« O TEXAS | Entrada | CRÓNICA DE UMA VITÓRIA ANUNCIADA »

outubro 09, 2005

RI-SE DE QUÊ?

Valentim está rouco, diz qualquer coisa "contra aqueles que..." (não interessa quem são, e o que fazem são com certeza os outros e tentaram fazer mal ao Major ), abafado pelos gritos do povo (o regresso do famoso Grito do Povo?).
Não, não foi o Marques Mendes quem ganhou as eleições.
Enquanto Meneses exalta Gaia, a Mãe (lá da) Terra, num delírio de estatisticas complicadas destinadas a mostrar a qualidade única do produto, e outros dirigentes do PSD disparam lugares-comuns sobre a forma como foi penalizado o Governo "pela sua política...", se houvesse um mínimo de bom senso, fariam sim um minuto de silêncio para meditarem sobre como as derrotas que sofreram face aos candidatos populistas em Oeiras e Gondomar (já para não falar de Felgueiras, em que são apenas co-vítimas) são bem mais significativas e graves.

Publicado por tchernignobyl às outubro 9, 2005 10:04 PM

Comentários

Também vi rir Miguel Portas pelo PSD de Gondomar ter perdido para Valentim?
Mas afinal o Miguel ri de que?
Haja vergonha, não?

Publicado por: Paulo Alves em outubro 9, 2005 10:50 PM

E a Fatinha? Ri-se de quê?

A azia é uma coisa muito má tchernignobyl...

Publicado por: Miguel Nascimento em outubro 9, 2005 11:35 PM

Não há grande novidade nas vitórias desses "candidatos populistas". Afinal, há quantos anos andamos a levar com o inominável Alberto João?

Publicado por: LR em outubro 9, 2005 11:42 PM

isaltino e valentim nao sao do mesmo saco...ouçam os discursos de ambos e vejam la isso...

Publicado por: luis em outubro 10, 2005 12:33 AM

tchernignobyl, isto foi uma intoxicação alimentar ou é só azia?

Publicado por: Pedro Oliveira em outubro 10, 2005 01:26 AM

tchernignobyl, você é de um sectarismo quase cómico.

é verdade que os bandidos ganharam nos quatro concelhos de que se falou, e em dois casos ganharam essencialmente contra o PSD.

mas o PSD teve uma vitória arrasadora a nível nacional. e sabe porquê? porque o marques mendes se distanciou de isaltino e de valentim.

Se a nível local o PSD foi castigado pela sua atitude, a nivel nacional foi amplamente recompensado.

condená-los por perderem em oeiras e gondomar é quase tão ridiculo como a ridicula história da candidata arguida do bloco de esquerda.

é por causa dessas patéticas diatribes sectárias que a extrema-esquerda no nosso país nunca irá ser um grande força política. acredito que hoje vocês chegaram ao limite máximo do vosso crescimento. e o que eu acho maravilhoso é ver que apesar de toda a arrogância, a demagogia e a empáfia com que andaram a enjoar este país, ficaram tão mas tao atrás do PCP

Publicado por: virtuoso em outubro 10, 2005 01:56 AM

Pedro:

Eu acho que nestas situações nem se deve chorar nem curtir eventuais azias, nestas situações é preciso rir.

Talvez seja boa ideia substituir as noites eleitorais da tv com sessões contínuas do gato fedorento.

Publicado por: Luís Oliveira em outubro 10, 2005 01:56 AM

tchernignobyl, você é de um sectarismo quase cómico.

é verdade que os bandidos ganharam nos quatro concelhos de que se falou, e em dois casos ganharam essencialmente contra o PSD.

mas o PSD teve uma vitória arrasadora a nível nacional. e sabe porquê? porque o marques mendes se distanciou de isaltino e de valentim.

Se a nível local o PSD foi castigado pela sua atitude, a nivel nacional foi amplamente recompensado.

condená-los por perderem em oeiras e gondomar é quase tão ridiculo como a ridicula história da candidata arguida do bloco de esquerda.

é por causa dessas patéticas diatribes sectárias que a extrema-esquerda no nosso país nunca irá ser um grande força política. acredito que hoje vocês chegaram ao limite máximo do vosso crescimento. e o que eu acho maravilhoso é ver que apesar de toda a arrogância, a demagogia e a empáfia com que andaram a enjoar este país, ficaram tão mas tao atrás do PCP

Publicado por: virtuoso em outubro 10, 2005 01:57 AM

É interessantíssimo ver aqui alguns comentários de "escorpiões de rosto humano" como dizia Benjamin Péret.
Tendes de engolir o vosso veneno contra aquilo a que chamais, à vossa maneira suja e fascizante, "candidatos populistas". Esvurmai, canalhas.

Publicado por: Viriato Telmo de Menezes em outubro 10, 2005 02:00 AM

Cada um toma as pílulas de sectarismo que quiser...
O PSD teve uma vitória "arrasadora" a nível nacional porque o Marques Mendes tomou medidas contra os candidatos populistas em determinados concelhos onde esses candidatos acabaram por obter vitórias arrasadoras sobre o psd?
Tem, segundo o virtuoso, lógica...

O raciocínio de um votante do Psd em digamos Valpaços, preocupadissimo com a situação em Oeiras e Gondomar, foi então do género:
olha que bem fez o MM ao correr com o valentim de gondomar! Vou votar nele.
Por seu turno, o eleitor de Gondomar, ex-votante do PSD pensou o quê?
"Acudam que matoom o Mestre digo, o Major."
e votou contra o PSD do Marques Mendes.
Parece assim que de entre todos os eleitores portugueses, os de Oeiras e os de Gondomar são casos absolutamente à parte no entendimento que "o País" teve da limpeza efectuada pelo Marques Mendes dentro do seu partido. Uma questão genética, talvez.
Fará sentido? Para o virtuoso, claro, faz todo.

O caso de Felgueiras ainda é mais gritante:
os seus eleitores podiam rejeitar o PS acusado de "mole" a lidar com a Fátima, optando pelo PSD que tomou uma atitude firme contra casos idênticos no seu partido.
Porém, contra toda a lógica do presente sentimento nacional tal como "analisado" pelo virtuoso votaram na Fátima...
Não é tudo tão lógico?

Publicado por: tchernignobyl em outubro 10, 2005 07:08 AM

Não tchergnobyl, o que eu digo não é o que você diz que eu digo.

O que eu digo é que apesar de toda a conversa da treta e empáfia demagógica do Bloco (há lá coisa mais fácil do que ser moralista quando se tem 5 por cento de votos), houve uma pessoa que pôs a cabeça no cepo, sacrificou candidatos fortes contra o aparelho do seu partido e arriscou tudo nestas eleições: essa pessoa não se chama Francisco Louçã (está bem, está...), nem se chama certamente Miguel Portas, chama-se Marques Mendes.

Estou-me nas tintas para que você reconheça isto ou não. O País reconheceu, mesmo que pessoas como você desvalorizem o país.

E apesar do seu fel e do ressabiamento com que encara estes resultados, uma coisa é óbvia para mim: o Bloco não ganhou estas eleições, Tchergnobil. Perdido entre o PS e o PCP, o Bloco revelou-se apenas um outro PRD, mais mal-criado, quezilento e desinteressante.

Estas eleições não são o fim do vosso princípio, mas o principio do vosso fim (obrigado, Winston).

Isso magoa? Pois magoa. Mas vocês estavam mesmo a pedi-las.

Publicado por: virtuoso em outubro 10, 2005 12:28 PM

ehehehehe! outro doido...

Publicado por: tchernignobyl em outubro 10, 2005 07:09 PM

É um facto, a varridela do Marques Mendes é totalmente atípica cá para os suaves costumes do burgo. E não haverá melhor elogio para a sua decisão do que aquele que a boçalidade e desvairo do "Major das trafulhices" lhe faz.

Toda a gente sabe que as autarquias são um viveiro de corrupção, tal como os sucessivos Governos (só que aqui de modo muito mais sofisticado e blindado). Isto de o Regime ser conivente com a corrupção ultrapassa tudo e todos, responsabiliza todos e tudo. Mas é ao mais alto nível que, por mero recurso metodológico, se deveria começar pela punição.

Um presidente da República, um primeiro-ministro e um Procurador-geral (para não ir mais longe), não se podem unir - e unir os seus recursos legais, estatais, institucionais e pessoais - para combater a corrupção? Não poderiam envolver polícias e organismos variados no combate à corrupção?

Se não podem, serão os corruptos a ter razão e os honestos a serem os inevitáveis cordeiros sacrificiais. Se podem, não fazem porque não querem. São cúmplices.

Publicado por: Valupi em outubro 10, 2005 07:26 PM