novembro 11, 2003

Souto Moura

O gajo irrita-me e faz-me confusão aos nervos.

Supunha eu que para um cargo daqueles era suposto nomear um sujeito com bom senso, grande conhecedor das leis e enorme sentido de responsabilidade.

Como temos o país que merecemos (o Prof. Agostinho da Silva dizia que somos nós que escolhemos o local onde nascemos... deve haver aqui muito de masoquismo na escolha de alguns...), calhou-nos um indivíduo que em cada esquina se esforça (?) por provar que não tem um único dos atributos.

Esta agora do Ferro é notável. A notícia do Correio da Manhã, ou é verdadeira ou é falsa. Pediram-lhe para esclarecer, em defesa do bom nome de um cidadão (que é um direito que um Procurador a sério deveria acautelar...). O espécime responde exactamente ao que lhe perguntaram, escolhendo criteriosamente as palavras para que o essencial da notícia possa continuar a produzir os seus efeitos.

Compreendo que esteja ressabiado. Compreendo que vá para casa todos os dias a pensar "aqueles gajos do PS andam sempre a dizer mal de mim, e andam a denegrir a instituição".
O que não compreendo é como é que uma pessoa supostamente responsável pode pegar ao trabalho todos os dias e proceder, no âmbito da função pela qual o País lhe paga, a formas baixas e vis de vingança mesquinha.

Repito: ou existe algum indício contra o Ferro Rodrigues, ou o que o Souto Moura anda a fazer é uma canalhice vil. E, basicamente, é de uma incompetência total. Assiste impávida e serenamente à violação diária de leis (como a do segredo de justiça), provavelmente colabora nelas, e aparentemente dorme tranquilo com isto tudo.

Lamentável.

E cá vamos andando com a cabeça entre as orelhas.

Publicado por sergio em novembro 11, 2003 11:05 AM
Comentários

Ó Rui, pá! Mas qual segredo de justiça?
Lê lá o que eu escrevi no meu blog aqui à + - 1 mês sobre o tema.

Um abraço amigo

P.S. Gosto do teu blog. Continua

Afixado por: Zecatelhado em novembro 23, 2003 05:51 PM