« Mafalda | Entrada | Arriving Lisbon »

outubro 03, 2005

«Por Outras Palavras»


plano(s) de ana tropicana

Se já gostava de ti, agora gosto mais. Porque reconheces, como eu, toda a intimidade explícita que fica a boiar no primeiro café da manhã.




(...)

Sei que é verdade, sim: ficariamos eternamente aqui ao sol. Porque somos iguais eu e tu: da cor da mesma fogueira, do lume das mesmas palavras. Planas. Concêntricas. Como gotas. De terra. No chão.














Fotos: Plano(s) (autor: Ana Tropicana)




«Por Outras Palavras» - Mafalda Veiga


Ninguém disse que os dias eram nossos
Ninguém prometeu nada
Fui eu que julguei que podia arrancar sempre
Mais uma madrugada

Ninguém disse que o riso nos pertence
Ninguém prometeu nada
Fui eu que julguei que podia arrancar sempre
Mais uma gargalhada

E deixar-me devorar pelos sentidos
E rasgar-me do mais fundo que há em mim
Emaranhar-me no mundo e morrer por ser preciso
Nunca por chegar ao fim

Publicado por Ana Tropicana às outubro 3, 2005 01:45 PM

Comentários

Comente




Recordar-me?