domingo, fev 19

malandro
EM Ópera do Malandro

A Place Between Nothing And Nowhere (ISLES) (mp3)

In, We Have Decided Not To Die (2006)
Isles

A Place Between Nothing And Nowhere

A semana passada um amigo meu utilizou uma expressão que se usa ali pelo lados do umbigo do país.

Quem vai para Abrantes deixa Tomar por trás.

Muito se aprende com os regionalismos... e se bem me lembro nunca fui a Abrantes.

 
Comentários

um gajo fala em "deixar tomar por tras" e e recebe estes comentários. obrigado meus amigos e minhas amigas.

Comentário de: malandro às fevereiro 25, 2006 11:26 AM

Oh Ana, eu sou um mero frequentador e o owner dirá de sua justiça.

Mas acho que chegaste a um blog radicalmente não-discriminatório: por detrás ( dos PCs ou do que quer que seja ), pela frente, por todos os lados, ... não fazemos distinção.

E - nunca estarei suficientemente grato ao malandro por este facto - não discutimos as presidenciais! Não é que tenha algo contra a política, claro que não ( até fui membro de um partido por mais de 30 anos ). Mas há tanta coisa interessante na vida que não vejo a nacessidade de estarmos sempre a referir-nos a ela.

Um abraço amigo do tipo menos machista ( julgo ) do mundo.

Zé Ribeiro.

Comentário de: Zé Ribeiro às fevereiro 20, 2006 04:28 PM

o que eu gosto nos blogs é este descobrir constante de que há gente gira por detrás dos PC's.
Gosto do nome "malandro", pareces um tipo giro, acho que vou voltar por aqui para ver a evolução...
Ana

Comentário de: Ana às fevereiro 20, 2006 03:52 PM

Cá por cima, tb há um "dito" com a localidade de Tuías (Marco de Canavezes), tipo: "Ontem de tarde vi uma grande corrida de burros até Tuías"!... Mas realmente "Tomar por trás"... só para quem pode - e gosta!

Comentário de: Catatau às fevereiro 20, 2006 09:29 AM

TongZhi: Tomar até fica mais perto de Tancos que Abrantes. Não te esqueças de voltar.
Zé Ribeiro.

Comentário de: Zé Ribeiro às fevereiro 19, 2006 05:30 PM

Eu vou a Tomar na quarta-feira fazer uma conferência.
Imagina se fosse em Abrantes?
Nao sei se iria..
he he he

Comentário de: TongZhi às fevereiro 19, 2006 04:24 PM

Pois não sabes o que tens perdido!

Toda aquela zona do polígono miltar de Tancos é muito interessante ...

Claro, convém seres discreto, que aquilo é - oficialmente - um coio de heteros e, se se descobre uma ovelha ranhosa, ela é dishonorably discharged ( como é a NATO que manda lá achei preferível usar Inglês ).

Tiras os brincos, vestes-te daquela maneira baldosa que os heteros puros usam, compras o Record e, ao princípio, afectas um profundo desprezo por panasquices.

É indispensável beber bejecas em vez de chá.

Passados alguns dias, confiança ganha, apercebes-te que os moços são iguais ao resto do mundo - com a vantagem de haver muitos por metro quadrado.

Boa sorte.

Zé Ribeiro.

Comentário de: Zé Ribeiro às fevereiro 19, 2006 03:32 PM

Malandro....engraçado chamar-te assim!
Gostei e sensibilizei-me com o teu post.
Obrigada.
Sim, um dia quiçá, poderás ser como nós tentamos ser para o Thiago...é só pores uma dose imensa de amor, e terás a receita certa.
Um beijo.
P.S . Amanhã vou viajar no teu blog.

Comentário de: Maria Clarinda às fevereiro 19, 2006 02:55 PM