dezembro 30, 2003

Livro 1 N.º 5

O meu coração não morreu
porque é todo teu
mas sangra e chora
quando dizes, “estou farta
não posso mais
quero um homem
como tu és
mas livre e disponível
aquilo que tu não és
e quero já e agora”,
e quando eu digo
espera, tens tempo
de conheceres
e sofreres
com o casamento
tu respondes, “estou farta
de estar sozinha
quero ter alguém
ao meu lado sempre
todo o tempo”
espero que nunca sofras
o que eu sofro
com essa decisão
e que encontres alguém
que te faça feliz
como eu não pude
nunca esqueças
que te vou amar sempre
não importam os anos
esperarei por ti
até morrer

Publicado por firewind em 09:09 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 29, 2003

Livro 1 N.º 4

Ver a tua fotografia
encheu-me de alegria
tanto a minha mente
como o coração quente

Os teus olhos verdes
trazem esperança
duma mudança
nas minhas tardes

noites e dias
de visitas fugidias
todas elas cheias
de amor e alegrias

Publicado por firewind em 06:37 PM | Comentários (1) | TrackBack

dezembro 28, 2003

Livro 1 N.º 3

Partes-me o coração
Tenho esta sensação
de que me deixas
me abandonas

Tu és para mim
um amor sem fim
sinto a tua falta
para estar em alta

A minha moral
o meu amor total
sou egoísta
mas dou-te uma pista
quero-te muito
desejo-te muito
amo-te para sempre
sempre, sempre

só em ti penso
não te dispenso
contigo sonho
contigo tenho

O carinho, o amor
a paixão e o ardor
que me aquece
e arrefece

que faz viver
e não morrer
amo-te muito

não me deixes
não me abandones
adoro-te muito

Publicado por firewind em 04:37 PM | Comentários (1) | TrackBack

dezembro 27, 2003

Livro 1 N.º 2

O Pai Natal
é o tal
pelo qual
não fazemos o mal

Um Natal branco
vai-se ao banco
pedir crédito,
para um débito

de num segundo,
tudo gastar
para comprar
um mundo.

Alegria de ver
olhar as montras
todas recheadas
que queremos ter

Publicado por firewind em 06:11 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 26, 2003

Livro 1 N.º 1

Amor, Meu amor
sinto-me uma flor
que voa e esvoaça
devagar devagarinho
e pousa no teu regaço
cheio de rosmaninho,
sente-se no vento
quente e ardente
um frémito premente
como uma ameaça
de amor quente,
voo novamente
entre os teus cabelos
belos e bonitos

Publicado por firewind em 06:09 PM | Comentários (1) | TrackBack

dezembro 24, 2003

A todos um bom Natal

Publicado por firewind em 01:37 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 23, 2003

Livro 3 N.º 53

As palavras são perigosas
os actos podem ser assassinos
as expressões mal entendidas
os pensamentos proibidos

posso amar e sofrer
posso ignorar e conhecer
posso parar e mover
posso tapar e ver

um beijo pode ser de morte
uma estalada pode ser de amor
uma carícia pode ser de sorte
uma relação pode ser de dor

posso ansiar e não ter
posso desejar e não ser
posso olhar e não ver
posso sonhar e não aprender

uma pessoa pode magoar
as multidões podem ajudar
duas pessoas podem sofrer
uma multidão pode perder

posso aprender e não perceber
posso crescer e não amadurecer
posso perder e não sofrer
posso ser e não ter

os sentimentos podem ser feios
as prendas serem enganos
os elogios serem trapaças
as afirmações negaças

posso andar e não encontrar
posso beijar e não gostar
posso tocar e não beliscar
posso apaixonar e não amar

Publicado por firewind em 05:12 PM | Comentários (1) | TrackBack

2003 o meu ano e de Portugal II

O fim deste ano não para de me desiludir.
Jogadores de futebol junior que se dopam, jantares de natal inexistentes, em Janeiro quando o fizerem é que é Natal, o salário minomo com um aumento abaixo da inflação, pudera, se os ministros tivessem que viver com ele iam ver como o aumentavam, até que era uma boa ideia, eles serem pagos pelo seu rendimento ao longo do ano, recebiam o salário minimo e no fim do ano votava-se para decidir quanto mais é que eles deviam levar, 0 na minha opinião.
O Natal para mim, felizmente ainda é vivido com o espirito duma criança, adoro os presentes que as minhas filhas recebem, alegro-me por elas e brinco com elas.
Mas a seguir fico deprimido, faço anos, passo o ano em casa, sem paixão nem amor.
E aí vem o 2004.
Uma informação confidencial, já está definida a data do fim da crise, é o dia de abertura do Rock in Rio, a entrada de dinheiro vai ajudar especialmente porque é logo seguido do Euro 2004, agora esperremos é que este governo não desbarate tudo continuando a fazer as borradas que tem feito até agora, e desistam da merda dos submarinos, não servem para a ponta dum corno.
Por isso apertem o cinto até ao Rock in Rio pois só aí é que se vê a luz ao fundo do tunel.

Publicado por firewind em 05:10 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 22, 2003

Livro 3 N.º 36

Fazes-me bem

Fazes-me mal
não fico igual

és um trovão
uma explosão
que me transtorna
que me transforma

Fazes-me mal
não fico igual

és uma tentação
uma paixão
que me aquece
que me enlouquece

Fazes-me mal
não fico igual

és o positivo
o negativo
que me electrocuta
que me executa

Fazes-me mal
não fico igual

és uma beleza
uma certeza
que me acerta
que me penetra

Fazes-me mal
não fico igual

és o meu sonho
onde me ponho
que me faz desejar
que me faz amar

Fazes-me mal
não fico igual

mas não faz mal
não quero ser igual
quero-te tanto
amo-te tanto

fazes-me bem

Publicado por firewind em 04:25 PM | Comentários (0) | TrackBack

2003 o meu ano e de Portugal I

Começo hoje um periodo de reflexão sobre o meu ano e o de Portugal.
Começo por ir alterar a colocação de versos no meu blog.
Decidi a partir do próximo dia 26 colocar um verso por dia recomeçando do primeiro verso do meu primeiro livro de poemas. Colocarei um por dia desde que tenha acesso à internet mesmo que não tenha mais nada para dizer.
Agora o meu ano, olhando para trás ele foi feito de poucas alegrias e muitas desilusões, no trabalho, no amor, na vida. Irei lá mais tarde, vou por partes.
O ano para Portugal foi uma merda.
O desemprego aumentar, o custo de vida aumentar, o ordenado na mesma ou a diminuir (como foi o meu caso), e uma corja de politicos que só se interessa pelos interesses deles cagando em todos nós.
Seja governo seja oposição.

Publicado por firewind em 04:23 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 17, 2003

Livro 3 N.º 10

O jogo estava acabar
estava farto de esperar,
mais um minuto
menos um minuto,
e de repente
uns apitos somente
e tinha acabado
tinham ganhado
começou a pular
a festejar
o coração explodia
de imensa alegria
queria partilhar
com alguém festejar
virou-se para o lado
e ficou calado
estava sozinho
nem um vizinho
ninguém com quem falar
com quem partilhar
ou festejar,
nem sequer amar
a felicidade
tornou-se infelicidade
a alegria em tristeza
a certeza em incerteza
mas ia combater
ia vencer
a solidão
o frio no coração,
como o seu clube venceu
que como ele sofreu
ele ia lutar até ao fim
não ia desistir assim
ia conseguir se apaixonar
ia conseguir amar

Publicado por firewind em 07:16 PM | Comentários (0) | TrackBack

Aborto: Nós, a Igreja e a hipocrisia

O assunto do aborto sempre me causou algum incomodo em falar dele, por um lado temos o resultado duma relação entre duas pessoas, para o caso não interessa se se amam, que dá origem a um feto, aqui podemos discutir se já é uma vida humana ou não, mas não vou agora entrar por esse campo, de qualquer maneira não me sinto à vontade quando falo sobre o feto, talvez resquicios duma educação respeitadora da igreja e dos seus valores, por outro lado uma vida a ver a igreja a ter afirmações totalmente desfasadas da vida actual. Exemplifico, não usar preservativos, não usar contraceptivos, não ao aborto, o que quer dizer que sempre que duas pessoas têem relações sexuais deverá dar origem a um filho, ora bem, quem é que teve esta ideia brilhante? Não foi Jesus que decidiu isso. Não foi ele que escreveu a biblia e podem ter a certeza que ela foi sendo alterada conforme interessava, quem conta um conto acrescenta um ponto. E quem são os nossos padres, bispos e papas? Pessoas que decidiram que não queriam ter contactos sexuais com mulheres, que são muitos homosexuais não assumidos e outros pedófilos, como se viu nos Estados Unidos, portanto grande parte com desvios sexuais, que me desculpem os homosexuais mas é um desvio ao padrão normal e convencional, não estou a dizer que é bom ou mau, não vem ao caso, por isso estas pessoas que não têem relações com mulheres decidem que quem tem não deve usar proteção, que quem por isso engravidou não pode abortar mesmo que não queira ter a criança, não interessam as razões, mesmo que depois esta criança seja mal alimentada, sujeita a maus tratos, etc. o que eles pretendem é que cada ez haja menos relações, pois a eles não lhes faz diferença, e no caso do aborto que o mundo seja cada vez pior pela falta de condições para criar as crianças que nascem.
Eu sou a favor do aborto até certa altura, a que existe neste momento legislado e a partir daí que só se possa fazer em caso de perigo para a mãe ou por malformação do feto.
Podem discordar mas sei que a maior parte está a ser hipocrita, e muitos dos pseudo defensores, quando lhes tocou a eles, ou alguém da familia não tiveram qualquer problema em recorrer ao aborto para resolver o problema criado.
São hipocritas sim senhor.

Publicado por firewind em 07:06 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 16, 2003

Livro 3 N.º 80

Há na vida momentos
em que nos sentimos assustados
totalmente desamparados
completamente solitários
sentimos falta dum carinho
dum simples miminho
um abraço amigo
um simples beijo
e pode ser que tenhamos
pode ser que recebamos
com um pouco de sorte
tudo o que precisamos
e sem contar nem tentar
podemos encontrar
exactamente
o que necessitávamos
para ultrapassar
os maus momentos
os tristes pensamentos
e talvez ganhar
algo novo e belo
totalmente inesperado
nunca devemos desanimar
ou desesperar
pois numa perda
ou numa tristeza
algo podemos descobrir
e algo belo sentir
no choro, alegria encontrar
na tristeza, a felicidade reencontrar
na vida, o amor nascer

Publicado por firewind em 06:25 PM | Comentários (0) | TrackBack

Gaby Hauptman (Escritora)

Não deixar de ler nenhum dos seus livros, são bem um retrato dos nossos dias com uma optica feminina, mordaz e critica para ambos os sexos.

Publicado por firewind em 06:24 PM | Comentários (0) | TrackBack

Master and Commander

Um filme razoável, não é para mim o melhor filme de combate naval que vi, algum exagero desnecessário em algumas cenas, uma história já vista e revista, esperava mais após o anuncio do filme, de qualquer maneira é um filme que se vê bem. O Russel Crowe está ao nivel que nos vai habituando. Excelentes as performances por parte dos mais miudos.

Publicado por firewind em 06:06 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 12, 2003

Livro 3 N.º 7

Falei contigo
doces e suaves palavras
ficaram comigo
sensações raras
de encontrar e ter
senti-me reviver

fazes-me bem,
és o meu bem

quando te vejo
é como um beijo
profundo e doce
suave e precoce
que arrefece
e logo aquece

fazes-me bem
és o meu bem

quando te toco
sabe-me a pouco
quando me encosto
sinto-me reposto
quando te sorrio
sinto um arrepio

fazes-me bem
és o meu bem

quando sorris e ris
começas guerras civis
dentro do meu coração
por ti cheio de paixão
tem de ser amor
pois não sinto nenhuma dor

fazes-me bem
és o meu bem

Publicado por firewind em 02:53 PM | Comentários (1) | TrackBack

O que é ser de Direita?

Ontem ouvi um politico rasca português, que até está no governo dizer que é de direita, mas não de extrema direita. fiquei a pensar qual era o meu conceito de ser da direita, associei-o imediatamente a racismo, xenofobia, cabeças rapadas, fascismo, nazismo. Claro que pode-se dizer que eu fui à extrema direita, mas para mim não existe direita e extrema direita, ou se assume de direita e tem que se concordar em ser racista, xenofobo, fascista pois isso é ser de direita, tudo o resto é ter medo de assumir a carga negativa que traz ser de direita.
Eu sei que não sou de direita, mas também não sou de esquerda, pois para mim a politica não se devia dividir em direita ou esquerda mas sim no bem de todos nós e nas diferentes maneiras de lá chegar, e quando digo todos nós, estou a falar de ricos e pobres, brancos e pretos, formados e não formados, sem discriminação, porque outro pensamento não é humano.
Tch, estarei a chamar inumano e fascista ao nosso politico de pacotilha? Se calhar estou, e senti-me bem nisso.

Publicado por firewind em 02:51 PM | Comentários (0) | TrackBack

Futebol, escape da nossa frustração?

a maneira como todos os que gostam de futebol vivem as emoções relacionadas com o mesmo leva-me a ponderar se não será um escape para as nossas frustrações diárias. Os hooligans, os ultras, os fanáticos, os adeptos, todos eles utilizam o futebol para dar largas às emoções acumuladas, uns mais que outros é certo mas todos eles escolhendo o futebol como meio de escape do dia a dia rotineiro e fastidioso que a maior parte de nós leva, já para não falar que muitos têm problemas de dinheiro, trabalho, droga que os leva a cometer excessos.
Mas se olharmos para os dirigentes, arbitros e demais pessoas envolvidos podemos ver que também eles muitas vezes dão vazão às suas frustrações insultando-se mutuamente, criando casos estereis.
Mas infelizmente todo este escape não está a ficar só pelo futebol, as nossas estradas asim o mostram, e os nossos politicos também começam a parecer-se com os dirigentes de futebolo, mais preocupados em criar problemas uns aos outros como meio de escape para a sua, dos politicos, capacidade de resolver os problemas de Portugal.

Publicado por firewind em 02:41 PM | Comentários (0) | TrackBack

Sto Amaro de Oeiras revisitado

Continua a ser agradável ir almoçar a Sto. Amaro de Oeiras, não está o calor do verão mas o sol e a vista continuam muito agradáveis.

Publicado por firewind em 02:32 PM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 04, 2003

Livro 3 N.º 6

Será crime amar-te
será crime querer-te
não é com certeza
amar-te é uma certeza

tu és a beleza
a minha incerteza
tens medo de amar
de te apaixonar

esquece tudo e todos
esquece os medos
liberta-te, apaixona-te
ama-me e eu levo-te

somos sós e juntos
somos dois frutos
da arvore da esperança
do amor e bonança

entrega-te ao amor
entrega-te à paixão
esquece a desilusão
esquece a tua dor

pensa em mim
olha para mim
eu sou para ti
tu és para mim

Publicado por firewind em 11:29 AM | Comentários (0) | TrackBack

Saudades de Paris

ai que saudades com que eu estou de Paris. ainda só voltei no Domingo e já estou com saudades de lá voltar, a estadia foi muito curta. Não sei porquê, mas Paris tem uma atracção irresistivel. Se calhar se lá morasse não ia gostar, mas como não moro continuo adorar Paris. Pode ser que tenha sorte e no inicio do próximo ano passe lá uma semana inteira, pelo menos é um dos meus pedidos ao Pai Natal.
Ai que saudades de Paris

Publicado por firewind em 11:23 AM | Comentários (0) | TrackBack

A arrogância e devaneio do poder

Eu hoje estava para falar do Bagão Felix, mas uma pessoa já fez um comentário bastante acertado à sua postura ontem à noite. O que me fez pensar porque seria que as pessoas mudam tanto quando chegam ao poder.
Quer dizer, na oposição eles são tudo sorrisos, boa disposição, disponibilidade, mas quando chegam ao governo com o tempo passam a mudar.
Se não vejamos, um governo nos primeiros meses acha que deve explicar e quase pede desculpa por algo que possa causar transtorno, com o tempo, já só se explica se a isso forem obrigados e as desculpas passam a inexistentes. Mais para a frente não se explica, é-se arrogante, julgam-se donos da verdade e se alguém os pressiona são capazes de dizer que as perguntas são insultuosas e sentem-se ofendidos.
Neste momento o governo português caminha para este ultimo estágio, que eu designo do posso quero mando e os portugueses que se fodam.
Mas tenho a certeza que quando chegar a altura de novas eleições vai voltar os sorrisos, a boa disposição e a disponibilidade, porque infelizmente o povo português tem memória curta.

Publicado por firewind em 10:42 AM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 03, 2003

Livro 3 N.º 5

Queres andar
e não consegues,
queres vencer,
como não sabes,
queres crescer
mais do que podes,
queres amar
quem não vês.
Tens medo de assumir,
tens receio do amor,
tens de te deixar ir,
tens de ignorar o portador,
tens de esquecer as normas,
tens de afrontar pessoas,
tens de lutar por ter,
tens de vencer por ser.
A paixão, o amor,
a felicidade, a alegria
palavras vazias
se não têm sentimento
se não trazem sofrimento,
luta e vence
sofre e convence,
as pessoas vazias
de paixão e amor

Publicado por firewind em 10:41 AM | Comentários (0) | TrackBack

As mulheres são como as macãs

Mail recebido duma amiga minha

Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo da árvore.
Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar.
Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir.
Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, ELAS estão erradas...
Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore.
Compartilhe isto com outras maçãs boas - mesmo as que já foram colhidas

Comentário meu
O problema é quando o homem trepa para ir às melhores e elas não se querem soltar.

Publicado por firewind em 10:39 AM | Comentários (3) | TrackBack

Estamos mais ou menos seguros

Ontem no prós e contras discutia-se se o mundo estava mais ou menos seguro depois da invasção do Afeganistão e do Iraque.
Após a invasão do Afeganistão o mundo ficou mais seguro na minha opinião, mas estragou-se tudo no dia em que se entrou no Iraque. E neste momento o mundo está muito mais inseguro.
E não serve de nada grandes explicações, a Al-quaeda não foi destruida, nem o Bin-Laden apahado, mais, neste momento a Al-Quaeda tem mais força do que antes, vendo-se reforçada por todos os arabes que se sentem agredidos pela presença americana no Iraque.
A própria Arábia Saudita que não tinha tido atentados passou a sofrê-los, o numero de atentados e de terroristas aumentou exponencialmente, e hoje ninguém está seguro.
É claro que as policias procuram, e que muitos são apanhados, mas o problema é que se antes eram 10 ou 20 hoje são 100 ou 200.
E o terrorismo nunca acaba pela força, mas sim pela extinção dos motivos que levam à sua aparição.
e relembro uma vez mais, que o Xanana Gusmão era considerado um terrorista, e hoje é o presidente de Timor-Leste, não se generalize o uso da palavra terrorista como sendo alguém que não tem razão. Se fosse esse o caso ainda hoje Timor não era independente.

Publicado por firewind em 10:36 AM | Comentários (0) | TrackBack

Os seios das mulheres, porque nos atraem tanto?

Se fosse um psicologo talvez dissesse que a atracção dos seios das mulheres seria uma imagem recalcada da falta de leite materno quando eramos bebés, ou que era a tentaiva de regredirmos para a altura em que mamávamos. Mas como não sou, só posso falar de mim e por que me atraem tanto.
Se falarmos com qualquer homem ele poderá falar dos olhos, do rabo, da boca, mas o primeiro sitio para onde ele olha são os seios.
Os seios há de toda a variedade e feitios, nunca são iguais, e isso é uma das primeiras atracções para um homem, a descoberta de como eles são.
Há homens que gostal deles grandes, outros deles pequenos, apesar da maioria gostar mais de seios estilo Pamela Anderson, apesar dela agora os ter reduzido.
Os ultimos seios atrairem os homens é os da Marisa Cruz.
Os seios são um pouco como os vinhos, há quem não goste deles, os homosexuais por exemplo, se calhar não foi bom exemplo porque há os que queriam ser mulheres e ter seios, e depois há os que gostam dos diversos tipos de vinho, apesar de quase todos gostarem de champanhe e não se importarem de provar outros vinhos diferentes do que normalmente bebem.
Eu sou daqueles que bebo todos e gosto deles todos, desde que não seja um vinho demasiado novo ou velho.
Para mim o seio é algo de magnétco, não me importa se é grande ou pequeno o que importa é tocar-lhe, apalpá-lo, senti-lo, o que me leva a pensar se calhar é uma taradice, ou uma obsessão.
Os seios das mulheres são uma arma de sedução, e se bem utilizados podem ser mortiferos para corações cansados.
Porquê da atracção? Não sei, mas que eles exercem um fascinio e um magnetismo isso é certo.

Publicado por firewind em 10:19 AM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 02, 2003

Livro 3 N.º 4

Onde está marcado
onde foi dito
onde está escrito
que os homens não choram
que não são sensíveis
que não se emocionam
que não sofrem
e não são gays
sem ofensa para eles
não são meninos da mamã
são homens que se apaixonam
que se entregam
que se dedicam
a tentar ser felizes
e que os outros o sejam
que se emocionam
no nascimento dum filho
na morte dum parente
que acordam a meio da noite
a chorar de tristeza
esses são os verdadeiros homens
que não têm medo de sofrer
de amar
de se apaixonar
de perder
e também ganhar
de chorar de tristeza
mas também de alegria
de mostrarem
e não esconderem
o que lhes vai na alma
as lágrimas aliviam a dor
aquecem o amor
ajudam na solidão
e na multidão.
Homens.

Publicado por firewind em 10:49 AM | Comentários (0) | TrackBack

Referendos

Está na moda por tudo e por nada fazer-se referendos. Infelizmente a opção dos referendos não está subordinada ao tema de resolver aspectos importantes da nossa sociedade mas sim serve como arma de arremesso politica. Também infelizmente os portugueses não estão preparados na maior parte dos casos para referendar o que quer que seja pois não estão informados votando muitas vezes pelas cores politicas e não por aquilo que estará eventualmente em causa. Com isto tudo está-se a matar o que é um referendo como se está a amtar as próprias eleições existindo um cada vez maior numero de pessoas que se alheiam das eleições. O ignorante do João Jardim veio pedir um referendo à cosntituição. Pois eu peço um referendo à autonomia da Madeira, mas em que votem todos os portugueses, porque a MAdeira é de todos nós e não só daqueles que lá vivem, este referendo seria de muita importância para saber se todos nós concordamos que na Madeira o IVA seja mais baixo, que se despejam milhões de contos para eles terem um nivel de vida mais elevado que o resto dos portugueses, em suma se concordamos que eles sejam beneficiados em relação ao resto dos portugueses, e aí gostava de saber se o tótó do Jardim ia querer um referendo.

Publicado por firewind em 10:47 AM | Comentários (0) | TrackBack

SIDA

Ontem não pude assinalar convenientemente este dia. Pleo que hoje reforço o alerta feito ontem, a SIDa anda aí, tenham cuidado, usem o preservativo, mas também não se afastem de quem tem e é portador da SIDA eles precisam do nosso apoio e carinho. Informem-se, porque a maioria dos portugueses ainda é muito ignorante acerca a maneira como a SIDA se transmite.

Publicado por firewind em 10:30 AM | Comentários (0) | TrackBack