maio 26, 2004

Simples exposição

Gostava de não me preocupar.
Deixar ser o que é, o passado a passar!
As coisas são simples na sua essência.
Mas o toque com a imagem humana,
Provoca o mais profundo mal estar.
Em nós não existe cumplicidade.
Somos nós que a ingerimos.
O gostar não é o fazer.
Nem o fazer é o saber estar.
Eu gostava, mas deixei acontecer!
Há algo que quero dar a conhecer.
Mas toda as pessoas já devem saber.
Preocupo-me, porque quero.
Quero ser ingénuo e expressivo.
Sei o que se sabe, sei o que quero ser.
Nem sempre querer é poder.
Mas se puder, sabes o que vou dizer.
Que em ti existe algo que amo.
Existe ou és tu, mas não quero pensar.
Vou deixar, a vontade perdurar.
Quieto para não incomodar.
Até ao dia em que possa despertar.
E possuir a meu lado alguém para olhar.
Nesse dia espero que possas escutar.
Tudo o que vou sussurrar.
Não é muito, o que tenho para palavrear.
Um simples:
È a ti que quero amar.

De: Affary Dandhy
Para:Almati Gemini


Tou exposto. Já não tenho nada a esconder. Nem quero esconder mais nada.
Só aguardar pela momento. Sinto-me mal. Sem nenhum tipo de alivio.
Mas tinha que o fazer, estava a rebentar pelas costuras. E confuso. Odeio estar confuso. Portanto disse duma forma simples o que queria. Escrevi!
È mais fácil assim. Será sempre mais fácil assim.
É tão impessoal como tanta coisa, mas da minha parte sei que é puro.
Agora resta-me esperar. Como sempre o fiz.
Esperar existe portanto é para se usar.
Amar deverá ter a mesma aplicação. As coisas na vida são realmente simples.
Se for amado espero pouco, se não for espero muito.
O facto de perceber isto é que é terrivél.
Mas nestes casos acredito que seja realmente dificil existir um sentimento comum, entre duas pessoas.
Por isso quando acontece á que estimar, porque nem as pedras preciosas são tão fáceis de surgirem.

Eu estimarei!

Publicado por Affary Dandhy em maio 26, 2004 09:41 PM
Comentários