« A CRÍTICA DE ARREMESSO | Entrada | A VIDA TAL COMO ELA É FOTOGRAFADA »

março 09, 2005

DO PODER DA GRANDE LITERATURA

Ia a ler J. M. Coetzee no metro. Queria sair no Marquês. Fui parar ao Colégio Militar.

Publicado por José Mário Silva às março 9, 2005 12:02 PM

Comentários

O livro era assim tão chato para teres adormecido pelo caminho?

Publicado por: Filipe Moura em março 9, 2005 02:29 PM

:)
O problema foi o contrário: o livro deixou-me acordado demais.

Publicado por: José Mário Silva em março 9, 2005 07:22 PM

foska-se pá! ca ganda post!

Publicado por: gandazémario em março 10, 2005 03:45 AM

pois estou a pensar levá-lo para a guiné. tenho de falar contigo, ql aconselhas?

Publicado por: filipa em março 10, 2005 10:30 AM

Essa sensação eu conheço. Já me aconteceu várias vezes, não apenas por ir a ler... E depois é aquela sensação, momentânea, de nem se saber bem onde se está ou o que fazer... É bom, para "mudar" de stress.

Publicado por: Biranta em março 10, 2005 10:48 AM