« ABSTRACTIO (1) | Entrada | ABSTRACTIO (2) »

fevereiro 26, 2005

REMATE DE KAFKA ENTRE OS POSTES

No canal 2: a selecção portuguesa defronta a checa, em râguebi. Jogo trôpego e banal, a anos-luz das jogatanas do Torneio das Seis Nações. De repente, começo a reparar nas acções do médio de abertura eslavo. Tem bons pés, precisão no remate, arcaboiço, voluntarismo. E corre, corre, corre. E passa, passa, passa. E até, vejam bem, marca três pontos com elegância, com classe. O seu nome: Kafka.
Eis a matéria-prima, a matéria bruta, a matéria não trabalhada da ironia. Façam com ela o que quiserem. Mas sempre vos digo que não descortinei, na equipa deste Kafka jogador de râguebi, nenhum companheiro com o apelido Brod.

Publicado por José Mário Silva às fevereiro 26, 2005 05:40 PM

Comentários

Apenas um pormenor: Cinco nações, cinco; não seis.

Publicado por: Alex em fevereiro 26, 2005 06:42 PM

Alex,
agora é o torneio das 6 nações. À França, Inglaterra, País de de Gales, Escócia e Irlanda, juntou-se nos últimos 3 anos a Itália.

Publicado por: kafka em fevereiro 26, 2005 08:52 PM

vi esse jogo em diferido até às cinco da manhã.
fiquei um pouco chateado quando o stansy se lesionou.o drabek esteve bem."somos" a sétima nação.não há coincidências.nunca haverá.

Publicado por: jean michel em fevereiro 28, 2005 12:13 AM