« CEM ANOS DE E=mc2 (NO REFERENCIAL DA TERRA) | Entrada | NEW SKIN FOR THE OLD CEREMONY »

setembro 27, 2005

O CARTAZ POLÍTICO É UMA ARMA (QUE SE AUTO-DESTRÓI)

Ainda alguém há-de fazer, com a devida profundidade, um estudo sobre o impacto da propaganda política na evolução do design gráfico (impacto tremendo, já se vê). Enquanto esse dia não chega, gostava de partilhar com os nossos leitores algumas pérolas que descobri, à beira da estrada, durante as minhas deambulações algarvias da semana passada, em pleno auge da pré-campanha para as autárquicas:

1)

ferragudo.jpg

Acima de tudo um slogan que tenha (ou não fôssemos nós esse incansável país de poetas) uma rima.

2)

certo.jpg

Homem certo (talvez), bigode e gravata errados (de certeza). Antes de modernizar a terra, seria preciso modernizar o candidato.

3)

cabanense.jpg

Um candidato igual a si? Igual? Como diria um algarvio célebre: safa...

4)

mestre.jpg

«Tudo por Cabanas». Menos o bom gosto.

5)

fialho1.jpg

Viva a informalidade. O candidato do PS à Câmara de Tavira, Joaquim Fialho Anastácio, não usa gravata nem nome próprio. É só o Fialho. E é de confiança. Como o restaurante de Évora.

6)
macario.jpg

Macário Correia vintage: "prá frente é que é caminho". Mesmo quando à frente estão umas árvores raquíticas e um depósito de água a precisar de pintura.

7)
juventude.jpg

Para o fim deixo a obra-prima absoluta, assinada pela candidatura do carismático Fialho tavirense. Um apelo à juventude do concelho, ao melhor estilo da mais vetusta montra do mais vetusto fotógrafo de bairro. Gurus do marketing político, aprendam.

Publicado por José Mário Silva às setembro 27, 2005 11:41 PM

Comentários

até do ponto de vista do marketing politico isto anda mal. mesmo nas grandes cidades, os milhões de euros que se gastam em publicidade partidária não ultrapassa o nivel do slogan mais básico das rádios locais: "retrosaria mendes, um mundo de qualidade e bom gosto ao seu inteiro dispôr"...
até temo ir verificar como serão os cartazes de campanha do nosso amigo Real.

Publicado por: tchernignobyl em setembro 28, 2005 08:12 AM

Sensacional!
:-)

Publicado por: Marco Oliveira em setembro 28, 2005 10:28 AM

Eh!Eh! Assim até eu podia ser um criativo designer da política!

Publicado por: zangalamanga em setembro 28, 2005 10:43 AM

O último cartaz é o melhor de todos!!!

Publicado por: Ricardo Alves em setembro 28, 2005 12:36 PM

Existem cartazes ridiculos para todos os gostos e de todos os partidos / candidaturas. Até do BE!

Publicado por: Fatima Cordeiro em setembro 28, 2005 07:21 PM

Quando já parece impossível, cada vez que há uma campanha conseguem sempre surpreender-nos... E não é só no Algarve, a falta de ideias e de bom gosto alastra-se a todo o país. E estes maravilhosos exemplares vão ficar expostos, durante largos dias, depois das eleições.

Publicado por: Catarina em setembro 28, 2005 09:25 PM

JMS,

foi pena não teres alargado a tua recolha Tavirense até à frequesia de Altura... por mais incrivel que pareça, lá encontram-se outdoors ainda melhores.

Publicado por: NG em setembro 28, 2005 11:18 PM

se se fosse fazer um levantamente exaustivo ( e talvez mercesse a pena fazê-lo! que tal uma ideia para um livro Zémário? tipo Taschen... "cartazes de uma campanha eleitoral num país europeu no início do século XXI. às tantas fazia escola...) não havia espaço neste blog. há duas semanas atrás fui de Lisboa à Galiza, e ao longo do caminho foram só incêndios e cartazes deste género.

Publicado por: tchernignobyl em setembro 29, 2005 11:07 AM

Zé Mário,
boa colheita! E que tal aquele nada pequeno da "energia alternativa" na via rápida da Costa? (BEdp?)

Publicado por: Jorge em setembro 29, 2005 12:56 PM

Melhor só em http://blogautarquicas.blogspot.com

Publicado por: joão histrião em setembro 29, 2005 05:53 PM

Epa, já não passeava na blogosfera à tanto tempo. Grande post. Presumo que tenhas andando a comer ostras também...
Escusado será dizer: o Fialho é o maior

Publicado por: MCG em setembro 29, 2005 09:39 PM

... E faltam os do sócrates, verdadeiras obras primas do género «promete hoje e não cumpras amanhã».
Rosa Lux

Publicado por: Rosa Lux em setembro 30, 2005 12:31 AM

Há, de facto, cartazes ridiculos, mas há políticos que não lembram a ninguem, tal o circo que os envolve, esses são os verdadeiros palhaços... Ainda hão-de me explicar como é isso de governar uma autarquia atrás das grades.

Publicado por: Sérgio em outubro 4, 2005 05:03 PM