« ESTÚDIO VERMELHO | Entrada | UM LANDAY POR DIA »

abril 09, 2005

TROPEÇÃO & GAGUEZ

«Um texto é uma ficção. E ninguém se parece com um texto. O texto imagina, altera, adequa. E a primeira pessoa do texto é uma pessoa transposta com predicados, advérbios e sintaxe. Ao passo que nós somos apenas um tropeção e uma gaguez, não um alinhamento de frases pontuadas, revistas e passadas pelo corrector ortográfico.»
Pedro Mexia, excerto da crónica «A primeira pessoa» (na Grande Reportagem de hoje)

Publicado por José Mário Silva às abril 9, 2005 07:17 PM

Comentários

Este pedro mexia já nao mexe mais!!

www.panteraforum.web.pt

Publicado por: Pantera em abril 9, 2005 07:24 PM

Que original, pantera, que original. Como deves imaginar, nunca ninguém fez essa piada.

Publicado por: José Mário Silva em abril 9, 2005 07:26 PM

Bom, mais um sinal da falência da arte oratória. O Mexia está a falar da sua experiência, e do que observa à sua volta.

Toda a gente é uma ficção, homessa!

Publicado por: Valupi em abril 9, 2005 08:50 PM

Experimentem ler o De Magistro ( O Mestre) de Santo Agostinho e está lá tudo, muito antes de Saussure. As palavras são sinais perdidos entre outros sinais, puras convenções, tão vazias como as formas puras de Kant.

Há paixões que começam por causa das palavras, há paixões que acabam por causa das palavras. Há guerras que começam por causa das palavras, há guerras que acabam graças às palavras.

E nós, perdidos e ocultos atrás das palavras, sempre em busca daquelas que finalmente nos dêem um rasto que anule a nossa invisibilidade e transparência.

Publicado por: Baruch em abril 10, 2005 08:50 AM

predicados a confirmar no futuro:

1º- ainda está para vir o autor que não utilize a primeira pessoa do singular

2º- esse autor fará alegorias do invisível; aos mortais oferece-lhas em palavras aos imortais mostra-lhes o indiviso

Publicado por: joão artur em abril 10, 2005 05:48 PM