« O FILHO PRÓDIGO | Entrada | A ANGÚSTIA DO GUARDA-REDES ANTES DO PENALTY »

fevereiro 04, 2005

E AGORA?

Os primeiros resultados das eleições do Iraque permitem prever uma vitória esmagadora para a coligação de partidos xiitas, se bem que até ao final das contagens seja de esperar uma "moderação" na vantagem que parece ser evidente até ao momento.
O Dr. Allawi, o funcionário de serviço que se arranjou para desempenhar a figura de "proconsul", obtém um resultado marginal mesmo considerando que não teve o "contraditório" dos partidos sunitas que pelo seu lado ficam - em grande parte por opção própria - largamente de fora do sistema político que sairá destas eleições.
Dado o posicionamento habitual dos shiitas face ao "Grande Satã" e as ligações conhecidas aos xiitas iranianos, qual será agora o posicionamento dos invasores?
Até que ponto será aceitável para os cidadãos laicos iraquianos o resultado da eleição por via democrática dos radicais islâmicos?
Até que ponto os vencedores das eleições terão de aceitar as medidas económicas impostas arbitrariamente pela CPA com uma irresponsabilidade política que neste processo tem andado a par da mais descarada venalidade, fortemente condicionadoras da soberania do estado iraquiano?
Até que ponto a degradação do nível de vida experimentada pelos iraquianos desde a invasão e que potenciou a eclosão da resistência em muitas áreas do país vai permitir o estabelecimento da paz mesmo nas áreas maioritariamente xiitas?
A procissão ainda vai no adro e continua com um ar muito feio mesmo para o desenlace de quaisquer dos "finais felizes" calendarizados para efeitos de marketing pelos invasores .

Publicado por tchernignobyl às fevereiro 4, 2005 01:07 PM

Comentários