fevereiro 20, 2004

5 Anos depois

Eram 10.30 da manhã quando a tua mãe e eu acordamos.
Passados 15 minutos, a tua mãe informa-me que estava completamente molhada, era o prenúncio para um dia que seria classificado no meu calendário, como o mais feliz da minha vida.
Levantamo-nos, lavamos-nos e calmamente, por mais estranho que pareça, dirigimo-nos ao hospital.
Era perto do meio-dia quando chegamos ao guichet do hospital Amadora-Sintra e informamos a funcionária, que a tua mãe tinha começado o trabalho de parto.
Espantou-se a funcionária com a calma demonstrada, ainda para mais sendo o primeiro filho.

Depois, bem depois, foi a espera desesperante, excitante, demorada.
Regressei a casa, ficando a tua mãe acompanhada da minha.
Não tive coragem de ficar, aliás não se tratou de coragem, mas sim de uma opção, na medida em que, acreditei e bem que uma pessoa com a minha mãe daria mais e melhor apoio à tua mãe do que eu.
Era 00.10 quando recebi a chamada, a tão desejada chamada, de que tinhas nascido.
Corri velozmente para o Hospital. Tinha chegado o grande momento.
Mas, tu começaste logo no primeiro dia a fazer das tuas, e então foi mais três horas de espera, porque tu tinhas optado (e bem!) o peito da tua mãe a conheceres o teu pai.
O teu pai, e a verdadeira legião de fans que começaste a adquirir desde esse dia.
Eramn mais de 20. E porquê, perguntar-me-ás daqui a uns anos.
Simples, meu amor, porque tu eras a primeira dos avós, dos tios, do grupo.
O grupo. Esse grupo que entretanto ao longo dos anos foi aumentando, mas tu, tu serás sempre a primeira desse grupo que fará e nos chamará daqui a uns anos de velhos.
Hoje, passado cinco anos do primeiro dia em que te vi, quis te homenagear neste sítio, onde o teu pai, passado algum tempo dos seus dias, menos, do que às vezes gostaria, mas a obrigação de te criar é mais importante e mais belo do que outra qualquer coisa que exista neste Mundo.
Para ti Micas, o meu obrigado por gostares de mim como gostas.
Para a tua mãe, o meu obrigado, por ter à cinco anos trazido ao Mundo a minha bela menina.
E amanhã, bem amanhã à festa!

Publicado por TMA em fevereiro 20, 2004 11:17 PM
Comentários