« PROFISSÕES DE DESGASTE RÁPIDO | Entrada | D. QUIXOTE DE LA PAMPA »

outubro 22, 2005

TURISMO NUKLEAR

O imprescindível Bruce Sterling ajudou-me involuntariamente a concluir um post em que eu já pensava há muitos meses mas faltavam-me os links adequados.

Tem a ver com ressonâncias sonoras e precipitações radioactivas que me inspiraram a compôr a la minuta, quando comecei a comentar na blogosfera, o nick que tenho tido preguiça de abandonar.

A história é conhecida: O reactor nuclear de Chernobyl, explodiu no dia 25 de Abril 1986.
Um espectro, na forma de uma nuvem radioactiva, pairou sobre a Europa e abalou de tal forma a confiança no nuclear que só passados muitos anos, perante o presente cenário de crise energética de grandes proporções, se volta a propô-lo com alguma insistência como solução alternativa aos combustíveis fósseis.

Se a população pôde abandonar o local, as plantas e os animais permaneceram no cenário do que foi um atentado ambiental de primeira grandeza.
O tempo passou e Chernobyl foi mais ou menos esquecido.
Os animais e as plantas continuaram a reproduzir-se livremente ao abrigo do predador humano.
Apesar das mutações, mantiveram caracteristicas próximas das respectivas espécies e a excessiva radioactividade que lhes habita os corpos não parece incomodá-los.
Abandonado pelo homem, aquele território tornou-se uma vasta região selvagem onde raríssimos são os que se aventuram.
Ainda por cima razoavelmente servida por infra-estruturas rodoviárias!

Nasceu assim, graças à ausência de qualquer tipo de planeamento, sem lobbys privados a construirem casas de férias para moradores abastados, sem especulações imobiliárias, sem lobbys do betão, sem intrépidos amantes da natureza montados em poderosos SUV, Moto4 ou Motos de todo o terreno, a fabulosa RESERVA NATURAL DE CHERNOBYL, um verdadeiro modelo de turismo sustentável para aqueles que lá se aventuram.

Fica à consideração dos ecologistas o processo expedito para a criação de reservas realmente naturais que poderia ser adoptado para preservar muitas outras zonas ameaçadas do planeta .


Publicado por tchernignobyl às outubro 22, 2005 10:34 AM

Comentários

Tchern, se ainda não o fizeste, tenta ler uma novela de Karl Schroeder intitulada "The Dragon of Pripyat". É uma fabulosa revisitação de Tchernobyl sob a perspectiva da ficção científica que pode ser encontrada na edição de 2000 da antologia anual de FC do Gardner Dozois.

Publicado por: Jorge em outubro 22, 2005 12:21 PM

mais um para eu procurar...
obrigado pela sugestão:)

Publicado por: tchernignobyl em outubro 22, 2005 01:01 PM

E não sabes tu do melhor: já por lá andaram a rodar filmes de terror...
http://bde.weblog.com.pt/arquivo/015748.html

Publicado por: LR em outubro 23, 2005 12:26 AM