« O PREÇO DA ARTE | Entrada | NAUFRÁGIO NO ATLÂNTICO »

março 31, 2005

UM ROMANCE NADA PRODIGIOSO

«A Luz Prodigiosa», Fernando Marías (Civilização)

Onde se prova que uma grande ideia (e se Lorca tivesse sobrevivido ao fuzilamento, em 1936?) não dá necessariamente um grande livro.

Publicado por José Mário Silva às março 31, 2005 09:36 AM

Comentários

Se não houvesse livro, eu ia dizer que tudo era uma parábola do ZM. Realmente, que bela ideia, e que tristeza desaproveitá-la.

O rapaz quis ser verosímil. Realmente Lorca não pode reaparecer, não pode ser identificado. Mas aí, nesse terreno de tensão, é que, justamente tudo começava. O poeta teria, por exemplo, aparecido a alguns que não o poderiam já contar... Em suma: uma existência completa, mas sem rastos. Ah, tivesse eu tido a ideia!

Publicado por: fernando venâncio em março 31, 2005 10:41 PM