julho 14, 2003

A classe política

Todos os dias ao lermos os jornais, ao ouvirmos comentários na rádio, somos informados que temos uma classe política de baixo nível, sem preparação, que não se preocupa com os problemas reais do País, sem visão estratégica, sem projectos.
Lê-se também que a classe política discute pessoas e a carreira das pessoas, a preocupação de garantir a sua permanência nos lugares a que julga ter direito, as suas mordomias, a luta pelo poder pessoal.
Assim sendo, a democracia está doente, provavelmente com uma doença incurável que a levará à morte.
Ou será que a democracia ocidental, tal como a conhecemos, tal como está instituida, não é seguramente o “modus operandi” que interessa ao comum dos cidadãos, à sociedade, ao país, à Nação?
Então onde está o mal, como se deve corrigir, e como operar em democracia de modo a que a sociedade sinta que participa na construção do seu futuro com a garantia de uma melhor qualidade de vida?
Penso que tudo isto passa por preparar profissionais para uma carreira política e para a administração do estado.
Não é segredo para ninguém que são necessários médicos, engenheiros, juizes, forças da ordem; toda esta gente tem uma preparação específica, talhada de acordo com a função que irá desempenhar, dentro de uma carreira que percorrerá ao longo da sua vida.
E porque não é assim para a carreira política? E para a carreira administrativa do estado?

Publicado por Manuel Marques em julho 14, 2003 01:57 AM