abril 27, 2006

Tróia


urgências de autor desconhecido

Hoje acordei a pensar que deve estar a fazer mais ou menos um ano, sobre a implosão de Tróia. Até que uma voz mais avisada me situa: «Só em Setembro!... Foi a 8 de Setembro. Por volta das 16h.» Agradeço! Sim, em Setembro. Claro! Bem vistas as coisas, só podia ter acontecido em Setembro. Setembro - mês das definitivas derrocadas, a começar pelo fim do Verão: imperdoável, indesculpável, inesquecível decepção. Mas também, as implosões vão sendo tantas, que a imprecisão nas datas se torna cada vez mais um detalhe sem importância. Diria mesmo, um "detalhe" esquecido.

Continue a ler "Tróia"

Publicado por Ana Tropicana às 09:10 AM | Comentários (0)

Só pra dizer


Sobre «Papel Manteiga»: AQUI

Publicado por Ana Tropicana às 08:07 AM | Comentários (0)

abril 26, 2006

Mais

The Gift: outra excelente cartilha. Igualmente sugerida à leitura. Com o sumário das "lições" a começar AQUI.

Publicado por Ana Tropicana às 10:57 PM | Comentários (0)

abril 24, 2006

«Perfil»


ana carolina de divulgação oficial

É certo que «Perfil» já fez a sua época, já teve o seu momento, os seus instantes de revelação. Seja como for, nunca é demais escutar a "Mulher dos Cabelos Vermelhos". Recomendam-se as letras. Todas. Vivamente!... que há sempre mais alguma coisa para aprender, quando se pega numa boa cartilha. É indiferente qual se escolhe, ou por onde se começa: qualquer uma é boa. Basta atirar ao ar e escolher a lição: AQUI.

Publicado por Ana Tropicana às 10:05 PM | Comentários (0)

Dolce Fare Niente


happy hour de ana tropicana

Acordo com fome. Continuo a não gostar de comer sozinha. Na telefonia, alguém canta: «... meia hora pra mudar a minha vida...». Ele há coincidências! Pergunto-me porque não corro, se a manhã já vai alta. Para mim, hoje é feriado, é por isso. Um dia feliz, portanto. Ontem já passou e amanhã é 25 de Abril, dia das lembranças felizes, a provar que o bom dos dias é que nenhuma folha de calendário sobrevive mais do que 24 horas. Café, ovos e pão fresco, á minha frente, sem piquete, sem correrias, sem atropelos, com o céu azul e os pássaros a cantar lá fora, no jardim, e este restauro na alma a tamborilar na pele que "a vida é bela" para quem tem fome e ainda sabe contar o tempo certo das coisas acima da cadência irreversível dos ponteiros do relógio. Grácia!

Publicado por Ana Tropicana às 12:39 PM | Comentários (0)

A «Cultura do Secreto»

Leio na edição do NYT desta manhã:

«as part of the CIA's efforts to reemphasize a culture of secrecy, dozens of employees took polygraph tests. Even the agency's independent inspector general participated--a highly unusual measure, since only the president can remove him. Meanwhile, former employees say the agency is being more aggressive in censoring their books and articles and trying to block publication even when no single piece of information is classified.»

... e fico a revirar por dentro os sinuosos mecanismos da estratégia, enquanto vou fazendo o exercício abstracto de imaginar em que tipo de degredo se transformaria a nossa vida, se submetessemos ao teste do polígrafo todos aqueles que nos chegam mentindo com os dentes todos, todos aqueles que nos chegam velados ou com meias-verdades. E depois desisto da "brincadeira" mental. Deixo para os EUA o perturbado fervor de "repor" a tal «Cultura do Secreto». Bom proveito!

Publicado por Ana Tropicana às 11:22 AM | Comentários (0)

A Propósito dos Deuses...


comité de c.m

Por estes dias, em Manaus, os índios discutem questões teológicas com representantes de 13 países das três Américas. O V Encontro de Teologia Índia aborda as diferentes culturas, realidades e organizações sociais, a partir das concepções teológicas indígenas.

Saudade de quem pensa, de quem se interroga e arrisca respostas. Saudade de Manaus. Funda a saudade, neste país ao norte, tão e sempre em irremediável desnorte!...

Publicado por Ana Tropicana às 11:00 AM | Comentários (0)

Omissões e Cobardias


fórum de solange luciano

Uiton Tuxá, liderança da Apoinme - Articulação dos Povos Indígenas do Nordeste, Minas e Espírito Santo - , a segunda maior organização do género no Brasil, apresentou um balanço sobre a situação indígena no país durante o II Fórum Social Brasileiro, em Recife.

Tuxá garante que o «Governo Lula foi omisso com a questão do índio», e acusa-o de não ter tido coragem de enfrentar «madeireiros, latifundiários e mineradoras» para não perder a sua volátil base parlamentar e os apoios de que ainda goza no Congresso.

Vale a pena ler a entrevista ao líder indígena AQUI.

Continue a ler "Omissões e Cobardias"

Publicado por Ana Tropicana às 10:22 AM | Comentários (0)

abril 21, 2006

Capicuas


wheel of life de autor desconhecido

No dia 4 de Maio deste ano de 2006, quando passarem dois minutos e três segundos da uma da manhã, o tempo escrever-se-á assim:

01:02:03 04/05/06

Não sei se são resquícios da convivência com tantos jogadores, na noite de inauguração do Casino Lisboa, mas retive a curiosidade, algures nas Azenhas do Mar. Diz que o mesmo só irá repetir-se daqui a mil anos. Mas está garantido o essencial: calma!... seja como for, é certo que se repetirá. E então pergunto-me pela validade dos instantes únicos e volto (como sempre) às verdades maiores de Heraclito e ao Mito do Eterno Retorno.
Fica o apontamento, à laia de quem repara em certas ocorrências perfeitamente inúteis da vida. Como diria Cora, aproveitem (não sei bem para quê)! Muito provavelmente para coisa nenhuma. Como sempre. Como dantes. Que a repetição é fado difícil de se romper. Como a vida e os seus retornos. Frívolos e triviais, banais à conta de tanto se repetirem. Inúteis. Perfeitamente. Perfeitamente inúteis.

Publicado por Ana Tropicana às 11:52 AM | Comentários (0)

O Acto de "Responder"

O psicólogo americano Charles Tilly gosta de se ocupar com o «porquê?». Não que lhe importem as resposta à perguntas em particular, mas porque o intriga o modo como as pessoas respondem, em geral. Segundo tem averiguado:

«há pelo menos cinco maneiras diferentes de explicar por que as coisas acontecem. Usando Katrina como exemplo: a primeira explicação é a “convenção” (sempre há um desastre após um furacão); a segunda é a “explicação técnica” (na qual os meteorologistas mostram exatamente como condições climáticas criaram o caos); a terceira são “códigos” (neste caso, as leis federais, estaduais e municipais que, confusas, impediram que responsáveis claros pela situação surgissem imediatamente); quartas são as explicações “ritualísticas” (a fúria de Deus contra seus inimigos); em quinto, histórias.»

Graças ao Pedro, deixo um excerto da obra e a entrevista do The Guardian ao autor.

Publicado por Ana Tropicana às 11:21 AM | Comentários (0)

abril 20, 2006

Mood


atravessada de ana tropicana

O dia está assim, sem estar. Mas paciência!... Faz de conta.

Publicado por Ana Tropicana às 08:53 AM | Comentários (0)

abril 19, 2006

Frase do Dia

«A tristeza é como um casaco velho molhado que nos carrega os ombros. Amanhã tudo passou.»
Luisa Castel-Branco

Esta manhã. Falando-me de muitas coisas e de «águas esquecidas». Grande Luisa!...

Publicado por Ana Tropicana às 12:54 PM | Comentários (0)

abril 08, 2006

«Quadras»

Esta madrugada cantou-se o fado, entre amigos, para celebrar o lançamento do 1º DVD ao vivo do Camané. Agradeço e retribuo a vénia, mas deixo-o a cantar aqui. Porque tudo o que há para saber a respeito de todas as coisas já está (na verdade) dito no fado, e nenhuma sabedoria ou lição da vida deve ser guardada em segredo, no peito e na sina cruzada de alguns.

«O amor quando se revela
não se sabe revelar
Sabe bem olhar para ela
mas não lhe sabe falar

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer
Se fala parece que mente,
Se cala parece esquecer

Ah, mas se ela adinhasse
se pudesse ouvir o olhar
e se o olhar lhe bastasse
pra saber que a estou a amar

Mas quem sente muito cala
quem quer dizer quando sente
fica sem alma nem fala
fica só inteiramente.»

[ «Quadras» - voz de Camané para os versos de Fernando Pessoa sobre "Fado Alfacinha" de Jaime Santos ]

Para escutar AQUI

Publicado por Ana Tropicana às 04:06 PM | Comentários (0)

Terras ao Sul


al-zahra de ana tropicana

Hoje acordei a sentir falta da geometria dos espaços organizados em terraços que descem sobre o vale do Guadalquivir, entre jardins, pátios, fontes e arcadas, redutos frescos e floridos, guardados no interior das belezas esculpidas em pedra escaldada à aridez tórrida do sol generoso da Andaluzia. De frente para a planície interminável e para a força bruta do rio que rasga a Península com a altivez de um rei a galopar o reino.

Hoje acordei e vieram-me à memória os versos que em 2003 fizeram mais sentido que qualquer outra coisa dita ou por dizer.

I have recalled you with longing in al-Zahra,
Between limpid horizon and sweet face of earth whilst the breeze
languished at sunset, almost diseased with pity for me.

[Ibn Zaidun - poeta árabe (1003-1070)]


E, entretanto, ocorre-me que são mais nossos os lugares onde já fomos alguma coisa. Mesmo que penas, tristezas e até um certo dó.

Continue a ler "Terras ao Sul"

Publicado por Ana Tropicana às 01:40 PM | Comentários (0)

Clipping

- Leio e releio. O efeito perturbador permanece: «As 48 Leis do Poder» AQUI
- Os deuses estão por toda a parte. Este site sabe que sim. A mim interessam-me estes, em particular: AQUI
- O Google Earth continua a desenvolver ferramentas que, depois de permitirem um olhar ciclópico inicial sobre o planeta, se vão ensaiando em novos desafios. Passámos à fase do ensaio das possibilidades: " e se... as marés subissem?" Em parceria com a NASA, é possível espreitar o resultado, em qualquer recanto dos cinco continentes: AQUI

[ com a devida vénia à Maura, incansável descobridora de curiosas curiosidades. ]

Publicado por Ana Tropicana às 01:13 PM | Comentários (0)

março 26, 2006

Cheias e Vazantes


jacaré na vazante de rodrigo mesquita

A impaciência do rio Madeira não o deixa esperar a época das águas, que ainda está para chegar, lá mais para Junho. Nas últimas semanas, engrossou o curso e transbordou do leito. As palafitas das casas ribeirinhas não chegaram para proteger 45 das famílias que albergam do fulgor da correnteza, e os municípios de Humaitá (600 Km de Manaus) e de Manicoré (681 Km de Manaus) tiveram que cancelar as aulas em diversas escolas por causa das enchentes. Entretanto, as águas já baixaram um pouco. Mesmo assim, sei que mais de dois mil estudantes continuam sem ir à escola.
Aqui, em Lisboa, comento o facto com as meninas que, de dia para dia, acusam uma saturação crescente diante do interminável segundo período lectivo e, entre manhas e artimanhas, vivem a contar o que falta ao calendário até às Férias de Páscoa. A pré-adolescência é crítica, e isso é bom. E também é injusta, o que é mau. Crivam-me de perguntas e querem perceber porque continuam sem aulas os meninos do Humaitá e de Manicoré, se as águas já desceram, suspeitando (quem sabe) que sejam talvez mais brandas as regras no país das tropicalidades mornas e coloridas. E eu tento explicar-lhes, como posso, a bravia interrupção imposta, se é que faz sentido dizer às pré-adolescentes de Lisboa (que fogem das abelhas e nunca viram uma lagarticha) que quando as águas recuam, nem sempre os animais as seguem, e que pode muito bem suceder que os meninos do Humaitá e de Manicoré tropecem ainda numa surucucu pico de jaca, em plena sala de aula, ou que quando a campaínha tocar para a saída dêem de caras com um jacaré a "brincar" no pátio da escola.

Continue a ler "Cheias e Vazantes"

Publicado por Ana Tropicana às 02:46 PM | Comentários (0)

Gemas da Floresta


«crónica de duas cidades» - capa do livro

É hoje lançada em Manaus a obra «Crônica de Duas Cidades: Belém e Manaus», assinada em conjunto pelo genialmente delicioso Mestre e filósofo paraense Benedito Nunes e pelo escritor amazonense Milton Hatoum. Relatos e memórias de duas cidades completamente distintas, empoleiradas ao Norte, unidas pelo cordão de água do rio Amazonas, que traz à estampa belíssimas fotografias de ontem e de agora.

Continue a ler "Gemas da Floresta"

Publicado por Ana Tropicana às 12:58 PM | Comentários (0)

Decidir o Destino dos Impostos

A Lei permite que 0,5% do IRS liquidado seja atribuído a uma instituição de apoio social e humanitário. Para ajudar a UNICEF, por exemplo, basta preencher o Anexo H (modelo 3) no Quadro 9, o Campo 901, com o NIPC do Comité Português para a UNICEF (500 883 823), que se encontra expressamente registado para receber o donativo, no artº32 nº6 da Lei nº 16/2001, de 16 de Junho.

Ajude a passar a mensagem, reencaminhando o email.

Publicado por Ana Tropicana às 05:10 AM | Comentários (0)

março 23, 2006

Protestar por Protecção


santa tereza do oeste de diocir lourenço

Na sequência da invasão de protesto organizada pela Via Campesina em duas fazendas de Quedas do Iguaçu, no Centro-Oeste, pedindo a interdição das unidades multinacionais da Syngenta Seeds por desenvolverem o plantio de sementes geneticamente modificadas numa zona considerada de amortecimento (raio de 10 quilômetros em volta do Parque Nacional do Iguaçu), o Brasil multou em cerca de 383 mil euros a empresa suíça.

Conforme o artigo 11º da Lei 10.814/2003, que estabelece normas para o plantio, transporte e comercialização de organismos geneticamente modificados, é proibido o plantio de sementes não-convencionais nas áreas de conservação e respectivas zonas de amortecimento.

Folgo em saber que, desta vez, o governo brasileiro não se esqueceu da lei.

Continue a ler "Protestar por Protecção"

Publicado por Ana Tropicana às 01:02 PM | Comentários (0)

Combate à Pobreza

De acordo com um estudo, ontem tornado público, um sexto das famílias brasileiras recebe subsídios do Governo, no âmbito da política de combate à pobreza.
Contas feitas, importa dizer que estamos a falar de oito milhões de famílias, cerca de 15,6% do total de famílias existentes no "Brasil de hoje"...

Continue a ler "Combate à Pobreza"

Publicado por Ana Tropicana às 12:34 PM | Comentários (0)

Countdown


floresta crescida de nature magazine

Perto de 40% da floresta amazónica poderá desaparecer antes de 2050, a menos que se apliquem medidas para a conservação desse enorme ecossistema, segundo um artigo publicado na revista científica britânica Nature.

Continue a ler "Countdown"

Publicado por Ana Tropicana às 11:47 AM | Comentários (0)

março 20, 2006

«A Perigosa Profissão da Maternidade»


mãe angolana (1998) de m.c

Em média, cada mulher angolana tem 7 filhos. O primeiro filho nasce, em 70% das mulheres, ainda durante a adolescência. O risco de morte materna durante o parto é à razão de 1 em 7. Na Europa, o mesmo risco existe na razão de 1 em 2000.

Lê-se aqui: «Angola: The dangerous profession of motherhood»

Continue a ler "«A Perigosa Profissão da Maternidade»"

Publicado por Ana Tropicana às 01:16 AM | Comentários (0)

março 18, 2006

Zona Franca

Leio no Jornal do Comércio de Manaus, a respeito do Pólo Industrial da capital do Estado do Amazonas:

«Na história do planejamento regional da Região Amazônica a ZFM é o único modelo de crescimento econômico que deu certo. Graças a incentivos fiscais que estimulam a produção e a competitividade, ao invés de subsidiar o fator capital – como ocorreu com a Sudene e com a Sudam –, a ZFM criou na capital do Amazonas um pólo industrial economicamente próspero. Esse pólo de crescimento marca a presença brasileira no interior da Amazônia Ocidental (onde se situa Manaus), a parte menos povoada e com o maior segmento da linha de fronteiras internacionais da Região, onde estão os maiores desafios geopolíticos do Brasil. Além disso, trata-se de um modelo ambientalmente limpo que foi decisivo para o Amazonas manter intactos 98% de sua cobertura florestal.»

Continue a ler "Zona Franca"

Publicado por Ana Tropicana às 08:37 AM | Comentários (0)

março 17, 2006

Caminhos de Curitiba


cdb de site oficial

Estava aqui a pensar que Março é um mês de acontecimentos. No ano já passado, fez regressar Djavan; este ano trouxe (enfim) Alcione. Continuo a pensar em Março: começa a Primavera... celebra-se o Dia da Árvore, comemora-se o Dia da Poesia... nasceu, em tempos, Natália Correia, essa grande e imensa mátria... E continuo em Março. Em Curitiba, começou a MOP-3 (em Março!). Não tarda tem também início a COP-8 (igualmente em Março!). Gosto de Março. Gosto!

Continue a ler "Caminhos de Curitiba"

Publicado por Ana Tropicana às 02:30 PM | Comentários (0)

«Empowerment» (aqui) , «Capacitação» (lá)

Este Sábado, às 16h, José Strabeli lança, na Bienal do Livro de São Paulo, um livro que me parece muito curioso. O autor parte da construção da comunidade fictícia de "Morro Alto" para fornecer um "manual prático", uma espécie de guia, capaz de contribuir para a organização de comunidades rurais, indígenas, quilombolas, ou mesmo da periferia das grandes cidades, em associações que busquem a garantia dos seus direitos e alternativas capazes de gerar rendimento para o seu próprio sustento.

Escrevi um pouco a respeito. Vou deixar também AQUI.

Continue a ler "«Empowerment» (aqui) , «Capacitação» (lá)"

Publicado por Ana Tropicana às 11:35 AM | Comentários (0)

março 13, 2006

Finas Claridades


«uma perspectiva diferente de lisboa» de dt

É assim como um anjo, que tem a paciência rara de ainda se preocupar e me cuida em mimos nos lugares de toda a minha própria displiscência. Quando vem a Lisboa, gosta de dormir por cima da cidade e leva-me a passear pelos telhados.

Continue a ler "Finas Claridades"

Publicado por Ana Tropicana às 08:56 AM | Comentários (0)

«Inéditos» da Terra.

Fico a saber que: «A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) assinaram hoje um acordo inédito de cooperação para a gestão da terra, divulgou a agência governamental Brasil».

Fico a interrogar-me, depois, acerca do significado da expressão «inédito».

Continue a ler "«Inéditos» da Terra."

Publicado por Ana Tropicana às 08:49 AM | Comentários (0)

março 12, 2006

O Carnaval do Exército


«quinta-feira de cinzas» de antonio lacerda

Ainda na ressaca dos festejos pelo terceiro lugar (inconformada, não obstante, sem a vitória que, este ano, seria, mais que justa) da minha Verde&Rosa, assisto daqui, com um nó no peito, às mais recentes movimentações que vão pelo meu Morro de Mangueira. Findo o corso, o exército sobe o morro, decidido a fazer renascer o Carnaval antes sequer que as cinzas de Quarta-Feira tenham tempo de arrefecer. Tanques blindados no lugar dos carros alegóricos da semana passada, camuflados por fantasia, tiros e metralhas para render a bateria... Tudo «para recuperar dez fuzis roubados, que estariam escondidos nas favelas cariocas», como sintetiza João Ubaldo Ribeiro, na crónica de hoje em O Globo, que vale a pena ler AQUI.

Continue a ler "O Carnaval do Exército"

Publicado por Ana Tropicana às 09:50 AM | Comentários (0)

março 11, 2006

«(Amazon)Idades»

Leio o artigo do Prof. Ozório Rodrigues, publicado na sua habitual coluna de fim-de-semana, no Jornal do Comércio de Manaus. Fala de «amazonidades», o professor.

Talvez devesse escrever-lhe a dar-lhe conta de que o recorte histórico, económico e social, que faz vai mais além da Floresta: atravessa o mar e assenta como uma luva neste Portugal "à beira-mar plantado". Não sei se lhe terá ocorrido, mas sinto uma enorme tentação de lhe sussurrar ao ouvido que a realidade acéfala que descreve é bem mais abrangente do que pode parecer: devidamente decalcada, poderia traduzir na perfeição o velho drama português que dá pelo nome de «interioridades».

Mas quem conhece a vastidão do Estado do Amazonas perceberá (seguramente) que, ainda assim, a generosidade de distâncias (num país "espaçoso" por condição, como o Brasil), faz com que estes contrastes agudizem de forma preocupante as contingências de que afinal se tecem as mais elementares e costumeiras necessidades do quotidiano. Não, nem sempre é facil. Mesmo no "país do carnaval", no país do samba, suor e cerveja, mesmo para a brava nação guerreira do valente sangue Tupi, e apesar de todos os sorrisos e outros bons espíritos que sopram do verde da Floresta, não é fácil. Não é mesmo nada fácil, a grande maioria das vezes.

Vale a pena ler o artigo na íntegra: AQUI.

Continue a ler "«(Amazon)Idades»"

Publicado por Ana Tropicana às 08:55 PM | Comentários (0)

Guerrilha do Araguaia


epopeias de vermelho

Podia contar-te o que sei da história, é certo. Mas é que há quem a conte muito, muito melhor, do que eu, acredita. E por isso te pergunto se consegues fechar os olhos à cor e empurrar um pouco para o lado a linha que separa o nome que se dá aos ideais. Porque se souberes, porque se conseguires, eu estendo-te a capa e deixo que sejam eles mesmos, os Guerreiros do Araguaia, a folhear as páginas e a narrar-te os parágrafos pelo lado de dentro: assim.

Publicado por Ana Tropicana às 06:42 PM | Comentários (0)

«Princípios»

A 83ª edição da revista Princípios, da editora Anita Garibaldi, dedica pela primeira vez a capa à questão dos limites naturais do planeta e ao caracter predatório da intervenção humana.

Continue a ler "«Princípios»"

Publicado por Ana Tropicana às 06:13 PM | Comentários (0)

Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno  Site: Os Ambientalistas
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet
Site Ring from Bravenet