« UM PESADELO DEMASIADO REAL | Entrada | PAREM AS MÁQUINAS »

julho 23, 2004

DOES ANYBODY HERE REMEMBER THE DIALECTIC FOX?

Pois, ela voltou. A nossa querida raposa dialéctica voltou. E o blogue estava noutro lugar, o Durão Barroso estava noutro lugar, o país estava noutro lugar. Bandeiras nas janelas, convulsões políticas, ressaca do Euro, o diabo a sete. A pobre sentou-se na esplanada, a beber uma Super Bock Green (outra novidade), com aquele ar perplexo de quem volta a casa e encontra os móveis todos fora do sítio.

- Então, vais contar o que andaste a fazer pelo mundo, durante estes meses todos? - perguntei.
- Não.
- Estás triste?
- Não.
- Inquieta?
- Não.
- É por causa do Santana?
- Do Santana?
- Ainda não sabes?

Ainda não sabia. Expliquei-lhe. Ela abriu a boca de espanto.

- Pensava que era por isso que estavas tão desanimada.
- Agora é. Há bocado não era.
- Correram-te mal as voltas pelo mundo, foi isso?
- Um dia talvez me apeteça contar. Hoje não.

Acabou a cerveja. A tarde declinava.

- Zé Mário?
- Diz.
- Sentiste a minha falta?
- Sim.
- Estás contente com o meu regresso?
- Claro.
- Achas que sou «fair and balanced»?

Publicado por José Mário Silva às julho 23, 2004 10:05 AM

Comentários

Bem vinda, raposa dialéctica! Eu senti a falta dela. Acho que ela ainda nem sabia que o BdE se tinha mudado para a weblog, ou estarei errado, Zé Mário?

Publicado por: Filipe Moura em julho 23, 2004 10:54 AM

Não sabia, não. Coitadinha. Anda muito atordoada com este «excesso» de novidades, cá na pátria.

Publicado por: José Mário Silva em julho 23, 2004 01:08 PM

Ao menos, uma boa notícia. Tivemos saudades, Raposa Dialética. Ainda bem que voltaste.

Publicado por: SP em julho 23, 2004 02:07 PM

Aqui estava um comentário de Valéria Fadista que respondia, no mesmo tom, aos insultos do RIAPA. Como é óbvio, se apagamos a causa, também temos que apagar a consequência.

PS: Valéria, por favor, não alimentes a besta que queremos erradicar.

Publicado por: José Mário Silva em julho 23, 2004 03:06 PM

Ia comentar o post mas até a modos que se me varreu. Esta Valéria é demais. Aprendi umas coisas, é certo!

Publicado por: Rogério da Costa Pereira em julho 23, 2004 03:20 PM

Nao creio que seja a Valeria que anda a afixar estes comentarios. Confirmem os IPs. Devem ser os RIAPAs em nome dela (mesmo que as palavras sejam dela, originalmente).

Publicado por: Filipe Moura em julho 23, 2004 04:18 PM

Olá valeria, que saudades da tua linda Prosa.

Sabes que eu gosto muito de ti..

Publicado por: Canzoada em julho 23, 2004 05:00 PM

Apelo a todos os comentadores: deixemo-los ladrar à vontade. Isso é que os mata.

Publicado por: Turra em julho 23, 2004 05:10 PM

Já reparaste, Carlos Pontas, que ninguém te obriga a ler o que aqui se escreve. És assim tão masochista?

Publicado por: José Mário Silva em julho 24, 2004 09:27 AM