« THE TIMES-PICAYUNE | Entrada | CHUVA »

setembro 06, 2005

A MULHER-PEIXE

«Seria então o caso de, no negro da noite, ter ouvido cantar. Os pescadores bebiam aguardente com uma aplicação de suicidas. Olhavam para as botas de borracha, para o fundo do barco. E o veraneante, pensando nas sereias, estremecia e tentava captar um brilho de olhos de um companheiro, em plena escuridão. Pois não havia luz em parte alguma. Nem junto a eles. Nem nas águas. Nem no céu. Pois não havia nada, nem sequer o embater das ondas contra o casco. Não balançava, o barco. E o mar, branco, naquele branco vazio, o do terror. Um coro de mulheres paira no ar, desdobra-se no ar como uma rede. Mantém-se imóvel sobre o barco, o canto, na imobilidade que há em tudo. Só a mente do homem se desloca, trazendo imagens para a sua frente. E, superior ao medo do momento, a excitação do encontro enche-lhe o corpo. Pois, como todos os ocidentais, ele cresceu no desejo das sereias. A bela mulher-peixe, a da garganta cheia de prata e de melancolia, que leva à perdição os marinheiros, não por maldade, mas por condição.»

Hélia Correia, in «Bastardia», Relógio d'Água

Publicado por José Mário Silva às setembro 6, 2005 08:03 PM

Comentários

Que maravilha, Zé Mario. Tenho que arranjar maneira de o obter rapidamente, esse livro.

Publicado por: Vera em setembro 7, 2005 07:58 AM

Já passei várias vezes sobre este post mas nunca quiz dizer bom-dia porque o meu interesse não é, particularmente, literatura. Mas confesso que já li nacos muito mais excitantes saidos da pena da mesma mulher.. Não sei se será esta eterna mania que tenho de ver tempestades em céus azuis com ajuda de binóculos, mas a mim parece-me que a intenção do ZM (super-sacana da critica silenciosa nem sempre transparente) não foi propriamente a de fazer publicidade não paga aos editores do livro. Por isso, como os platões, fico a coçar no queixo e a pensar na república.

Publicado por: Bombocas em setembro 9, 2005 07:32 AM

"Super-sacana da crítica silenciosa"?
Uau.
Mas olha que me sobreavalias, pá.

Publicado por: José Mário Silva em setembro 12, 2005 09:44 AM