« ANDA PACHECO | Entrada | TRAIÇÃO »

maio 17, 2005

E AGORA, UMA PALAVRA SOBRE MARX ESTRUNFE*

Economically, the Smurf Village is closed-market. There is no money, and all possessions are communal - property of the collective. Everyone is equally a worker and an owner. The Smurfs reject the idea of a free-market economy, with its greed and inequities, and the collective is more important and valuable than the individual. The whole is greater than the sum of its parts. John Lennon asked us to 'imagine no possessions'. The Smurf Village achieves that goal. In fact, many of the ideas expressed in that song are reality in the Village. There is one large piece of capital, or produced means of production, in the Smurf Village: the dam. It is owned, operated and repaired by the entire collective.
The Smurfs all refer to one another by the same title; 'Smurf'. Eg, Brainy Smurf, Handy Smurf, Jokey Smurf, Lazy Smurf, Papa Smurf. This is highly reminiscent of socialist states' use of the word 'comrade' when referring to others, instead of more elitist titles.
(...)
What does Gargomel want to do with the Smurfs? He has two ideas. The first is to eat them. This is unusual, because the Smurfs are small and rare, and would not make as good eating as, say, a deer. It is similar to Sylvester's obsession with eating the golf ball sized meal that is Tweety Bird. There are two explanations. The first is that metaphorically, he wants to devour socialism, as the West wanted to do to the USSR and its satellites during the Cold War through its tactic of encirclement. The second is that as a pure capitalist, he wishes to turn everything into a commodity - including people. The second thing Gargomel plans to do to the Smurfs once he catches them is to turn them into gold. As the ultimate supercapitalist, he is more concerned with his own wealth than with equality and fairness. Like any Adam Smith style capitalist, it is his 'natural' state to want as much money as he can get.

* Apelido aportuguesado

Publicado por Jorge Palinhos às maio 17, 2005 01:04 PM

Comentários

Comunismo no seu "melhor"!

Publicado por: jt em maio 17, 2005 02:18 PM

Peyo

Publicado por: catarina em maio 17, 2005 11:42 PM

Para inglês ver?
A esquerda não deveria ter uma escrita acessivel ao povo?
Não deveria ser contra o capitalismo e a globalização? Texto em inglês?
Internet, carro, telemóvel, dvd, mp3, playstation, comprinhas no shopping....
Assim não custa dizer SOU DE ESQUERDA mas felizmente vivo à DIREITA.
Ganhem Juízo, e guardem as respostas pseudo-intelectuais para quem vos consegue aturar.
Se me quizerem responder, respondam de maneira a que o Povo perceba senão a esquerda não faz sentido!

Publicado por: Pedro Oliveira em maio 18, 2005 03:13 AM

sobretudo dava jeito que a esquerda nem pusesse os pés na internet, já tu não tinhas de te chatear pedro. já agora e falando em contradições alguém te obriga a comentar aqui?

Publicado por: tchernignobyl em maio 18, 2005 07:53 AM

tcher os meus comentários são incómodos?
É que se forem diz, que eu deixo de comentar.
Essa pergunta é quase tão boa como se perguntasses a um chinês se foi obrigado a ter uma filha!

Publicado por: Pedro Oliveira em maio 18, 2005 12:11 PM

pedro deixa de ser idiota e narcisista.
estou-me nas tintas para o "incómodo" dos teus comentários.
se quiseres comentar comenta, se não quiseres vai à vida, agora não te ponhas com chantagens pueris de prima dona ainda por cima a sugerir que alguém poderia estar interessado em "afastar-te" daqui.
comentaste com a agressividade e liberdade habituais, respondi-te da mesma forma, por isso deixa-te é de merdas.

Publicado por: tchernignobylç em maio 18, 2005 03:07 PM

Ok. Já gosto mais de ti!
Já agora, não sou de Matosinhos, ia ser Narcisista porquê?
:-)

Publicado por: Pedro Oliveira em maio 18, 2005 03:33 PM

Sempre as histórias para crianças reflectiram outras realidades e/ou intenções bem mais adultas.
P.S. O povo, ingénuo, mas não estúpido, sugere a divulgação de um manual qualquer que esclareça algumas mentes entorpecidas sobre o que significa verdadeiramente ser de esquerda. Principalmente que fique claro que só um idiota não dá três prá caixa em Inglês, que o capitalismo e a globalização não têm uma relação assim tão exclusiva e que quem é de esquerda ou de direita não tem de abdicar das comodidades da vida moderna e passar a viver em cavernas: os de esquerda, por serem contra o capitalismo/consumismo e os de direita, por serem demasiado conservadores e tradicionalistas.

Publicado por: tb em maio 18, 2005 10:39 PM


Aqui o idiota dá três prá caixa em Inglês, se não desse não teria respondido ao post, sabendo que 9% da população Portuguesa é analfabeta e 35% tem ou frequentou apenas o ensino básico estás a chamar idiota a 44% da população Portuguesa.
Já agora gostava de saber o que é ser de esquerda, quais as políticas de esquerda, quais as suas ideologias e os seus "mentores".
Caso me possas ajudar a entender a esquerda agradecia; o meu email é p_oliveira2001@hotmail.com

Publicado por: Pedro Oliveira em maio 19, 2005 12:46 AM

Para quem dá tão bem três prá caixa em Inglês, encaixas ainda melhor o barrete, em Português:se voltares atrás, verás que ninguém te chamou nada. Nem a ti nem a (que crime!)44% da população. Quanto à tua estatística, tenho a dizer-te que os analfabetos, não raro, sabem mais que muito universitário, o ens. básico tem vários ciclos, falta-te o secundário, as escolas profissionais. Depois, os dados, importantíssimos, sobre o analfabetismo funcional, esse sim, a verdadeira praga!Mas o que te deve preocupar realmente não é o analfabetismo nem o inglês, é sim a igualdade de oportunidades que passa,além do mais, por ter um computador, aceder à Internet,etc., tudo coisas pouco baratas. Ora, se para ti, quem é de esquerda deve viver alegremente na miséria, então o tchern tem razão ao dizer que preferias que a esquerda não pusesse aqui os pés.
Quanto a explicar-te o que é ser de esquerda, informo-te que as minhas aulas não são dadas, custam dinheiro. Além disso, ainda não me explicaste em condições e com calma a tua postura política de "libertário de direita".

Publicado por: tb em maio 19, 2005 03:34 AM

Quanto ao crime dos 44% aqui(http://www.ine.pt/prodserv/censos/index_censos.htm)poderás ver com os teus próprios olhos.
Quando te falo do básico não é o Secundário como também poderás consultar no site que te indiquei.
Quanto à utopia da esquerda, só te poderei dizer uma coisa, é impossivel criar uma sociedade perfeita, a ideologia de esquerda é bonita mas impossivel de pôr em prática.
Outro dado interessante é que nós Portugueses temos uma democracia à apenas 30 anos.
Durante o Euro 2004 tive o prazer de estar a falar com um jornalista Dinamarquês que me dizia: "Vocês não se podem queixar, a vossa democracia é muito recente, na dinamarca temos uma democracia desde 1863 (http://workmall.com/wfb2001/denmark/denmark_history_index.html) e para conseguir com que as coisas funcionassem demorou algum tempo".
Para terminar gostava de deixar aqui um recado:
É completamente IMPOSSIVEL um individuo só ser de direita ou só ser de esquerda! Por isso mesmo revolta-me ver pessoas que se dizem ser de esquerda e viver à direita, e da mesma forma que me revolta pessoas que se dizem ser de direita e ter ideias esquerda.
Isto de direita e esquerda é uma palhaçada!
Dou o meu exemplo, concordo com a maior parte das politicas sociais da esquerda e discordo com a maior parte das politicas sociais da direita, quanto á economia concordo com a direita.

Faz de mim o quê? Penso pela minha própria cabeça, sei o que é justo e o que é injusto!

Publicado por: Pedro Oliveira em maio 19, 2005 12:57 PM

À parte uma leve, leve confusão que vai aí pela tua cabecita, chegaste a uma rica conclusão. Também acho que alguém só de esquerda ou só de direita deve ser um híbrido, mas nunca pelas razões que invocas. Fazes bem em pensar pela tua própria cabeça, mas não te convenças que isso chega para saberes o que é justo ou injusto. Continua a discutir ideias com outras pessoas; esse é o melhor contributo para aprofundar a democracia que temos só desde há trinta anos.

Publicado por: tb em maio 19, 2005 04:39 PM

Marx veio-me pedir encarecidamente que exigisse aos senhores que nunca leram os livros dele (os resumos da Europa-América não vale) que retirassem o seu nome desta posta.

Publicado por: pataphisico_azul em maio 19, 2005 05:24 PM