« À PORTA DA FNAC | Entrada | INSURGÊNCIAS ACIDENTAIS (I) »

outubro 14, 2005

BLOGUES COERENTES

Ontem, o Acidental publicou 32 posts sobre os mais variados temas. O Blasfémias publicou 13. No Acidental, Paulo Pinto Mascarenhas deu os parabéns a Margaret Thatcher no dia do seu aniversário (com a delicadeza muito conservadora de não mencionar quantos outonos cumpriu, afinal, a «baronesa»). No Blasfémias, recomenda-se com clamor de trombetas bíblicas The Blank Slate: The Modern Denial of Human Nature, «livro extraordinário» de Steven Pinker.
Nem um nem outro mencionaram, sequer en passant, a atribuição do Prémio Nobel da Literatura.

Publicado por José Mário Silva às outubro 14, 2005 02:40 PM

Comentários

toda a gente sabe que só interessam os da economia. e mesmo assim, só alguns.

Publicado por: tchernignobyl em outubro 14, 2005 02:58 PM

A coerência, nesses casos, só reflecte uma coisa: a pouca importância que é dada aos assuntos da cultura e da arte. Talvez um reflexo da maioria de tecnocratas e economicistas para quem as diversas manifestações artísticas não passa de um "guetozinho" habitado por alguns "estranhos".
É triste um país assim...

Publicado por: Sérgio em outubro 14, 2005 04:07 PM

Ora essa. Se calhar nem o conhecem e não querem dar o braço a torcer... Vale tudo menos dizer «não sei»! ;)

Publicado por: Pedro Garcia em outubro 14, 2005 04:12 PM

Blogues Super-coerentes:

Quais são os links para os posts do Blogue de Esquerda sobre o Prémio Nobelda Medicina, da Física, da Economia, da Química e (este é surpreendente) da Paz??

Publicado por: Nuno Costa em outubro 14, 2005 04:14 PM

Excelente pergunta a do Nuno Costa.
Eu nao escrevi sobre o da Fisica ou o da Paz, priemiro porque nao tive tempo, e depois porque nao aceito imposicoes de agenda na blogosfera. Mas, repito, excelente pergunta a do Nuno Costa.

Publicado por: Filipe Moura em outubro 14, 2005 04:23 PM

Publicado por: Filipe Moura em outubro 14, 2005 04:23 PM

Coisas que acontecem a quem gosta de cuspir para o ar...

Publicado por: Pedro Oliveira em outubro 14, 2005 04:54 PM

Harold Pinter? Nunca li.
Nem aquela senhora do ano passado.
So what?

Mas concordo totalmente com o Filipe Moura: "nao aceito imposicoes de agenda na blogosfera"

Publicado por: Gabriel Silva em outubro 14, 2005 05:51 PM

Longe de mim impor qualquer tipo de agenda na blogosfera. Já muita gente exigiu nestas caixas de comentários que falássemos sobre isto e aquilo, mas como é óbvio só escrevemos quando nos apetece e sobre o que nos apetece.
O Acidental e o Blasfémias têm todo o direito de ignorar o Prémio Nobel da Literatura, como nós ignorámos no BdE dezenas de factos igualmente importantes (e que mereceram destaque nesses dois blogues).
Acontece que a escolha de Harold Pinter não é inócua politicamente, porque se trata de um intelectual de esquerda muito activo e com opiniões bastante corrosivas sobre Bush, Blair e companhia.
O Blasfémias e o Acidental podem ignorar Pinter, repito. Mas tendo em conta que ontem estavam particularmente prolíficos, era de esperar qualquer coisinha. Nem que fosse a previsível indignação pelo facto de a Academia Sueca ter consagrado mais um esquerdista anti-americano. Por isso, e só por isso, achei curioso o silêncio.
That's all.

Publicado por: José Mário Silva em outubro 14, 2005 07:48 PM

Sempre que no BDE não for comentado um tema posso permitir-me tirar conclusões sobre a motivação dos seus colaboradores para não o fazer? Que raciocínio este...

Publicado por: asd em outubro 14, 2005 09:00 PM

Já disseram que a cultura é de esquerda......

Publicado por: random em outubro 14, 2005 09:08 PM

"Nem que fosse a previsível indignação pelo facto de a Academia Sueca ter consagrado mais um esquerdista anti-americano."

Caro José Mário,
Hão-de fazer o favor de nos dar algum crédito em como não realizamos tal espécie de enviesamento sectário ou lá o que seja. O valor intrínseco das obras de certos autores é perfeitamente dissociável de posições políticas que o mesmo assuma, sejam circunstâncias, sejam de fundo.
Sobre o autor em concreto não me pronuncio do seu valor porque de facto não conheço. Mas acaso acha que não aprecio ou não dou valor a Picasso, e Saramago, por causa da sua militância comunista, só para dar 2 exemplos? E por acaso pessoas de outros quadrantes terão de detestar Ezra Pound e outros autores, pelas razões inversas?
Posso perfeitamente entender como lamentáveis e mesmo erróneas certas ideias políticas do Saramago, criticá-as e lutar contra as mesmas. Isso em nada é incompatível com o facto de eu gostar de muitos dos seus livros.

Publicado por: Gabriel Silva em outubro 14, 2005 10:15 PM

Já Karl Marx dizia que "o génio humano não tem classe"...

Publicado por: CausasPerdidas em outubro 15, 2005 12:47 AM

Coerência é, também, o BdE não se esquecer deste nobelizado cuja principal caracterista politica e ser o 1º dos anti-americanos e isso mesmo exibir com troféu da v/ esquerda.

Publicado por: Paulo Alves em outubro 16, 2005 10:31 PM