« SUPERIORIDADES | Entrada | ABRAÇO »

abril 21, 2005

AUTOCARROS (II)

A chuva pela manhã causa um efeito estranho nos autocarros. O calor dos corpos e a humidade dos guarda-chuvas combinam-se e condensam nos vidros. E os passageiros, ainda mal despertos dos sonhos, sentem-se flutuar dentro de uma bolha, através da qual vêem, longínqua e baça, a realidade lá fora.

Publicado por Jorge Palinhos às abril 21, 2005 12:39 PM

Comentários

Bolha branca abençoada
limbo que embala os nossos corpos
abriga-nos um pouco mais
da realidade baça banal bárbara
que nos espera lá fora
mas não nos deixes abdicar
de amar a vida e de joeirar o futuro
agora e sempre
ámen

Publicado por: tb em abril 25, 2005 05:59 PM