dezembro 07, 2004

Mas alguém tinha dúvidas?

Mourinho não ficará triste!

Publicado por TMA em 10:43 AM | Comentários (0) | TrackBack

As idas à Luz

Cada vez mais, quando se vai à Luz, é para sofrer.
Começa a ser normal, como que um ritual sado, um verdadeiro teste ao coração.
Impróprio para cardíacos.
Já o disse, e volto a afirmar, que apesar de ser benfiquista dos sete costados, esta equipa é meramente uma equipa de meio da tabela, para lutar pelo 5º ou 6º lugar que dá acesso à UEFA.
Mas ontem, foi mais interessante, porque, e como escreve o José Matias no Público, foi um verdadeiro circo.
Eu até entendo que estamos na época dessa actividade artística tão fascinante nas cabeças das criancinhas, mas por amor de Deus, será que aquele senhor que andava de apito na mão, também queria ir a uma qualquer casa de alterne?
Ou será que o senhor se enganou e não sabe que Veiga não paga champanhe?
Foi realmente o palhaço da noite!
Conseguiu inventar faltas sobre o Karadas cada vez que o homem saltava, viu o pontapé de Manuel Fernandes, mas não viu a cotovelada do estorilista antes do pontapé, viu um penalti que até eu vi, do outro lado do campo, que não era.
Além de tudo isto, teve medo, porque, convém não esquecer, o penalty é marcado, quando a LUz gritava INVASÃO!
Ganhámos, é verdade, mas sr. Trapp, a equipa é a mesma do ano passado, as lesões são as mesmas do ano passado, e o futebol é pior que o do ano passado.
Sofrível, mau, triste, sem alma!
Para onde vais Benfica?

Publicado por TMA em 10:39 AM | Comentários (1) | TrackBack

novembro 11, 2004

Veiga vem Buscar-me!


Publicado por TMA em 12:31 PM | Comentários (1) | TrackBack

novembro 07, 2004

Como tudo muda...

Como em dois dias, tudo muda.
Jogo bonito, bem jogado.
Duas grandes equipas, a jogarem para ganhar.
Estádio com meia casa, mas com muita emoção.
Excursão de mais de 4.000 vitorianos, que bem ajudaram à festa.
Dois avançados, Trapp finalmente aceitou o que todos já tinhamos visto.
Bons golos, manutenção do 1º Lugar.
Gostei, fiquei feliz de hoje ter ido à Luz.
Hoje, quem lá foi deu por bem empregue o valor que pagou pelo bilhete.
Amanhã, que "percam os dois".

Publicado por TMA em 11:57 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 05, 2004

Trappalhadas

O mesmo resultado de Bruxelas.
Os mesmos lances de golo (bolas paradas).
O mesmo defesa central (Argel).
O mesmo jogo de cotenção, à espera de um lance de Simão.
O mesmo medo.
O mesmo receio.
A perder por dois, tirar Nuno Gomes para Bruno Aguiar, quando esteve sempre a jogar com um a menos (Paulo Almeida).
Quando será sr. Trapp, que percebe que o Benfica não sabe jogar para o 0-0?

Publicado por TMA em 02:46 AM | Comentários (1) | TrackBack

outubro 25, 2004

Faz hoje um ano!

Publicado por TMA em 11:52 PM | Comentários (1) | TrackBack

Demasiado Fiéis para Desistir

Publicado por TMA em 02:48 AM | Comentários (0) | TrackBack

Eles Bem tentam...

Depois de golos anulados, é livres indirectos a tornarem-se directos.
Como diz o outro:
" Eles tentam, eles tentam, mas desta vez..."

Abraços com Azar.

Publicado por TMA em 02:42 AM | Comentários (0) | TrackBack

outubro 05, 2004

Obrigado Sporting

Bet Id: 17593257 - Click here for a full breakdown of your bet.

Placing Time: Mon Oct 4 11:23:19 2004

Basic Stake: 1.07 €

Return: 4.01 €

Soccer Sporting Lisbon v Uniao Leiria Draw Standard 11/4

Publicado por TMA em 04:42 AM | Comentários (0) | TrackBack

outubro 04, 2004

Recordações e emoções

Ontem durante 90 e tal minutos Miklos Féher foi recordado no relvado que pereceu há quase nove meses.
Foi um jogo de muitas recordações e em que a emoção esteve bastante emocionada pela morte de Miklos.
Mas, se não bastasse, como se de um acto masoquista se tratasse a alma benfiquista, assim como a portuguesa, estava ontem, mais pobre pela morte de Fialho Gouveia.
Existem coisas do destino, há quem acredite nelas ou não, mas a realidade é que o Benfica marcou o seu primeiro golo ao minuto 69, esse número igual às primaveras de Fialho, e o segundo golo, ao minuto 91, o mesmo em que Fernando Aguiar, em Janeiro, considerara ser o minuto para o golo do Benfica, para depois acontecer o que todos sabemos e vimos.
Será este, um Benfica divino?

Publicado por TMA em 11:40 AM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 30, 2004

Resultado da Noite

Mourinho 3 - Fcp 1

Sem mais...

Publicado por TMA em 03:13 AM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 29, 2004

Que grande Barrete!!

"A Bola" na sua edição online de hoje, prega um grande barrete ao Treinador do Marítimo:

Mariano Barrete confiante num bom resultado ante os Rangers

Meus senhores, é Barreto! Ba-rre-to!

Publicado por TMA em 03:24 AM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 22, 2004

Tudo uma questão de Bigodes

Para a próxima Camacho já sabes: "Bota um bigodito..."

Publicado por TMA em 02:41 AM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 21, 2004

A capa do Dia

Conheço alguém que hoje só sabe dizer:
" Atrás de mim virá, quem de mim fará..."

Publicado por TMA em 12:28 AM | Comentários (1) | TrackBack

Felicidades

É impressão minha, ou andam por aí uns 6 milhões felizes depois de um fim de semana alegre e divertido?

Publicado por TMA em 12:26 AM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 14, 2004

Nada mudou com o Euro!

O Euro já foi, a retoma parece que apareceu por essa altura.
Quando muitos julgavam que o Euro faria crescer o nosso país futebolístico, tive sempre as minha dúvidas e reticências.
Com o início do campeonato 2004-2005, em apenas duas semanas, confirmamos que pouco mudou.
Ora vejam:
- Continuamos a jogar mal, a ter jogos com 60 e tal faltas, não sei quantos cartões amarelos, não sei quantos vermelhos;
- Continuamos a ter agressões de claques, arremesso de cadeiras;
- Continuamos a ter casos e mais casos, a justificar os pontos perdidos com os erros dos árbitros;
- Continuamos a ter poucas assistências nos estádios;
- Continuamos a ter os jogos a horas impróprias.
E vou essencialmente realçar os dois últimos pontos.
No que diz respeito às assistências, todos esperavam com as enchentes que se verificaram no Euro, principalmente nos jogos da selecção nacional, que o povo muda-se a sua atitude, e os dirigentes repensassem os preços dos referidos papéis mágicos.
Mas, não!
Continuamos a ver preços exorbitantes para as carteiras dos portugueses, ainda para mais numa altura de “aperto de cinto”, e consequentemente os adeptos voltaram a optar pelo conforto do sofá da sala ao da cadeira do estádio.
Para exemplo, desta atitude: no Benfica – Moreirense estiveram 25.011 espectadores, num estádio de 65.000 lugares, apesar de ser a primeira jornada do campeonato.
Mais grave, a assistência no U. Leiria – Estoril, no novíssimo Municipal de Leiria, criado para o Euro 04, onde estiveram num estádio com capacidade para 30.000 espectadores, apenas 200!
Isto só vem agradar todos aqueles que criticaram e alertaram para o que podiam ser os estádios após o Euro, verdadeiros elefantes brancos.
Quanto aos horários, e após termos assistido aos jogos do Euro marcados para as 17.00 horas, e a segunda vaga às 19.45, que tiveram tanto na primeira como na segunda hora índices de share bastante elevados, constatamos que nada mudou, e continuamos a assistir a jogos que começam às 21.15.
Quando no Sábado fui assistir ao Benfica - Moreirense, às 21.15, voltei ao passado e percebi que nada mudou.
É compreensível que para assistir a um espectáculo destes tenha que sair do estádio perto das 23.30?
Não seria mais benéfico para todos que os jogos começassem às 17.45 e às 19.45, permitindo assim, a todos assistirem aos jogos a horas decentes, sem terem de estarem no frio da noite, principalmente agora que começa a chegar o Inverno?
Mudemos de posição, realizamos bons campeonatos, aprendamos alguma coisa com o Euro’04!

Publicado por TMA em 04:20 PM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 17, 2004

PC

O Eugénio traz-nos a boa nova.
O Papa está a perder importância.
Paulo Costa pôs o senhor no seu lugar.
Começa bem esta época.

Publicado por TMA em 01:40 PM | Comentários (1) | TrackBack

agosto 11, 2004

Um dia na Bola

Hoje era um dia muito aguardado, era o início de mais uma época futebolística em que muitos esperam que seja o seu ano.
Como jogo grande que era, casa cheia, a abarrotar, naquele que foi o estádio das nossas alegria e da nossa grande tristeza no Euro 2004.
Com tal lá foi a família toda ver o novo Benfica, o do avó Trapattoni.
Sinceramente não ia com muita fé, e pelo que tinha visto nos últimos jogos, a fé era apenas aquela ínfima parte que um benfiquista tem no seu coração.
Para começar, a sempre guerra de cadeiras no novo estádio da Luz.
Será que haverá algo dia em que eu chegue ao estádio e ninguém esteja sentado na minha cadeira?
Depois, bem depois veio o jogo, rodeado da família e de uma verdadeira colónia portuguesa residente em Paris que misturava a conversa com os filhos entre o português e o francês.
Triste diga-se.
Assim como o jogo, muito triste.
A primeira parte ainda nos trouxe um grande "bico" de Zahovic a dar golo e a fazer explodir toda aquela mole humana.
Bem depois, depois foi o Benfica de Trapp, aquele que eu tanto medo tinha em encontrar esta época.
Um Benfica a defender o 1-0, o Yannick a atirar-se para o chão sempre que tinha a bola nas mãos, como se ainda estivesse no Alverca, Simão irreconhecível toda a segunda parte, porque Trapp não queria que ele subia para lá do meio campo, um Sokota coitado bombardeado por bolas que vinham da defesa, e que ele não sabia o que fazer, porque ninguém estava ao seu lado.
A desilusão da troca de ponta de lança por ponta de lança, quando toda a Luz assobiava e pedia por mais, porque é isso, a que estamos habituados.
Não foi um jogo bonito, não é o Benfica de Camacho ao ataque, é um Benfica ao estilo italiano, ao estilo do saudoso Mortimore, e pode ser um Benfica sofrível à Toni.
Pode com certeza disser, mas foi esse Benfica sofrível que foi pela última vez campeão.
É verdade, mas hoje em dia o futebol é espetáculo, porque nessa época eu pagava apenas as quotas, e hoje, além das mesmas ainda pagou 40 contos para ver o Benfica toda a época.
É verdade, que foi assim, que os gregos foram campeões europeus, mas com uma excepção, apesar de não atacarem jogavam bem, pressionavam e principalmente sabiam defender.
Caro Nuno, o Benfica sobe a pouco, porque o Benfica não sabe jogar à defesa, e o avó Trapp, ainda não percebeu isso.
Mais, o que fará Trapp quando perceber que em Portugal todas as equipas que jogam com o Benfica, à excepção de Porto e Sporting, jogam à defesa?
Começo a questionar se valia pena comprar cativo, mas tudo bem.
Para final de festa, lá vinha a avozinha (+- 65 anos)no metro com uma T-Shirt bem vermelha com uns dizeres em branco "Welcome to Virgin Territory".
Também ela foi falada nesta noite de bola.

Publicado por TMA em 01:31 AM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 10, 2004

Benfica e a Champions

Hoje começa a carreira encarnada na Liga dos Campeões.
Toda um época pode estar dependente do resultado de hoje e de daqui a 15 dias.
Trapp trouxe ao Benfica espírito, alma, mas falta cabeça.
O Benfica tem que mostrar a Trapp que possui essa cabeça, esse estofo de campeão, e tem que também mostrar que o Benfica não sabe jogar à defesa, nem muito menos em Portugal, no nosso mísero campeonato, o Benfica o pode e deve fazer.
As equipas da Super Liga só esperam um coisa do Benfica, que ele pegue no jogo, jogue ao ataque, para que elas tentem explorar o contra ataque.
Trapp irá perceber isso, lá para a quinta jornada, ou então será condenado ao fracasso, antes do Natal.
Espero sinceramente que não, espero que hoje ganhemos ao belgas, e que consigamos a passagem à tão ambicionada liga dos milhões.
A ver vamos!

Publicado por TMA em 03:36 AM | Comentários (0) | TrackBack

Luigi Del Neri

Luigi Del Néri foi expulso do FC Porto, quer queiram ou não.
A confirmar que Pinto da Costa foi pressionado por um quinteto de barões, torna-se ainda mais grave.
Pinto da Costa tem perdido muitas das suas qualidades nos últimos anos, que foram mascaradas nos últimos dois por possuir à frente da equipa um treinador chamado José Mourinho.
E com Mourinho foi diferente porque como ele diz na entrevista ao Record “Prefere os presidentes ao pé de si, que longe de si, porque assim, consegue limitar a área de acção dos mesmos”.
Pinto da Costa habituou-nos a defender os seus treinadores até á morte, e exemplo disso, foram Otávio Machado, que conseguiu mandar embora Jorge Costa, foi Fernando Santos o único treinador a não ser campeão com Jardel em forma, foi Ivic que fez se calhar a pior época do FC Porto nos últimos vinte anos, e se recuarmos ainda mais, foi assim com Quinito, de quem Pinto da Costa dizia ser o melhor treinador do Mundo.
Quando Del Néri veio para as Antas, ninguém o conhecia, mas PC conhecia-o, porque uns quantos amigos diziam-lhe que ele era o melhor.
Onde estão esses amigos de PC hoje?
E o que dirá PC deles amanhã?
O italiano trouxe revolução ao futebol portista, é verdade, aquela defesa em linha não era o melhor remédio, mas o erro de Del Néri, foi a lista de dispensas que ia apresentar a PC, e que enfureceu tanto o Presidente como o empresário mais que tudo Jorge Mendes.
Apresentar como dispensados, Jankauskas, McCarthy, Carlos Alberto, Marco Ferreira, Maciel, entre outros, foi um rude golpe em Jorge Mendes, que via assim a sua influência no balneário enfraquecer.
Para além tudo isto, PC este ano não pode perder por nadas deste Mundo, muito menos para José Veiga.
E como tal, o que PC se lembrou ir buscar o treinador que espetou 7 ao Benfica em Vigo, como que a tentar fazer comichão aos homens da Luz.
Seja como for, a época azul e branca começa muito mal, mas apesar disso, PC irá ganhar esta batalha, nem que seja preciso chamar novamente o guarda Abel.
É triste, mas é a mais crua das realidades.

Publicado por TMA em 03:31 AM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 07, 2004

Del Neri

Esta nem o Eugénio adivinhou....

Publicado por TMA em 04:39 AM | Comentários (1) | TrackBack

julho 08, 2004

Vale Azevedo já saiu

Vale Azevedo acaba de sair da prisão com termo de identidade e residência e proibido de falar à comunicação social.
Já passaram mais de 14 segundos até porque Vale Azvedo já voa para a sua casa.
Eis a troca de mails de alguns benfiquistas:

" Vale e Azevedo sai em liberdade."

"E porque não?! Se saíram os pedófilos, os traficantes, os Pintos e Valentins, os Casos Modernas, porque não deveria sair também o Vale"

" Exactamente, o problema é que ele não tem bons amigos como os outros".

Publicado por TMA em 07:13 PM | Comentários (0) | TrackBack

junho 25, 2004

Fome (do Baú)

Comemos as tapas, depois os bifes (uma digestão um pouco mais difícil, mas já está), agora pode ser a Nouvelle Cuisine, já que será substancialmente mais leve!!!!!

É que estamos com uma fome!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

P.S.1 - Os cobardes (ou em futebol quem só joga à defesa ....) não merecem ganhar. A sorte é dos audazes.
P.S.2 - E era isto uma equipa de ataque?!? Bolas, pergunto-me o que seria jogar à defesa?!?!?

Publicado por TMA em 01:27 AM | Comentários (0) | TrackBack

O comentário que prometi que não fazia

Tinha prometido que não faria qualquer comentário até ao fim do Euro sobre a Selecção.Mas hoje é impossível não fazer.
E começo apenas com uma pergunta, por muito melindrosa que seja:
Quem é Vitor Baía?
Portugal, a sua Selecção foi hoje:
- Forte.
- Ambiciosa.
- Corajosa.
- Com alma.
- Com coração.
Foi numa palavra enorme.
Portugal ridicularizou a Inglaterra que se limitou a ficar refém de um golo logo aos dois minutos, para depois defender, defender, defender.
Que defende arrisca-se a sofrer, foi das primeiras frases que o meu papá me ensinou quando me levou ao Estádio da Luz, tinha eu uns 5 anos.
Portugal foi grande, foi equipa, foi fantástica.
A festa na Avenida que atravessa a minha casa, ainda não acabou, Queluz ainda não foi para a cama, apesar de amanhã ser dia de trabalho.
O povo, esse povo que tanto grita, que tanto vibra, que tanto chora (como aquela senhora que apareceu na imagem da RTP), continua a acreditar em ti Portugal.
Scolari foi mestre, acreditou que era possível, teve uma atitude exemplar, em uma palavra teve tomates, porque teve a coragem que muitos não teriam de tirar Figo em défice físico e mental e pôr um senhor chamado Postiga que não devia jogar à mais de seis meses.
Ricardo Carvalho (MVP do Jogo) acaba de dizer à RTP que não fez um jogo do outro Mundo, se ele o acha então como será quando o fizer.
Rui Costa, o velho, parece que calou todos aqueles que o criticaram, é um golo de outro Mundo comparável ao Figo em Eindhoven.
E agora, bem agora, é acreditar, é continuar a festa, é Scolari dar mais que um abraço à sua esposa, é Deco continuar, é Ricardo a mostrar o seu valor.
As últimas palavras para Ricardo e Figo.
Um pela positiva e outra pela negativa.
Ricardo foi grande, foi corajoso, foi sereno, mostrou que naquele momento, era o seu.
Mostrou que apesar de tudo o que lhe tinham dito, ele achou que era a sua hora.
Aquela defesa sem luvas, fez provavelmente Lev Jaschin sorrir dentro do seu túmulo.
Quanto a Figo, a sua atitude, apesar de Scolari, o ter defendido na Conferência de Imprensa dizendo que estava a rezar com a santinha, não tem explicação.
Figo era o capitão, não podia, não devia (porque infelizmente pode, fê-lo) sair daquela maneira.
Figo tem que perceber que continua a ser idolatrado por muitos, mas também tem que perceber que a sua hora está perto do fim, e por isso, precisamos dele para levantar o caneco.
Fernando Couto, o verdadeiro capitão, que levantará, se Deus quiser, o caneco no dia 4 de Julho, esteve lá, apoiou, gritou, ajudou, e deu exemplo.
Para quem não reparou foi o último a entrar em campo, apesar de suplente, atrás de todo o onze.
É nestas horas, que se vêem os homens com H grande.

Publicado por TMA em 01:26 AM | Comentários (0) | TrackBack

junho 24, 2004

Está na Hora

Está na hora, está na hora de comer rosbife.

Publicado por TMA em 07:39 PM | Comentários (0) | TrackBack

junho 16, 2004

Portugal - Rússia

Como tinha informado à dias, não comento.

Publicado por TMA em 11:34 PM | Comentários (0) | TrackBack

Parece...

Parece que sim.
Parece que vale a pena acreditar.
Desculpem, que grande mágico lá dentro.
Agora que entre Ronaldo

Publicado por TMA em 08:43 PM | Comentários (1) | TrackBack

Acreditamos?

Agora que Scolari meteu quase toda a equipa do FCP, e mais alguns, vale a pena acreditar Portugal?

Veremos...

Publicado por TMA em 07:18 PM | Comentários (0) | TrackBack

junho 15, 2004

Explicações

Será que alguém consegue explicar-me o que os jornalistas andam a fazer em Alcochete?
O que é que pretendem?
E se realmente se passa algo, porque estão à espera para o dizer?
Se temos nova Coreia porque não falarem já e não no fim com relatórios 69, etc.?
Se não existe nada, andam à procura do quê? Socos e pontapés?

Publicado por TMA em 07:10 PM | Comentários (0) | TrackBack

junho 08, 2004

Scolari irritado

Por causa disto, Scolari acaba de ir à conferência de imprensa informar que não assinou e agora também não vai para o Benfica.
Agora, pergunto eu:
Quem é a fonte do Benfica?
Porque não denunciar o respectivo senhor.

Publicado por TMA em 06:22 PM | Comentários (1) | TrackBack

A Entrevista

A entrevista que Tiago dá hoje ao Público é deveras preocupante e muito melindrosa para Luís Filipe Vieira.
Tiago denuncia José Veiga de forma dura, de falta de honestidade, profissionalismo e carácter.
Tiago com esta entrevista irá concerteza despedir-se da masa associativa do Benfica, e com muita pena minha.
Quanto a LFV e principalmente a Veiga, vão ter que limpar e muito a sua imagem depois desta declaração.
Nunca quis Veiga no Benfica, acho que será o maior erro de LFV e provavelmente daqui a uns tempos, irá arrepender-se.
Mas, infelizmente um dos grandes defeitos de Vieira, é este.
Ele acha que pode e manda, que tem 90% dos sócios do Benfica, e com isso, pode fazer o que lhe dá na real gana.
Falo à vontade, porque até votei em Vieira, e por isso, mais razões para lhe dizer que se acalme, que o Benfica não é a Hiperpneus ou a oficina da Correia Teles.

Publicado por TMA em 03:48 PM | Comentários (1) | TrackBack

junho 02, 2004

maio 31, 2004

Relembrar

Apenas para relembrar.
A primeira parte acabou agora na RTP.
Portugal está a ganhar por 1-0 com golo de Nuno Gomes.
O sonho naquela altura era tão grande.

Publicado por TMA em 01:21 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 30, 2004

Quem mete a mão neste homem?

O seu estado de embriaguez ontem faria inveja a um qualquer daqueles que ontem foram apanhados na super operação da BT.
Responsabilidades? Alguém pagar?
Quem escolhe a equipa técnica?
Tenha vergonha, e depois do Euro vá embora.
Fartos de bêbados estamos nós, muito mais de alguém que nunca assume as reponsabilidades.
Deixo um conselho: Apanhe uma tosga como ontem e conte a verdadeira história do Baía.
Ao menos, ficamos a perceber que afinal Scolari não é o culpado!

Publicado por TMA em 12:04 AM | Comentários (1) | TrackBack

maio 27, 2004

Parabéns Porto

O Porto é campeão europeu!
Merece-o.
Foi a melhor equipa em toda a Champions, conseguiu na final resistir ao pressing do Mónaco, (sem remates à baliza, diga-se), e na altura certa, espetou duas lanças na baliza de Roma.
Mourinho conseguiu o queria, conseguiu ganhar tudo o que havia para ganhar.
Hoje é dia de festejo nos Aliados, e não só, por todo o país, porque apesar de todas as clubites, hoje todos festejamos a vitória do FCP.
Amanhã é hora de dizer adeus a Mourinho, a Costinha, a Deco, e provavelmente outros.
Mas, isso é um problema que só Pinto da Costa poderá resolver.
Apenas duas notas finais.
Pinto da Costa disse em tempos que saía quando Mourinho saísse. Será que saí?
O adepto que empenhava uma bandeira portuguesa com os seguintes dizeres: “Com Baía Sem Scolari”, será que vai para a rua dia 4 de Julho se conseguirmos o caneco?

Publicado por TMA em 01:11 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 25, 2004

Para ver e ouvir

Falta menos de 10 minutos para começar a ouvir as explicações sobre esta palhaçada.
Depois comentarei.

Publicado por TMA em 04:54 PM | Comentários (0) | TrackBack

Camacho

Quer queiramos ou não, Camacho sai pela porta grande da Nova Catedral.
Há muito tempo que Camacho não era tão amado na Direcção do Benfica como pelos sócios.
Poderemos na análise ao ano e meio da sua presença na Luz dizer que falhou em alguns momentos, que errou tacticamente noutros, mas Camacho conseguiu neste final de temporada acertar mais e melhor.
Em ano e meio e com uma equipa de retalhos, alguns jogadores acima da média, mas não mais que isso, sem campo de treinos, sem estádio, sem dinheiro, conseguiu impor o pagamento dos ordenados dos jogadores, ganhar a Taça de Portugal, atingir pela segunda vez a Champions, e criar 6 jogadores para a selecção Nacional, e para além de tudo isto, apesar de perder conseguiu marcar três golos a uma equipa italiana na sua própria casa.
Neste ano de despedida ainda conseguiu elevar o moral da equipa e de si próprio, após a perda a meio do campeonato de um jogador promissor como era Miklos Féher.
Camacho vai para o clube do coração e temos que compreender, quando para mais esse clube se chama Real Madrid, tem uma equipa de estrelas, dinheiro a rodo e óptimas condições de treino.
Para Camacho apenas desejo boa sorte e que não nos encontremos na pré da Champions.

Publicado por TMA em 04:50 PM | Comentários (0) | TrackBack

maio 19, 2004

A Taça ainda mexe.

E eu não disse.
Já lá vão três dias, e a discussão continua, agora apimentada pelo poema da PP, e pela excelente resposta do Joaquim Varela no Desbloqueador ao MST.
MST mais uma vez, no seu nacional porreirismo, esqueceu-se de dizer que o problema dos portista, chama-se pecado da gula.

Publicado por TMA em 01:14 AM | Comentários (1) | TrackBack

maio 18, 2004

Os 23 de Scolari

Ontem divulgava as escolhas prováveis de Scolari.
Dos 23 algumas alterações, a troca de Meira por Beto, a troca de Boa Morte por Maniche, e a grande novidade Moreira como terceiro Guarda- Redes.
E sobre esta questão, é meritória, tanto Moreira como Maniche.
Moreira foi herói durante a época em vários jogos.
Agora é hora de apoiar estes 23, são eles que nos vão fazer sorrir.

GR - Ricardo, Quim e Moreira.
DF - F. Couto, J. Andrade, Miguel, N. Valente, P. Ferreira, R. Carvalho, Beto e Rui Jorge.
MD - Deco, Petit, Costinha, Maniche, R. Costa, Tiago, Ronaldo, Figo e Simão.
Av- Pauleta, Nuno Gomes e Postiga.

PS- É impressão minha, ou o Benfica põe 6 jogadores na Equipa A? E não foi preciso "Lucky´s Me"!

Publicado por TMA em 03:28 PM | Comentários (0) | TrackBack

As escolhas de Scolari

A menos de 24 Horas, e com Rui Jorge já escolhido, Scolari deve apresentar os seguintes 23:

GR - Ricardo, Quim e Hilário.

Defesas - Miguel, Paulo Ferreira, Rui Jorge, Nuno Valente, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade, Fernando Couto e Fernando Meira.

Médios - Costinha, Petit, Deco, Rui Costa, Figo, Simão, Boa Morte, Tiago e Ronaldo.

Avançados - Pauleta, Nuno Gomes e Postiga.

Publicado por TMA em 01:17 AM | Comentários (0) | TrackBack

A retoma?

Não são poucos aqueles que dizem que tudo vai mudar pela vitória do Benfica ontem na Taça.
Não sou assim tão optimista, mas tenho a certeza que pelo menos durante uma semana, os benfiquistas, e não são poucos, vão andar felizes e portanto, esquecidos da crise.
Depois há-de vir o Porto para a semana, depois o Rock in Rio, o Euro e a selecção.
Vai ser um mês em beleza.
Como alguém dizia num directo no dia 12 de Maio, quando caminhava para Fátima, e interpelado pelo jornalista sobre se tinha medo, apenas disse:
"O povo é sereno, não nos preocupamos com isso, o português quer é ir rezar, que Portugal seja campeão europeu e o Benfica ganhe a Taça no Domingo".
É por isso, e por muito que com ironia o felicite, o Benfica é um tomba-gigantes, mas neste caso, da depressão.

Publicado por TMA em 12:50 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 17, 2004

A festa de uma Nação

Não vou criticar Mourinho, ou irritar-me por Mourinho mais uma vez não conseguir assumir uma derrota, ainda para mais com o Benfica.
Todos lembramos do empate em Alvalade e da vergonha com Rui Jorge.
O que hoje quero falar é só sobre a festa, a festa que começou em minha casa com muitos amigos a verem o jogo e a delirarem com os golos do Benfica.
Depois foi o início da festa na rua, nas Avenidas de Lisboa, no Marquês, no Rossio, com a equipa, com o povo, com a nação encarnada.
Que bom foi ver Mantorras a saltar em cima da carrinha do clube, que bom foi ouvir a nação a gritar por Camacho.
Foi um misto de festa e tristeza por Baião, mas existe melhor forma, de nos curvarmos a Miki e a Baião, do que com a Taça na mão.
No fim, a invasão às docas, os bares cheios de cachecóis, no Café da Ponte a nação entrou e gritou toda a noite, e ainda, pudemos ver Malheiro, que não foi ao jantar da equipa, porque será?

Publicado por TMA em 12:58 PM | Comentários (0) | TrackBack

maio 16, 2004

Luto

Peço desculpa, mas a avozinha volta a estar passado quase quatro meses, a estar de luto pela mesma razão.
Até qualquer dia Bruno.

Publicado por TMA em 01:21 AM | Comentários (1) | TrackBack

maio 12, 2004

A nação benfiquista continua a sofrer


Este ano é realmente um ano penoso para todos os benfiquistas.
Não é penoso, pelo acumular de mais um ano ao já calendário de não conquistas de campeonatos, mas sim pela sua vida social.
A morte de Féher traumatizou não só a nação benfiquista, como julgo, toda a nação portuguesa em geral.
Seguida dessa morte, a nação pode constatar que afinal havia mais mortes em Portugal ao exercer a prática desportiva, do que muitos pensariam.
Ontem, somos confrontados com mais um jovem a cair inanimado, desta vez num café, depois de um treino.
O jovem chama-se Bruno Baião, que por felicidade, já tive oportunidade de ver jogar.
É um talento promissor não só do Benfica como todo o país, já que o mesmo é internacional português.
O jovem encontra-se em coma no Curry Cabral, onde todos os médicos, com toda a certeza, estão a dar o seu melhor, para trazer o Bruno ao mundo dos terrenos novamente.
Muito já se começou a especular sobre o passado do Bruno, na medida em que, o Bruno ficou suspenso durante um período de tempo a prática desportiva, por possui problemas a nível cardíaco aquando do seu crescimento como homem.
Julgo que é cedo demais para fazer qualquer conjuntura a este respeito.
Mas, por causa de todos estes mediatismos, dou como exemplo o facto, de neste momento, estar a organizar umas jornadas desportivas, e estar há mais de um mês a negociar com todas as companhias seguradoras a operar neste país, um seguro de acidentes pessoais por período temporário (15 dias) para poder segurar 60 jovens, entre os 13 e os 16 anos, que irão realizar um torneio de Futsal.
Uma certeza já tenho, não seguram o risco de morte, o de invalidez e tratamento hospitalar, está difícil.
Isto sim é preocupante.

Publicado por TMA em 01:30 AM | Comentários (0) | TrackBack

maio 09, 2004

Mail à Direcção do SLB

Cara Direcção do SLB- SAD,

Depois de uma vitória importante no terreno do nosso rival Sporting, com esse golo portentoso de Geovanni, espanto-me com as notícias que vieram à primeira página de alguns jornais desportivos na última semana: o regresso de João Vieira Pinto (JVP) ao nosso Glorioso.
Venho por este meio solicitar a V.Exas. que se por algum motivo, tiveram alguma vez, nem que seja por segundos, o intuito de contratar o referido jogador, que parem para pensar por minutos.
Se mesmo assim, não chegar para alterar a vossa convicção, solicito que referendem, se necessário, o referido jogador aos 6 milhões, com a seguinte pergunta:
"Põe a hipótese de aceitar uma possível decisão de contratar JVP para o nosso glorioso?"
Acreditem que a maioria seria esmagadora na resposta NÃO!
Vale e Azevedo (não sou seu apoiante) mandou JVP embora, a custo zero é verdade, mas foi uma das duas melhores medidas que tomou em todo o seu mandato.
A outra, foi a contratação de Mourinho, que depois V.Exas. o mandaram embora, com os efeitos que se vêem.
JVP era um cancro no Benfica, nos últimos à sombra de um célebre contrato vitalício arrastava-se pelos corredores da velhinha Luz, minando todo um balneário e ganhando milhares de contos.
JVP foi um jogo, exemplar diga-se.
Mas, e depois de Alvalade?
Agora, que JVP que com 32 anos não tem melhores propostas, que a redução salarial no Sporting, e que tem um agente (Veiga) que passou a ser pelos vistos, o homem forte do Benfica, lembram-se de o ir buscar?
Para quê?
Limpar pó das taças, arrastar-se pelo campo, ou levar a Marisa Cruz a assinar uma proposta de sócio do SLB.
Tenham juízo.
Deste vosso consócio com mais de 25 anos de clube, peço-vos consideração por esta missiva.

Publicado por TMA em 01:00 AM | Comentários (3) | TrackBack

maio 03, 2004

A vitória calculista

Todos os benfiquistas esperavam um Benfica à Benfica, ontem em Alvalade.
Todos acreditavam que o Benfica ia cair em cima do Sporting para arrumar a questão na casa do Leão.
Eu como benfiquista pensava assim.
Passado cinco minutos do início do jogo, percebi que ia ser muito difícil a vitória do Benfica.
Passado meia hora de jogo, percebi que dificilmente o Sporting marcava, tudo por culpa do herói Moreira.
Há uns meses atrás neste post chamei Moreira o Herói do Frio pela exibição com o Rosenborg, ontem Moreira foi o Herói na amena tarde de Alvalade.
O Sporting jogou mais é um facto.
O Benfica só acordou passado um hora de jogo é um facto.
Moreira estava em noite sim, é um facto.
Geovanni mandou uma bomba indefensável é um facto (se bem que, se Ricardo estivesse dois passos atrás, não sei).
O Benfica ganhou porque marcou é um facto.
São estes factos que fizeram o jogo de Alvalade.
Foram outros factos que fizeram com que o Benfica em casa com o Inter tenha jogado mais, atacado e rematado muito mais, mas não fez nenhum golo, faltou a estrela de ontem, também isto é um facto.
Parabéns a Camacho, que pela primeira vez num jogo grande acertou nas alterações.

Publicado por TMA em 07:30 PM | Comentários (1) | TrackBack

maio 01, 2004

Senna Forever


Faz hoje 10 anos.
Estava sentado no sofá, mais uma vez a admirar a tua classe, a tua simplicidade, a tua beleza a conduzir aquela máquina.
Foste o melhor de todos, nenhum te igualou, nem provavelmente te igualará.
Conduzias a 300 Km/h, como se fosse a 20, tudo era feito em slow-motion.
A tua frieza, a tua espiritualidade, fez de ti o melhor.
Quando assiti aquilo que te aconteceu, não acreditei, fiquei bnranco como cal.
Era a tua despedida, a despedida de um amigo.
Esteja onde estiveres, em qualquer estrada no céu acredito que continues a guiar da mesma forma, da forma como só tu sabia fazer.
Para mim, naquele dia, a F1 morreu, nunca mais foi a mesma.

Publicado por TMA em 06:47 PM | Comentários (0) | TrackBack

abril 29, 2004

Um Hino a Pauleta

Apesar de tudo, apesar de termos apenas 11, apesar de não termos o verdadeiro nº 1 (Moreira), apesar de ser as feijões, apesar de termos feito uma boa 1ª parte, apesar de termos empatado à rasca, julgo que Pauleta merece este poema ainda para mais quando completou 31 anos.

Pássaro das Ilhas

Pássaros das ilhas: no vosso voo
há uma vontade,
há uma arte secreta e uma divina ciência,
graça de eternidade.

As vossas evoluções, academia expressiva,
sinais sobre o azul,
levam ao Oriente fantasia, ao Ocidente ânsia viva,
paz ao Norte e ao Sul.

Eis perante os vossos olhos
a glória das rosas e a inocência dos lírios,
eis perante as vossas asas líricas as brisas de Ulisses,
os ventos de Jasão:

Almas doces e herméticas que ante o eterno problema
sois, em número veloz,
o mesmo que a rocha, o furacão, a gema,
o arco-íris e a voz.

Pássaros das ilhas, oh, pássaros do mar!
vossos voos, sendo
bênção, dos meus olhos, são problemas divinos
da minha meditação.

E com as asas puras do meu desejo abertas
para a imensidade,
imito os vossos círculos em busca das portas
da Verdade única.

Rubén Dário - Tradução de José Agostinho Baptista

Publicado por TMA em 02:14 AM | Comentários (0) | TrackBack

abril 21, 2004

Apito Dourado II

Para princípio de conversa e até porque o post anterior foi escrito ainda estupefacto, vou dar os parabéns à PJ por este nome tão publicitário.
Parece que a PJ nacional contratou um Athaíde qualquer para dar nome às operações.
Até porque, apito dourado, apenas por uns meros jogos da 2ª B.
Se fosse da 1ª seria Super Apito Dourado?
Quanto ao resto vou ser muito sincero, não acredito que nenhum daqueles senhores lá fique.
E digo isto, porque nenhum daqueles 16 senhores vai abrir a boca para denunciar alguém.
Todos comeram, se comeram.
Agora, a supresa das supresas, seria a PJ ter provas dos factos.
Mas, que provas?
Papéis escritos, fax enviados, cartas manuscritas a oferecer favores?
Eles podem ser muita coisa, mas estúpidos é que têm pouco, aliás se o fossem não estavam acusados do que estão.
Agora, uma coisa é certa, alguns senhores que andam pelo mundo da bola, devem ter ficado um pouco assustados.
Como aquele que andou a tirar um feto a amiga, que não a mulher, no próprio estádio, e que a PSP local abafou o caso.
Ou o outro que andou a comprar jogadores para pagar dívidas no casino.
Esses, devem estar assustados, mas chegar a esses....
Estamos a 50 e poucos do Euro....

Publicado por TMA em 01:34 AM | Comentários (0) | TrackBack

abril 20, 2004

Apito Dourado

Será que é desta?
Parece que um dos rostos do tal sistema, como Dias da Cunha o chama, já está em maus lençois.
Falta o outro.

Publicado por TMA em 12:38 PM | Comentários (0) | TrackBack

abril 08, 2004

O futebol é espectáculo

Depois de dois dias completamente infernais de Liga dos Campeões, as equipas que entraram em campo, demonstraram a muitos porque o futebol é uma arte, é espectáculo.
Existem muitos que não percebem estas paixões, alguns até andam aqui na blogosfera, mas depois de ver um Real, um Milan ou um Arsenal, serem eliminados quando tinham a eliminatória nas mãos, julgo que qualquer dúvida se decepa.
De realçar que a única equipa que não criou supresas foi o FCP, e por isso, passou com mais ou menos dificuldade às meias-finais, e por isso, está de parabéns.
Apesar de não gostar do FCP, penso que com Corunha, Chelsea e Mónaco, o Porto é o favorito à conquista da Liga.
E depois, como será Mourinho?

Publicado por TMA em 12:30 AM | Comentários (2) | TrackBack

abril 02, 2004

Bahrein

Já começou a primeira prova disputada no Médio Oriente

Publicado por TMA em 11:52 AM | Comentários (2) | TrackBack

março 30, 2004

Raguebi

Não sou um amante deste desporto.
Mas porque será que ninguém deu enfoque a esta grande vitória nacional?

Publicado por TMA em 02:29 AM | Comentários (1) | TrackBack

março 26, 2004

Adeus Milão

A esperança que 6.000 adeptos tinham era enorme.
A fé pelo seu clube realmente move montanhas, e foi realmente uma verdadeira montanha aquela que estava alojada num dos topos desse grande estádio chamado Guiseppe Meazza.
A meio da primeira parte o sonho começava a querer tornar-se realidade, mas a realidade era outra, que veio demonstrada com dois lances decisivos:
- o primeiro aquela bola ao poste de Nuno Gomes.
- o segundo aquele estúpido golo a 30 segundos do Intervalo.
Apesar disso, a fé continuava no seu auge.
Na segunda parte tudo se transformou, uma verdadeira amálgama de emoções, primeiro com aqueles dois golos sofridos, depois o acreditar novamente, para passados poucos minutos, novamente a desilusão, e passado mais alguns, a fé, a história de Leverkussen.
Depois, bem depois foi o lance de Toldo, o falhanço de Sokota, e a desilusão amarga de uma derrota injusta.
Apesar de tudo, a vitória de uma equipa que teve a capacidade impensável de marcar 3 golos neste lindo estádio:


Publicado por TMA em 09:18 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 21, 2004

Festas a Norte

Estes e mais estes estão em festa.
Tudo por causa disto:

Publicado por TMA em 06:25 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 12, 2004

Ontem ainda

Vs

Ontem ainda houve:

- Silêncio.
- Força.
- Querer.
- Raiva.
- Oportunidades.
- Penalty por assinalar.
- Grandes defesas.
- Pontapés para frente.
- Espectáculo.
- Máximo apoio.
- Casa Cheia.
- Banho de bola.
- Melhor jogo da época.

Mas faltou aquele "bocadinho" assim.
Agora é preciso muita fé e poucos medos.


Publicado por TMA em 12:52 PM | Comentários (3) | TrackBack

março 10, 2004

FêCêPê

Estava sentado no sofá a observar o jogo em Old Trafford.
Aproximava-se o jogo do fim, e estava a preparar-me para escrever um post sobre o referido com a análise à eliminatória, preparava-me para escrever que o Porto tinha perdido a eliminatória não no Teatro dos Sonhos, mas sim no Dragão quando não conseguiu dar mais de dois a um MUtd completamente irreconhecível.
Mas, para meu contentamento, por mais que isto se estranhe, fiquei feliz com o golo de Costinha.
E fiquei, porque o Porto fez um bom jogo em Manchester, lutou, jogou mais, e principalmente toda aquela arrogância de Sir Alex Fergusson, tão características dos britânicos.
Não sou adepto do FCP, não gosto de Pinto Costa, apesar de lhe dar valor, gosto de Mourinho, nem que seja, por ter sido o último treinador a pôr o meu Benfica a jogar à Benfica.
Mas realmente fiquei feliz por o Porto e Mourinho terem conseguido calar o Teatro dos Sonhos.
É arrepiante, ver todos aqueles adeptos do MUtd com as mãos na cabeça e na cara a taparem os olhos, antes do livre de Benny.
Eles sabiam o que aí vinha.
Para finalizar, percebo o contentamento de Pinto da Costa, percebo a sua felicidade, mas permitam-me apenas uma correcção sobre o que PC disse na Sic Notícias: "o árbitro teve alguns erros, mas não influenciou o resultado".
Acho que todos discordamos, ao vermos o golo anulado a Scholes por pretenso fora de jogo.

Scriptum- Depois de tantos feitos no último ano e meio, também não percebo a festa nos Aliados dos adeptos do Porto, apenas passaram aos 4ºs de Final, mas se calhar, deve-se ao que um adepto transmitiu em directo: “Trata-se do nosso Orgulho, o Orgulho de Portugal!”.


Publicado por TMA em 01:11 AM | Comentários (6) | TrackBack

março 04, 2004

Moreira - o Herói no frio

É a este homem que Nuno Gomes tem que agradecer, e pagar um belo almoço pela trampa que hoje fez.
Só espero que não o convide para almoçar no Mac Donald´s.
E LFV depois da quebra tensão bem pode agradecer e muito a Moreira pela receita que o Benfica pode arrecadar com esta passagem.
Scolari terá visto?

Publicado por TMA em 02:19 AM | Comentários (9) | TrackBack

fevereiro 28, 2004

Centenário Benfica

Faz hoje 100 anos esse grande clube Nacional chamado Benfica.
De manhã o emblema de 25 anos.
E quantos se podem orgulhar de ter estes meninos como a equipa do Século:


Publicado por TMA em 11:19 PM | Comentários (3) | TrackBack

fevereiro 16, 2004

A dúvida sobre Mourinho

O que diria Mourinho se aquele remate de Zahovic tivesse entrado?
Ou se Petit tivesse chutado ao ângulo da baliza de Baía?
Será que Mourinho iria inventar mais uma cena à Rui Jorge para justificar a derrota?
Mourinho empata o segundo clássico, sente-se feliz porque ganhou a Taça BES, alega que a sua equipa devia ter ganho, e que dominou na primeira parte.
Pois bem, sr. Mourinho, deixe-me discordar, porque o seu FCP efectuou um remate em toda a primeira parte à baliza de Moreira (sim, senhor marcou...demonstra eficácia), mas não jogou nada mais.
Na segunda parte levou um banho de bola, a exemplo de Alvalade, controlando o jogo nos últimos 10 minutos, quando as pedras nucleares do Benfica rebentaram.
Permita-me dizer-lhe isto, sr. Mourinho:
"O sr. está a perder a capacidade para empolgar a sua equipa, e se não fizer nada, contra o Manchester seujeita-se a ser goleado!"

Publicado por TMA em 01:27 AM | Comentários (1) | TrackBack

fevereiro 14, 2004

O sistema II

Ontem escrevi aqui que achava que o Procurador Geral da República devia urgentemente analisar as declarações que o Dr. Dias da Cunha tinha proferido na RTP sobre o sistema.
Hoje assisto a um dos supostos rostos do sistema completamente irritado com as referidas declarações e informar o país que a arbitragem em Portugal é a melhor, e que iria seguir o "meu" conselho.
Então o Major, vai enviar uma exposição à COmissão Disciplinar da Liga, esse orgão tão imparcial da justiça portuguesa?
Mas, mais vai enviar uma exposição ao Procurador. Ainda Bem!
Com o que fiquei realmente feliz foi com a notícia que a RTP tinha sido contactada pela PJ que solicitava a cópia da Grande Entrevista.
Será desta?
Eu espero!

Publicado por TMA em 01:23 AM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 13, 2004

O sistema no Futebol

Assisti hoje à entrevista que Judite de Sousa fez ao Dr. Dias da Cunha, na qualidade de Presidente do Sporting Clube de Portugal.
O Dr. Dias da Cunha faz hoje das maiores críticas ao sistema que existe no futebol, mas provavelmente esqueceu-se que nem há uns meses fazia parte desse mesmo sistema.
Sim, porque se Dias da Cunha considera Pinto da Costa como um dos cabecilhas do polvo (eu também o considero, que fique claro!), então fazia parte desse sistema, o mesmo que permitiu que o Sporting fosse campeão duas vezes nos últimos cinco anos.
Agora, o que Dias da Cunha hoje transmitiu na RTP, deve ser averiguado e imediatamente o sr. Procurador Geral da República, deve abrir um inquérito sobre as referidas acusações.
Porque até parece que Dias da Cunha está disposto a testemunhar.
Até parece que Dias da Cunha está de acordo com Maria José Morgado, e se está, deverão os dois serem ouvidos no referido inquérito.
Portanto Dr. Souto Moura chame urgentemente o Dr. Dias Cunha e a Dra. Maria José Morgado e começa a averiguar as tais ligações ao imobiliário, às câmaras, à droga, etc., para que de uma vez por todas saibamos que são afinal os homens do sistema.
Se o Dr. não teve medo dos "senhores" da Casa Pia, não tenha também medo dos "senhores" do futebol e os que o envolvem, mesmo que os mesmos se chamem Pinto da Costa, Valentim Loureiros, entre outros.

Publicado por TMA em 12:59 AM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 04, 2004

Emoções

São 21.00, sento-me.
Imediatamente levanto-me, porque o João Salgado traz as 18 camisolas da SuperLiga para colocar à volta do grande círculo.
Bate-se palmas.
Sento-me, tenho uma cartolina preta nas mãos, no écran gigante passa imagens de golos, dos golos, lembro-me de todos.
São 21.15 entram as equipas, reparo na camisola que trazem por cima das camisolas oficiais.
Levanto-me, ergo a cartolina, baixo a cabeça, e rezo pela sua memória.
Bato palmas, reparo que todos têm escrito Feher, no local onde deveria estar o seu nome.
Fumo um cigarro, vibro com algumas jogadas, suo com cada entrada pela área encarnada.
26 minutos de jogo, comento com o velho, não me digas que estão a tentar marcar aos 29.
Não foi, foi aos 27, explosão de alegria, grita-se Miklos Feher, o estádio estremece, porque toda a gente bate com os pés no chão.
Continuo a suar com a defesa do Benfica, mas hoje, tudo é desculpável.
Intervalo, novamente as imagens, agora com a música húngara que Miki gostava.
Segunda parte, novamente a suar... e cada vez mais.
O sujeito que está ao meu lado, critica as substituições, digo-lhe que isso não é importante e lembro-lhe o Aguiar em Guimarães.
67 minutos, novamente explosão, novamente os gritos a Miklos.
O sujeito olha para mim, e quase a pedir perdão, dá-me razão às substituições.
Mas, esta viagem à Luz, foi diferente, em tudo.
Há muito tempo que não via o público apoiar do princípio ao fim, não assobiar os jogadores, e principalmente nunca tinha visto Martins dos Santos apitar sem mostrar um único cartão, preferindo dar umas cachaporradas (como diz o Pedro Caeiro).
Foi diferente por ver 56090 espectadores, a ver um jogo de futebol com a emoção que muitos não sabem o que é, como o nosso caro amigo JPP.
Será o dia que ficará eternizado nas nossa cabeças, o 29 que os Diabos desenharam, o filme, o Pavarotti, os gritos a Feher, a dedicatória dos golos.
Tudo o resto não recordaremos, muito provavelmente nem os autores do golo.
Até Sempre Miki!

Publicado por TMA em 02:13 AM | Comentários (3) | TrackBack

fevereiro 03, 2004

Superbowl

Concordo com o Neptuno sobre o jogo que a Sportv todos os anos nos dá o previlégio até altas horas da noite.
Na madrugada de ontem assisti a um dos melhores Superbowl dos últimos anos.
Defrontavam-se as duas equipas mais defensivas do campeonato, no fim do 1 quarter 0-0, a poucos minutos do fim do segundo quarter 0-0, os comentadores, doidos por estatísticas (e que importantes elas são na América), vibraram por poder ser batido um record nas finais.
Não foi, mas foram outros, entre eles aquele touchdown de 85 yards verdadeiramente fabuloso.
Ganhou quem eu no início achei que ia ganhar.
Foi realmente um jogo emocionante, electrizante, que terminou a 4 segundos (imagine-se!).
Mais uma vez, não houve overtime na final.
Mas, o que concordo a 100% com o Neptuno é forma como a arbitragem tem a "coragem" com que apresenta as suas decisões.
Acima de tudo, o respeito por todos aqueles que pagaram bilhete para ver o espectáculo.
Muitos acham que seria impossível efectuar um challenge (paragem no para os árbitros visionarem as imagens televisivas aquando de uma decisão polémica) no futebol.
Mas com tantas interrupções, porque não?
Ao menos, não andaríamos uma semana a discutir peanuts.

Publicado por TMA em 03:12 AM | Comentários (0) | TrackBack

Hipocrisias

Fez ontem uma semana que o país, ficava chocado por ter presenciado à morte em directo de Miklos Feher.
Já aqui escrevi tudo o que pensava, tudo o que sentia e senti.
Passado uma semana, vejo as cenas lamentáveis e vergonhosas ocorridas ontem no mesmo estádio onde Miki tinha falecido uma semana antes, provavelmente ou quase à mesma hora.
Vivemos esta semana sobre a égide da paz no futebol, com todos os dirigentes, jogadores, jornalistas, governantes, bloguistas, entre outros, a apelar à paz no futebol português.
Assistimos durante uma semana a conjunturas, comentários, previsões, análises, relatórios, sobre o que a morte de Miki poderia provocar no futebol português.
Passado uma semana, a vergonha!
Na realidade, o que vivemos foi a semana que antecede o Natal, que pelos vistos este ano, chegou mais cedo.
Nessa época natalícia, tudo é maravilha, tudo é amigo, tudo é cordial, tudo é simpático.
Passado uma semana, vislumbramos mais uma vez a vergonha do nosso futebol.
Tudo começou com a vergonha de acusações após o Sporting - Porto, com simulações, com rasgões de camisola, com declarações de treinadores e altos dirigentes dos clubes, com ameaças de processos crimes.
Para completar o que já havia começado a meio da semana com a intervenção do MAI e a respectiva resposta das "calças na mão".
Ainda não tinha vindo o melhor, e por isso, Guimarães e Boavista depois de comoverem muitos portugueses com a homenagem a Feher, no local onde tinha caído para a morte, lembraram-se de demonstrar à América do Sul, que em Portugal também se acaba jogos em combates de boxe, Kick Boxing, e outras artes mais.
Perante tudo isto, ainda assistimos a um Presidente de uma Liga de Futebol dizer que tudo não passou de uns empurrões, louvado seja Major!
Ou ouvirmos o porta-voz da PSP, dizer que tudo esteve sempre sobre controlo policial, e que a polícia interveio de imediato quando os adeptos arremessaram cadeiras em direcção à equipa de arbitragem.
Então mas, os senhores não viram que pelo menos umas 30 cadeiras foram arremessadas, senão mais?
Sobre controlo, de quem?
Daquele polícia barrigudo que corre atrás de um adepto bem mais veloz a subir o muro, que ele a erguer o cacetete, para depois da humilhação o tratar por filho da p***?
Posso não concordar com as masturbações de dor do JPP, mas começo a concordar, como muitos, quando JPP desfere ataques aos homens da bola.
Passado uma semana, apenas uma semana, e novamente a vergonha.
Amanhã estarei na Luz, de pé a prestar a minha última homenagem a Miki, mas ao mesmo tempo, prestarei a homenagem ao meu homónimo que com 14 anos deixou os seus pais em Nelas completamente devastados.
A bem do futebol, Meus senhores, acordem!

Publicado por TMA em 02:22 AM | Comentários (2) | TrackBack

janeiro 28, 2004

A última vez

Fui à Luz hoje.
Cheguei eram 19.33 e coloquei-me no fim da fila, mais propriamente em frente à porta 11 da nova Catedral.
Eram 20.59 entrei na porta principal da Nova Catedral.
Assinei e escrevi no livro de condolências apenas: "Tu para nós não morreste, estarás sempre vivo nos nossos corações. Até Breve Miki".
Prostrei-me em frente da urna, um mar de camisolas, de cachecóis, de flores (o cheiro ainda está alojado no meu nariz).
Rezei e acenei-te num último adeus, e como forma de mostrar a admiração que tinha por ti, virei-me à saída e sorri para ti.
Tentei imitar-te? Talvez!
Sinceramente não consegui, apesar do teu sorriso estar alojado no meu olhar.
Miki, Obrigado, até breve, descansa em paz.

Publicado por TMA em 01:56 AM | Comentários (0) | TrackBack

A última vez

Fui à Luz hoje.
Cheguei eram 19.33 e coloquei-me no fim da fila, mais propriamente em frente à porta 11 da nova Catedral.
Eram 20.59 entrei na porta principal da Nova Catedral.
Assinei e escrevi no livro de condolências apenas: "Tu para nós não morreste, estarás sempre vivo nos nossos corações. Até Breve Miki".
Prostrei-me em frente da urna, um mar de camisolas, de cachecóis, de flores (o cheiro ainda está alojado no meu nariz).
Rezei e acenei-te num último adeus, e como forma de mostrar a admiração que tinha por ti, virei-me à saída e sorri para ti.
Tentei imitar-te? Talvez!
Sinceramente não consegui, apesar do teu sorriso estar alojado no meu olhar.
Miki, Obrigado, até breve, descansa em paz.

Publicado por TMA em 01:56 AM | Comentários (0) | TrackBack

janeiro 27, 2004

Ainda Miki

Chegou hoje ao Baú da avozinha este mail assinado pelo Tiago:

"Antes de mais deixa-me dizer que lamento o que aconteceu ao Feher. Assim como lamento, e para mim é mais grave, a morte por asfixia daquelas duas crianças do Cadaval, de 2 e 13 anos. Mais grave, antes de tudo, por se tratar de crianças. Depois, pelo descrito na notícia do DN, que transcrevo literalmente: "A presidente da junta de freguesia, Idalécia Silva, afirmou que se trata de «uma família carenciada e que vive numa casa sem condições», acrescentando que «provavelmente a emergência chegou tarde demais, já que a viatura do INEM tem de percorrer 25 quilómetros - vem das Caldas da Rainha. «Se tivessem chamado primeiro os bombeiros podiam, em cinco minutos, ser atendidos no centro de saúde», disse a autarca.".
Por muito lamentável que seja a morte do Feher, estas duas mortes colocam o assunto sob uma nova perspectiva. Na minha opinião, o importante não é juntarem-se centenas ou milhares de pessoas de todos os clubes para assinar um livro de condolências ao Estádio da Luz. Seria sim que todos eles fossem até ao Cadaval, ao funeral das crianças, que fizessem páginas na web acerca da segurança doméstica, que participassem activamente na resolução de uma questão que cuja consequência regularmente ceifa vidas em Portugal. E que depois se questionassem seriamente acerca das condições em que vivem algumas famílias neste país. E do estado dos seus serviços de saúde. Porque num estádio em Guimarães há pronta assistência médica para qualquer eventualidade que surja, e ainda bem. Mas parece que no Cadaval é preciso que uma ambulância percorra 25km para assistir duas crianças. Sem mencionar outros casos ainda mais graves que eu conheço pessoalmente.
Por último, e sem querer ferir susceptibilidades, apetece-me levantar um problema que até aqui ainda não ouvi ninguém referir: não é normal que um jovem de 24 anos, sujeito a constantes aferições e exames médicos, tenha uma paragem cardíaca. Parece-me pertinente que se aborde a questão do porquê disso ter acontecido. E sem querer fazer acusações ou sequer levantar suspeitas, permito-me recordar que uma das consequências da assimilação de certas substâncias dopantes, como sejam os esteróides anabolizantes ou as anfetaminas, é precisamente a possibilidade de problemas cardíacos e, nos casos mais extremos, de morte súbita por paragem cardíaca. Repito, lamento a morte do Feher e, por isso mesmo, gostava de ver este assunto esclarecido."

Meu caro TP,
Percebo o que tentas transmitir no teu mail, e não penses que a morte das crianças não significa nada, é óbvio que significa e muito, ainda para mais para quem é pai.
Infelizmente vivemos num país que se morre das forma mais estúpidas que podem existir à face da terra, infelizmente em Portugal as pessoas morrem a serem operadas aos ouvidos, e após a autópsia, chega-se à conclusão que não possuíam nada no cérebro, como foi o caso daquela míuda no Amadora Sintra.
Infelizmente em Portugal as televisões sejam públicas ou privadas, tornaram-se em polos de sensacionalismo.
Como deves compreender não concordo com todas aquelas transmissões efectuadas directamente do estádio, ou a filmar a carreta, ou a equipa do Benfica, ou o abraço do presidente ao presidente, mas infelizmente em Portugal é assim.
Quanto à morte de Feher julgo que a dor será maior e o choque mais profundo, na medida em que milhões de pessoas assistiram em directo à sua morte, para além da sua tenra idade.
Compreenderás também que se Feher fosse do Porto, Sporting ou de outro clube choraria na mesma, apesar do sentimento ser hoje provavelmente mais forte.
Quando todos assistimos à morte de 2.000 e tal pessoas em 2001, nas Twin Towers, ficamos chocados, é evidente que vimos pessoas a saltar dos prédios, mas na realidade não as vimos morrer.
Quando em Bam morreram 40.000 pessoas, ficamos chocados, mas não as vimos morrer.
Quando morrem os nossos familiares, choramos e ficamos chocados pela sua morte, mas quantas vezes os vemos a morrer?
A diferença Tiago, reside nisto, algo que poucos terão alguma vez assistido, e que de certeza, jamais esqueceremos, a morte em directo.

Publicado por TMA em 02:43 PM | Comentários (0) | TrackBack

Ainda Miki

Chegou hoje ao Baú da avozinha este mail assinado pelo Tiago:

"Antes de mais deixa-me dizer que lamento o que aconteceu ao Feher. Assim como lamento, e para mim é mais grave, a morte por asfixia daquelas duas crianças do Cadaval, de 2 e 13 anos. Mais grave, antes de tudo, por se tratar de crianças. Depois, pelo descrito na notícia do DN, que transcrevo literalmente: "A presidente da junta de freguesia, Idalécia Silva, afirmou que se trata de «uma família carenciada e que vive numa casa sem condições», acrescentando que «provavelmente a emergência chegou tarde demais, já que a viatura do INEM tem de percorrer 25 quilómetros - vem das Caldas da Rainha. «Se tivessem chamado primeiro os bombeiros podiam, em cinco minutos, ser atendidos no centro de saúde», disse a autarca.".
Por muito lamentável que seja a morte do Feher, estas duas mortes colocam o assunto sob uma nova perspectiva. Na minha opinião, o importante não é juntarem-se centenas ou milhares de pessoas de todos os clubes para assinar um livro de condolências ao Estádio da Luz. Seria sim que todos eles fossem até ao Cadaval, ao funeral das crianças, que fizessem páginas na web acerca da segurança doméstica, que participassem activamente na resolução de uma questão que cuja consequência regularmente ceifa vidas em Portugal. E que depois se questionassem seriamente acerca das condições em que vivem algumas famílias neste país. E do estado dos seus serviços de saúde. Porque num estádio em Guimarães há pronta assistência médica para qualquer eventualidade que surja, e ainda bem. Mas parece que no Cadaval é preciso que uma ambulância percorra 25km para assistir duas crianças. Sem mencionar outros casos ainda mais graves que eu conheço pessoalmente.
Por último, e sem querer ferir susceptibilidades, apetece-me levantar um problema que até aqui ainda não ouvi ninguém referir: não é normal que um jovem de 24 anos, sujeito a constantes aferições e exames médicos, tenha uma paragem cardíaca. Parece-me pertinente que se aborde a questão do porquê disso ter acontecido. E sem querer fazer acusações ou sequer levantar suspeitas, permito-me recordar que uma das consequências da assimilação de certas substâncias dopantes, como sejam os esteróides anabolizantes ou as anfetaminas, é precisamente a possibilidade de problemas cardíacos e, nos casos mais extremos, de morte súbita por paragem cardíaca. Repito, lamento a morte do Feher e, por isso mesmo, gostava de ver este assunto esclarecido."

Meu caro TP,
Percebo o que tentas transmitir no teu mail, e não penses que a morte das crianças não significa nada, é óbvio que significa e muito, ainda para mais para quem é pai.
Infelizmente vivemos num país que se morre das forma mais estúpidas que podem existir à face da terra, infelizmente em Portugal as pessoas morrem a serem operadas aos ouvidos, e após a autópsia, chega-se à conclusão que não possuíam nada no cérebro, como foi o caso daquela míuda no Amadora Sintra.
Infelizmente em Portugal as televisões sejam públicas ou privadas, tornaram-se em polos de sensacionalismo.
Como deves compreender não concordo com todas aquelas transmissões efectuadas directamente do estádio, ou a filmar a carreta, ou a equipa do Benfica, ou o abraço do presidente ao presidente, mas infelizmente em Portugal é assim.
Quanto à morte de Feher julgo que a dor será maior e o choque mais profundo, na medida em que milhões de pessoas assistiram em directo à sua morte, para além da sua tenra idade.
Compreenderás também que se Feher fosse do Porto, Sporting ou de outro clube choraria na mesma, apesar do sentimento ser hoje provavelmente mais forte.
Quando todos assistimos à morte de 2.000 e tal pessoas em 2001, nas Twin Towers, ficamos chocados, é evidente que vimos pessoas a saltar dos prédios, mas na realidade não as vimos morrer.
Quando em Bam morreram 40.000 pessoas, ficamos chocados, mas não as vimos morrer.
Quando morrem os nossos familiares, choramos e ficamos chocados pela sua morte, mas quantas vezes os vemos a morrer?
A diferença Tiago, reside nisto, algo que poucos terão alguma vez assistido, e que de certeza, jamais esqueceremos, a morte em directo.

Publicado por TMA em 02:43 PM | Comentários (0) | TrackBack

janeiro 26, 2004

Para ti MIKI (act.)

A blogoesfera que te fala:
aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, até aqui, importante este, aqui, aqui, à esquerda, aqui, para memória, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, como é lógico também aqui, aqui, aqui, com humanidade, aqui, aqui e finalmente aqui.
Para não falar da página que colaboro por ti.

De certeza que haverá mais...

Publicado por TMA em 06:43 PM | Comentários (2) | TrackBack

Para ti MIKI (act.)

A blogoesfera que te fala:
aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, até aqui, importante este, aqui, aqui, à esquerda, aqui, para memória, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, como é lógico também aqui, aqui, aqui, com humanidade, aqui, aqui e finalmente aqui.
Para não falar da página que colaboro por ti.

De certeza que haverá mais...

Publicado por TMA em 06:43 PM | Comentários (2) | TrackBack

Miklos Feher

No meio das mudanças para a nova casa, paro.
Eram 19.42, saio de casa e atravesso a rua para ir ao restaurante ver o glorioso.
Sento-me bebo uma imperial e como umas chamuças.
Chega a minha mulher e a minha filha, começamos a jantar.
Desespero pela vitória que não chega, até que golo... e do Robocop, quem diria.
O grito no restaurante ouve-se na rua.
Passados alguns minutos, o silêncio é arrepiante.
Levanto-me e fico em frente ao televisor, fumo, estou branco...
Venho para casa e sento-me a ouvir a TSF, recebo chamadas de Angola e de outros pontos do Globo, a questionar se já sei de mais alguma coisa.
Eram 23.15 quando recebo uma chamada de alguém muito especial, que me informa, Morte Cerebral.
Choro, bato com a cabeça na parede, o luto tinha chegado a minha casa.
Telefono para Luanda a dar a triste notícia.
Olho para o céu e digo até um dia Miklos.
Obrigado por tudo, obrigado pelo último passe que fizeste, pela última jogada, pela última vez que te riste.
E agora, que o choque começa a refazer-se só consigo lembrar-me daquele sorriso malandro que tu tinhas, e que nos mostraste no último momento...
Não consigo dizer mais....

Publicado por TMA em 02:14 AM | Comentários (0) | TrackBack

Miklos Feher

No meio das mudanças para a nova casa, paro.
Eram 19.42, saio de casa e atravesso a rua para ir ao restaurante ver o glorioso.
Sento-me bebo uma imperial e como umas chamuças.
Chega a minha mulher e a minha filha, começamos a jantar.
Desespero pela vitória que não chega, até que golo... e do Robocop, quem diria.
O grito no restaurante ouve-se na rua.
Passados alguns minutos, o silêncio é arrepiante.
Levanto-me e fico em frente ao televisor, fumo, estou branco...
Venho para casa e sento-me a ouvir a TSF, recebo chamadas de Angola e de outros pontos do Globo, a questionar se já sei de mais alguma coisa.
Eram 23.15 quando recebo uma chamada de alguém muito especial, que me informa, Morte Cerebral.
Choro, bato com a cabeça na parede, o luto tinha chegado a minha casa.
Telefono para Luanda a dar a triste notícia.
Olho para o céu e digo até um dia Miklos.
Obrigado por tudo, obrigado pelo último passe que fizeste, pela última jogada, pela última vez que te riste.
E agora, que o choque começa a refazer-se só consigo lembrar-me daquele sorriso malandro que tu tinhas, e que nos mostraste no último momento...
Não consigo dizer mais....

Publicado por TMA em 02:14 AM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 31, 2003

Adeus

No final deste ano o adeus ao último Presidente Campeão Europeu.
Adeus Fezas, e obrigado por tudo.

Publicado por TMA em 03:58 PM | Comentários (0) | TrackBack

Braga

Acabo de ver a inauguração do estádio mais bonito de Portugal. Sim, porque apesar de benfiquista, e mesmo não querendo bajular o Marcelo, eu acho o estádio de Braga o mais bonito do País. A inauguração e, se exceptuarmos o jogo, foi muito bem concebida, principalmente a sua fase final. De todas as inaugurações, esta foi realmente das mais bem realizadas. E ter um estádio com o maior ecran do Mundo, ainda para mais suspenso no ar, não é para todos. Faz-nos bem a ego este tipo de inaugurações, ainda para mais numa altura de depressão como dizem.

Publicado por TMA em 12:41 AM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 08, 2003

Parabéns Queirós

Quatro portugueses em Nou Camp: Queirós, Peseiro, Figo e Quaresma. Num jogo extremamente bem jogado, Queirós e seus pares fizeram história. Vinte anos, doze treinadores depois (o último tinha sido a velha glória Di Stéfano), o Real voltou a ganhar em Barcelona.

Publicado por TMA em 02:54 AM | Comentários (0) | TrackBack

dezembro 05, 2003

Apuramento

Acabei de conhecer o grupo em que Portugal ficou para a Fase de Apuramento para o Mundial de 2006 a realizar na Alemanha. Eis o Grupo: Portugal, Rússia, Eslováquia, Letónia, Estónia, Liechtenstein e Luxemburgo.
Será que os seleccionados aproveitarão para aprender algum curso Marxista? É que à excepção do Luxemburgo, onde jogaremos em casa, será a viagem até à ex-URSS. Vejam as diferenças, antigamente era só preciso fazer um jogo.

Publicado por TMA em 06:15 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 20, 2003

Balneários

Em conclusão do post de ontem, venho expressar o mesmo descontentamento e irritação, porque mais uma vez, este país defende quem não merece. Ontem fazia um repto à FPF para que a mesma, castigasse severamente os participantes naquele acto selvático realizado no balneário após o jogo França - Portugal em Sub-21. Depois do Secretário Estado da Juventude e DesportoHermínio Loureiro ter condenado os incidentes, e em boa hora, Gilberto Madaíl aproveitou para considerar a atitude como uma «garotada», indo mais longe "Apresentámos desculpas à federação francesa. Houve excesso de euforia, do qual resultaram danos que não serão tão elevados como aqueles que as imagens propositadamente deram a entender", "nos hotéis se atiram almofadas de uns quartos para os outros", "Atiraram garrafas de água, tinham as botas cheias de lama, partiram o tecto em contraplacado quando estavam a atirar alguém ao ar, brincadeiras que se fazem normalmente... também uma mesa de vidro porque se puseram em cima dela. Situações que podiam ser evitadas. A Federação responsabilizou-se mas os jogadores vão ter de pagar aquilo que partiram". Mas, só isto? Então consideramos que tudo não passou de uma "garotada", eles pagam os danos, que até parecem maiores na televisão, e o povo segue cantando e rindo. Mais uma vez, o sr. Gilberto Madaíl demonstra a sua categoria como Presidente da FPF para aligeirar comportamentos, foi assim, com a selecão em 2000, foi assim com João Pinto em 2002, e agora com os "putos" em 2003. Esperamos agora pela punição da Uefa agendada para 4 de Dezembro, e podemos veremos quem irá pagar a multa. Esperamos por 2004 para ver se tudo continua na mesma!

Publicado por TMA em 04:02 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 19, 2003

Seremos arruaceiros?

A selecção de Portugal em Sub-21 venceu ontem a França na marcação de penalidades, passando assim à fase final do Europeu da categoria. Até aqui, tudo bem! Julgo que todos os que viram o jogo, (JPP não) vibraram da mesma forma que o fiz. Saltamos quando Moreira defendeu, gritamos quando Ronaldo acabou com o sofrimento. Hoje pela manhã, comenta as peripécias do jogo com o dono do café onde tomo todos os dias o meu pequeno-almoço. E após, os comentários habituais de treinador de bancada, sou surpreendido quando o Sr. Porfírio me informa que os jogadores portugueses tinham destruído o balneário após o jogo. Não quis acreditar. Mas, se dúvidas houvessem retirei-as quando às 13, vi o Jornal da Tarde da SIC e pude constatar o estado miserável em que o balneário ficou. Será que somos arruaceiros? Selváticos? Pelo menos muito mal educados, somos concerteza. Os jogadores que compõem as selecções nacionais nos últimos tempos, a célebre "geração de ouro I e II", têm mostrado ao Mundo uma faceta anti-desportiva, nunca antes vista no nosso país. Em 2000, aquando do Europeu na Holanda, e depois de ter perdido com a França num penalty, que ainda hoje Abel Xavier diz que não cometeu, os jogadores partiram para cima do árbitro e fiscal de linha, e insultaram, arremessaram camisolas, empurraram, etc. Em 2002, na Coréia, foi a agressão de João Pinto ao árbitro da partida. Este ano, num Mundial de Sub-19, a equipa na final com a Itália, em vez de jogar, andou aos pontapés aos jogadores italianos. Para finalizar, o caso de ontem. Todos nós conhecíamos este lado anti-desportivo, porque costumávamos o ver, lá para os lados da América do Sul (este fim-de-semana demonstra-o). Agora, o que a FPF vai fazer? Quando os jogadores respondem que o tecto falso se partiu porque estavam a saltar, e o mesmo era baixo. Então e o café espalhado nos azulejos, e a mesa partida, e o chão completamente impróprio? A FPF só têm uma alternativa: rescindir o contrato com o Selecionador Nacional José Romão por ter participado e/ou contribuído para que tal acontecesse, castigar severamente os jogadores da Selecção e por último, obrigar os mesmos a pagar todos os custos dos seus actos. Não me sentiria bem, saber que os meus impostos enquanto contribuinte são canalizados para pagar este tipo de atitudes, ainda para mais, feito por pessoas que ganham milhares por mês.

Publicado por TMA em 04:40 PM | Comentários (0) | TrackBack

outubro 25, 2003

Catedral

Depois de tudo o que assisti durante o dia de hoje, apenas tenho palavras para dizer: que luxo!!!
Mais uma vez, os benfiquistas provaram durante o dia de hoje que ser do Benfica é ser de uma religião diferente de todas as outras.
Ser do Benfica é um estilo de vida, Ser do Benfica é pertencer a uma classe de pessoas que vivem, respiram e bebem sobre um lema - "Et Pluribus Unum".
Será que o Aviz não percebe que só existe em Portugal uma Instituição que consegue movimentar massas e levar uma TV a esgotar a sua programação em 12 horas de emissão.
É que a Nação afinal é cá em baixo.....
Obrigado Mário Dias!

Publicado por TMA em 01:45 AM | Comentários (0) | TrackBack

outubro 24, 2003

Reflexão

De um email recebido esta tarde:
Há 3 razões lógicas para se ser Benfiquista:
- A razão natural: a mulher dá à luz, não dà às antas nem a alvalade;
- A razão bí­blica: há uma passagen na bí­blia que diz: "dominarei os leões e os dragões e voarei para o ceú sobre as asas de uma Águia"
- A razão teológica: Jesus Cristo encarnou. Não azulou nem esverdeou!

Publicado por TMA em 05:08 PM | Comentários (0) | TrackBack

outubro 18, 2003

Benfica

Depois da minha segunda visita ao Estádio do Bessa no espaço de dois meses, volto a vir desiludido com o meu SLB. Da primeira vez frente à Lazio, a desilusão era mais de frustação. Ontem o meu regresso tardio, foi uma desilusão de realismo. Viajei para o Porto na companhia de um amigo, encontrando-me no Porto com mais dois, e diga-se, que a viagem até nem correu mal, até porque o sentimento positivo que levava na bagagem era enorme. Julgava eu, que ia espetar com uns 6 ou 7, como nos velhos tempos. Depois de uma verdadeira aventura no trânsito "tripeiro", sento-me na bancada nascente superior do Estádio do Bessa. Após os primeiros 15 minutos de jogo, encosto a fronte ao tubo que se encontrava à minha frente e convenço-me que os 6 ou 7 já eram. Depois de muitos cigarros fumados, chego ao intervalo a zero e desiludido. Regresso do bar com água para refrescar a garganta cansada de tanto gritar para o relvado como se de um Camacho me tratasse. Iní­cio do segundo tempo com um Benfica à Benfica, não o do Vale, mas o dos anos 70-80. 9 remates, 9, para total desespero, e finalmente o golo, o grito, a festa, o levantar as mãos aos céus como que agradecer aquele Deus que queremos que seja sempre dos encarnados. Passam-se 5 minutos volto a colocar a fronte no tubo, fumo mais uns quantos cigarros e conformo-me. No fim, vejo um estádio de pé a bater palmas como se tivesse acabado de ver o maior concerto de Pavarotti. Fico sentado, olhando, quieto e conformado. Saio e vou jantar na Boavista. Sento-me e perguntam-me porque estou tão inconformado, respondo apenas que estou conformado. Explico que não posso ter gostado, de uma equipa que joga com uns "carteiros", e apenas ganha por um a zero. Para além disso, mais uma vez informo os presentes que não vi um Benfica à Benfica, porque para mim não basta dominar os 90 minutos. Pedro Mexia escrevia à umas semanas no DN que era um benfiquista racional, eu não o sou, eu sou dos fanáticos. E por isso, não me basta só ganhar, preciso de mais, preciso de jogar bem, exigo que sejam "galácticos" à sua maneira. Preciso do Benfica que sempre conheci, e que não vejo à pelo menos 10 anos.

Publicado por TMA em 03:14 AM | Comentários (0) | TrackBack