« OS SUSPEITOS DO COSTUME | Entrada | DIA DA REPÚBLICA »

outubro 05, 2005

SABES MUITO

O Dr. Ramos, o "jovem" historiador de serviço da requentação da direita, o tal que "demonstra" o contrário do que os outros historiadores "propalam", para utilizar a pitoresca linguagem da Dra. Bonifácio, escreve mais um artiguinho na Revista Atlântico capaz de fazer babar os progenitores, desta vez sobre o papel da Presidência da República.
A coisa pasta mansamente durante umas páginas ao nível da redacção liceal esforçada, para aquecer nos últimos parágrafos em que personificando um diligente contabilista, o jovem Rui se entretém a fazer umas continhas idiotas destinadas a servir à sobremesa, semi-frio, o pratinho do "golpe de estado constitucional" que correu com o bem-amado Lopes.
Ao contrário do que poderia parecer à primeira vista, porém, não se trata de um queixume, trata-se de dar uma dica ao futuro Presidente, que se dá desde já de barato que seja de direita:
independentemente do número de votos que obtenha, o futuro Presidente tem toda a legitimidade para tratar de polé e mesmo derrubar o Governo vigente, mesmo que este tenha resultado da maioria absoluta do voto dos portugueses.
Mesmo admitindo que os candidatos de esquerda são um desastre, e mesmo admitindo que o próprio Cavaco se poderá transformar num sapo difícil de engolir para a seita reaccionária que se revê nas patacoadas do Dr. Ramos (lembremos precisamente o cruel assassinato do Lopes...), fica este aviso à atenção da esquerda e das suas divisões acéfalas.

Publicado por tchernignobyl às outubro 5, 2005 10:27 PM

Comentários

Lá estás tu a dar com a direita... deves ter levado cá uma injecção quando eras pequenino, que ainda não te passou o efeito... ;)

http://geracao-rasca.blogspot.com

Publicado por: André Carvalho em outubro 5, 2005 11:03 PM

talvez te fizesse bem também uma boa vacina, quem sabe?

Publicado por: tchernignobyl em outubro 5, 2005 11:22 PM

Essa das "divisões acéfalas" é alguma piada ao Miguel Portas e ao BE pelas responsabilidades que há quatro anos atrás tiveram na eleição do Santana em Lisboa?

Publicado por: Margarida em outubro 5, 2005 11:37 PM

por exemplo, e também ao ruben e ao jerónimo, hoje estou numa de "comem todos".

Publicado por: tchernignobyl em outubro 5, 2005 11:38 PM

Pois, hoje deves estar numa que "comem todos"... depois a "direita" é que anda nervosa e preocupada. ;)

http://geracao-rasca.blogspot.com

Publicado por: André Carvalho em outubro 5, 2005 11:43 PM

caro andré, se tiveres alguma coisa para dizer, força, bocas também podes mandar mas estou com pouca pachorra para responder.

Publicado por: tchernignobyl em outubro 5, 2005 11:47 PM

Pois é, Margarida, a culpa do Soares ter ido aos ares nas últimas eleições em Lisboa foi do Miguel Portas, não teve nada a ver com a sua governação.

Desta vez se o candidato Carrilho não for eleito a culpa será do Sá Fernandes - o Ruben não terá culpa. Partindo do princípio que o Bloco continua a "dividir", porque não desiste Ruben para a direita não ganhar?

Ou: O júnior Soares era um cadinho mais de esquerda que o Carrilho e é por isso que não tem direito a desistência útil. Ou ainda: o Carrilho só é mau porque não concorre coligado com o PCP.

Acenda-se a luz. Já não voto mais na esquerda geométrica, acabou-se a chantagem, se querem o meu voto, mereçam-no!

Publicado por: CausasPerdidas em outubro 6, 2005 12:07 AM

Caro tche,

Já é tarde... vamos é dormir. :)

Amanhã é dia de trabalho e apesar de custar muito... deve ainda custar mais ao meio milhão de desempregados que não podem dizer infelizmente a mesma coisa.

Cumprimentos,
André Carvalho

http://geracao-rasca.blogspot.com


Publicado por: André carvalho em outubro 6, 2005 12:09 AM

Caro André, sempre às tuas ordens... bons sonhos

Publicado por: tchernignobyl em outubro 6, 2005 12:14 AM

Ainda existem....é só rr pensava que esta malta já tinha ido para a Bielorrússia

Publicado por: Conservador em outubro 6, 2005 01:26 AM

Caro Chévreignóbil,
Tendo-nos sido revelado que graças ao traquejo do comentário na blogoesfera os seus relatórios (este dado burocrático é particularmente importante) têm feito sucesso sabe-se lá junto de quem, pergunto-lhe, caro Chèvreignóbil, para quando passar a comentador encartado em papel de jornal? Proponha-se! Chegue-se à frente! Força! Força!

Publicado por: Barbara em outubro 6, 2005 08:47 AM

calma barbara, o descalabro ainda não chegou aí

Publicado por: tchernignobyl em outubro 6, 2005 09:34 AM


LIMMERICKARVALHO PARA CRAVO INDEPENDENTE


Havia um rapaz chamado Carvalho

Que era da direita personalista liberal

De segunda a sexta era contra o Trabalho

E nos fins-de-semana contava os lucros

Do Capital.


O seu blogue era muito polémico

E até se metia com o sabido Vital

Deformava a cara do Soares anémico

E fazia do Sócrates um animal


E um dia veio ao BDE famoso

Para ver como é que paravam as modas

E em vez de se deleitar com gozo

Cagou-se e levou várias f-das.


E tu, Barbarela, que vens práqui chamar cabras aos outros, não digas muito mais porque podes excitarme a musa murcha.

Publicado por: Bomba em outubro 6, 2005 11:15 AM

Assim como é pobre, redutor e meramente azedo ver em Cavaco uma esperança de vingança, também é pobre e redutor temer Cavaco só porque (ou sobretudo porque) ele possa ser o agente da vingança. De resto, com calma e ponderação, e lendo-se o que o Expresso vai publicando, percebe-se que Cavaco não é homem para esse tipo de jogadas.

Publicado por: Aliás [F.A.M.] em outubro 6, 2005 02:11 PM

Causas perdidas

Como a sua memória anda fraquinha lembro-lhe que quem foi “aos ares” não foi só o João Soares, foi a coligação PS-CDU (a UDP, obediente retirara-se antes para estender o tapete ao Miguel Portas…). Percebe-se que para você isto de haver uma coligação de esquerda na capital do país são peanuts. Mas para os lisboetas não foram.

Para estas eleições lembro-lhe ainda que o Carrilho se apresentou como candidato do PS há quase dois anos e que o Louça já contratara o Dr. Sá para a lista do BE há mais de um ano.

Depois do PS ter desfeito a coligação, nós CDU apresentámos a nossa lista e o nosso programa. O mal já estava feito, consolidou-se a divisão que o Miguel Portas e o BE inauguraram. E por muito que disfarcem, os bloquistas vão carregar enquanto houver memória este “feito”.

A coligação de há quatro anos manteve os princípios da que foi formada anteriormente: a lista da CM era encabeçada pelo PS, a da AM pelo PCP, as das freguesias pelo partido mais votado. Eram estas as regras do jogo. E se o PS escolheu o João Soares para a Câmara, nós escolhemos o João Amaral para a Assembleia Municipal. As escolhas do PS competem ao PS, as do PCP competem ao PCP. Com forças democráticas e civilizadas as coisas passam-se assim, civilizadamente.

Tchern
Ainda não descobriu que nas eleições presidenciais pode haver segunda volta? Não acha que por isso mesmo (e não só) é uma burrice comparar autárquicas e presidenciais?

Publicado por: Margarida em outubro 6, 2005 02:47 PM

tchernignobyl
Eu agora não me posso alargar muito, mas vejo que preconizas a única solução que não o é: calar os comunistas. Isso é o todos tentam mas que ninguém consegue fazer há mais de século e meio. Estás mesmo numa fossa rapaz! Anima-te, a contagem dos votos é só no domingo.

Publicado por: Luís Simões em outubro 6, 2005 03:19 PM

isto francamente...
para uns estou a ser "redutor" por associar o Rui Ramos à direita, para os outros, pretendo, nem mais, "calar os comunistas"...
como era aquele artigo do público sobre a percentagem de portugueses com problemas mentais?
margarida essa distinção entre presidenciais e autárquicas vem aqui a propósito de quê?

Publicado por: tchernignobyl em outubro 6, 2005 04:00 PM

"por exemplo, e também ao ruben e ao jerónimo, hoje estou numa de "comem todos", foi escrito pelo Chern, não foi? Ora se um é candidato autárquico e outro candidato presidencial, branco é galinha o pôe, não é verdade?

Publicado por: Margarida em outubro 6, 2005 04:33 PM

LISBOABOMBA PARA ROSA DEPENDENTE

Havia um rapaz com nick de bomba
Mas que não passava de uma bombinha de carnaval
De segunda a sexta vagueia no Bairro Alto
E aos fins-de-semana vai com os camaradas beber copos
À Kapital


O seu blogue era politicamente correcto
Concordava em tudo com o Professor Vital
Deformava as ideias que não compreendia
Porque a política para ele é compadrio e chavascal.

Anda pelo BDE para curtir
Só para se armar aos cucos com o pessoal
Como não tem ideias de interesse para discutir
Limita-se a recorrer à ordinarice usual.

http://geracao-rasca.blogspot.com

Publicado por: André Carvalho em outubro 6, 2005 04:37 PM

LOLADA

Por esta é que o bomba não esperava. Grande resposta andré. ;)

Publicado por: amarelito em outubro 6, 2005 06:10 PM

Ó Amarelito da claque,


Se o teu querido André tivesse acertado uma, ainda me daria ao trabalho de responder-lhe. Mas o menino cagou tudo fora do alvo, como era de esperar dum menino da "nova" direita Paco Rabane. "Rapaz, Bairro Alto, Compadrio, andar nos copos, politicamente correcto, concordar com o Vital" passaram a milhas sem fazer vento. Encoraja-o a lamber mais o berbigão à musa, e quando acertar, então é que vou rebentar-lhe com o esfincter dos índices económicos para o familiarizar com a velha cura da água das malvas.

Publicado por: Bomba em outubro 6, 2005 10:06 PM

De facto este André está a ver tudo ao contrário, enquanto ele te julga no bairro alto, estás tu a ver navios, I beg ur pardon trains.

yours sincerely

Luis

Publicado por: Luís Oliveira em outubro 6, 2005 10:28 PM

Eu não tenho nada a ver com esta história, mas pela forma como estás a reagir parece-me evidente que o andré é que rebentou com o pouco que restava do teu esfíncter.

O teu género já conheço eu bem. Falas muito, não dizes nada e fazes ainda menos. Cão que ladra como tu não morde... limita-se a lamber berbigões a musos. lol

Publicado por: amarelito em outubro 6, 2005 11:43 PM

Margarida:
Mantenho o que disse. Acusar O BE de ser responsável pela derrota da coligação PS/PCP em Lisboa é uma questão aritmética, apenas. Há a questão política: porque mudaram os eleitores os votos da coligação para Santana Lopes?
Este é um problema concreto a que o PCP não quer responder. Para consumo militante, basta dizer que os culpados são os outros, para mim não chega.
Aliás, trata-se de um problema recorrente: sempre que sofre uma derrota eleitoral ou outra(justificada ou não) o PCP é incapaz de fazer um balanço político da sua própria actividade, é mais fácil encontrar bodes expiatórios.

Notei: O Carrilho apresentou-se como candidato e o "Dr. Sá" foi "contratado" pelo Louçã.

Publicado por: CausasPerdidas em outubro 7, 2005 05:09 AM

também já reparei que o alvo prioritário os ataques da margarida nos comentários, é um partido de esquerda, o BE... será que os comunistas querem "calar o BE"?
ou será que não têem alvos preferenciais à direita?

Publicado por: tchernignobyl em outubro 7, 2005 08:44 AM

Dear Pluvia Amarelita,


“Falas muito e não dizes nada”
Is copyrighted,
Been written
And cryed
Many times before
By the middle-aged boy
Whose father
Is with him no more

So be stout,
Come out.
The writing is not on the wall
But the truth may be around the bend
And no secret is too big
Or too small
For us to comprehend

Publicado por: Bomba em outubro 7, 2005 09:59 AM

Ó Tchern essa de agora se vitimizar é mesmo a sério? Cada vez está mais na fossa, não está? Então o que temos discutido aí por outros posts tem alguma coisa a ver com ataques ao BE ou não tenho sido eu a defender posições de esquerda contra opiniões de direita? Ou você no fundo, com este comentário o que está é a dizer "stop, não se pode tocar no BE"? Mas em contrapartida o seu terreno de caça favorito é o ataque mais ou menos explícito ao PCP, não é verdade? Essa de armar à virgem ofendida já não pega Tchern. Tenha paciência. E o BE não é uma vaca sagrada nem inimputável. É um partido como os outros e como os outros o tratarei.

E o Causas Perdidas não costuma ler os jornais? O Público por exemplo? É que eu li por lá isso e não vi desmentidos e o Louçã nem se pode queixar de falta de tempo de antena no Público, ainda me lembro quando foi da bronca do aborto com o Portas logo a seguir deram-lhe uma coluna de opinião para se explicar. O que o chateia é que a manobra divisionista do BE vingou mas o odioso não caíu sobre a CDU, conforme planeado e combinadíssimo com o PS.

Publicado por: Margarida em outubro 7, 2005 02:53 PM

Caro André Carvalho,
Grande resposta, sim senhor. O Sr. que se diz bomba não passa de uma bala murcha...

Publicado por: RAF em outubro 7, 2005 03:18 PM


BOMBA RULES, OK!

Publicado por: Margarita and the Master em outubro 7, 2005 06:13 PM