dezembro 31, 2005

2006

2006

Publicado por Ofeliazinha em 05:53 PM | Comentários (0)

dezembro 09, 2005

A história do Pai Natal

São Nicolau de Bari
Segundo a história o São Nicolau ou Santa Claus (deriva do Santus Nicolaus), foi ou terá sido bispo de Mira, em Dembre, na actual Turquia. Nasceu em Lycia, no sudoeste da Ásia Menor, entre o século III e IV. Nicolau fez viagens para o Egipto e Palestina onde se tornou bispo. Porém também não se sabe ao certo quando foi a sua morte, acredita-se que terá sido no ano 342.
Nessa época era uma pessoa muito respeitado por todos os cristãos. Foi sepultado durante o século VI num santuário e no local surgiu uma nascente de água. No século XI, em 1087, os restos mortais e relíquias de Nicolau foram transladados para Bari na Itália e então passou a ser conhecido como São Nicolau de Bari.
Como é costume nestes casos o local passou a ser um centro de peregrinação e a ele a associação de muitos milagres relacionados com a oferta de presentes. Rapidamente se tornou um símbolo e relacionado ao nascimento de Jesus Cristo, pois tal como ele a seu princípio era o de dar sem pedir nada em troca.
Ficou também como um dos santos mais populares da história da cristandade, sendo o protector não só dos mais pequenos, como de marinheiros, escravos, pobres e presos, isto porque São Nicolau esteve preso no reinado de Diocleciano, durante a perseguição aos cristãos, ficando encarcerado por muito tempo. Mas mais tarde Constantino, O Grande ordenou a libertação de vários presos religiosos entre os quais se encontrava Nicolau.

Santa Claus 1 As histórias que se contam deste homem assim como as lendas, falam sempre da sua bondade e do quanto gostava de ajudar os mais carenciados entre as quais as crianças. Uma dessas lendas, refere que Nicolau ressuscitou três crianças, convertendo-as em fiéis dedicados e seguidores. Outra ainda refere que o pai de Nicolau era senhor de grande fortuna, que lhe deixou em herança, na altura da sua morte. Assim o santo pode continuar a ajudar as pessoas. Santa Calus 2 Conta a lenda que Nicolau ajudou uma família sua vizinha que vivia tempos de necessidade. Quando uma das filhas resolveu casar, o seu pai sem dinheiro chorava o dia inteiro pois não tinha meios para dar um casamento digno à sua filha. Assim São Nicolau encheu uma bolsa de moedas de ouro e, de noite, sem ser visto, depositou-a na janela do vizinho. A jovem casou com um belo dote e ficaram todos felizes. Um pouco mais tarde a história repetiu-se a com a segunda filha do vizinho. Mas, desconfiado, o vizinho de Nicolau, quando se preparava para casar a terceira filha, escondeu-se durante a noite, próximo da dita janela e descobriu o seu protector. Espalhou-se a notícia aos pobres e crianças. Mas esta lenda apresenta outra versão que diz que São Nicolau salvou três jovens da prostituição, filhas de um homem pobre. Encheu uma bolsa de ouro e atirou-a pela janela da casa vizinha, acabando com os problemas económicos da família e dando a cada jovem a possibilidade de casar dignamente, com um dote apropriado.

Assim, com o passar dos anos e com as ajudas que dava a todos os que o rodeavam, principalmente crianças sem protecção e abandonadas, São Nicolau ficou para a história como um homem bom e generoso. Nuns locais dizia-se que se deslocava num trenó puxado por oito renas, noutros a figura do velhinho de longas barbas brancas aparecia num burrinho, trazendo um saco cheio de presentes. Pai Natal Mais tarde a lenda e as palavras do povo acreditavam que este santo homem descia pelas chaminés das casas, de noite, para deixar os seus presentes, nas meias e sapatinhos das crianças (principalmente na Suécia e Noruega). A sua figura viveu até aos nossos dias, por diversas razões, como o Pai Natal, símbolo de dádiva, amor e fraternidade, que também caracteriza o Natal Cristão.

A actual imagem do Pai Natal foi inventada pela empresa Coca-Cola nos anos 30. Parece que ao procurar uma forma de aumentar as vendas dos seus produtos durante o Inverno, contactaram então um conhecido ilustrador publicitário da época, de nome Haddon Sundblom, que criou uma série de desenhos que recriavam e renovavam a antiga e frágil imagem de Saint Claus, transformando-o numa versão mais alegre e colorida, vestido de traje de cor vermelha com orlas brancas de peluche e segurando uma Coca-Cola na mão.
A mensagem do Pai Natal que consome refrigerante ainda hoje perdura em alguns países. Sendo que quase toda a gente o conhece com esta actual imagem.

Carla Soares

Publicado por Ofeliazinha em 12:15 PM | Comentários (10)