« CAMPO DE OURIQUE CONTINUA A ERGUER BARRICADAS NA BLOGOSFERA | Entrada | ACRESCENTOS & SUBTRACÇÕES »

março 15, 2005

INTERESSE

Houve um tempo em que as notas biográficas nas badanas dos livros eram todas objectivas e circunspectas. Ou seja: banais, cinzentas, previsíveis. Vieram depois as brincadeiras auto-irónicas e humorísticas (o pioneiro, se não estou em erro, foi Rui Zink). Passou a ser "cool" desconstruir a pose necessariamente narcísica do autor. De então para cá, tenho visto todo o tipo de sabotagens e galhofices. Mas nunca me deparei com nada tão sofisticado como a apresentação que Pedro Sena-Lino faz de si mesmo no seu último livro de poemas («deste lado da morte ninguém responde», Quasi):

Pedro Sena-Lino (n. 1977), sexualmente interessado em Deus.

Publicado por José Mário Silva às março 15, 2005 06:47 PM

Comentários

Estamos todos, estamos todos...

Publicado por: Valupi em março 15, 2005 07:30 PM