« Basismo | Entrada | A POBRE MINORIA PERSEGUIDA »

fevereiro 16, 2005

O VALOR DO SILÊNCIO

O senso comum diz-nos muitas coisas sobre o silêncio. Diz-nos que é de ouro, que é acusador, que é aterrador, que é meditabundo, que é gelado, que é embaraçoso, que sobre ele se fazem pactos, que pode ser ensurdecedor, que pode ser ouvido, que pode ser guardado, que pode ser rompido, que é possível permanecer nele, que é possível mergulhar nele, que se pode fazer ou cumprir num minuto ou mais.
Agora também sabemos que, mesmo involuntário, pode dar votos.

Publicado por Jorge Palinhos às fevereiro 16, 2005 02:49 PM

Comentários

Muito gostaria de saber se existe algures um estudo, um blog, uma estatística sobre o nº de horas e minutos consagrados, diariamente ao futebol nos vários canais generalistas e por cabo, durante os noticiários. Além de programas de 2 horas seguidas sobre o tema - quanto a mim, a SIC-Notícias está a passar das marcas.

Se o futebol pudesse ser encarado apenas como desporto, enfim... mas sabe-se que infelizmente não é assim. Violencia, corrupção, impunidade (betão, câmaras, etc.) gastos obscenos num pequeno e pobre país da Europa onde, em pleno sec.XXI, água canalisada e saneamento público estão longe de cobrir todo o território.
É ARREPIANTE (ou como diria uma manifestante de Canas de Senhorim.... ISTO É UM AUTÊNTICO TIMOR....

Haverá um dia algum partido que seja capaz de inverter este estado de sítio? Quando houver, voltarei a votar (sem ser em branco).

Odete Pinto

Publicado por: odete ointo em fevereiro 16, 2005 04:59 PM

Ele há votos de pobreza, castidade, obediência...
S.Jerónimo disse.

Publicado por: Pedro em fevereiro 16, 2005 08:25 PM