« CITAÇÃO | Entrada | UM ANACRONISMO POTENCIALMENTE FATAL »

março 03, 2005

INAUDITO

Os blasfemos defendem os serviços públicos:

"Porém, o facto é que os alunos preferem, em geral, o Ensino Superior Público, menos por razões do custo das propinas, mas, essencialmente porque esse Ensino ainda tem, na maioria dos cursos, um bom nível, pelos padrões europeus de Escolas Superiores semelhantes."

Acresce que o texto defende umas teorias muito interessantes:

1) O nível de conhecimentos dos alunos portugueses do Básico e Secundário é muito baixo e estes não têm "hábitos de trabalho e de raciocínio".

2) O Ensino Superior Público português é muito bom (especialmente os cursos de engenharia) e os seus alunos (especialmente os de engenharia) estão ao nível dos melhores europeus.

3) Conclusão (não explícita) - Os professores universitários portugueses são os maiores (especialmente os de engenharia).

4) Medidas a seguir: aumentar o poder dos professores com a autonomia, para que eles possam controlar melhor os seus feudos, e retirar o poder aos alunos, cuja participação na governação académica deu origem à qualidade de ensino enunciada no ponto 2 (especialmente para os cursos de engenharia).

Publicado por Jorge Palinhos às março 3, 2005 10:17 AM

Comentários

O autor desse texto não é um blasfemo.

A razão pela qual o ensino público de engenharia é melhor que o privado é simples: o ensino público é financiado com o dinheiro dos impostos há pelo menos 30 anos e o privado não.

Publicado por: JoaoMiranda em março 3, 2005 11:33 AM

A participação dos alunos na gestão da universidade RETIRA diminui a qualidade do ensino. Os alunos estão interessados em obter o diploma, não estão interessados em estudar ou obter conhecimentos técnicos para uma profissão futura.

Publicado por: Nelson Gonçalves em março 3, 2005 02:28 PM

Mas parece-me que os alunos têm todo o interesse em que o seu estabelecimento de ensino seja prestigiado pela qualidade...

E, note-se, é nas "más" universidade privadas que os alunos têm, justamente, menor poder de intervenção no governo académico.

Publicado por: Jorge P. em março 3, 2005 04:20 PM

Caro Nélson: eu fiz parte dos órgãos de gestão da Universidade de Coimbra enquanto estudante. Fui membro da Assembleia de Representantes, da Assembleia da Universidade, do Senado Univerasitário e do Conselho de Departamento. Em todas as situações, o objectivo era melhorar as condições da universidade, fosse de ensino ou outras. Momentos houve de corporativismo, como é óbvio, mas se eram os estudantes a elegerem-nos, também tínhamos de os defender.

Uma das coisas que defendemos na altura (e por que me tentei bater) foi pela avaliação pedagógica dos professores, que assumíamos não estar nas mãos dos estudantes, que apenas participariam numa muito pequena parte. Os professores rejeitaram esta iniciativa durante anos apenas em defesa pessoal e tive professores (e não foram poucos) que me diziam na cara que apenas davam aulas porque era a única hipótese de fazerem investigação e que, no meio de tanta coisa, tinham que sacrificar a qualidade das aulas. Com isto como é que alguém se pode queixar dos alunos?

É realmente verdade que a maioria dos alunos apenas querem tirar o diploma, mas considerando a pressão que lhes é colocada sobre os ombros pelos pais para acabarem o curso nos 5 anos previstos, nem é de esperar que eles consigam fazer mais alguma coisa. Para mais, como os cursos estão feitos para os marrões, é normal que não aprendam grande coisa.

Agora que estou na Holanda a fazer o doutoramento e tenho que dar aulas, vejo como as coisas estão organizadas. Existe um acompanhamento mais em cima e com o objectivo claro de ensinar o aluno, sabendo que se o aluno aprender correctamente passa.

Não coloque as culpas nos alunos, será que lhe ocorreu que eles poderão não ser os culpados de tudo?

Publicado por: João André em março 3, 2005 08:14 PM

Essa explicação da qualidade do ensino público prlo primeiro comentador tem mesmo muita piada. Se o ridículo fizesse engenheiros o amigo João Miranda já tinha outro curso.

Publicado por: Renegade em março 4, 2005 06:47 PM