurões à mão das quais as mulheres sofrem.
É claro que nós homens somos levados da breca, saltamos com uma facilidade enorme da cama duma mulher para a de outra. E isso também começa a ser normal nas mulheres.
Mas tenho a certeza que tirando o fulgor da juventude todos procuramos estabilidade, lealdade, fidelidade e amor.
Agora quando um desses pontos falha tudo o resto falha.
E o homem ideal pode não ser perfeito, mas ideal no que importa mesmo. Basta muitas vezes olhar um pouco melhor.
Ah, para a maior parte dos homens a mulher ideal é aquela que nos ama, independente da nossa idade, barriga ou calvice.

Publicado por firewind em 11:38 AM | Comentários (0) | TrackBack

A final da Liga dos Campeões

Agora cabe a vez de desancar na oposição.
Mas que ideia estupida, racista, preconcebida é essa de atacar o 1º ministro por ele ir à final da Liga dos Campeões????
Se fosse o Benfica até faziam feriado nacional, como é o F.C. Porto põem-se com parvoices, e depois não querem que nós sejamos bairristas!!!
Do Bloco de esquerda já não me admiro de nada pois eles só existem para deitar abaixo, mas do Ferro Rodrigues só posso manifestar muita estranheza, ou se fosse o Benfica ou o Sporting ele não ia à final? Lérias, era o primeiro a ir.
Deixem-se de parvoices, e já agora o Mota Amaral também se pode deixar de parvoices pois agendar um debate parlamentar para esse dia não lembra o diabo, ou melhor, só os diabos vermelhos ou a Juve Leo iriam pensar em algo assim.
Como se pode ver existe muita gente anti Porto, que em vez de torcer por um clube nacional torcem pelo opositor.
E ainda falam em unidade nacional e coisas assim. Vão-se catar invejosos.

Publicado por firewind em 11:27 AM | Comentários (0) | TrackBack

Bagao Felix again

a nova lei que o Bagão Felix propõe é um atentado a todos nós, a aprtir de agora se perdermos o emprego podemos ser obrigados a ir trabalhar para outro concelho, mesmo que só em deslocações gastemos o nosso ordenado.
E não, sr. BURRO, dizer que deve haver razoabilidade não convence ninguém, quem é que decide da razoabilidade????? Se é o estado estamos todos tramados, e reclamamos como? Ao Estado? Então 4 anos depois temos o assunto resolvido.
PEssoalmente sempre achei este sr. BURRO, INCOMPETENTE, e UM LAMBE BOTAS dos patrões, volto a reafirmá-lo, bastando para isso investigar um pouco mais o que ele fez antes de entrar no governo, e não é falar com os patrões, mas sim com quem ele atraiçoou ao longo da vida.
Coitados de todos nós que a cada dia que passa perdemos direitos e regalias a favor de quem nada faz e todos os dias vê a fortuna pessoal aumentar.
E desculpem lá, mas se pareço um radical de esquerda, não o sou, mas a injustiça mexe profundamente comigo.

Publicado por firewind em 11:19 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 13, 2004

Livro 1 N.º 95

O amor
todos o queremos,
difícil de alcançar
mais difícil de conservar,
desperta ódios e paixões
arrebata corações,
por ele se morre
por ele se vive,
chega-se a matar
mas também a salvar,
dá tristezas e alegrias,
sem ele não vivemos
por ele morremos,
uma só palavra
tanto poder,
mas não temos palavras
para o descrever,
nem explicações
para o que nos faz sentir
e nos leva a agir
muitas vezes erradamente,
por ele tudo fazemos
e se o temos por um segundo
nem num século o esqueceremos.

Publicado por firewind em 10:54 AM | Comentários (0) | TrackBack

Que dizer?

Há situações em que não se sabe o que dizer, estou-me a referir a que dizer a alguém que sofre uma perda de alguém chegado ou que tem alguém gravemente doente.
O que é que podemos dizer nestas alturas, que lamentamos? Que esperamos que o doente fique bem? Que foi o designio de deus? O que quer que digamos só reconhece a nossa impotência para mudar o curso dos acontecimentos, e torna dificil exprimir o que sentimos. E muitas vezes o que dizemos não é o que a outra pessoa quer ouvir, mas se nos calamos podemos parecer insensiveis.
Tudo isto porque ontem uma pessoa que me diz muito me disse que tinha o pai muito doente, apra mim foi como se me tivessem dado um murro no estomago, apesar de eu não conhecer a pessoa, mas adivinhei a dor que tal noticia tinha causado, e o que quer que eu dissesse me parecia pouco. Gostava de poder dizer e fazer mais, mas nem agora sei como. E caio no costume, na lamentação, no esperar que tudo corra pelo melhor. E espero mesmo que corrar tudo pelo melhor e que tudo não passe dum grande susto, mas ainda sinto o murro no estomago.

Publicado por firewind em 10:32 AM | Comentários (0) | TrackBack

Mourinho e Chelsea

Já não há duvidas que o Mourinho vai deixar o F.C. Porto. É com pena que vejo isso acontecer, mas é um facto normal da vida. Agora as atitudes dele e do chelsea é que deixam um pouco a desejar. Por mim acho que o Chelsea não é o clube ideal para o Mourinho, julgo que o Liverpool seria o mais indicado, mas quando se tem a oferta de milhões como dizem que ele tem dificilmente alguém recusa. Tenho a firme convicção que toda esta atitude vai custar mais uns milhões ao Chelsea, e, espero bem que não, pode custar a taça e a liga ao Porto. A ver vamos

Publicado por firewind em 09:52 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 12, 2004

Livro 1 N.º 94

As férias chegaram
tu partiste,
senti a tua falta,
não pude ver o teu sorriso
misterioso mas belo,
o teu ar sério e compenetrado,
senti a tua falta,
pensei em ti
no que estarias a fazer
se a ler, se a passear
e depois pensei,
se calhar também tu
sentes a minha falta,
e esse pensamento
confortou-me,
porque se calhar
estavas a pensar em mim,
as férias chegaram
e a saudade também.

Publicado por firewind em 02:38 PM | Comentários (0) | TrackBack

Scolari e a meia final

Scolari afirmou ontem que se não chegasse às meias finais teria que reconhecer que a campanha do euro 2004 tinha corrido mal, só posso concordar pois as meias finais a o minimo exigivel duma selecção que atingiu já essa meta por mais duma ocasião. E caso seja isso que aconteça, não chegar às meias finais espero que o presidente da federação se demita também, pois foi dele a escolha e por isso ele também terá que arcar com o fracasso e não se esquivar como fez aquando do mundial da Coreia. Espero que cheguemos pelo menos à final.

Publicado por firewind em 02:23 PM | Comentários (0) | TrackBack

Dia de cão

Hoje está e vai ser um dia muito complicado, é daqueles dias que não sabemos para que lado nos havemos de virar, só problemas de todos os lados. O que vale é que não é assim todos os dias. Esperemos que amanhã acalme

Publicado por firewind em 02:18 PM | Comentários (0) | TrackBack

maio 11, 2004

Livro 1 N.º 93

Sei que não me amas
que não me queres,
mas deixa-me sonhar
que te estou amar
que somos um só,
pois eu tenho tempo
para esperar por ti,
para me amares
e não me deixares,
por muito que faças
não vais conseguir
apagar esta paixão
que arde no meu coração,
por ti faço tudo
tudo o que quiseres,
mas não me peças
para eu me afastar,
quero estar perto de ti
para te poder amar

Publicado por firewind em 05:31 PM | Comentários (0) | TrackBack

9 anos depois

Hoje ao almoçar encontrei um antigo colega de trabalho, 9 anos depois de ter saído da empresa onde ele ainda hoje trabalha. ele foi o segundo dentro do projecto há 11 anos atrás, sendo que eu fui a 4ª pessoa a entrar para esse projecto.
Hoje em dia dessas pessoas que iniciaram o lançamento em Portugal dessa empresa só lá continua ele. Foi engraçado reve-lo depois deste tempo, nota-se que a idade passou, mas os traços continuam os mesmos, e, esta parte nunca comentei com ele, continua solteiro algo que eu dizia que iria acontecer, sempre me deu a impressão que ele nunca se iria deixar prender por uma só mulher.
Mas foi uma viagem ao passado que fiz durante o almoço, recordações doutros momentos, doutras pessoas, algumas delas que já não vejo há muito tempo nem sei o que é feito delas.
Da próxima vez que for almoçar ao mesmo local pode ser que o encontre, e aí viajo outra vez ao bau das recordações.

Publicado por firewind em 05:09 PM | Comentários (0) | TrackBack

Sto Amaro de Oeiras on

Com o tempo aquecer e o sol aparecer começa a ser normal as minhas idas a Sto. Amaro, a areia estava lisinha pois a mesma deve ter sido alisada muito recentemente e o mar sereno, não apetecia nada ter que ir trabalhar, mas ainda deu para encontrar um antigo colega de trabalho.

Publicado por firewind em 03:58 PM | Comentários (0) | TrackBack

Van Helsing (Filme)

Depois de ter lido criticas ferozes a este filme fiquei com curiosidade de o ver. Uma das maiores acusações era a quase falta de dialogo, mas diga-se de passagem que na maior parte dos filmes de acção e ficção isso é normal, ninguém os vai ver pelos diálogos mas sim pela acção, e a acção está em todos os minutos do filme. é portanto um filme de pura acção que se vê com agrado e como habitual nos ultimos filmes é deixada a porta aberta para a continuação. Para quem gosta de filmes de acção com muito movimento e efeitos especiais.

Publicado por firewind em 11:38 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 10, 2004

Livro 1 N.º 92

Momentos passados recordei
quando sem ti acordei
senti o que perdi
quando de ti parti

queria atrás voltar
para te poder amar
sentir o teu calor
ter o teu amor

ao teu lado acordar
e poder-te beijar
levar-te a passear
e vida apreciar

o que as motas podem fazer
recordar em vez de esquecer
saudade em vez da alegria
de quando te via

Publicado por firewind em 11:50 AM | Comentários (0) | TrackBack

CP e comboios a necessitar de reforma

Todas as sextas por opção financeira e pessoal decide usar o inter-regional como comboio de deslocação para o Porto.
O preço pouco mais baixo é em relação ao intercidades, mas à hora que vou não existe intercidades, para em mais estações mas a qualidade da viagem é muito mais baixa, as carruagens parecem que pararam no tempo, ou mais exactamente 30 anos atrás.
As carruagens estão totalmente desactualizadas, quer sejam a de 1ª classe quer especialmente as de 2ª.
O ruido exterior entra sem qualquer problema tornando incomoda a viagem, pois visto as carruagens serem antigas a própria passagem nos carris é feita de forma incomoda com saltos, abanos e muito ruido. Torna-se neste momento uma vergonha a apresentação destas carruagens perante os estrangeiros, já sei, só vão de Alfa pendular, mas nem todos, pois os Alfas vão esgotar e muita gente terá que viajar neste péssimos exemplares de comboios.
Modernizem-nos, ponham-nos ao menos com a qualidade dum intercidades, a diferença de custo da viagem não é pela qualidade mas sim pelo tempo a mais ou a menos que demora a viagem.
Modernizem o inter-regional

Publicado por firewind em 11:48 AM | Comentários (1) | TrackBack

Depois dum fim de semana...

Os meus fins de semana servem para recarregar baterias junto das minhas filhas, algo nem sempre conseguido pela interferência da mãe delas.
Este fim de semana foi bastante activo no que a noticias de jornais e semanários se referem, por um lado a confirmação caso eu precisasse que o Expresso está cada vez mais um semanário cobarde, tendencioso e falacioso.
Não o comprei mas tive a oportunidade de dar uma vista de olhos pelas gordas (titulos) e um pouco do texto servindo para confirmar o que eu já pensava, cada vez mais um jornal a evitar.
O indy (independente) onde tenho uma amiga que colabora no suplemento 100% dá a ideia de muitas vezes haver o medo de aprofundar certos pontos, é neste momento o meu semanário, compro-o todas as sextas-feiras e acompanha-me na viagem para o Porto.
Um dos comentários que vinha escrito fez-me pensar que a revisão constitucional feita nos aproxima cada vez mais da perda de identidade nacional, para muitos que não sabem e outros que nem querem saber, no futuro a constituição Europeia manda mais que a Constituição Portuguesa, o que quer isto dizer, que na cosntituição europeia podem existir leis que sejam contrárias ao interesse dos portugueses enquanto individuos e enquanto país, e que não se podem defender mediante a existência da nossa constituição pois esta tem um poder inferior ao da europeia. Mas pior que isso, perdemos quase todo o controle sobre a Madeira e os Açores assim como vamos perder o controle sobre qualquer decisão de politica externa, estas vão ser tomadas pelos pesoas pesados da UE, Alemanha, França, Inglaterra e Itália.
Podem dizer que não faz mal, mas faz, eu tenho orgulho em ser português, e não gostava de acordar uma manhã para perceber que era Europeu em vez de ser português, porque podem ter a certeza que é isso que nos vai acontecer a nós, não aos franceses, ou aos alemães nem mesmo aos espanhois, nós não temos peso nesta nova UE e vamos ser absorvidos por ela, digam adeus a sermos portugueses, vão passar a ser europeus, mas se 2ª categoria. O resto é palavreado de politico que nos leva sempre para o fundo.

Publicado por firewind em 11:15 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 07, 2004

Livro 1 N.º 91

O ruído do escape acordou-me
e logo pensei em ti
como era bom ter-te aqui
comigo partilhares
o prazer de viver as motas
não te consegui esquecer
por muitas mulheres
que olhasse ou apreciasse
só em ti pensei
tornarias tudo melhor
e melhor seria este dia
adormeci com os teus olhos
o teu sorriso maroto
queria-te aqui
para dar mais valor
a tudo que as motas
me proporcionam de prazer
pensei em ti

Publicado por firewind em 02:09 PM | Comentários (0) | TrackBack

Porque nos caem os figurões na cama (livro)

Um excelente livro escrito por duas mulheres. Se repararem tenho por hábito ler muitos livros escritos por mulheres, normalmente têm uma visão diferente do mundo, o que ajuda a tentar compreende-las um pouco, neste caso este livro é excelente para isso. Aborda por exemplo a tendência das mulheres em escolherem homens que as magoam, os figurões do livro, e porque muitas delas escolhem isso conscientemente. Um optimo livro para as mulheres lerem, os homens só se tiverem uma mente aberta é que o devem ler, e os figurões não devem gostar nada do retrato que é feito deles.

Publicado por firewind em 01:02 PM | Comentários (0) | TrackBack

maio 06, 2004

Livro 1 N.º 90

Porque não queres amar,
sinto que te afastas
sempre que nos aproximamos,
tens medo de assumir
de te apaixonar
por alguém como eu
que não sou o teu ideal,
tens medo de amares
de te magoares,
de eu ser um cometa
que passa na tua vida
e deixa marcas para sempre,
mas não podes negar
que sentes no ar
a faísca do amor
sempre que nos vemos,
fazes-te durona
tentas esconder
mas sentes o amor
que há no ar.
Porque não queres sofrer
por isso te afastas
sempre que nos aproximamos

Publicado por firewind em 11:06 AM | Comentários (2) | TrackBack

O futuro do nosso país

O presidente da Republica tem-se desmultiplicado em afirmações de que é preciso mudar a nossa situação, quer económica quer educacional, alguns podem ver nesta atitude uma atitude de afronta ao governo.
Eu vejo mais nesta atitude um abrir dos olhos para o buraco onde nos estamos a enfiar e donde pode vir a ser dificil se não mesmo impossivel sair.
Analisemos o estado do nosso país. Temos um pais de autoestradas, mas a s estradas nacionais e complementares estão uma desgraça. Temos a Autoeuropa mas o resto da nossa industria arrasta-se atrás da Europa. Temos uma enormidade de universidades Privadas, mas o nosso nivel de educação encontra-se na cauda da Europa. Temos um dos mais elevados custos de vida, e o nosso salário médio é dos mais baixos da Europa. Somos dos que trabalhamos mais horas, mas temos das mais baixas produtividades da Europa.
E agora levamos com 10 países com tudo para rapidamente nos ultrapassarem, sendo que alguns estarão mesmo à nossa frente. Paises com um nivel educacional mais elevado, paises masi organizados, motivados e produtivos que nós. Corremos o risco de nos tornarmos os parente pobres da UE.
Mais caricato é a maneira como temos andado a encobrir o nosso defice. Em vez de tentarmos aumentar o PIB para o defice diminuir, não, vamos e vendemos o que o Estado possui, seria o mesmo que uma familia para sustentar um Ferrari andasse a vender toda a decoração da casa, pois esta já estava hipotecada e não tinha as rendas pagas há anos, em vez de tentar arranjar empregos para toda a familia.
Mas todos nós somos culpados, culpados da indiferença, do egoismo com que temos encarado tudo o que se vai passando. Desde que não nos afecte directamente está tudo bem, e só nos comovemos quando na televisão ou na rádio ouvimos histórias pungentes de quem não consegue resolver os problemas do dia a dia por causa dos erros acumulados dos governos sucessivos.
É triste quando se ouve uma mãe dizer que precisa de dinheiro para operar o filho numa clinica privada porque no hospital publico ainda vai demorar algum tempo e a criança não pode esperar.
Quando isto acontece é porque todos falhamos, falhamos na construção dum país em que todos tivessemos acesso ao mais elementar direito, que é o direito à vida.
Hoje os nossos jovens só pensam é nas roupas de moda que vão pedir aos papás, ou na nova scooter, ou no novo penteado, ou na discoteca onde querem ir, ou no Rock in rio, não se importam se os pais podem, ou se isso é algo assim tão importante, hoje o nosso sucesso é medido pelos artigos de marca que exibimos, e não pelas nossas notas na escola ou um desprendido acto de amizade. Pobre o país que o sucesso é aparecer na televisão, não por ter realizado algo de importante mas sim por ter participado em algum Big Brother ou algo parecido. Todos queremos ser famosos, mas sem fazer nada de importante ao pais. Famoso deve ser quem contribui para o avanço deste país, todos os que todos os dias se levantam cedo para ir trabalhar, recebendo um salário inferior aos seus congeneres europeus, pagando mais pela gasolina, comida bens de primeira necessidade que os seus congeneres europeus, e no fim do mês ouvindo o governo dizer que temos que ter calma, que tudo se há-de compor para a seguir se ouvir dizer que tudo vai aumentar inclusive o desemprego.
Pobre deste país que se vive na ilusão de que o Euro 2004 e o Rock in Rio são a salvação dele.

Publicado por firewind em 11:04 AM | Comentários (0) | TrackBack

Porque é que as mulheres ligam o complicador?

Não seria mais simples se não tivessemos que fazer rodeios, foquices para conseguirmos que uma mulher faça o que nós queremos e o que ela também quer? Alguns podem dizer que isso tirava a piada ao jogo existente entre homens e mulheres, mas facilitava a vida a todas as relações.
E outra das coisas é quando falamos de sexo com uma mulher, normalmente volta a surgir o complicador, apesar de elas terem evoluido muito nos ultimos tempos.
Estranho é alguns homens terem dificuldade em falar de sexo com mulheres, talvez se o fizessem descobriam que elas não têm prazer quando estão com eles na cama! Deve ser por isso.
E os filhos? Com os filhos é que o complicador é ligado ao máximo, tudo serve, ou porque come pouco, ou porque come muito, ou brinca demais, ou tem muitos amigos, ou não tem nenhuns. Pode ser um pensamento machista, mas costumo dizer que quando uma mulher liga o complicador com os filhos é porque alguma coisa não corre bem na parte sentimental.
E quando estamos mesmo no ponto de as levarmos para a cama, e elas ouvem um ruido, ou dizem que alguém pode ouvir, ou está calor a mais, ou a cama é dura, ou... complicador, complicador...É claro que as mulheres são e hão-de continuar a ser um mistério para nós homens, e aí é que reside a grande atracção delas, mas que podiam desligar o complicador lá isso podiam.

Publicado por firewind em 10:47 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 05, 2004

Livro 1 N.º 89

Somos diferentes

Somos diferentes
no que pensamos
no que queremos
e falamos

somos diferentes
no que procuramos
no que sofremos
e alcançamos

somos diferentes
porém somos iguais
no que amamos
no que odiamos

somos diferentes
porém somos iguais
quando nos olhamos
e nos sorrimos

somos diferentes
mas somos puxados
arrastados e levados
a nos amarmos

Publicado por firewind em 11:39 AM | Comentários (1) | TrackBack

BIBA O F.C.PORTO, carago, somos os maiores

Fui com enorme alegria que ontem assisti ao assinalar duma página histórica para o F.C. Porto e para Portugal, o apuramento para a final da Liga dos Campeões, não juro mas julgo ter sido a primeira vez que o detentor da Taça UEFA se apura no ano seguinte para a final da Liga dos Campeões.
Este feito devia encher de orgulho todos os portugueses, infelizmente pessoas como Rui Rio ou Pacheco Pereira rezaram que o F.C. Porto tivesse sido eliminado, assim como outros idiotas que pululam este país.
Quanto aos politicos não se deverem imiscuir com o futebol bastava ver quem estava na tribuna presidencial no estádio do Corunha, começava só no REI DE ESPANHA. BIBA O PORTO CARAGO

Publicado por firewind em 11:38 AM | Comentários (2) | TrackBack

maio 04, 2004

Livro 1 N.º 88

Sinto a falta

Sinto a falta de alguém
com quem possa partilhar
o simples ar que respiro
o prazer de passear

sinto a falta de alguém
a quem possa abraçar
compartilhar um suspiro
a quem possa amar

sinto a falta de alguém
que me dê amizade e amor
paz e serenidade
e que partilhe qualquer dor

sinto a falta de alguém
que receba uma caricia
e veja nisso felicidade
um amor que se inicia

Publicado por firewind em 09:56 AM | Comentários (0) | TrackBack

Os donos de BMW têm mais sexo por semana

Quem o diz é um magazine Alemão depois de ter feito uma sondagem aos condutores alemães.
Entre os carros alemães a BMW domina, seguida da Audi, VW, Ford, Mercedes, Porsche isto em carros alemães.
A BMW fica ainda à frente dos carros italianos, seguidos pelos franceses, japoneses, suecos e coreanos.
fizeram também uma pergunta às mulheres sobre que condutores preferiam, os condutores de carros franceses são os que têm mais saída, seguidos da Audi, italianos, BMW com a Porsche novamente em ultimo da lista.

Publicado por firewind em 09:55 AM | Comentários (0) | TrackBack

Kill Bill Vol. 2 (Filme)

Já aqui falei do Vol. 1 e fui agora ver o Vol. 2, novamente Tarantino consegue surpreender, e se o primeiro era uma orgia de violência ao melhor estilo oriental a segunda parte acaba por ser mais calma, mas mesmo assim violenta, utilizando uma data de clichés de outros filmes, Tarantino acaba por inovar na maneira como esses clichés são apresentados.
Um filme violento mas que se vê muito bem, dum dos poucos génios do cinema actual. Já agora a Uma Thurman continua num registo optimo num tipo de filme que nunca esperei vê-la fazer.

Publicado por firewind em 09:47 AM | Comentários (0) | TrackBack

O incompetente ministério da Educação

Já era tempo de problemas informáticos deixarem de servir como desculpas para a pura incompetência. As máquinas só fazem o que os homens lhe dizem para fazer, e se o resultado não é o esperado a culpa é dos homens, nunca da máquina.
Demita-se Sr. Ministro, a sua incompetência é por demais evidente.

Publicado por firewind em 09:25 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 03, 2004

Livro 1 N.º 87

Será que peço demais

Só queria ao levantar
poder alguém beijar
e em troca receber
um sorriso digno de se ver

Será que peço demais

Á tarde ao chegar
alguém poder abraçar
beijar com paixão
e sentir o bater do coração

Será que peço demais

Quando me deitar
alguém me excitar
com um beijo apaixonado
e adormecer enlaçado

Será que peço demais

Publicado por firewind em 10:43 AM | Comentários (0) | TrackBack

O primeiro brinquedo do homem

Ao ver um mail recebido por uma colega cujo titulo era o de cima e como não vi o resto do mail fiquei a matutar qual seria o primeiro brinquedo do homem, e o que me veio de imediato à cabeça foi a maminha da mãe.
Por isso o primeiro brinquedo do homem é a mama da mãe, e passa o resto da vida à procura duma substituta.

Publicado por firewind em 10:42 AM | Comentários (0) | TrackBack

Alargamento da UE

Este fim de semana a UE passou a contar com 25 países.
Este numero passa a englobar a maioria dos países da Europa e a constituir um mercado de enorme potencial.
Até aqui parece tudo optimo para nós, mas é o oposto. desde que aderimos à UE que durante anos desaproveitamos todas as chances de nos modernizamos, as autoestradas não são modernizações, de nos chegarmos ao nivel do restos dos países. Depois deste desperdicio o que nos sobra? A entrada de países mais bem preparados, organizados e motivados.
Países que nos vão trucidar na procura de novos investimentos, de novas oportunidades.
E quando ouço que devemos deslocalizar as nossas fábricas para Marrocos, ou que os nossos investidores devem procurar oportunidades para investir nesses países só posso crer que estou a ficar maluco e que não estou aq ouvir bem.
Quer dizer, em vez de se investir em Portugal, de se criar novos empregos, não a via preconizada é o oposto, desinvestir em Portugal e fechar fábricas.
Uma das pessoas que o disse é o pseudo candidato a Belém Cavaco Silva.
Resumindo, o trabalhador, ou diaga-se a maior parte do povo português que se foda, o que interessa é os ricos poderem ganhar dinheiro, nem que seja no estrangeiro, porque investir em Portugal não vale a pena.

Publicado por firewind em 10:39 AM | Comentários (0) | TrackBack