« BOLETIM METEOROLÓGICO ILUSTRADO PARA PORTUGAL CONTINENTAL | Entrada | É AQUELA ALTURA DO ANO OUTRA VEZ... »

março 01, 2005

ÉTICA É PRECISA, ESTÉTICA NÃO É PRECISA

Harold Pinter, um dos mais importantes dramaturgos contemporâneos vivos anunciou ontem que vai deixar de escrever para se concentrar inteiramente no combate político.
Estes anúncios valem o que valem e ninguém nos garante que amanhã o escritor não volte atrás. Mas não tenho ideia de um autor de tal gabarito tomar uma decisão destas — ou, pelo menos, fazer o percurso nesta direcção.
Duvido que a escolha surta grande efeito, mas não deixa de ser por isso admirável. Alguém que troca o reconhecimento futuro pela construção desse mesmo futuro — não que escrever não seja também construir o futuro, mas é-o de forma egocêntrica —, construção essa que é anónima e muitas vezes ingrata e frustrante, sem prémios, nem antologias, nem direitos de autor, nem aplausos da crítica.

Publicado por Jorge Palinhos às março 1, 2005 11:58 AM

Comentários

Se a tua intenção é espevitar a curiosidade daqueles que vêm dar uma olhadela a esta vitrina bloguista e ao mesmo tempo resguardar os teus posts do perigo de serem ignorados por toda a gente, convém levantares um pouco mais as franjas dessa saia política de pregas amiúde anti-clericais. Dar relevo a este passo da notícia do Guardian poderia ter sido uma boa ideia:
“Last November Pinter was among a group of celebrity campaigners who called for the prime minister's impeachment. He has called Tony Blair "a war criminal" and the US a "country run by a bunch of criminals... with Tony Blair as a hired Christian thug".
Que tambem poderia levar-nos a comparar com aquilo que escritores portugueses tiveram a coragem de dizer sobre esse mesmo assunto, e até talvez te ajudasse a corrigir ou retocar a opinião que tens de que a politica nem sempre granjeará aplausos e prémios.


Publicado por: Ana em março 2, 2005 12:26 PM