fevereiro 02, 2004

Falta de ética e Fair play

Esta semana que terminou foi marcada por actos vergonhosos no futebol.
No inicio da semana e aproveitando-se de leis fracas, a direcção do Sporting vergonhosamente não enviou ao F.C. Porto os bilhetes exigidos por lei. Como a multa é ridicula eles agiram de má-fé para aborrecerem e indignarem os apoiantes do F.C.Porto. Depois veio a falta de educação do Dias da Cunha quando o sporting foi obrigado a cumprir as regras de segurança colocando os adeptos do F.C.Porto todos juntos. Insultou, ameaçou, criou um clima de guerra, acusando depois os outros de serem os culpados disso. O jogo veio confirmar que os nossos arbitros só são bons quando vão lá fora, cá dentro só metem agua, numa altura em qeu um jogador se lesionou sem se saber se era muito grave, e em que a equipa do F.c. Porto se tentava inteirar do estado do colega de profissão, um jogador reles, chamado Rui Jorge sem um pingo de caracter tentou aproveitar a preocupação dos adversários por um colega de equipa dele e lançou a bola para a frente, onde outro reles jogador que deve vir habituado a enganar as pessoas. No final um dirigente faz uma acusação gravissima que vai ter que provar em tibunal, em vez de se calar em face da merda que a equipa tinha feito. 0 de ética, 0 de Fair-play. Mas o domingo tinha que acabar pior, no estádio que uma semana antes tinha visto cair morto um jogador, um jogador agride outro no fim da partida, após o que todos se envolvem e como é normal alastra às bancadas, e lá se viram cadeiras a voar, arbitros a levaram com elas, jogadores a fugirem delas, e porquê? Por falta de ética e fair-play.
Está instalado o vale tudo. Vale enganar, não respeitar os outros, mentir, magoar, porque este é o estado a que chegou o nosso futebol.

Publicado por firewind em fevereiro 2, 2004 04:12 PM
Comentários