fevereiro 25, 2004

O Carnaval é das crianças? (act.)

O Rui por estes dias carnavalescos revelou-nos aqui e aqui que não apreciava o carnaval.
E como eu concordo!

O carnaval é daquelas datas que passam por mim no calendário como um mero feriado nacional de tal forma instituído, que já levou ao início da queda de um PM, como muitos se devem lembrar.
E aqui está o tal poder socializador que o JMF falava no seu TdN.
Para quem tem filhos, como é o meu caso, as coisas tornam-se diferentes, e não apenas com a força que os infantários possuem nessa tão falada socialização de causas.
A minha mulher para meu desespero gosta do Carnaval, e por tal, fomentou essa linda quadra à minha filha.
Aliás, considera a minha mulher que sair na noite de Carnaval, de Segunda para Terça, implica a utilização de máscara, o que produz todos os anos uma longa discussão matrimonial, porque me recuso a vestir-me de alguém, como alguém, ou a imitar seja quem for.
Mas, o problema do carnaval estravassa para as nossas ruas.
Todo o comércio, que é feito nesta data é impressionante!
Os media, os comerciantes, os infantários, a sociedade em geral, fomenta um consumo quase comparável ao Natal.
As lojas transformam-se em verdadeiras feiras de objectos carnavalescos, com máscaras horrorosas, fatos a imitar todas as figurinhas da Disney, sepentinas, papelinhos, as tão famosas bobinhas de mau cheiro, e a grande novidade dos últimos anos, os balões de água.
E o que a sociedade faz?
Compra e ostraciza todos aqueles que não concordam ou não se revêm nestas formas de exorcizar os seus fantasmas.
Mas porquê?
Eu continuo a conseguir felizmente a exorcizar os meus males de outras formas, nem que seja, a gritar na Catedral contra a defesa do Benfica.
Mais um ano, mais uma vez, lá fui para a tão famosa festa de carnaval, para o mesmo sítio dos últimos anos, um bar ali para os lados da Expo.
Dancei, brinquei, bebi, e não me mascarei, assim como, muitos dos que frequentam esse local nocturno.
E a única coisa que reparei foi o local mais vazio que noutros anos, menos consumidores, e menos folia que anteriores ocasiões.
Será do pessimismo?


Scriptum- Concordo plenamente com o comentário de JPP de hoje sobre o Carnaval, é estranho não é, onde andam afinal os machos?

Publicado por TMA em fevereiro 25, 2004 03:12 PM
Comentários

Concordo plenamente com tudo isso e o carnaval passa-me totalmente ao lado. Acho-o um daqueles feriados religiosos absurdos, que de religioso nada tem e nem sequer percebo pk é que é dia feriado.
Não tivesse eu uma filha e se calhar nem me lembrava que era carnaval... e não perdia nada.

Afixado por: mago em fevereiro 25, 2004 03:33 PM

E eu que o diga.
A minha "exigiu" ser a Branca de Neve deste ano.

Afixado por: TMA em fevereiro 26, 2004 02:06 AM