« FIM-DE-SEMANA COM O ASSASSINO | Entrada | NEVE EM PARIS (2) »

março 13, 2005

SÓCRATES PARTE PARA A GUERRA

É o primeiro combate de Sócrates a exigir coragem e firmeza contra monopólios instalados. E é por uma boa causa.

Publicado por José Mário Silva às março 13, 2005 11:09 AM

Comentários

A ideia parece-me para já bastante vaga, tal como vem sendo habitual em Socrates (espero que não se torne numa mania).
À partida, a medida agrada concerteza ao Lobbie da indústria farmaceutica que vê alargar a sua base de distribuição de produtos.
A implementação desta medida deve ser rigorosamente acompanhada por uma entidade de fiscalização e avaliação do tipo de produtos a disponibilizar. No actual quadro, vender todos os produtos que não estão sujeitos a receita médica pode ser perigoso. Será que as populações tem informação suficiente para tomar os medicamentos de forma cuidadosa? Julgo que é altamente duvidoso, visto que nem os medicamentos de prescrição médica obrigatória, são tomados de forma correcta. É a saúde publica que está em causa, e por isso não pode haver precipitações nesta matéria.

Publicado por: Louco em março 14, 2005 12:22 PM

Independente de apoiar ou não a medida interessa informar os utentes correctamente.
O Secretário-geral da DECO, instituição que muito prezo, defendeu a medida com base no aumento da acessibilidade ao Medicamento e na redução do preço.
A primeira medida não se resolve com os Medicamentos não sujeitos a receita nos Hipermercados se quiser entrar por ai pode pedir mais Farmácias, quanto ao preço é verdadeiramente imperdoável que este responsável não saiba como é formado o preço destes medicamentos. ( Portaria nº713/2000).que leia o 3º paragrafo.... e a televisão emite estas opiniões de forma acrítica. De-se informação isenta discuta-se e então decida-se.

Publicado por: Malhadinhas em março 14, 2005 09:00 PM