junho 11, 2004

what makes you so sure that im the One? and that how do you know this?

A lágrima escorreu até cair no chão!
Nunca na vida, tinha visto uma assim.
Não havia tristeza no meio da gota.
Peguei naquele pedaço do meu corpo,
Reparei que o seu reflexo não tinha fim.
Mais que reflectir a gota tinha a sua própria vida.
Sombras, cobriam tudo naquela pequena gota.
Guardei-a no sítio mais bonito que tenho.
Com o passar do tempo, ela tornou-se querida,
Não podia deixar de a sentir todos os dias.
E todos os dias ele escorria,
Todos os dias ela desce, a minha cara.
Vinda directa do local mais frágil que possuo.
Outras lágrimas escorreram, mas sem o mesmo brilho.
Nenhuma delas com a mesma profundidade.
Aquela gota parecia-me todos os dias linda...
Como sempre me pareceu.
E ali estava ela guardada, e eu sabia que era única.
Por tudo o que via nela.
Um dia a lágrima, falou-me, fez-me uma pergunta...
Como sabes que sou a única?
No dia em que surgiste eu sorria...
Vi-te a sair sem nunca tocares no ar que respirava,
Ainda assim, molhaste tudo o que era seco.
Saiste na escuridão, mas o teu brilho iluminou.
Nunca secaste, nem nos dias mais quentes.
Sem te ver, sinto aquilo que tu sentes.
Procurei mais lágrimas iguais a ti...
Nenhuma se compara!
És tu quem conheço melhor, sem saber o que és.
És tu quem me toca, sem estares perto.
Mas sei que és a unica porque...
Depois de ti, todas as lágrimas, que rolam em mim...
São criadas, nascidas e renascidas em ti.
És uma lágrima da alma.


Publicado por Affary Dandhy em 02:54 PM | Comentários (4) | TrackBack

junho 03, 2004

ÉS A BELEZA PERSONIFICADA, A PERFEIÇÃO INCARNADA! A MINHA PERDIÇÃO MY SWEET DEMON

Publicado por Affary Dandhy em 10:03 PM | Comentários (1) | TrackBack

junho 02, 2004

Vazio Experimentado

Se em nós, na nossa mente ou alma, sentimos algo que nos preenche, isso é sempre o oposto de estar vazio. O vazio é experimentado sempre primeiro que o completo ou o preenchido, podemos não voltar a estar vazios, mas somos sempre primeiro, vazios.
A primeira sensação de vazio é sempre muito mais, suportavél que outra que se possa seguir. Isto porque, na primeira, ainda não temos conhecimento da sensação de completo ou preenchido. Não quero dizer, que a segunda vez em que nos sentimos vazios, será mais desagradavél, nada disso, apenas menos suportavél. Isto porque sentimos que perdemos algo, algo que tinhamos e que perdemos, visto que para se passar de completo ou preenchido para vazio, é necessário deixar de sentir alguma coisa, existir uma diminuição.
Na vida muita vezes sentimos que possuimos algo, e isso pode não ser verdade, porque a nossa sensação não é a sempre a realidade física. Na verdade, muitas vezes para não referir a palavra sempre, a nossa sensação é diferente da realidade, a realidade tem sempre algo a mais do que é possivél aos nossos sentidos captarem. Partindo deste principio, diariamente nos preenchemos com algo que não existe. Ou existe parcialmente. Mas é com estas ilusões que vivemos, que sonhamos. Estas miragens, são sem dúvida o motor da nossa vida, o que não deixa de ser curioso.
Curioso porque, no fundo estamos no deserto, e escolhemos o caminho para o oásis seguindo miragens. O facto é que em tantos casos que existem no mundo, casos na exacta quantidade das pessoas existentes, alguns encontram mesmo o oásis, seguindo a miragem. Dará isto credibilidade a uma miragem? Torna a miragem em realidade? Em algo existente?
Bem a meu ver dá, torna! Não temos mais nada para nos preencher para além das ilusões, porque não existe mais nada para além disso. Como podemos usar então este conhecimento para nosso bem? Podemos a meu ver fazer o que sempre fazemos, ou seja seguir as miragens, e no caso de não se encontrar o oásis, e depois do esvaziar do balão da alma, esperar pela próxima miragem, e segui-la. Porque sabemos que o que sentimos nesse momento é apenas e nada mais do que isso, um vazio experimentado.

Publicado por Affary Dandhy em 08:16 PM | Comentários (1) | TrackBack