Entrada

outubro 30, 2007

Termopar

Os termopares são dispositivos electrónicos que têm como função medição da temperatura.
O seu funcionamento baseia-se no Efeito de Seebeck, ou seja, a junção de dois metais gera uma tensão eléctrica que varia com a temperatura.
Estes dispositivos conseguem medir uma extensa gama de temperaturas, mas podem apresentar alguns problemas na exactidão, já que, quase sempre, os erros são superiores a 1ºC.
Para os utilizar tem de se ligar a um voltímetro com algumas precauções, uma vez que quando se liga o voltímetro está a criar-se uma nova junção no termopar. Por isso, utiliza-se a técnica de compensação de junção fria que consiste, actualmente, na medição da temperatura da junção fria por um termístor de precisão que, juntamente com o valor da tensão obtido pelo termopar, vão ser utilizados para determinar a temperatura à superfície do termopar.
Existem muitas questões a considerar na escolha de um termopar, uma vez que estes têm formas e constituições variadas, bem como as gamas de tempearturas medidas são diferentes, pois as conjugações dos metais são diferentes, logo as tensões produzidas também. Alguns exemplos termobares são: cobre/constantan e ferro/constantan.

Publicado por zop às 08:32 PM | Comentários (0)

Soro Glicosado

Constituição e Aplicações

O soro glicosado é utilizado nos hospitais e sempre sob prescrição médica, pois apresenta na sua constituição uma determinada % em massa de glicose, para além de àgua destilada, actuando como energético para as células do nosso organismo que a vão absorver. É aplicado por via endovenosa.
Este tipo de soro pode apresentar três concentrações de glicose diferentes, 2,5%, 5% ou 10%, consoante o meio que se pretende criar em relação ao sangue. Assim, o soro de 2,5% corresponde a um meio hipotónoco. O de 5%, que é o mais usual, é um meio isotónico ao sangue e o soro de 10% corresponde ao meio hipertónico.

Publicado por zop às 05:26 PM | Comentários (11)

Soro fisiológico

Constituição e Aplicações

O soro fisiológico é uma solução de àgua destilada e cloreto de sódio (NaCl). Em cada solução 0,9% (em massa) correspondem a NaCl, ou seja, em cada 100 ml deste soro encontram-se 0,9 g de sal. A presença do sal faz com que a solução apresente, normalmente, pH=7.
Devido às suas características é utilizado em várias situações.
É utilizado em medicina em pessoas que apresentam sintomas diversos, como gripes, respostas alérgicas, limpeza de ferimentos externos (p.e. cortes e queimaduras) e desidratação (meio intravenoso). Em laboratórios pode ser utilizado como meio de soluções, p.e. quando se pretende preparar uma solução para observar ao microscópio. O soro fisiológico pode, ainda, ser utilizado na limpeza de lentes de contacto.
Este tipo de soro pode ser encontrado, por exemplo, em qualquer supermercado, e pode ser utilizado por qualquer pessoa.

Publicado por zop às 04:57 PM | Comentários (145)