« O EXEMPLO DE CIMA | Entrada | ELEIÇÕES EM INGLATERRA »

maio 05, 2005

NOTÍCIAS DE ALKMAAR (1)

Hoje, a Antena 1 da RDP transmitiu a partir de Alkmaar, 30 km ao norte de Amsterdão. O estúdio estava montado no «Vestíbulo», um café de tradições culturais, no centro da cidade. O sol brilhava ameno, nas ruas nem vivalma. Hoje é feriado na Holanda. Feriado religioso, pela Ascensão, e civil, já que faz anos, 60 exactos, que o ocupante nazi capitulou. Enfim, era, solarenga e vazia, Alkmaar no seu melhor.
E assim lhe atravessei o centro, belo e antigo, onde às sextas-feiras se faz o mercado do queijo, o flamengo, o tal. Ia eu a caminho da emissão da Antena 1, onde ia ser entrevistado. Eram 8h00 em Lisboa, uma hora menos nos Açores.
Do que eu lá disse não contará a história. Mas desejei a vitória aos leões, foi a minha boa acção do dia. E os deuses estarão agora, em conclave, debatendo o meu voto. Logo saberemos a audiência que tenho entre eles.
Graças à emissão, fiquei a saber que o estádio do Alkmaar não se recomenda. Só um exemplo. Que há retretes para as senhoras, mas que os homens fazem a coisa contra um muro, «construído para o efeito», disse informado o jornalista.
Mas, disse-se ali também, não seria – e não será – um estádio terceiro-mundista que vai desmotivar a legião lusitana. E ali, naquele café, o ambiente era já de festa.
(Fernando Venâncio)

Publicado por José Mário Silva às maio 5, 2005 12:13 PM

Comentários

Muito gratos pela primeira parte da reportagem, Fernando. Ficamos agora ansiosamente à espera do relato da vitória leonina que profetizaste...
:)

Publicado por: José Mário Silva em maio 5, 2005 12:22 PM

E já agora, se não fosse pedir muito, podias fazer um post que se intitulasse Alkmaar de A a Z...
;)

Publicado por: José Mário Silva em maio 5, 2005 12:26 PM

Não 'admitimos' outro resultado que não seja o apuramento do Sporting para a final!

Boa sorte!

Publicado por: Leonel Vicente em maio 5, 2005 12:28 PM

Isso de "fazer a coisa contra o muro construído para o efeito"... Mais holandês do que isso não há, não é, Fernando?

Publicado por: Filipe Moura em maio 5, 2005 12:50 PM

Vamos lá ver... se o Fernando é bênção ou agoiro... Mas a jornada começa auspiciosa, com este saboroso naco de queijo holandês.

Publicado por: Valupi em maio 5, 2005 02:04 PM

Ó Filipe, essa escapa-me. Quero dizer, é eloquente - ou sugestiva - de mais. Só não sei em qual dos pecados humanos brilham assim tanto os meus vizinhos. Mas tu sabes, felizmente! Fico curioso.

Publicado por: fernando venâncio em maio 5, 2005 02:26 PM

Os holandeses sabem que a nossa torcida quando torce faz força, uma força leonina. Assim já não há o perigo de entupirem os canos.

Publicado por: toix em maio 5, 2005 04:48 PM

Pois, "o estádio não se recomenda". Lá poderíamos voltar, com toda a razão, ao tema do investimento público por cá em 10 estádios de futebol para o Euro (uns renovados, outros novinhos em folha). Muito se justificou antes que não podia ser, que não havia infraestruturas modernas para a prática da modalidade (óptimo eufemismo), que em nenhum lado da Europa (desenvolvida, do "primeiro pelotão") se viam complexos desportivos (outro magnífico) a cair aos bocados. Ao menos inverte-se o ónus e podemos apontar o dedo aos holandeses: seus "terceiro-mundistas", como vi ontem fazerem, deliciados, repórteres de duas estações de televisão portuguesas. Ironizo claro. O que vem ao de cima é um provincianismo tão tonto, que dá dó. As coisas que fazem a matéria do nosso orgulho nacional-bacoco.

Publicado por: Afonso Bivar em maio 5, 2005 05:53 PM

Em vez de "solarenga", não será "soalheira"?

Publicado por: RG em maio 5, 2005 07:18 PM

Parabéns!!!

(Nunca, em toda a minha vida, tinha sofrido tanto... pelo Sporting!)

Publicado por: Leonel Vicente em maio 5, 2005 11:09 PM

era difícil?!!

Publicado por: triciclo em maio 6, 2005 12:08 AM

Tem razão, RG, era «soalheira».

Então, loguinho, quando os galos cantarem, vai um «de A a Z» aqui de Alkmaar.

Verdes sonhos.

Publicado por: fernando venâncio em maio 6, 2005 12:16 AM