fevereiro 28, 2004

Centenário Benfica

Faz hoje 100 anos esse grande clube Nacional chamado Benfica.
De manhã o emblema de 25 anos.
E quantos se podem orgulhar de ter estes meninos como a equipa do Século:


Publicado por TMA em 11:19 PM | Comentários (3) | TrackBack

fevereiro 25, 2004

As explicações sobre os doces da Avozinha

Já pensava escrever este post há muito tempo.
O objectivo do mesmo é esclarecer a interpretação que a avozinha dá aos doces que vai linkando ao longo dos tempos.
Recebi ao longo destes quase seis meses de blog alguns mails a solicitar essas referidas explicações.
Pois, hoje aqui vai:

Arroz Doce
Possuidor de 141 calorias por cada 150 gramas, este é o doce preferido da avozinha, até porque é o doce que mais de acordo vai com os seus ideais e ideias.

Bolas de Berlim
Sempre que as cozinha a avozinha recorda-se de futebol e guerras, por vezes relembra os muros.
Mas essencialmente o que a bola a lembra é o futebol e por vezes a sua guerra.

Farófias
É o nome dado a um doce servido em todo o país e que pode constituir um óptimo aproveitamento de claras.
Por isso, a avozinha aprecia o doce, mas não o come todos os dias.

Leite Creme
É em conjunto com o arroz doce o doce preferido da avozinha, acabando ainda assim, por ser em caso de igualdade, a sua segunda escolha.
Aprecia o queimado que normalmente vem ao de cima, na medida em que, guarda aquele creme delicioso.
A considerar que a avozinha coloca sempre a canela, essa casca seca e aromática de uma árvore do mesmo nome (canella Alba), originária do Sri Lança, e que possui propriedades medicinais e afrodisíacas.

Mousse Chocolate
Definitivamente o doce que a avozinha menos aprecia, provocando mesmo, na referida idosa, problemas intestinais.
Gosta de observar o doce, até para poder contestar a sua qualidade e sabor.
De referir, que a avozinha acha que as mousses são preparações que podem ser doces (raramente) ou salgadas e servidas quentes, frias ou geladas.

Pão de Ló
Dos bolos mais simples do panorama da doçaria nacional, é por vezes, considerado pelos artistas da doçaria, como o princípio para a concretização de doces mais sofisticados e complicados.
A avozinha considera o pão de ló como o doce de teste.

Tarte de Amêndoa
O bolo de frutos secos que a avozinha mais aprecia, abdicando do bolo rei por uma bela tarte de amêndoa recheada de frutos.

Toucinho do Céu
O toucinho do céu leva a avozinha a voar para altos vôos, e por isso, a avozinha aprecia e degusta o mesmo sempre que necessita de voar e melhorar as suas qualidades.

Espero que com esta explicação todos os que há muito se intrigavam com a doçaria da avozinha.

Publicado por TMA em 07:37 PM | Comentários (2) | TrackBack

Novamente

Parece que finalmente JPC voltou à blogoesfera.
Será de vez?

Publicado por TMA em 03:33 PM | Comentários (0) | TrackBack

O Carnaval é das crianças? (act.)

O Rui por estes dias carnavalescos revelou-nos aqui e aqui que não apreciava o carnaval.
E como eu concordo!

O carnaval é daquelas datas que passam por mim no calendário como um mero feriado nacional de tal forma instituído, que já levou ao início da queda de um PM, como muitos se devem lembrar.
E aqui está o tal poder socializador que o JMF falava no seu TdN.
Para quem tem filhos, como é o meu caso, as coisas tornam-se diferentes, e não apenas com a força que os infantários possuem nessa tão falada socialização de causas.
A minha mulher para meu desespero gosta do Carnaval, e por tal, fomentou essa linda quadra à minha filha.
Aliás, considera a minha mulher que sair na noite de Carnaval, de Segunda para Terça, implica a utilização de máscara, o que produz todos os anos uma longa discussão matrimonial, porque me recuso a vestir-me de alguém, como alguém, ou a imitar seja quem for.
Mas, o problema do carnaval estravassa para as nossas ruas.
Todo o comércio, que é feito nesta data é impressionante!
Os media, os comerciantes, os infantários, a sociedade em geral, fomenta um consumo quase comparável ao Natal.
As lojas transformam-se em verdadeiras feiras de objectos carnavalescos, com máscaras horrorosas, fatos a imitar todas as figurinhas da Disney, sepentinas, papelinhos, as tão famosas bobinhas de mau cheiro, e a grande novidade dos últimos anos, os balões de água.
E o que a sociedade faz?
Compra e ostraciza todos aqueles que não concordam ou não se revêm nestas formas de exorcizar os seus fantasmas.
Mas porquê?
Eu continuo a conseguir felizmente a exorcizar os meus males de outras formas, nem que seja, a gritar na Catedral contra a defesa do Benfica.
Mais um ano, mais uma vez, lá fui para a tão famosa festa de carnaval, para o mesmo sítio dos últimos anos, um bar ali para os lados da Expo.
Dancei, brinquei, bebi, e não me mascarei, assim como, muitos dos que frequentam esse local nocturno.
E a única coisa que reparei foi o local mais vazio que noutros anos, menos consumidores, e menos folia que anteriores ocasiões.
Será do pessimismo?


Scriptum- Concordo plenamente com o comentário de JPP de hoje sobre o Carnaval, é estranho não é, onde andam afinal os machos?

Publicado por TMA em 03:12 PM | Comentários (2) | TrackBack

fevereiro 24, 2004

Novos Doces

Bolas de Berlim: Terceiro Anel.
Farófias: Blog sem Nome.
Pão de Ló: Acuso, Bar do Moe, Bek, Carapau de Corrida, Passo a Passo.

Publicado por TMA em 11:03 PM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 22, 2004

O carnaval dos Pinguins

South Georgia island, Falkland Islands - Maria Stenzel

Publicado por TMA em 07:12 PM | Comentários (0) | TrackBack

Um Carnaval

Vem ao baile vem ao baile
Pelo braço ou pelo nariz
Vem ao baile vem ao baile
E vais ver como te ris

Deixa a tristeza roer
As unhas de desespero
Deixa a verdade e o erro
Deixa tudo vem beber

Vem ao baile das palavras
Que se beijam desenlaçam
Palavras que ficam passam
Como a chuva nas vidraças

Vem ao baile oh tens de vir
E perder-te nos espelhos
Há outros muito mais velhos
Que ainda sabem sorrir

Vem ao baile da loucura
Vem desfazer-te do corpo
E quando caíres de borco
A tua alma é mais pura

Vem ao baile vem ao baile
Pelo chão ou pelo ar
Vem ao baile baile baile
E vais ver o que é bailar.

Alexandre O´Neil (1958)

Publicado por TMA em 07:10 PM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 20, 2004

Nada Mais

E agora.
Bem, por hoje e por amanhã nada mais, porque é hora de festejar.
Para Domingo voltam alguns assuntos que tenho pendentes, algumas brincadeiras de Carnaval.

Publicado por TMA em 11:21 PM | Comentários (0) | TrackBack

O Teu Nome (Mariana)

Flor do acaso ou ave deslumbrante,
Palavra tremendo nas redes da poesia,
O teu nome, como o destino, chega,
O teu nome, meu amor, o teu nome nascendo
De todas as cores do dia!

Alexandre O´Neil

Publicado por TMA em 11:19 PM | Comentários (0) | TrackBack

5 Anos depois

Eram 10.30 da manhã quando a tua mãe e eu acordamos.
Passados 15 minutos, a tua mãe informa-me que estava completamente molhada, era o prenúncio para um dia que seria classificado no meu calendário, como o mais feliz da minha vida.
Levantamo-nos, lavamos-nos e calmamente, por mais estranho que pareça, dirigimo-nos ao hospital.
Era perto do meio-dia quando chegamos ao guichet do hospital Amadora-Sintra e informamos a funcionária, que a tua mãe tinha começado o trabalho de parto.
Espantou-se a funcionária com a calma demonstrada, ainda para mais sendo o primeiro filho.

Depois, bem depois, foi a espera desesperante, excitante, demorada.
Regressei a casa, ficando a tua mãe acompanhada da minha.
Não tive coragem de ficar, aliás não se tratou de coragem, mas sim de uma opção, na medida em que, acreditei e bem que uma pessoa com a minha mãe daria mais e melhor apoio à tua mãe do que eu.
Era 00.10 quando recebi a chamada, a tão desejada chamada, de que tinhas nascido.
Corri velozmente para o Hospital. Tinha chegado o grande momento.
Mas, tu começaste logo no primeiro dia a fazer das tuas, e então foi mais três horas de espera, porque tu tinhas optado (e bem!) o peito da tua mãe a conheceres o teu pai.
O teu pai, e a verdadeira legião de fans que começaste a adquirir desde esse dia.
Eramn mais de 20. E porquê, perguntar-me-ás daqui a uns anos.
Simples, meu amor, porque tu eras a primeira dos avós, dos tios, do grupo.
O grupo. Esse grupo que entretanto ao longo dos anos foi aumentando, mas tu, tu serás sempre a primeira desse grupo que fará e nos chamará daqui a uns anos de velhos.
Hoje, passado cinco anos do primeiro dia em que te vi, quis te homenagear neste sítio, onde o teu pai, passado algum tempo dos seus dias, menos, do que às vezes gostaria, mas a obrigação de te criar é mais importante e mais belo do que outra qualquer coisa que exista neste Mundo.
Para ti Micas, o meu obrigado por gostares de mim como gostas.
Para a tua mãe, o meu obrigado, por ter à cinco anos trazido ao Mundo a minha bela menina.
E amanhã, bem amanhã à festa!

Publicado por TMA em 11:17 PM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 17, 2004

Gostava de saber

Sinceramente gostava de saber quem me visita de Taiwan.

Publicado por TMA em 12:32 AM | Comentários (1) | TrackBack

O adeus de Pedro Lomba

Pedro Lomba decidiu abandonar a blogosfera.
Será Pedro?
Não é melhor pensar duas vezes?
Abraços e até breve

Publicado por TMA em 12:10 AM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 16, 2004

A Espanha começa a aprender algo connosco

O que terá a causa a dizer sobre o seu Real de ontem?

Publicado por TMA em 07:54 PM | Comentários (1) | TrackBack

A dúvida sobre Mourinho

O que diria Mourinho se aquele remate de Zahovic tivesse entrado?
Ou se Petit tivesse chutado ao ângulo da baliza de Baía?
Será que Mourinho iria inventar mais uma cena à Rui Jorge para justificar a derrota?
Mourinho empata o segundo clássico, sente-se feliz porque ganhou a Taça BES, alega que a sua equipa devia ter ganho, e que dominou na primeira parte.
Pois bem, sr. Mourinho, deixe-me discordar, porque o seu FCP efectuou um remate em toda a primeira parte à baliza de Moreira (sim, senhor marcou...demonstra eficácia), mas não jogou nada mais.
Na segunda parte levou um banho de bola, a exemplo de Alvalade, controlando o jogo nos últimos 10 minutos, quando as pedras nucleares do Benfica rebentaram.
Permita-me dizer-lhe isto, sr. Mourinho:
"O sr. está a perder a capacidade para empolgar a sua equipa, e se não fizer nada, contra o Manchester seujeita-se a ser goleado!"

Publicado por TMA em 01:27 AM | Comentários (1) | TrackBack

fevereiro 14, 2004

O amor é o amor

O amor é o amor - e depois?!
Vamos ficar os dois
a imaginar, a imaginar?...

O meu peito contra o teu peito,
cortando o mar, cortando o ar.
Num leito
há todo o espaço para amar!

Na nossa carne estamos
sem destino, sem medo, sem pudor,
e trocamos - somos um? somos dois?
espírito e calor!

O amor é o amor - e depois?!

Alexandre O´Neil

Publicado por TMA em 11:31 PM | Comentários (0) | TrackBack

A Imagem do ano

Jean-Marc Bouju

Para reflectir.

Publicado por TMA em 05:03 PM | Comentários (0) | TrackBack

Falando em Sintra e...

Publicado por TMA em 01:34 AM | Comentários (0) | TrackBack

O sistema II

Ontem escrevi aqui que achava que o Procurador Geral da República devia urgentemente analisar as declarações que o Dr. Dias da Cunha tinha proferido na RTP sobre o sistema.
Hoje assisto a um dos supostos rostos do sistema completamente irritado com as referidas declarações e informar o país que a arbitragem em Portugal é a melhor, e que iria seguir o "meu" conselho.
Então o Major, vai enviar uma exposição à COmissão Disciplinar da Liga, esse orgão tão imparcial da justiça portuguesa?
Mas, mais vai enviar uma exposição ao Procurador. Ainda Bem!
Com o que fiquei realmente feliz foi com a notícia que a RTP tinha sido contactada pela PJ que solicitava a cópia da Grande Entrevista.
Será desta?
Eu espero!

Publicado por TMA em 01:23 AM | Comentários (0) | TrackBack

O trânsito em Lisboa e Arredores

O Rui contava-nos à dias uma história de excepções no estacionamento em Lisboa.
Em contrapartida a Catarina acha que existem excepções , enquanto que o Nuno dá como exemplo Londres e Paris.
Concordo com as excepções da Catarina e considero as mesmas mais que válidas, agora o problema e como exemplo, Lisboa, é completamente contrário às excepções.
Quem passeia todas as manhãs pela IC19, como infelizmente por questões laborais, tenho que fazer, observa como a maior parte dos carros possuem apenas uma pessoa, a que conduz.
E porquê?
Porque apesar da mulher trabalhar a 10 minutos do "nosso" escritório não a podemos levar, e assim, a nossa mulher leva também o seu "pópó" para o trabalho.
Porque apesar da nossa filha ou filho estudar na faculdade que até fica em caminho do trabalho, por uma questão, sei lá, de "status" também leva o seu carrinho para Lisboa.
E para ir ainda mais longe, porque o vizinho que trabalha no edifício ao lado do nosso, também leva o seu carro para Lisboa, não podendo partilhar semana sim semana não connosco o transporte.


Agora, os tão horrorosos T.P.´s.
Os T.P. em Portugal são aquelas coisas horrorosas que só os pobres utilizam, onde os cheiros são nauseabundos, cheios de pessoas, sem lugar para sentar e ler o jornal, sem música para ouvir pela manhã, e que ainda por cima, fica a 10 minutos a pé do nosso escritório.
O IC19, esse monumento nacional, que já obteve honras nas emissões televisivas dos canais da Europa da CEE (saudosista!), é passeado por milhares de automobilistas todas as manhãs.
E como o trânsito é tão elevado, até foi há uns anos, formado uma Comissão (nós somos o país das comissões, não nos esqueçamos) de Utentes do IC19.
A referida Comissão teve como primeira "Presidente" ou Porta-Voz uma senhora de seu nome Maria Guadalupe Sereno Gonçalves, vereadora da CMSintra pela CDU.
Imagine-se que o Prof. Seara aquando da distribuição dos pelouros, deu a respectiva vereadora o pelouro do Trânsito! Malandro!
Nestes dois anos de governação, o que ouvimos da vereadora do trânsito?
Nada!
Mas, o problema da Comissão é que não há alternativas ao IC19, mas há, e não são as IC16, ou outras IC's.
São os tão horrorosos T.P.´s.
Hoje, quem apanha um comboio na zona de Queluz Monte Abraão, chega ao Rossio em 25 minutos, ou se apanhar os rápidos demora apenas 15 minutos a chegar à capital, possuindo depois uma panóplia de transportes públicos, como o metro, o autocarro e/ou o quase extinto eléctrico.
Mas, para estes utentes da IC19 é provavelmente melhor ir de "pópó" para Lisboa, demorar em média 45 minutos, mais 20 minutos para estacionar, e pagar parquímetros, parques ou afins.
E por isso, o país começa a trabalhar às 11 da manhã, porque às 9.30 ainda Queluz está cheia nas suas artérias interiores de carros que têm como destino a capital.

Publicado por TMA em 01:03 AM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 13, 2004

A Luta Fria

Yar Sale, Siberia, Russia, 1996 - Maria Stenzel

Publicado por TMA em 01:13 AM | Comentários (0) | TrackBack

O sistema no Futebol

Assisti hoje à entrevista que Judite de Sousa fez ao Dr. Dias da Cunha, na qualidade de Presidente do Sporting Clube de Portugal.
O Dr. Dias da Cunha faz hoje das maiores críticas ao sistema que existe no futebol, mas provavelmente esqueceu-se que nem há uns meses fazia parte desse mesmo sistema.
Sim, porque se Dias da Cunha considera Pinto da Costa como um dos cabecilhas do polvo (eu também o considero, que fique claro!), então fazia parte desse sistema, o mesmo que permitiu que o Sporting fosse campeão duas vezes nos últimos cinco anos.
Agora, o que Dias da Cunha hoje transmitiu na RTP, deve ser averiguado e imediatamente o sr. Procurador Geral da República, deve abrir um inquérito sobre as referidas acusações.
Porque até parece que Dias da Cunha está disposto a testemunhar.
Até parece que Dias da Cunha está de acordo com Maria José Morgado, e se está, deverão os dois serem ouvidos no referido inquérito.
Portanto Dr. Souto Moura chame urgentemente o Dr. Dias Cunha e a Dra. Maria José Morgado e começa a averiguar as tais ligações ao imobiliário, às câmaras, à droga, etc., para que de uma vez por todas saibamos que são afinal os homens do sistema.
Se o Dr. não teve medo dos "senhores" da Casa Pia, não tenha também medo dos "senhores" do futebol e os que o envolvem, mesmo que os mesmos se chamem Pinto da Costa, Valentim Loureiros, entre outros.

Publicado por TMA em 12:59 AM | Comentários (0) | TrackBack

ADM

Provavelmente é dos melhores posts que o maradona alguma vez fez (diga-se que a apreciação não pode ser alargada já que o blog é sistematicamente apagado).
O que maradona mostra a Mexia é que se alguém é favor de algo, neste caso da II guerra do golfo, é a favor até ao fim.
Até pode não haver ADM no Iraque, até podem os EUA não seguirem o exemplo que Fernando Rosas dava logo a seguir à tomada do Iraque, de colocar umas bombitas em algum lado.
Mas, meus caros, apesar de tudo isto, Bush que até corre o risco de perder as eleições, irá acabar este mandato com a certeza de acabou com um ditador sanguinário que governava um país deste mundo.

Scriptum- Começam cada vez mais a ser as notícias de a prisão de Bin Laden estar para breve. Será o trunfo para Novembro?

Publicado por TMA em 12:40 AM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 12, 2004

Preciosidades do Secundário

Já lá vai quase um mês quando editei este post sobre algumas preciosidades que se tinha ouvido ao longo dos tempos nas universidades portuguesas.
Não contente com isto um amigo da avozinha enviou-nos mais preciosidades, mas desta vez, provenientes das provas globais de 2003 efectuadas em Portugal.

Biologia

"A respiração anaeróbia é a respiração sem ar que não deve passar de três minutos."
(Isso queria eu ver)

"As plantas distinguem-se dos animais por só respirarem à noite."
(Já percebi donde vem o barulho por baixo da minha janela)

"Os crustáceos fora de água respiram como podem."
(pois....é como tu...)

"Carácter sexual secundário são as modificações morfológicas sofridas por
um indivíduo após manter relações sexuais."

(Esta é única!)

"A insónia consiste em dormir ao contrário."
(Que fico ao contrário, lá isso fico!)

"Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se for empalhado."
(De palhas percebes tu.)

"O coração é o único órgão que não deixa de funcionar 24 horas por dia."
(Valha-me a santa!)

"Os ruminantes distinguem-se dos outros animais porque o que comem, comem duas vezes."
(What?!)

"As aves têm na boca um dente chamado bico."
(Só faltava dizer que tinha o nome de bicodente)

"O Sol dá-nos luz, calor e turistas."
(E gajas, esqueceste-te das gajas!)

"A principal função da raiz é enterrar-se."
(Tu é que te enterras cada vez mais)

"O vento é uma imensa quantidade de ar."
(Ar, vento compõem o cérebro deste(a)!)

História

"O objectivo de uma Sociedade Anónima é ter muitas fabricas desconhecidas."
(Que bela noção sobre a sociedade!)

"Na Grécia a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam de acordo envenenavam-se."
(E a nossa democracia? O que ele(a) diria?)

"As múmias tinham um profundo conhecimento de anatomia."
(O professor era o sarcófago, de certeza)

"A arquitectura gótica notabilizou-se por fazer edifícios verticais."
(Bem visto, nunca tinha reparado nisso!)

"A febre amarela foi trazida da China por Marco Polo."
(Ok. Podia ter chamado Marco Paulo)

"A harpa é uma asa que toca."
(E a flauta é um pau que assobia, não?)

"Péricles foi o principal ditador da democracia Grega."
(Soares, põe os olhos nisto!)

"Os Egípcios antigos desenvolveram a arte funerária para que os mortos pudessem viver melhor."
(Um bom slogan para as agências funerárias!)

Geografia

"O petróleo apareceu há muitos séculos, numa época em que os peixes afogavam-se dentro de água."
(Isto é possível?)

"O problema fundamental do terceiro mundo é a superabundância de necessidades."
(Olha se eles sabem, dão-te uma superabundância, mas de porrada)

Geologia

"Terramoto é um pequeno movimento de terras não cultivadas."
(Tu meu caro és um terramoto mas para a humanidade)

Química

"Lavoisier foi guilhotinado por ter inventado o oxigénio."
(E tu o que vais inventar para a próxima?)



Publicado por TMA em 01:15 AM | Comentários (1) | TrackBack

fevereiro 11, 2004

Imagem

Marsabit District, Kenya, 1998, Maria Stenzel

Publicado por TMA em 11:52 PM | Comentários (0) | TrackBack

E tudo voltou à normalidade

Foram sete dias! SETE!
Para quem há muitos anos se tornou num viciado na Net e ultimamente tem participado, lido e comentado o que se passa neste "pequeno mundo" chamado blogosfera, foram sete dias de grande desconforto.
Dei por mim a olhar para o écran como se o mesmo fosse parecido com a bola "Charlie" que contracenou com Tom Hawks no Naúfrago.
Mas, as mudanças de casa, por vezes, trazem-nos estas peripécias inesperadas.
Tudo não passou de mais uma bela demonstração de descoordenação nessa entidade chamada Netcabo.
Quando seria necessário a minha solicitação para alteração da morada do sinal de Netcabo, os rapazes alteraram tudo sem meu conhecimento, tendo ainda eliminado de forma vil a minha conta de e-mail.
Posteriormente a isto, fiquei 4 dias a aguardar a presença de um técnico em minha casa para aferir dos problemas de sinal que possuía, pois apesar da alteração de morada, não obtinha sinal da nova residência.
Mas, tudo bem, o povo é sereno, como dizia o outro.
E após estes dias, os doces da avozinha voltam em força, renascidos das cinzas, para mais umas quantas doçuras na sociedade civil.

Publicado por TMA em 11:42 PM | Comentários (0) | TrackBack

fevereiro 09, 2004

Conversas

- Netcabo boa tarde.
- Boa Tarde. Os vossos técnicos estiveram hoje em minha casa para alterar o registo do modem, na medida em que houve alteração de morada.
O modem não assume o referido registo. Existe alguma resolução do problema?
- Faça reset durante 10 segundos ao modem.
- OK.
- Agora desligue e volte a ligar.
- Continua a não efectuar o registo.
- O local onde se encontra só possui na região mais um modem, ou seja, o problema de registo não devia existir.
- E então?
- O melhor é deslocar-se uma equipa técnica ao local.
- Ok. Agendemos.
- Quarta Feira dia 11 Fevereiro entre as 14 e as 18 horas.
- Cá estarei.

Assim, os doces da avozinha continuam congelados até 4ª feira.

Scriptum- Agradecimentos ao amigo que disponibilizou PC para a referida conversa.

Publicado por TMA em 05:43 PM | Comentários (2) | TrackBack

fevereiro 04, 2004

E tudo volta ao mesmo

E agora, neste lindo país à beira-mar plantado, tudo voltará ao mesmo:
O processo da Casa Pia, as falências, o Marcelo a dar porrada a tudo e a todos, o Barnabé a dizer mal da direita, a Liberdade a responder, a bola na área a discutir os casos do nosso futebol, a memória a lembrar-nos da história, a bomba e as suas cenas conjugais, o homem a dias cada vez a impressionar mais, a causa a deletar o seu blog, a blogotinha e o dia de S.Valentim, o Carlos Vaz Marques cada vez mais pessoal mas transmissível, o Elias e os seus fabulosos cartoons, a Janela e suas críticas construtivas, o fumaças e seus hóteis, o Bazonga a falar da nossa Angola e o JPP e suas early mornings.
E JPC para quando?

Publicado por TMA em 02:29 AM | Comentários (1) | TrackBack

Emoções

São 21.00, sento-me.
Imediatamente levanto-me, porque o João Salgado traz as 18 camisolas da SuperLiga para colocar à volta do grande círculo.
Bate-se palmas.
Sento-me, tenho uma cartolina preta nas mãos, no écran gigante passa imagens de golos, dos golos, lembro-me de todos.
São 21.15 entram as equipas, reparo na camisola que trazem por cima das camisolas oficiais.
Levanto-me, ergo a cartolina, baixo a cabeça, e rezo pela sua memória.
Bato palmas, reparo que todos têm escrito Feher, no local onde deveria estar o seu nome.
Fumo um cigarro, vibro com algumas jogadas, suo com cada entrada pela área encarnada.
26 minutos de jogo, comento com o velho, não me digas que estão a tentar marcar aos 29.
Não foi, foi aos 27, explosão de alegria, grita-se Miklos Feher, o estádio estremece, porque toda a gente bate com os pés no chão.
Continuo a suar com a defesa do Benfica, mas hoje, tudo é desculpável.
Intervalo, novamente as imagens, agora com a música húngara que Miki gostava.
Segunda parte, novamente a suar... e cada vez mais.
O sujeito que está ao meu lado, critica as substituições, digo-lhe que isso não é importante e lembro-lhe o Aguiar em Guimarães.
67 minutos, novamente explosão, novamente os gritos a Miklos.
O sujeito olha para mim, e quase a pedir perdão, dá-me razão às substituições.
Mas, esta viagem à Luz, foi diferente, em tudo.
Há muito tempo que não via o público apoiar do princípio ao fim, não assobiar os jogadores, e principalmente nunca tinha visto Martins dos Santos apitar sem mostrar um único cartão, preferindo dar umas cachaporradas (como diz o Pedro Caeiro).
Foi diferente por ver 56090 espectadores, a ver um jogo de futebol com a emoção que muitos não sabem o que é, como o nosso caro amigo JPP.
Será o dia que ficará eternizado nas nossa cabeças, o 29 que os Diabos desenharam, o filme, o Pavarotti, os gritos a Feher, a dedicatória dos golos.
Tudo o resto não recordaremos, muito provavelmente nem os autores do golo.
Até Sempre Miki!

Publicado por TMA em 02:13 AM | Comentários (3) | TrackBack

fevereiro 03, 2004

Superbowl

Concordo com o Neptuno sobre o jogo que a Sportv todos os anos nos dá o previlégio até altas horas da noite.
Na madrugada de ontem assisti a um dos melhores Superbowl dos últimos anos.
Defrontavam-se as duas equipas mais defensivas do campeonato, no fim do 1 quarter 0-0, a poucos minutos do fim do segundo quarter 0-0, os comentadores, doidos por estatísticas (e que importantes elas são na América), vibraram por poder ser batido um record nas finais.
Não foi, mas foram outros, entre eles aquele touchdown de 85 yards verdadeiramente fabuloso.
Ganhou quem eu no início achei que ia ganhar.
Foi realmente um jogo emocionante, electrizante, que terminou a 4 segundos (imagine-se!).
Mais uma vez, não houve overtime na final.
Mas, o que concordo a 100% com o Neptuno é forma como a arbitragem tem a "coragem" com que apresenta as suas decisões.
Acima de tudo, o respeito por todos aqueles que pagaram bilhete para ver o espectáculo.
Muitos acham que seria impossível efectuar um challenge (paragem no para os árbitros visionarem as imagens televisivas aquando de uma decisão polémica) no futebol.
Mas com tantas interrupções, porque não?
Ao menos, não andaríamos uma semana a discutir peanuts.

Publicado por TMA em 03:12 AM | Comentários (0) | TrackBack

Ânimo

Depois de mais uma maratona de mudanças de casa, que ocorreu durante este fim de semana, reparo que o Ânimo preparou para a avozinha um belo do docinho de abóbora.
A avozinha aproveita a ocasião para agradecer tal oferenda retribuindo com uma bela tarte de amêndoa.
Foi verdadeiramente um novo ânimo para o resto da semana que aí vem.

Publicado por TMA em 02:32 AM | Comentários (2) | TrackBack

Hipocrisias

Fez ontem uma semana que o país, ficava chocado por ter presenciado à morte em directo de Miklos Feher.
Já aqui escrevi tudo o que pensava, tudo o que sentia e senti.
Passado uma semana, vejo as cenas lamentáveis e vergonhosas ocorridas ontem no mesmo estádio onde Miki tinha falecido uma semana antes, provavelmente ou quase à mesma hora.
Vivemos esta semana sobre a égide da paz no futebol, com todos os dirigentes, jogadores, jornalistas, governantes, bloguistas, entre outros, a apelar à paz no futebol português.
Assistimos durante uma semana a conjunturas, comentários, previsões, análises, relatórios, sobre o que a morte de Miki poderia provocar no futebol português.
Passado uma semana, a vergonha!
Na realidade, o que vivemos foi a semana que antecede o Natal, que pelos vistos este ano, chegou mais cedo.
Nessa época natalícia, tudo é maravilha, tudo é amigo, tudo é cordial, tudo é simpático.
Passado uma semana, vislumbramos mais uma vez a vergonha do nosso futebol.
Tudo começou com a vergonha de acusações após o Sporting - Porto, com simulações, com rasgões de camisola, com declarações de treinadores e altos dirigentes dos clubes, com ameaças de processos crimes.
Para completar o que já havia começado a meio da semana com a intervenção do MAI e a respectiva resposta das "calças na mão".
Ainda não tinha vindo o melhor, e por isso, Guimarães e Boavista depois de comoverem muitos portugueses com a homenagem a Feher, no local onde tinha caído para a morte, lembraram-se de demonstrar à América do Sul, que em Portugal também se acaba jogos em combates de boxe, Kick Boxing, e outras artes mais.
Perante tudo isto, ainda assistimos a um Presidente de uma Liga de Futebol dizer que tudo não passou de uns empurrões, louvado seja Major!
Ou ouvirmos o porta-voz da PSP, dizer que tudo esteve sempre sobre controlo policial, e que a polícia interveio de imediato quando os adeptos arremessaram cadeiras em direcção à equipa de arbitragem.
Então mas, os senhores não viram que pelo menos umas 30 cadeiras foram arremessadas, senão mais?
Sobre controlo, de quem?
Daquele polícia barrigudo que corre atrás de um adepto bem mais veloz a subir o muro, que ele a erguer o cacetete, para depois da humilhação o tratar por filho da p***?
Posso não concordar com as masturbações de dor do JPP, mas começo a concordar, como muitos, quando JPP desfere ataques aos homens da bola.
Passado uma semana, apenas uma semana, e novamente a vergonha.
Amanhã estarei na Luz, de pé a prestar a minha última homenagem a Miki, mas ao mesmo tempo, prestarei a homenagem ao meu homónimo que com 14 anos deixou os seus pais em Nelas completamente devastados.
A bem do futebol, Meus senhores, acordem!

Publicado por TMA em 02:22 AM | Comentários (2) | TrackBack