abril 10, 2005

O ZÉ JUSTO e o funeral do Papa Karol Vojtyla, João Paulo II

Continuação de: "FICÇÃO: O ZÉ JUSTO E O ADVOGADO QUE DESCEU ABAIXO DE CÃO" (http://dimm.weblog.com.pt/arquivo/189971.html#more ).
O ZÉ JUSTO seguiu o funeral do Papa Karol Vojtyla, João Paulo II, com uma emoção estranha: não acreditava no Deus das religiões mas só num deus criado por si à sua imagem e semelhança. Ou talvez seja mais correcto dizer que acreditava num deus que era a essência de todas as religiões: o inconsciente individual e colectivo.

Como as fábulas são verdadeiras para as crianças as crenças são verdadeiras para quem crê. A fé num Deus torna-o verdadeiro pelas consequências individuais e colectivas. Como um Neo-Machiavelli a fé e a religião importavam pelas consequências: como as fábulas são quase sempre positivas para o desenvolvimento das crianças as crenças são quase sempre positivas para os próprios e para a sociedade mas algumas vezes negativas.
Ao ver os leaders políticos e religiosos de todo o mundo ajoelhados frente a um cadáver do soberano mais pequeno país do mundo recordou Estaline quando ridicularizava o Papa perguntando quantos soldados tem. Recordou aquelas imagens do filme “O Papa vindo do Kremelin”, (1968): as elites da Rússia vêem na televisão a eleição de um Papa que tinha passado 20 anos de prisioneiro e discutem o perigo eminente de uma guerra nuclear provocada pela fome da China. “Este Papa pode falar a um milhão de pessoas e a sua voz será escutada. Naquele filme o papa tem um encontro secreto com os presidentes das potências daquele tempo e evita a guerra.
Talvez as profecias actuais existam mais nos filmes do que nos livros sagrados.
O Papa deixou uma mensagem de justiça e perdão que fez pensar o ZÉ JUSTO no PERDÃO AO ADVOGADO...
Mas duvidou se não seria uma tentação pouco cristã: o perdão sem arrependimento será cristão?
>>> Mais:
Papa João Paulo II: globalização da justiça, perdão, solidariedade, liberdade e diálogo entre religiões e políticas mesmo diferentes para a paz mundial
http://onu-w-gov.blogspot.com/2005/04/papakarolvojtylapauloglobalglocalcomun.html
O funeral do Papa Karol Vojtyla, João Paulo II, foi um dos acontecimentos religiosos que mais marcou a minha vida, ao menos nos últimos tempos. Razões: http://dimm.weblog.com.pt/arquivo/189969.html#more

Pires Portugal http://xoomer.virgilio.it/imm
piresportugal@@@hotmail.com (@@@=@ )= http://xoomer.virgilio.it/jiimm/spam.htm
Diário: http://dimm.weblog.com.pt
IMM-blog: http://jiimm.bravejournal.com
ONU e governo global: http://onu-w-gov.blogspot.com
USA-ONU: http://usa-onu.blogspot.com
Em italiano: http://berlusconi-prodi.ilcannocchiale.it

Publicado por PIRES PORTUGAL em 04:52 PM | Comentários (0)

FICÇÃO: O ZÉ JUSTO E O ADVOGADO QUE DESCEU ABAIXO DE CÃO

Personagens de fantasia numa ficção inspirada num caso real: um advogado que foi meu amigo, que ajudei na dificuldade e depois se serviu de ameaças mafiosas para mi, amigos e familiares para completar vigarices e arruinar-me a vida.

Esta personagem simboliza a principal causa das injustiças da velha justiça: juizes medíocres condicionados por “grandes” advogados inteligentes e poderosos que condicionam o sistema judicial ao serviço dos poderosos, isto é, a favor dos que menos precisam, das maiores injustiças.
Para muitos casos o sistema judicial tradicional transforma-se numa injustiça superior à sua ausência.
Para revolucionar essa “justiça” tenho milhares de páginas e intervenções “on line”, espero a colaboração de editor para livros, de produtor de TV para um programa sobre a justiça e produtor de cinema para um filme. Entretanto contento-me com fantasias de um ZÉ JUSTO em luta por justiça contra um ADVOGADO QUE DESCEU ABAIXO DE CÃO numa REPÚBLICA DAS BANANAS.

O ZÉ JUSTO partiu para a sua revolução: NOVA JUSTIÇA: MAIS ANARCA, MAIS HONESTA, MAIS EFICIENTE E MAIS JUSTA. Não tinha pretensões de conseguir “justiça justa” mas contentava-se com uma “justiça mais justa”. Sabia que poderia fazer melhor em 3 minutos do que os fantoches dessas fantochadas a que chamam “justiça” fazem em 30 anos. Odiava mais do a mafia essa justiça tradicional que chamava com desprezo de VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL.
O dinheiro de uma vida de trabalho tinha sido roubado por um ADVOGADO ABAIXO DE CÃO. Ficou na miséria económica, moral e psicológica. Recorreu à família para poder pagar à VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL que em vez de lhe fazer um mínimo de justiça se comportou como o pior dos usurários da mafia italiana: pagou para obter da VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL uma condenação do ADVOGADO ABAIXO DE CÃO. Mas como ADVOGADO ABAIXO DE CÃO é inteligente e a VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL estúpida, a condenação não tem efeito. O ZÉ JUSTO pagou de novo para a VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL e de novo uma outra condenação do ADVOGADO ABAIXO DE CÃO. Mas como o ADVOGADO ABAIXO DE CÃO é inteligente e a VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL estúpida deveria pagar de novo para nada. Revolucionar essa VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL e criar uma NOVA JUSTIÇA tornou-se a principal prioridade da sua vida. Essa prioridade arruinou-lhe 15 anos de vida. Se tivesse feito como lhe disse o ADVOGADO AMIGO já tinha ganho o que lhe tinham roubado e recomeçado a viver. Mas se assim fosse outros como o ADVOGADO ABAIXO DE CÃO continuariam a viver em palácios luxuosos construídos sobre a miséria das vítimas.
Sabia que cada um em cada momento considera justo o que outros consideram injusto. Mas sabia que há casos de injustiças da VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL que até um analfabeto sem estudos poderia fazer melhor do que sábios doutores conhecedores desses tratados de direito da velha sabedoria. Revolucionar essa VELHA JUSTIÇA TRADICIONAL e criar uma NOVA JUSTIÇA, tornou-se um dos objectivos prioritários da sua vida. Mesmo que passasse fome, frio e calor como um vagabundo: Como um louco gritaria: “FAÇAM OUTRAS LEIS OU CAGUEM NAS LEIS MAS FAÇAM JUSTIÇA”.
Pires Portugal http://xoomer.virgilio.it/imm
piresportugal@@@hotmail.com (@@@=@ )= http://xoomer.virgilio.it/jiimm/spam.htm
Diário: http://dimm.weblog.com.pt
IMM-blog: http://jiimm.bravejournal.com
ONU e governo global: http://onu-w-gov.blogspot.com
USA-ONU: http://usa-onu.blogspot.com
Em italiano: http://berlusconi-prodi.ilcannocchiale.it

Publicado por PIRES PORTUGAL em 04:46 PM | Comentários (0)

Funeral do Papa Karol Vojtyla, João Paulo II

O funeral do Papa Karol Vojtyla, João Paulo II, foi um dos acontecimentos religiosos que mais marcou a minha vida, ao menos nos últimos tempos. Razões:

Um acontecimento mediático, dos órgãos de informação, dos leaders políticos e religiosos como não tenho lembrança. Isto é para mi um sinal dos tempos: a religião continua a ter uma influência enorme.
Um psicólogo disse que poderíamos mudar o mundo se mudássemos a mente das pessoas. Mas antes de mudarmos a mente das pessoas é preciso saber se é justo, ético, socialmente útil. As religiões apresentam perspectivas tidas como divinas. Mas eu hoje penso que todo o divino é criado por humanos que lhe atribuem divindade pela bondade e utilidade social. A Bíblia foi escrita por homens em tempos que para ter credibilidade nada melhor que dizer que era palavra de Deus.
A eleição do Papa é todo um processo hierárquico talvez melhor do que muitas democracias: os eleitos começam por ser seleccionados pelas bases cristãs, numa interacção, (feed-back), entre elites e bases. Bruno Vespa que o entrevistou na Polónia antes de ser Papa disse que era um popular leader social e civil amado do povo e odiado das elites comunistas às ordens de Moscovo.
A sua eleição não foi só um acontecimento religioso mas político e social. A Polónia que tinha criado a primeira Constituição libre da Europa e a segunda do Mundo, (depois da dos USA). Tinha sido invadida por Hitler e Estaline. O nazismo tinha sido vencido mas o comunismo continuava a perseguir a religião católica. A Polónia estava em primeira linha contra o comunismo soviético e a eleição de um Papa vindo do comunismo mas profundamente anticomunista foi não só uma eleição religiosa mas político-social.
A sua obra foi marcada por uma profunda fidelidade à fé tradicional mas por uma diplomacia politico-religiosa sem precedentes. Mais do que progressista foi profética. Quando os “no-global” destruíam Génova no G8 para darem publicidade aos seus slogans com nobres ideais e estúpidos métodos o Papa reuniu outra juventude, (ou talvez a mesma), para outra globalização: “globalizar a justiça e solidariedade.
O Papa morreu mas precisamente no seu funeral a sua mensagem ressuscitou: mais do que na sua vida as suas ideias chegaram a quase todo o mundo.
>>> Mais:
Papa João Paulo II: globalização da justiça, perdão, solidariedade, liberdade e diálogo entre religiões e políticas mesmo diferentes para a paz mundial
http://onu-w-gov.blogspot.com/2005/04/papakarolvojtylapauloglobalglocalcomun.html

Pires Portugal http://xoomer.virgilio.it/imm
piresportugal@@@hotmail.com (@@@=@ )= http://xoomer.virgilio.it/jiimm/spam.htm
Diário: http://dimm.weblog.com.pt
IMM-blog: http://jiimm.bravejournal.com
ONU e governo global: http://onu-w-gov.blogspot.com
USA-ONU: http://usa-onu.blogspot.com
Em italiano: http://berlusconi-prodi.ilcannocchiale.it

Publicado por PIRES PORTUGAL em 04:34 PM | Comentários (2)