« PLAY IT AGAIN, CHET | Entrada | LES BEAUX ESPRITS SE RENCONTRENT »

abril 08, 2005

UM LANDAY POR DIA

«Avivei o sinal do meu rosto e pus sombra nas pálpebras
Agora se me vires, perderás a razão para sempre»

in «A Voz Secreta das Mulheres Afegãs — o Suicídio e o Canto» (compilação de Sayd Bahodine Majrouh, traduzida do francês por Ana Hatherly), Cavalo de Ferro

Publicado por José Mário Silva às abril 8, 2005 08:25 PM

Comentários

A «sombra nas pálpebras».

Estes poemas são belíssimos, leves, complexos, quase de granito, de vidro...

Publicado por: [CB] em abril 9, 2005 03:46 AM