maio 28, 2007

Um só mundo

Que queimem todos os rastos de fantasia,
coincidências e cumplicidades.
Queimar em todas as fogueiras da alma,
todas as palavras inúteis.
Todas as poesias,
todas as flores oferecidas e esquecidas.
Apagar o ontem amolecido.
Não esquecer.
Aprender o erro,
e resto que foi esquecido
Não existe o outro lado do mundo.
Existe a mera e pura realidade,
um só mundo sem verdade.

Publicado por Nuno Teixeira em maio 28, 2007 07:19 PM | TrackBack
Comentários

:(((

Afixado por: t_lencastre em maio 29, 2007 10:56 AM
Comente esta entrada









Lembrar-me da sua informação pessoal?