março 26, 2007

Os portugueses do outro mundo

Muito se especulou logo foi conhecido (como se fosse surpresa), o vencedor do concurso "Os Grandes Portugueses..." da RTP.
O facto não constitui em si grande surpresa, porque já tinha sido amplamente divulgado na comunicação social do avanço do chefe do estado novo.
Não percebo também, o porquê de tanto incómodo.
Não se trata como é óbvio de nenhuma eleição política.
Infelizmente a história não pode ser apagada e se pudesse, será mesmo assim, benéfico ter em conta o percurso do país ao longo dos anos.

A lição (se realmente houver uma lição);

Concordo com a opinião de muitos comentadores que esta vitória é antes de mais um voto de protesto.
Um voto de protesto dos portugueses aos anos de políticas erradas, de abandono social e uma afronta às elites que comandam e comandaram os destinos do país, que vão para lá do poder político mas que atravessa todos os poderes instituídos neste país.
É sem dúvida alguma, o descontentamento dos portugueses a quem prometeram a liberdade e a quem foi oferecida a escravidão de sacrifícios e desilusão.

Não foi este Portugal que nos prometeram.

Vão aparecer, como é óbvio, vozes de descontentamento que vão dar menor significado a esta votação, justificando-se com os mesmos motivos de sempre;
Explicar os resultados com base numa elite radical de extrema direita que se mobilizou em massa ou ainda mais grotesco, dizer ainda que os votos vieram na sua grande parte do interior do país, porque é mais fácil atribuir a tragédia que para muitos isto representa em termos de imagem de Portugal, com as classes que eventualmente têm menos instrução, logo o interior esquecido pelo próprio país surge à cabeça, para justificar o que as cabeças pensadoras e urbanas acentuaram ao longo dos anos.
Muitos poderão ainda exaltar o problema da educação do país, que é preciso trabalhar para as pessoas aprendam de uma vez por todas o terror do estado novo.

A acreditar nestas justificações sociológicas, é justo dizer que os votos obtidos por Cunhal, vieram eventualmente de classes urbanas de maioria comunista, e dessa forma, a existir um justo vencedor, esse seria Aristídes de Sousa Mendes.

É mais grave para a imagem do país a continuação deste despreendimento colectivo de que não é preciso fazer nada e que os "portuguese menores" que não têm espaço mediático, continuem a servir a grande "família" que domina a política, as artes a comunicação social deste país onde apenas entra quem tem a senha certa para ter direito a um futuro.

Enquanto isso, andam a formar-se milhares de jovens por ano, que não encontram perspectivas de futuro e que servem de lenha aos altos fornos de classes instituídas.

Amanhã é o outro dia e tudo continua igual.

Só têm aquilo que merecem.
Pena os portugueses serem um povo pacífico, caso contrário, já teria existido uma verdadeira revolução que colocasse alguma ordem e justiça no país e que entregasse ao povo a verdadeira liberdade que merece, sendo que até o povo tem quota parte de culpa, porque entregou o poder a quem não o merece.

Resta reforçar ainda, que isto foi um tiro muito bem dado a algumas personagens da pseudo esquerda que cresce no país.
Não me esqueço de ter ouvido dizer a uma senhora que pertence à nova geração "terrible" da esquerda, que se Salazar ficasse entre os três primeiros, muito teria de ser pensado daí em diante.

Para terminar quero sublinhar que não acredito que os portuguese não votariam em Salazar se este fosse vivo.
Quero acreditar que os portugueses conseguem dar sinais claros do seu mau estar.

Votei apenas na primeira fase do concurso.
O meu voto foi para Salgueiro Maia.

Publicado por Nuno Teixeira em março 26, 2007 02:56 AM | TrackBack
Comentários

Gostei da tua análise. Mas que é preocupante que um ditador da nossa história recente tenha arrecadado mais votos, lá isso é....

Afixado por: menino em março 26, 2007 12:34 PM

Lá isso...

Afixado por: Dom Quixote em março 26, 2007 01:43 PM

Como sempre és esquisito na hora de pensar, mas só pelo facto de teres votado num dos Capitães de Abril te dou de peito aberto um enorme Effferreahhh...

Afixado por: eu sou aquele em março 26, 2007 03:04 PM

Continuo a pensar que nesta altura e como as coisas se têm desenrolado sobretudo a partir de 1985, que os portugueses já estão tão fartos destes políticos (da trampa) metidos a governantes (da treta), que até já preferem um ditadorzeco que tanto os fez sofrer a esta gentalha que continua no poder e não o larga. Para mim não foi um voto em Salazar foi um tiro em Sócrates e em Cavaco - e que bem que eles o merecem!!!

Afixado por: Nuno Silva em março 26, 2007 09:15 PM

vo8scD wlpweweqcwwd, [url=http://xftxpzixrbtp.com/]xftxpzixrbtp[/url], [link=http://bxgqzpxeiypf.com/]bxgqzpxeiypf[/link], http://mbvsezvqeuue.com/

Afixado por: ircsmkteoi em março 22, 2009 11:12 PM

zMVaGe dhmzmejyrjor, [url=http://wxbipeyczaqp.com/]wxbipeyczaqp[/url], [link=http://yxtrpwgmbscl.com/]yxtrpwgmbscl[/link], http://toddbxlokiwc.com/

Afixado por: bokbytjk em maio 14, 2009 05:01 PM

cBhgK7 mwyachhurfav, [url=http://odyhuorotjqx.com/]odyhuorotjqx[/url], [link=http://oqeabjtvprhl.com/]oqeabjtvprhl[/link], http://rjkzguemdecd.com/

Afixado por: gleyenke em agosto 18, 2009 11:49 PM
Comente esta entrada









Lembrar-me da sua informação pessoal?