julho 05, 2006

LUZ DO DIA

Atirei um punhado de pétalas sobre os teus seios.
Arranhada pela luz do dia, jazes petalisada.
Assim a tua pele imita o rubor, a cabeça
Roda em todos os sentidos, exibindo um massacre de flores.

Eu levo-te então das trevas até ao dia,
E pouso pétala sobre pétala

Harold Pinter

Uma das sugestões literárias, é a proposta da Quasi com "Várias Vozes" que reúne vários textos do nobel da literatura.
Fica este poema que aproveito para dedicar à pele branca e suave que faz corar as pétalas das flores de inveja.
Também tu és um livro que estou a gostar de folhear aos poucos.
És poesia no olhar.

Publicado por Nuno Teixeira em julho 5, 2006 03:35 PM
Comentários
Comente esta entrada









Lembrar-me da sua informação pessoal?