« QUESTÕES DE PASTELARIA | Entrada | F »

julho 26, 2004

ALERTA LARANJA

Com Santana Lopes a brincar aos primeiros-ministros, à frente de um Governo instantâneo (como os pudins), hipertrofiado e aleatório, vai ser ainda cada vez mais difícil encontrar alguém que ponha travão ao descaramento insular de Alberto João Jardim.
Ainda ontem, fazendo tábua rasa de todos os abusos orçamentais dos últimos anos, o ogre do Funchal disse em Chão da Lagoa, no seu estilo truculento (e sem se desmanchar), que o continente deve «26 milhões de contos à Madeira»...
E isto, meus amigos, é só o princípio.

Publicado por José Mário Silva às julho 26, 2004 08:57 PM

Comentários

E ele deve à madeira, um mesmo número de anos de democracia.

Publicado por: cachucho em julho 26, 2004 10:06 PM

Alguém é capaz de calar estes tipos da RIAPA? A liberdade de cada um terminaonde começa a liberdade do outro, e eu acho que os internautas que têm um QI igual ou superior a 100 (e os que não o tendo, não dizem só baboseiras como parece ser o caso da RIAPA) têm o direito de navegar sem ler estes disparates inomináveis e execráveis. O botão de "Apagar" serve para alguma coisa - eu não tenho o direito de despejar o lixo da minha casa no quintal do vizinho!!

Publicado por: Prometeu em julho 27, 2004 03:21 AM

Gente, e que tal dar a independência à Madeira? Os madeirenses ficavam com o sr. Alberto (elegeram-no, não foi?), o sr. Jardim ficava com a zona franca e nós ficávamos livres dos sacos sem fundo do sr. João. Era o melhor dos mundos...

Publicado por: João em julho 27, 2004 06:25 AM

Eu estou na Madeira e concordo...

Publicado por: curioso em julho 27, 2004 05:26 PM

A Oposição é saudável e faz falta à democracia, seja de que cor for. É isso a alternância democrática de poder...
A Oposição é importante como é e as Berlengas são importantes como são. Não vejo razões para mudanças. Juntar as duas ia estragar ambas.

Publicado por: João em julho 28, 2004 11:07 AM

Mas por que raio se fala tanto deste fulano, não seria melhor ignorá-lo. Também concordo que se dê a independência á madeira,assim não estaria-mos sempre a aguentar com as despezas do sr.Alberto, eles que se amanhem, já que gostam tanto dele.

Publicado por: luis em julho 28, 2004 06:52 PM